História Meu Maldito Chefe (Namjin) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Bts, Hoseok, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Romance, Seokjin, Suga, Taehyung, Taeyoonseok, Yoongi
Visualizações 199
Palavras 1.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu demorei mas voltei😅
Como vcs estão?
E por favor, não queiram me matar após o capítulo de hoje...

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
^^

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Meu Maldito Chefe (Namjin) - Capítulo 6 - Capítulo 6

SeokJin

Uma semana havia se passado. Tudo ocorria como sempre, tirando o fato de que as vezes eu via o Jimin se agarrando com o Jungkook na sala dele e o Tae quase sendo engolindo pelo segurança do seu chefe.

Eu e Namjoon acabamos nos aproximando nesta semana. Por algum motivo desconhecido pela minha pessoa, ele vivia me chamando para almoçar com ele em algum restaurante. No começo eu não aceitava, mas depois comecei a acompanha-lo. E agora lá estávamos nós, indo para a garagem para irmos em mais um restaurante... 

Ao chegarmos na garagem, não encontro seu carro - que era uma BMW preta -. 

- Cadê o seu carro, Joonie?

- Hoje eu vim de moto. - ele sorri. 

Nós vamos andando e eu vejo sua moto. Não entendo nada de moto, porém a sua era grande e preta - como a maioria de suas coisas -. Subimos nela e ele me entregou um capacete e depois colocou o seu. 

- Já andou de moto alguma vez? - ele pergunta quando a liga. 

- Não. 

- Então se segura. - eu rodeio os braços por sua cintura e ele da partida. 

O filho de uma boa mãe, vai muito rápido, fazendo-me apertar a sua cintura e ficar praticamente colado em si - como se eu fosse um coala -. Eu fiquei assim o trajeto inteiro, nem percebi que havíamos parado. 

- Pode me soltar Seok, nós já chegamos. - Namjoon diz com tom de deboche. 

- Eu vou embora andando, pode ter certeza. - eu desci e tirei o capacete, o entregando. 

- Larga a mão de ser medroso, Seok. - ele sorriu deixando a mostra suas covinhas. 

- Eu nunca tinha reparado nas suas covinhas... - eu disse me aproximando e colocando os meus dedos indicadores nelas. - Elas te deixam mais fofo... - eu disse bem próximo dele. Tirei os meus dedos das suas covinhas e o fiquei encarando. 

Eu desviava o olhar entre os seus olhos e a sua boca. Até ele me beijar. 

De início, foi um beijo calmo. As nossas bocas se encaixavam-se com perfeição e apenas saboreavamos o sabor um do outro. Mas logo ele pediu passagem com a língua que eu prontamente cedi. Suas mãos rodearam aminha cintura, apertando-a. Minhas mãos puxavam os fios de sua nuca enquanto as nossas línguas travavam uma batalha por espaço. Porém, o ar começou a faltar e tivemos que nos separar. 

Ele colocou a cabeça em meu ombro, tentando controlar a respiração. Estávamos ofegantes e eu, particularmente, não sabia como reagir. 


Namjoon

O beijo de SeokJin é bom, muito bom. Ele tem um gosto de morango, provavelmente por causa de seu brilho labial. Mas mesmo assim, aquilo foi ótimo e com certeza eu vou querer repetir. 

Levantei a cabeça de seu ombro, segurei a sua mão, e sorri. 

- Vamos? 

Ele acentiu com a cabeça e fomos para o restaurante em silêncio. Após fazermos os pedidos, ficamos nos encarando, ainda em silêncio. 

- O que... Foi aquilo? - ele perguntou. 

- Você está bravo por eu ter te beijado? - perguntou mostrando a minha preocupação. 

- Não é isso. Eu gostei sim, só que... Aish, deixa pra lá. - ele pegou o celular e começou a mexer.

Confesso que fiquei um pouco mais aliviado. 

- E se... Eu quisesse te beijar mais vezes, SeokJin? - perguntei com a sombrancelha arqueada, encarando-o. 

- Estou disponível. - ele me olhou e sorriu. Sorri malicioso. 

- Bom saber Seok, bom saber... - rimos e o nosso almoço chegara. 

Comemos e conversamos assuntos banais, até eu começar a falar da minha adolescência para ele. A cada história contada, ele gargalhava e a risada dele era muito estranha, porém fofa.

- Desculpa a risada estilo limpador de vidro. - ele disse limpando uma lágrima de tanto dar risada. 

- Ela é fofa. - eu disso sorrindo. Ele corou. 

- Obrigado. - ele falou baixo e sorriu também. 

Na hora de pagarmos a conta, nós dois começamos uma mini-briga pra saber quem iria pagar. Eu acabei sendo mais rápido e pagando tudo. 

- Aaah Joonie! Eu falei que ia pagar dessa vez! - ele fez uma cara emburrada, muito fofa. Não resisti e dei um selinho nele. 

- Fofo. - sorri. 

- Aish. - resmungou. 

Saímos do restaurante e ele começou a andar. Acho que ele falou sério sobre voltar andando para a empresa. 

- Vem Seok! - o chamei. 

- Mas nem por um caralho! Eu vou ir andando mesmo. - ele gritou. 

Eu simplesmente comecei a acompanha-lo. 

- Mas e a sua moto? 

- Depois eu peço pro Jungkook vir buscar. - dei de ombros e ele riu. 

Andamos em silêncio, mas não estávamos desconfortáveis. Em algum determinado momento, ele segurou a minha mão. Eu sorri e entrelacei os nossos dedos novamente. 

Ao chegarmos na empresa, roubei um selinho dele e ele ficou corado. 

- Olá, Namjoon. - uma voz irritante e conhecida falou. 

- O que você quer, Ye Ri El? {N/A: Garota da foto}- falou bravo, virando-me e vendo a morena na minha frente. 

- Será que eu poderia conversar a sós com o Appa do meu filho? 

- Filho?! - eu e Seok falamos surpresos. 


SeokJin

Como assim?

- Eu... Vou entrar... Com licença, Sr Kim. - disse e fui para dentro da empresa. 

Peguei um elevador e fui direto para sala do Jimin, entrando sem bater e me jogado no sofá que tinha em sua sala. 

- O que aconteceu, Jinie? - ele perguntou preocupado, vindo até mim. 

- Namjoon será pai. - eu soltei junto de um suspiro pesado. 

- O quê?! - ele exclamou chocado. 

- Ele deve ter subido com a mulher pra conversarem melhor. 

- Que mulher? - Jimin perguntou, já pegando o celular. 

- Uma tal de Ye Ri El. 

Ele digitou o nome no celular e suspirou. 

- Ela é uma modelo famosa. E pelo visto, eles já tiveram alguma coisa antes. - ele se sentou ao meu lado no sofá. 

- Eles irão ter que se casar... - eu disse com as mãos no rosto. - E o pior... Eu gosto dele. - eu suspirei. 

- Eu sinto muito Jinie... - ele me abraçou e ficamos assim, abraçados. Eu me segurei o máximo que pude, mas não consegui evitar chorar em seu ombro. 

Logo agora? Que tudo estava indo bem? Logo agora que eu estava gostando dele? Logo agora que eu tinha me apaixonado?

Maldita esperança que me fez achar que poderíamos ficarmos juntos... 


Notas Finais


Não me matem!!
Facebook 👇
https://www.facebook.com/emi.kim.3914

Entrem e comuniquem-se comigo meus bbs^^
Quero muito conhecer vcs melhor^^

Bjs

~ Emi❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...