História Meu meio irmão - Mikelly - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Incesto, Mikelly, Sexo
Visualizações 112
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiie amores voltei com mais um capítulo pra vocês, espero que gostem ❤

Capítulo 5 - Limites ultrapassados


Pov Kelly

 - Mike não.- empurro ele.- Isso tá errado não podemos fazer isso, acho melhor eu dormir no meu quarto a chuva já passou e eu..eu quero minha vida de volta e além do mais eu não gosto de você

 - Tá bom, eu também não queria isso mas você é tão oferecida quanto sua mãe, lembre que foi você que me beijou, e que se ofereceu pra dormir aqui comigo 

- Minha mãe não é oferecida.- digo com braveza 

- Olha garota, se enxerga você acha que o mundo gira em torno de você? Primeiro você invadi minha casa e acha que é filha do dono, segundo tenta tomar meu único espaço que é meu quarto por causa de uns trovões, tenta abrir as pernas pra mim, pra que? Pra arrancar minha mesada? 

- Porco.- ela acerta um tapa em seu rosto 

- Sai do meu quarto agora sua cadela imunda.- ele puxa ela pelo braço e abre a porta.- Sai!.- ele joga ela pra fora

 - Eu te odeio, esse beijo não significou nada, foi o pior beijo que eu já recebi em toda minha vida.- digo debochada

 - Vai se fuder sua filha de vagabunda aproveitadora.- ele mostra o dedo do meio e bate a porta 

 ~••~ 

 Escola 

 - Oi, Agatha!.- Kelly fala sorrindo

 - O que foi isso roxo no seu braço?.- Ela perguntou 

- Ah..Eu me machuquei, nada demais, vamos pra aula?.- falo

 - Desculpa Kelly, mas eu não posso mais andar com você..- ela diz séria de cabeça baixa

 - Por que não? Eu sei que Hanna me odeia mais você não é mais criança, pode decidir quem quer como amiga, não é?

 - Não é questão disso, é que sua reputação não anda muito boa na escola, e quem anda com gente mal falada aqui em Chicago, também fica mal falada, e eu não quero desapontar meus pais por causa de você e da sua reputação.- Ela diz pegando os livros e fechando os armário 

- Perai, do que você está falando, Agatha?.- Ela sai me deixando falar sozinha.- Agatha volta aqui!

 - Ora! Ora! Se não é a Putiane que quer da pro próprio irmão.- Hanna debocha e as meninas que estão com ela cai na gargalhada 

- Do que você está falando garota? me erra.- tento passar e ela segura em meu braço 

- Mike é meu sua vadiazinha de quinta, acho melhor ficar longe dele se não quiser que além da sua má reputação, eu faça você fazer uma plástica nessa sua cara de songa monga.- Ela me fuzila com os olhos e rosnava feito um cão bravo 

- Me larga, se não eu vou gritar.- digo com os olhos lacrimejados 

- Grita, vai, grita pra todo mundo ouvir que você queria transar com seu próprio meio irmão.- Ela grita fazendo todo mundo me olhar e sorrir comentando

 - Para com isso hanna.- digo com os dentes travados de raiva

 - Gente vocês sabiam que essa garota aqui, é filha de uma ex garota de cabaré, e além de tudo ela quer transar com o próprio meio irmão por grana?.- Hanna grita para toda escola e Kelly sai correndo para o banheiro chorando


 - Algumas horas depois quando todos já estavam na sala, sai do banheiro e fui até a quadra de basquete tirar satisfação com o Mike 

 - Quem você pensa que é pra espalhar essas mentiras por aí?.- bato meu dedo no peito dele

 - Mentiras?.- Ele da um sorrisinho tosco.- Você é igual sua mãe, Piranha Safada! 

- Qual é a sua garoto, o que você quer? Acabar com minha vida?.- Grito peitando ele até que alguns jogadores separa 

- Kelly vai embora daqui, pode dar ruim pra você.- Pitter falou

 - Ele está estragando minha reputação na escola Pitter, ele está fazendo as pessoas pensar de mim o que eu não sou.- digo chorando 

 - Uma vadia, isso que você é inventou um pretexto ontem pra dormir comigo, abre o olho Pitter se até a mãe dela ficou com meu pai por dinheiro, imagina ela com você, ela nem te dava bola, só foi saber que você era rico que ela abriu os dentes e quer abrir outras coisas também.- Mike fala entre risos

 - Eu te odeio, Mike.- Vou pra cima dele mais dois meninos me segura.- Me larga! 

- Isso é só o começo de tudo gatinha.- ele solta um beijo de deboche e sai 

 ••• 

 - Senhorita Madson, é a segunda vez que lhe chamo atenção no seu primeiro ano aqui na escola.- diz a diretora olhando por baixo dos óculos

 - Me desculpe senhora Yankee.- digo cabisbaixa 

- Você atrapalhou a aula do professor Alex e agrediu um dos melhores aluno dele tanto verbalmente como agressivamente. Senhorita Madson eu não vou tolerar esses tipo de coisa dentro da minha escola.- Ela diz com braveza

 - Eu não vou fazer de novo me desculpe.- digo séria 

- Eu vou lhe dar uma advertência, pra ver se a senhorita raciocina e para de tentar fazer minha escola um cabaré com seus escândalos, sei que sua mãe casou com o pai do Mike Drew, mas o que acontece com você e com ele na casa de vocês, fica na casa de vocês.- ela diz me entregando um papel 

- Obrigada Senhora Yankee.- Sai da sala 


- Hmm deixa eu ver.- Mike puxa o papel da minha mão.- Tadinha levou advertência, só pode voltar se a mamãe comparecer.- ele debocha 

 - Chega Mike, deixa a garota em paz.- Pitter diz impaciente 

- Eu faço o que eu quiser com ela, cuida da sua vida.- ele fala com frieza 

 - Eu só tô falando que você está pegando muito pesado nas coisas.- ele comenta 

- Eu não ligo Pitter, você está defendendo ela pra ganhar aquilo lá?.- ele sorri malicioso.- Fica tranquilo, você é rico, do jeito que ela é songa monga ela deve ser virgem, ou não, pode dar por dinheiro.- Ele joga o papel no chão e Pisa

 - Não liga pro Mike.- Pitter diz pegando o papel do chão e dando em minhas mãos

 - Obrigada.- Sorri fraco.- Eu tenho que ir preciso ligar pra minha mãe

 - Até mais.- ele sai e eu saio também 

~••~

 - Ué, por que a chave não tá abrindo a porta.- bato na porta

 - Quem é?.- Mike olha pela janela debochando 

 - Mike para de palhaçada, por que a porta não está abrindo?.- digo irritada

 - Eu troquei a fechadura.- Ele da um sorrisinho tosco 

- Eu preciso entrar pra dentro de casa, está formando pra chover Mike.- Grito 

 - Sinto muito Kelly, mas você não entra mais aqui.- Ele fecha a janela

 - Mike, eu te odeio abre essa porta.- digo batendo 

 Telefone On

 - Alô, querida está tudo bem?.- ela tenta falar com o som alto do outro lado

 - Mãe, eu não consigo te ouvir.- digo falando alto 

 - Me escuta agora?.- ela vai pra um lugar silencioso 

- Mãe volta logo pra casa eu não quero ficar aqui nem mais um segundo.- digo chorando 

 - Querida porque tá chorando?.- ela diz preocupada 

- Eu estou trancada para fora de casa mãe, Mike trocou as fechaduras enfim..- suspiro e sento no banco do jardim

 - Eu vou voltar hoje mesmo no primeiro vôo que conseguimos.- Ela fala desligando o celular 

••• 

 - Tom, precisamos conversar.- Ela diz sentando 

 - Aconteceu alguma coisa meu amor?.- ele deu uma taça de vinho para ela

 - Mike trancou Kelly pra fora de casa, e desde que chegamos as coisas não se adaptaram muito bem.- Ela diz séria 

 - Aonde você quer chegar com isso?.- ele perguntou 

- Quando chegamos em Chicago eu vou arrumar minhas coisas e ir embora com a minha filha, eu vou fazer as malas.- Ela diz levantando

 - Ir embora? Por causa daquele imbecil do meu filho? 

- Ele vai atazanar a vida da minha filha e não vai parar até ver ela do jeito que ele quiser, e eu não vou permitir isso. 


Notas Finais


Beijos até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...