História Meu marido...(Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags Blackpink, Bts, Jennie, Jikook, Jisoo, Lisa, Namjin, Pink_pandah, Rose, Taeyoonseok
Visualizações 257
Palavras 1.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus pandas! ♡♥♡🐼

Domiram bem?Estão comendo direitinho?Já beberam água hoje?

Espero que sim! Pois se você ainda não dormiu, vá domir amanhã você lê..eu prometo que ainda vai continuar o cap aqui.

Bebam bastante água,comam...POIS agora quero total atenção apenas para nosso Jikook 🐼

Boa leitura...(e leia devagar,senão você se perde aí).

~^O^~

Capítulo 2 - Meu marido...1T EP2


Fanfic / Fanfiction Meu marido...(Jikook) - Capítulo 2 - Meu marido...1T EP2

Capítulo 2°

~P.o.v Park Jimin...

Abri meus olhos levantamento, e aos poucos fui lembrando de tudo que aconteceu. Olhei para meu braço e minha barriga assustado. Tinha uma mancha bem piquena.


–Olha Jeon eu juro que te mato se o Jimin não acordar!–escutei a voz brava da Omma vindo do andar de baixo.


–O quê eu fiz?–Jeon perguntou com o tom de voz confuso.


–Deixou uma flor branca na cama dele e ele vai pensar que ele morreu!–Omma gritou e eu começei a rir baixinho para ninguém escutar.


Me levantei da cama sem sentir dor e nem nada, abri a porta devagar, e fui descendo as escadas. Omma, Appa e o Jeon me olharam preocupados e felizes por minha "não" morte.


–Jimin meu querido–Omma falou vindo me abraçar com força, eu não queria retribuir do abraço, mas me senti um pouco fraco.


–Jeon segure ele, ele está fraco ainda...–Appa falou, e o Jeon me segurou pela minha cintura, fazendo os meus quadris bater nos dele.


–Como se sente filhinho?–Omma perguntou com um sorriso super falso, igual a cara dela, cheia de plástica.


–Eu estou bem–falei e o celular dela começou a tocar a típica musiquinha, de que alguma amiga dela estava ligando para ela.


Omma saiu dalí, e o Appa olhou no relógio que estava no pulso dele. E na minha opinião aquele era o relógio mas bonito que ele tem, afinal eu dei para ele de presente do dia dos pais.


–Olha meninos, eu estou atrasadinho para uma reunião super importante da minha empresa, por tanto Jeon você estará encarregado de cuidar do meu filhinho, cuidado!–Appa falou sorrindo para o Jeon que assentiu.


Jeon me levou até a porta e eu acenei para meu Appa e minha Omma que logo deram partida no carro. E eu claro que queria ir junto deles, mas agora sou compromissado com alguém.


–Eu tô com fome!–reclamei e o mesmo deu um sorriso fofo e me levou até a cozinha.


Eu me sentei na mesa, e Jeon se sentou ao meu lado. Logo uma empregada apareceu com a comida. Minha comida era sorvete de chocolate e o do Jeon era sorvete de açaí.


–Jeon por quantas horas eu dormi?–perguntei colocando uma colher de  sorvete na minha boca.


–Na verdade você durmiu durante uma semana–Jeon falou e eu arregalei os meus olhos assutado.


Então quer dizer que eu perdi uma semana de aula?–perguntei e o Jeon assentiu, eu apenas voltei a comer meu sorvete para tentar esqueçer que eu vou ter aula com o meu professor tarado.


Eu e o Jeon ainda não tinhamos muitos assuntos para botar em dia, então eu apenas perguntei coisas sobre essa semana e ele me respondia com aquela cara de taxo dele.


–Seu professor ligou para você hoje e pediu para você ir para o curso assim que acordasse!–Jeon falou sorrindo e eu revirei os meus olhos.


–Mas Jeon...–ele me interrompeu com um beijinho na minha bochecha.


–Mas nada, tchau Park estou indo trabalhar, assim que sua aula acabar me liga–Jeon falou me entregando minha mochila e eu fui para meu quarto trocar de roupa.


Eu sabia que Jeon estava escondendo alguma coisa de mim, mas resolvi não ligar para isso. Vesti uma calça jeans não muito apertada, senão hoje eu iria apertar era a cara do meu professor do curso! Coloquei novamente uma blusa branca do Jeon, e fui para fora da mansão entrando no carro.


–Bom dia, Senhor Park–uma voz diferente falou e era a voz do motorista eu o olhei, e não era o mesmo morista da semana passada.


–Bom dia, você é o?–perguntei fechando a porta e ele deu partida no carro, e eu coloquei o cinto.


–Prazer eu sou o Min Yoongi–ele falou e eu sorri para o mesmo.


Peguei meu celular, o fone de ouvido e comecei a ouvir uma música. Abri o WhatsApp e ví que meu professor tinha me mandado uma mensagem.


“[Tarado]: Você está bem Jiminie?O Jeon lhe fez mal? Eu sabia!” revirei os olhos ao ler.


“[Eu]: Você está dizendo que o MEU marido é ruim para mim?” dei um sorrisinho assim que enviei a mensagem.


“[Tarado]: Seu marido? Mas ele me disse que era apenas seu amigo!” fiz uma cara triste sem perceber.


“[Eu]: Mas saiba que ele agora é o meu marido, e daqui a alguns dias eu vou oficializar o meu casamento com ele!” respondi desligando a tela do meu celular deixando uma lágrima cair.


Amigo...tsc que ridículo, eu não sou apenas um amigo dele. O motorista estacionou o carro, e logo eu desliguei a música, e desci do carro. Entrei dentro do meu curso, que era uma enorme faculdade. Assim que coloquei o meu pé alí dentro, todos olharam para mim.


–JIMIN!–Taehyung e Lisa vinham na minha direção todos saltitantes e felizes mas algo os interrompeu de passar.


Era o professor, ele veio andando bem devagar até mim, e eu continuei alí parado mostrando que eu não tinha medo de qualquer coisa seja, que ele quer fazer comigo.


–Então é verdade que Jeon é o seu marido?–o professor perguntou fazendo todos me olharem curiosos até o Tae e a Lisa.


–Sim...agora me dê licença por favor professor–pedi calmamente e o mesmo segurou meu pulso com força.


Eu tentei me tirar dalí, e o Tae tentava passar para me ajudar. O professor tentou me puxar para fora da rodinha que estava alí, e eu tentei tirar o meu braço que era o que justamente a bala tinha acertado.


–Eu vou lhe ensinar, como ganhar uma marca da pessoa certa!–o professor falou e logo ouvi gritos vindo da multidão.


Jeon apareceu lá fazendo o professor se assustar e me soltar, eu segurei o meu braço que doía para um caralho e o Jeon me puxou para perto dele.


–Pode deixar que eu mesmo marco ele–Jeon falou me fazendo corar e o professor saíu dalí bufando bravo.


A rodinha se desfez, e o Tae e a Lisa vieram até mim e o Jeon. Eu estava estático ainda. Mas só fui acordar do meu transe quando Jeon segurou meu braço e eu sentir uma dor me incomodar.


–AIGOO–gritei fazendo careta, e o Jeon pareceu analisar o meu braço.


–Jimin deixa eu ver se eu tô entendo aqui as coisa–Tae falou e a Lisa como sempre iria completar a qualquer frase dele.


–Você vai se casar com esse homão aí e nem nos falou?–Lisa perguntou e eu dei um pequeno sorriso, e logo fiz careta pois o Jeon cutucou meu braço.


–Jeon para de mecher no meu braço ele tá doendo!–o mesmo assentiu indo embora, mas eu o puxei para trás–Olha gente, eu iria falar para vocês que eu ia me casar com ele, mas não deu–o Tae me interrompeu bravo.


–Ah, deve ser porquê você estava...–Tae estalou os dedos e os dois cruzaram os braços.


–Se comendo com ele!–Lisa falou e eu revirei os olhos, olhei para Jeon que tinha o olhar sério.


–Vocês dois são muito chatos, e eu não fiz nada com o Jimin, e caso vocês não saibam, ele ficou a semana inteira em uma cama no hospital e eu liguei para vocês avisando, e vocês nem foram o visitar!–Jeon falou bravo e os dois a minha frente abriram a boca e o Jeon me puxou para fora.


Jeon abriu a porta da frente do carro super ‘foda dele, e me tacou lá dentro me fazendo bufar. Jeon entrou do outro lado, e logo trancou as portas do carro. Eu bufei novamente, e Jeon deu partida no carro.


–Aonde vamos?–perguntei sem paciência e o Jeon nem respondeu apenas continuou olhando para a estrada a sua frente.


Assim que o carro estacionou, nós estavamos em frente a uma farmácia no caso, era a farmácia mais famosa da Coreia que parecia um hospital. Não tinha filas grandes e todo mundo era atendido aqui assim que entrava.


Eles analisaram o meu braço e logo falaram que eu não tinha quebrado o braço nem nada. Foi apenas um músculo que ficou em uma posição má e eu teria que descançar os braços por algumas horinhas. E mandaram que o responsável de mim cuidasse de mim.


Jeon insistiu que eles colocassem uma fita em meu braço, e eles acabaram por colocar. Pois até eu já queria que eles colocassem do tanto que Jeon fica super irritante insistindo.


Eles colocaram uma fita em meu braço e finalmente Jeon nos levou para casa e eu fiquei um tanto curioso quanto a algumas coisas.


–Você não ia trabalhar?–perguntei e logo vi o mesmo dando um sorrisinho que quase nem dava para ver.


Não...meu Appa me mandou vir ficar com você, aí eu cheguei lá no seu curso para te pegar, e cheguei no momento certo..–Jeon falou simplista e logo desceu do carro.


Aonde ele vai?ESPERA, ele me deixou sozinho nesse carro super ‘foda que ele tem? OMG!!


–Ei!–me assustei ao ver Jeon batendo no vidro do carro e eu percebi que estavamos na nossa casa.


Ele abriu a porta, e só percebi agora que fiquei boiando dentro daquela carro durante alguns minutos. Assim que saí do carro fui abrir a grande porta mas o Jeon veio correndo e abriu para mim. Entrei na mansão e fui ligar a tv.


–Nada de TV agora, Jimin você irá dormir um pouco, antes do jantar–Jeon falou desligando a tevê.


–Mais eu não quero dormir Jeon!–falei irritado e liguei a Tv novamente com o controle em mãos já cantando vitória.


–Jimin!...–me repreendeu desligando a tv–Se você dormir agora, não vai sentir essa dor ruim–Jeon falou e na hora ele deu um tapa fraco e forte em meu braço, me fazendo gemer de dor.


 –Aigoo!–falei o olhando irritado e logo sai dalí indo para o meu quarto e acabei por realmente dormir.


Notas Finais


Hmmm...o quê estão achando meus súditos pandas?Me digam aqui nos comentários...(tipo aquelas né ksksks)

Ah...e antes que eu me esqueça,que curso o nosso Minnie poderia fazer? Me digam...

Bye bye @Pink_Pandah
(me seguir é legal sabia Pandas?)

E compartilhar é melhor ainda!

 ̄ε  ̄
#Diganãoaoaborto !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...