1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Koala Com K - NamJin >
  3. Layla e Koya, Koya e Layla.

História Meu Koala Com K - NamJin - Capítulo 26


Escrita por: BPP306

Notas do Autor


Bora lá?
Boa leitura baby's!!

❤️🧡💛💚💙💜🍉🍉🍉💜💙💚💛🧡❤️

Capítulo 26 - Layla e Koya, Koya e Layla.


Fanfic / Fanfiction Meu Koala Com K - NamJin - Capítulo 26 - Layla e Koya, Koya e Layla.

Como já dizia a lei de Murphy: se algo pode dar errado, vai dar errado. 


Como posso provar isso? Simples. 


Hoje é segunda-feira.


Dia normal para camponeses e cidadãos do mundo, Jin saiu pra trabalhar logo pela manhã, deixando um beijinho na testa de cada morador da fazenda, até mesmo na Mimosa que estava dormindo, já que o sol já tinha nascido. 


Nesse momento todos estavam no cômodo central da casa, Hoseok na cozinha e os outros na sala, menos NamJoon, que mesmo acordado não saiu do quarto do mais velho. Jimin, Jungkook e Tae conversavam entre si para saber quem iria "acordá-lo" enquanto Hoseok preparava o café da manhã 


— Então… quem vai? 


— Eu voto no Tae! — falou Jimin.


— Eu também! Ele não fala normalmente a dois dias, desde que o NamJoon chegou — concordou Jungkook. 


— Mas… — tentou Kim. 


— Dois contra um, Taetae — concluiu Jimin. 


— Tá… Taetae vai tentar, mas fiquem por perto pra me proteger… — pediu inocente apertando seus próprios dedos e prensando seus lábios. 


Saindo da sala, Taehyung bateu na porta e sem uma resposta ele entrou acanhado. NamJoon ainda deitado abriu seus olhos e encarou Tae sério, sem soltar nenhum som.


— Bom dia… — disse Kim mais novo ao fechar a porta e se aproximar, NamJoon estava coberto até as axilas, deixando seu pescoço e ombros descobertos, no mínimo ele estava sem camisa — Eu… — limpou a garganta tentando se concentrar nas palavras — Eu vim te chamar pra tomar café… logo vai estar na mesa. 


— Obrigado… — falou — Taehyung? 


— Sim? 


— Você é sempre tão tímido? 


— É… eu não sei dizer… acho que não… 


— Eu… te incomodo? 


— Não. 


— Tem certeza? 


— Taeta-... Quer dizer… tenho. 


— Por que pensa tanto pra falar então? — o mais novo mordeu o lábio e foi para trás lentamente, se sentindo encurralado, mesmo que NamJoon continuasse imovel na cama. 


— VEM COMER! — gritou Hoseok da cozinha. 


Tae segurou a maçaneta atrás de si, torcendo para que NamJoon não falasse mais nada. 


Se arrependeu amargamente por torcer pouco.


— Eu te deixo desconfortável.


— N-Não é i-isso-so… Eu só… 


— Tudo bem, eu entendi — sorriu fraco acenando com a cabeça ainda no travesseiro — Eu tenho que me trocar, pode ir, eu encontro vocês na mesa.  


— Ta-Tá… 


Saindo do quarto, Tae se sentiu péssimo, culpado, pesado, tinha feito algo horrível! 


— 'Dicupa' Nam… — sussurrou apertando a maçaneta em sua mão, olhando pra porta fechada, suspirando e saindo dali, encontrando os outros híbridos na sala.


.


.


.


— Bom dia, Layla! Como é que tá esse barrigão, em? Posso ver? — pegando a coala, Jin a leva pra sala de ultrassom, e sem passar gel nenhum, Jin colocou o aparelho em sua barriga, no inferior perto da terceira vagina, acariciando os pelos para mantê-la calma — Hum… Ele já está bem grandinho em… dois centímetros e meio, parabéns mamãe! — falou Seok sorrindo bobo.


Uma coala fêmea, uma marsupial, diferente dos outros mamíferos, tem três vaginas, a central é chamada de pseodovaginal, onde saí o bebê. No caso das outras duas são ligadas aos dois úteros. Um coala macho, possui um pênis bifurcado que possibilita a disseminação do sêmen para o interior das duas vaginas da fêmea. 


Elas normalmente são extremamente agressivas quando se trata de seus filhotes, e, ainda grávida, a coala olhava pra todos os cantos procurando algo mas a única coisa que fez foi agarrar Jin, o braço do maior, com medo. 


Seok estranhou, Layla não deveria confiar tanto em si, certo? Tinha algo errado… 


— O que foi, Layla? — a menor olhou pro veterinário, ela parecia sentir um cheiro em si, procurando pelo mesmo — Layla? — a coala escalou o corpo de Jin, verificando tudo, mas não encontrou nada — O que aconteceu com você, em? — pegando o animal de seu pescoço, Jin a colocou em seu colo como um bebê, acariciando seus fios cinzas misto: claro e escuro. 


Ela parecia agitada, sentia o cheiro de algo… 


Talvez fosse… 


Não… 


Por quê?


— Está procurando o Koya? — ela pareceu reconhecer o nome, olhou pra boca de Jin como se aquele nome fosse ouro — Ah… É ele, não é? Ele está bem Layla… — a coala cheirou seu pescoço, onde sempre Koya cheirava, ela cheirou seu ombro, onde Namjoon dormiu nessas duas noites, cheirou seu cabelo, onde Namjoon fez carinho a noite toda — Por que você sente falta dele? Você… não gostava dele… né? Não faz o menor sentido… 


"Toc-Toc"


— Entra!


— Jin?


— Oi, Yoongi. 


— Como tá o Koya? — a coala olhou pro híbrido interessada, definitivamente reconhece o nome.


— Bem… Yoongi, qual o histórico da Layla? 


— Ah… eu imagino que não tenha, Jin, ela não dá muito trabalho, mas eu vou checar e te falo. 


— Tá bom, obrigado… 


Após Yoongi sair da sala, a coala fixou no pescoço de Jin e não saiu nem quando chegaram no habitat da menor, ela não parava de cheirar o veterinário, mesmo que ele tivesse um cheiro bom misturado com vários outros, o de Koya ainda estava nele, não importa quando banhos Seok tomasse, o cheiro do alfa ainda predominava.


Jin foi marcado e nem sabia, mas a coala sentiu, sentiu o cheiro de seu irmão não importava o lugar ou pessoa, seu irmão mais velho, conectados pelo coração, separados por famílias e classificações. 


A pequena coala sentia o lado humano de seu melhor amigo, mas nunca imaginou que seu lado humano marcaria seu veterinário apenas pelo cheiro impregnado. 


Ou… Talvez… Jin fosse o Koya… 


Tudo é possível na cabeça da coala.


Ela não largaria Seok nem mesmo se oferecessem a árvore mais saudável do mundo. 


— Layla… pequena, eu preciso cuidar da Cristal… me solte… — Jin tentava retirá-la de si delicadamente, mas nada adiantou, sabia que usar força só a machucaria, mas ela não era um híbrido, a sociedade não deixa com que Jin a carregue por aí igual fez com Koya.


Jin estava perdido. 


Afinal, por que Layla é assim? 


— Jin? Até que enfim! — falou Akira chegando ofegante no habitat — A Layla, ela… — deu uma pausa pra respirar — ela não tá bem, Jin. Não come e nem bebe. 


— Mas… — fraquejou Seok desistindo de retirar a menor de si, que o agarrou mais, subindo em sua cabeça, formando um tipo de capacete em Kim. 


— Jin? — falou Yoongi chegando também, quando os dois homens se aproximaram de Jin a coala urrou pedindo por ajuda, os outros coalas, no caso Jay e Jeff se assustaram e se agarraram aos galhos, observando a cena. 


— Jin — chamou Akira apontando para trás de Kim, vendo os coalas se aproximarem rápido demais, descendo das árvores e engatinhando até Jin, entrando na frente dele, ficando entre os três homens, a coala urrou novamente e Jeff e Jay subiram em Jin. 


Uma fêmea não urra, a menos que… 


Yoongi concluiu suas perguntas: 


— A Layla é…


Notas Finais


Vish... Falo é nada...
Pior que hoje eu não vou falar mesmo, só...

Continua???

Desculpem o atraso!

💜🌈💜🌈💜🌈💜🌈💜🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...