História Meu inferno astral - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Cap 2


Fanfic / Fanfiction Meu inferno astral - Capítulo 2 - Cap 2

 Ela sem mais nem menos me abraçou e eu sem perceber já estava chorando na curvatura se seu pescoço ela simplesmente foi tudo que eu tinha ali na hora de fragilidade .

Meu corpo por esta fraco e eu n aguentar nem o meu próprio peso eu começo a ficar mole e ela apenas continua me segurando.



(S/n on - Jeon off)


Assim que senti ele amolecer em meus braços n deixei de segura-lo em me sentei no chão e deixei ele entre minhas pernas enquanto o acariciava e o via chorar.

- pode desabafar eu estou aqui ....

Falei baixinho , ele mesmo assim continua quero então eu volto a falar :

- sabe , eu não sei como é ter uma família de verdade , que sai pra todos os lugares , eu não sei o que é ter irmão presente ou país ! Eu não o que é amar ....eu só sei o que é sofrer , eu vejo desde muito pequena pessoas , minto , vejo resto de pessoas sofrendo , eu tenho um pai sim rs .... Mas ele n me trata como uma qualquer desde sempre ! Eu sou filha do rei do inferno bem ....tem coisa pior ? 


Consigo arrancar uma risada do mesmo .

- eu nunca tive amigos , eu só brincava com demônios pirados , ou almas penadas ! Meu pai acha q eu quero governar aquele lugar horrendo , acha q eu sou igual a ele , mas na vdd não ! N precisa ter medo de mim Jeon ! Eu sou uma boa monstrinha ... Ele disse q eu só volto para meu lar se eu te levar junto cmg , mas você precisa é de ajuda e não de ser levado desse mundo que a coisas boas .... Converse cmg ..... Pfv ... Uh ?


Ele suspirou, me olhou e deitou em meu peito novamente.

- tudo bem , eu tenho 21 ..... Com 16 eu vi meu pai matar a minha mãe...... Na minha frente ,foi o pior dia da minha vida ! Ele ainda acusou me matar se eu contasse a alguém .... Com 18 em fugi dele , mas n demorou muito pra ele vir atrás de mim .... Eu sem pensar duas vezes apertei o gatilho em sua cabeça. Mesmo com ódio dele , eu ainda o amava por ele ser meu pai , e eu tenho pesadelos , escuto vozes e vivo bêbado .eu estou prestes a ser despejado e a morrer de fome já que eu parei de trabalhar por conta minha depressão e pressão psicológica e arrependimento .


Eu fico o escutando e confesso q eu estava chorando .


- eu nunca cheguei a desabafar com ninguém , além de você .....que chegou a pouco tempo pouquíssimo tempo, eu só me senti seguro , sem contar que a mulher q eu amei abortou o meu filho , eu devo muitas pessoas e estou sendo ameaçado por todas elas ! A família q eu deviria ter ao meu lado me ajudando a ter um psicólogico bom me deixou sozinho s/n , eu estou literalmente sozinho aqui! Então eu sou um drogado, alcoólatra cheio de dúvidas e que n tem alma mais .....


Eu preciono meu dedo em seu braço e escuto um "isso queima" vindo do mesmo quando eu tiro havia um coração ali (foto da capa) .


- agr eu tô aqui! E você tem meu coração.... Você agr tem q me prometer cuidar dele , pq Senn cuidar ele vai desaparecendo aos poucos e se cuidar certinho vai está preenchido com a cor vermelha... 

Sorri ladino.


- vamos levante , precisaste de um banho ! Você é muito porquinho nhe 

Brinco com o mesmo vendo ele sorrir .

Ele vai para o banheiro tomar  banho enquanto eu fico semtanda pensando em como resolver sua vida .

.

.

.

.

.

.

.

.

.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...