1. Spirit Fanfics >
  2. Meu irmão possessivo ( Jikook - Kookmin ) >
  3. Desprezo.

História Meu irmão possessivo ( Jikook - Kookmin ) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura Jikookas ✌️😗

Essa e minha primeira fanfic nessa conta e espero que gostem!

Capítulo 1 - Desprezo.


Fanfic / Fanfiction Meu irmão possessivo ( Jikook - Kookmin ) - Capítulo 1 - Desprezo.

Eu e meu irmão, éramos tão unidos e inseparáveis, até o ponto que dormiamos no mesmo quarto e nos vertiamos iguais. Eu tinha o melhor irmão do mundo mesmo ele sendo mais velho, e como nos e todas as crianças ingênuas e inocentes tem promessas... E que maldita promessa! 


Jimin- Promete nunca, nunquinha me abandonar?


Jungkook- prometo!


Isso foi a 3 anos atrás, desde que ele se foi para o Estados Unidos tentar a vida.

E ele conseguiu!


Ele e um empresário super importante dos EUA, vi ele apenas por fotos e revistas.

Quando ele foi era apenas eu e minha mãe, meu pai havia falescido quando eu nasci, e minha mãe sempre criou nois dois sozinha.


Mais como nem tudo e um mar de rosas ela também partiu...

Eu estava sem chão, e pior! Sem ter onde ficar, pois sou menor de idade...mais o que eu menos esperava aconteceu, esse DISGRAÇADO voltou. E eu? Tive que ir morar com ele e abandonar todos os meus amigos.



{ EUA Nova York às 11:44 }



Eu havia chegado na sua enorme casa, era tão espaçosa que até mesmo posso me perder nela.


Meu irmão? Eu e ele não nos falamos desde que ele foi me buscar.


Jungkook- fica avontade maninho...- ele deixou seu casaco sobre o sofá de couro na sala.


- meu nome e Jimin! - ele revira os olhos e eu dou de ombros - aonde e meu quarto?


Jungkook- eu levo você - ele ia se levantar.


- só me diz aonde e - ele respira fundo e se senta novamente.


Jungkook- última porta do corredor a esquerda...


{ Jungkook on }


Ele tá tão frio comigo, eu até entendo mais faz tanto tempo e ele continua ressentido??


{ 3 anos atrás }


Estava eu no meu quarto arrumando minhas malas pra ir aos Estados Unidos a uma entrevista de emprego que era a chance da minha vida.


Vejo meu irmão menor, Jimin, de apenas 13 anos adentrar meu quarto, com os olhos cheios de lágrimas e pijama.


- maninho não chora por favor...- me aproximo dele.


Jimin- então n-não vá...- ele me abraça e eu o pego em meu colo.


- mais eu tenho que ir maninho, você tem que cuida da mamãe - ele em um instante me empurra e me encara.


Jimin- se você passar por aquela porta...- ele abre a porta do meu quarto - não sou mais seu irmão, e faço questão de esquecer você pro resto da VIDA! - ele bate a porta com força.


Me magoou bastante o que ele disse, e por ele eu não iria mais eu não tinha escolha, é além do mais ele e uma criança...acho que com os anos ele vai entender...


E nessa mesma noite eu parti sem me despedir dele.


{ Agora on }


- vai ser tão difícil viver com o seu desprezo...- me desmancho no sofá derrotado com minha ideias de tentar aproxima meu irmão mais novo de mim.


Ele me considera como um estranho! Como posso conviver com isso? Ele disse que preferia morar na rua ou ir para o orfanato do que conviver comigo! Seu próprio irmão, ou ele falou aquilo da boca pra fora? Aish! Calma, ele deve tá assim por que a omma acabou de morrer...vou dar um tempo pra ele.


Me levanto e vou até meu escritório, aonde eu faço um telefonema para pedir nosso almoço.


{ 14:25 }


Jimin não desceu pra comer, e nem se quer saio do quarto, ele não queria me ver, e acho que se ele nunca sentisse fome ou sede, era capaz dele morar naquele quarto.


Estou na sala revisando uns contratos para ver se me distraio, mais toda minha atenção e voltada a meu irmão que descia as escadas de pijama com os seus cabelos levemente bagunçados.


- Jimin?! - chamo pelo menor que nem sequer me olha e vai para a cozinha.


Me levanto e vou até o cômodo aonde o mesmo estava.


- eu falei com você! - falo em um tom meio alto.


Mais mesmo assim ele não liga, coloca em um copo de vidro um pouco de água. Isso me aborrecia bastante ser ignorado e ele? Sabia perfeitamente disso!


- Jimin! - falo em um tom mais alto.


Até que ele deixa o copo da mesa e me encara.


Jimin- o que é? - ele nem mesmo se esforça pra que eu perceba que ele não gosta da minha presença.


- tudo bem? - ele sorri e abaixa a cabeça e escuto seu profundo suspiro.


Ele levanta a cabeça ainda com aquele sorriso que tenho certeza que e sacartisco.


Jimin- está tudo ótimo! O que te faz pensar que não estou bem? Eu estou perfeitamente bem! - ele me encarava com lágrimas nos olhos que aos poucos se formava em seus olhos.


- certeza que está bem? Não quer conversar? - ele nega ainda segurando o choro.


Jimin- era só isso? 


Jungkook- Jiminie!


Jimin- e JIMIN pra você - nesse tom alto que ele falou comigo, ele já estava a deixar as lágrimas rolarem pelo seu rosto.


Chego perto dele e o abraço, que o mesmo fica sem reação, pude sentir seu corpo quente e sua respiração ofegante por uns segundos, pôs o menor tratou de me empurrar e assim pude ver novamente sua face que agora já estava tomada pelo choro.


Jimin- não encosta em mim de novo, e nem ouse a se aproximar de mim! - ele sai correndo da cozinha me deixando sozinho.


Ele não mudou nada, está do mesmo jeitinho.


Tímido, infantil, imaturo, fofo, frágil, sensível e principalmente lindo.


Sim! Eu sempre adimirei a beleza do meu irmão, sempre reparei em seus detalhes, sua boca e as vezes me pegava em sonhos ou pensamentos impuros com o menor, que as vezes me tirava a concentração e noites de sono.


- não me despreze mais Jiminie...


{ Jimin on }


-  aish droga! - resmungo ao chegar no meu quarto me deitando na cama.


Fui fraco! Chorei na frente daquele imbécil e sínico, como ele teve coragem de me chamar de meninho? E de depois de tanto tempo longe tentar me consola? Há Jungkook, posso ser uma criança, mais vou fazer da sua perfeita vida um grande inferno, que você vai desejar nunca ter voltado e me tirado do meu lar de perto dos meus amigos.


- eu te odeio! - falo socando o travesseiro e deixando lágrimas caírem em meu rosto - se você não tivesse isso e não tivesse deixando a mamãe quando ela mais precisava..ela não teria morrido e nem estariamos assim agora...


Vai se arrepender...


{ Dia seguinte às 08:26 }


Acordei com um pequeno raio de sol batendo em meus olhos.

Não demoro para levantar e ir para o banheiro fazer minhas higienis matinais e tomar um belo de um banho pra começar o dia, o mais terrível dia!


{ Jungkook on }


Estou tomando café sozinho, na cozinha para ir ao trabalho. Vejo Jimin adentrar a cozinha e se servir um copo de leite.


- bom dia mini...Jimin...- era tão difícil me acostumar com a ideia de chamar pelo nome.


Mais isso e questão de tempo...


Como eu não esperava ele me responde.


Jimin- bom dia...- ele pega o copo e se retira.


Ele deve ter falado por educação?


Acabo de tomar meu café e vou até meu quarto para o andar de cima, passo pela sala e vejo o menor sentado no sofá assistindo desenho animado. Aish Jimin!!!

Vou até meu quarto para escovar os dentes. Mais logo desço novamente.


- Jimin eu vou trabalhar é...se importa de fica sozinho por umas horas? - ele nega - até mais tarde.


Jimin- vê se demora pra voltar tá? - reviro meus olhos e saio de casa.


{ Jimin on }


- vamos ver o que tem dentro do escritório dele???


Notas Finais


https://www.spiritfanfiction.com/perfil/parkjimelly2013

Essa e a minha segunda conta!!! Vão lá.

E espero que tenham gostado uhuu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...