História Meu lobinho - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Mike, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellps, Jvtista, Mitw
Visualizações 35
Palavras 645
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Abandono


Fanfic / Fanfiction Meu lobinho - Capítulo 1 - Abandono

Kate e Maria viviam juntas em Skovam com seu filho Natem e seu lobo Pac, um lobo albino. Skovam é uma cidade muito pequena onde todos se conheciam, então Pac era amado por todos mesmo ele sendo um lobo.

Um dia Maria levou Natem e Pac para passear passando na lojinha do senhor Zé onde Pac ganhou um pedaço de carne e Natem um lanchinho, no final do dia Maria levou os meninos para casa, chegando lá, se encontra com sua esposa, Kate a esperando feliz.

 - amor você não vai acreditar - disse indo até Maria a beijando- eu ganhei uma promoção!

- serio? Que maravilha - diz colocando Natem e Pac pra dormir.

- mas tem um porem – diz Kate.

- e qual é? –pergunta Maria.

- fica em outra cidade, fica em Chorlé – diz Kate.

- em Chorlé? Mas fica a 5 horas daqui- diz Maria.

- por isso eu aceitei a promoção, vamos nos mudar.

- esta tudo bem, podemos arrumar uma casa, uma escola- diz Maria.

- bem esta decidido, vamos nos mudar- diz Kate.

 E assim foi feito, arrumando as coisas para se mudar, Kate resolvia o seu trabalho, ela trabalha como Designer de moda para uma empresa japonesa. 3 dias depois estavam colocando as coisas no caminhão.

- 6 horas depois-

Quando chegaram, ficaram felizes pelo o que viam, uma casa perfeita, com 3 quartos, 1 quintal de fundo, 2 banheiros, 1 sala de estar, 1 cozinha e um jardim.

1 semana se passou e um dia Maria estava indo levar o Natem para a creche junto com pac, quando se aproximaram de uma criança, pac bocejou mostrando seus dentes ao menino que se assustou e começou a chorar, quando sua mãe foi ver o que aconteceu, viu um lobo perto de seu filho e começou a gritar por ajuda em quanto Maria tentava acalma-la, dizendo que pac é dócil, mas nada adiantou. Dona Sue gritava pela policia que chegou junto com a carrocinha, Maria, com o susto, pega pac e corre para casa.

Horas depois Kate havia chegado vendo seu filho abraçado a pac enquanto olhava a eles preocupada.

- o que aconteceu ? – pergunta Kate.

- uma mulher começou a gritar por causa de pac- responde Maria.

- o que eremos fazer?

- não sei.

Toc Toc, alguém bate na porta, elas foram atender quem era e viram um policial chefe.

- boa noite.

- boa noite senhor policia, podemos ajudar- pergunta Maria.

- sim, recebi uma denuncia que tinha um lobo atacando uma criança, isso é verdade? – pergunta ele.

- não, claro que não, pac nunca machucaria ninguém – diz Maria.

- bem isso não é verdade, e mais pra frente? E se ele atacar alguém- fala o policial.

- e se isso não acontecer? – fala Kate.

- sinto muito, mas não podemos arriscar.

- mas não podemos volta, não temos mais nada em Skovam – diz Maria

- eu entendo, mas não seria melhor deixa-lo viver como um lobo de verdade- fala o policial.

- entendo policial, iremos resolver o que fazer –diz Kate.

- esta bem, até logo.

Quando ele saiu, as duas, se entre olhavam, pensado no que fazer. Na manhã seguinte, o céu aparece nublado, indicando a chuva, como era sábado a família decidiu passear juntos, Pac e Natem não se separavam nenhum segundo. No fim do dia, Kate dirigiu até uma floresta longe da cidade, Kate e Maria, descem levando junto com elas o pac, indo até uma parte da floresta. Onde pac se sentou, Maria se agachou em sua frente e tirou a coleira.

- me desculpe – então se levantou andando, enquanto pac a seguia- fica pac.

E assim fez, elas entrou no carro, pac correu atrás, mas não alcançou, parou e uivou triste. Os céus derramavam suas lagrimas de tristeza, molhando pac que correu para a floresta para se proteger. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...