História Laços de Amor (Meu Meio Irmão) - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Amizade, Amor, Amor De Irmãos, Briga, Califórnia, Colégio, Drama, Drogas, Estados Unidos, Família, Festas, Hospital, Hot, Incesto, Irmãos, Meio-irmão, Romance, Sexo, Songfic, Traição
Visualizações 399
Palavras 3.569
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Amorzinhos eu quero agradecer a todo mundo que favoritou e comentou, vcs são demais, eu amo vc muito e por isso eu tenho um recadinho: Esse capítulo tem um especial, tem um POV de outro personagem que não é a Anna e nem a Katy como forma de agradeci.

***Eu comentei com alguém que nessa festa ia ter o fim de um relacionamento, qual casal vcs acham que vão chegar no fim junto com o final do capítulo?***

TENHO UMAS PERGUNTINHAS NAS NOTAS FINAIS, DEEM UMA OLHADINHA LÁ E RESPONDAM PFVR

Curiosos com esse gif? Parece que mais alguém vai tirar a roupa HAHAHA

Capítulo 31 - Broken Heart Girl


Fanfic / Fanfiction Laços de Amor (Meu Meio Irmão) - Capítulo 31 - Broken Heart Girl

POV Katy Waldorf

- Cuida, escolhe logo! - A Amanda me cobrava enquanto eu olhava para cada um na sala.

- Calma... Eu escolho a Anna. - Falo decidida em ser boazinha com ela, assim ninguém mais pode escolher ela.

- Sério? - O Josh pergunta decepcionado.

- Sim. E então Anna, verdade ou desafio?

- Verdade. - Ela fala e o Ed fala baixinho "É claro", mas mesmo assim todos escutam. - Você acha que eu não tenho coragem pra fazer um desafio? - Ela pergunta empurrando o ombro dele fazendo-o deitar no sofá.

- Eu sei que você não faz desafio. Medrosa! - Ele fala rindo, fazendo brincadeira com a cara dela.

- Beleza então, eu vou mostrar pra você como sei escolher desafio. Pode mandar Katy. - Ela fala mostrando confiança.

- Tá bom então.

- E não precisa ser boazinha, pode vim com tudo. - Ela fala batendo mais uma vez no Ed e ele se acaba de rir da situação.

- Ok. Pode qualquer coisa?

- Qualquer coisa.

- Você que sabe, eu desafio você a... - Eu olho para o Ed e continuo. - Eu desafio você a beijar de língua o cara mais feio da roda. - Falo tentando provocar o Ed mas ela se vira para o outro lado e beija o Josh, como assim?

Quando eles se separam todos ficam chocados por inúmeros fatos, primeiro ela não entendeu a brincadeira, eu estava zoando com o Ed. Segundo ela acha o Josh mais feio do que o Ed? Se bem que todos são muito gatos.

A Amanda sorria descontrolada e até tirou uma foto deles dois falando que ele emprestava um quarto para os dois. O Ed ficou vermelho de raiva e ficaram todos em silêncio por um segundo sem saber o que falar até que o Peter quebra o silêncio...

- Ei amigo. - Ele fala chamando o Josh. - Ao menos agora sabemos que você é o mais feio da roda. - Ele fala e todos soltam uma risada que acaba logo e voltamos a beber.

- É a minha vez agora né? - A Anna pergunta encolhida no sofá.

- Sim baby. - A Amanda fala toda feliz.

- Ok. Eu escolho o Josh, verdade ou desafio? - Ela pergunta e os dois caem na gargalhada. Quando que eles ficaram amigos? Dá até vontade de vomitar.

- Eu preciso ir no banheiro. Onde fica? - Pergunto querendo sair pra respirar.

- Eu levo você. - O Peter fala rápido e se levanta em um pulo me puxando.

POV Anna Belle

- Eu escolho desafio, sei que será boazinha comigo depois de ter me chamado de feio. - Ele fala me fazendo rir que nem uma boba.

Confesso que não fazia ideia do que mandar ele fazer, não lembro quando foi a última vez que brinquei disso. Me viro e vejo o som enorme que tinha ali perto e então a ideia veio.

- Você tem certeza que confia em mim assim? - Ele balança a cabeça positivamente. - Eu desafio você a fazer um strip tease pra gente.

- Gostei de ver dessa nova Anna. - A Amanda fala segurando minha mão e depois se levanta indo até o som e bota uma musica do celular pra tocar na caixas e som.

Ela escolheu Sexy back do Justin Timberlake e diminuiu a intensidade da luz, depois se sentou do lado do Ed deixando o Josh na nossa frente sozinho.

Ela sorriu e mordeu o lábio.

- Duvido você fazer também. - Amanda fala segurando no ombro do Ed.

- Eu não. Não sei dançar. - Ele responde um pouco irritado.

- Tem razão. - Ela fala rindo feito uma louca provavelmente lembrando alguma coisa.

- Ao menos eu sou o mais bonito. - Ele fala convencido e coloca o braço por de trás de mim e me dá um beijo rápido, acho que estamos bem.

- Posso começar? - O Josh pergunta e eu abro as mãos esperando ele começar.

POV Katy Waldorf

- Você está linda assim. Tinha me esquecido de como você era gostosa. - Ele fala olhando para os meus peitos que estavam apenas com um sutiã de renda roxo, graças a Deus ele tem bojo o que faz cobrir mais.

- Você está completamente bêbado.

- Comecei a beber quando sai da escola. Precisava de álcool pra aguentar essa noite.

- Porque a sua namorada é muito chata você precisa de litros de álcool pra passar a noite com ela? - Ele sorri fraco mas segura minha mão em seguida.

- Não. Não é isso. - Ele me puxa para perto da escada e se senta em um dos degraus. - Você não entende né? - Me sento do lado dele esperando ele falar mas ao invés disso ele volta a virar a garrafa na boca.

- Ei, já chega. - Falo baixinho puxando a garrafa da mão dele e boto no degrau de cima e ele acaricia meu joelho esquerdo me fazendo olhar para seus olhos.

Estavam marejados mas ainda sim muito azuis, a camisa intensificará o azul e sua expressão era totalmente de tristeza.

- Eu comecei a beber quando minha mãe me ligou depois da última aula dizendo que tinha se separado do seu pai e que ele ia hoje mesmo procurar casa na Flórida para vocês dois irem embora. E eu sei que quando você for eu nunca mais vou ver você. E eu não quero que isso aconteça Katy, porque eu não quero ficar sem o grande amor da minha vida.

- Você tem a Amanda. - Falo sem entender por completo aquela situação. - Você me falou que ela era o grande amor da sua vida.

- Eu achava que era, até ver que poderia perder você pra sempre. E eu não quero perder você. Eu te amo! - Uma lágrima cai do seu rosto e eu não aguento vê-lo daquele jeito. - Me perdoa pelas coisas que eu disse. Pelas coisas que eu fiz. Eu até contei para o Josh pra ele me ajudar a trazer você aqui porque eu queria falar com você.

- Você contou para o Josh? - Pergunto perplexa.

- Sério que você acha que essa é a coisa mais importante que eu disse agora? - Ele fala chegando cada vez mais perto.

- Acho melhor a gente ir. - Falo me levantando e puxo ele. - Essa não foi a coisa mais importante que você disse. Foi ter dito que me ama, e eu amo você também seu bobo. - Falo beijando a sua bochecha e fico olhando ele sorrir e sinto seu braço me envolvendo.

- Acho que gosto de você porque você é a única coisa no mundo que eu nunca poderei ter só pra mim. - Ele beija minha testa e meus olhos se enchem de água e eu penso que vou desmoronar lá a qualquer momento. - Mas hoje... - Ele segura minhas mãos. - Ao menos por uma noite, você será só minha e eu serei todo seu, por completo.

- Do que você tá falando? - Pergunto sorrindo e sinto meu rosto sendo molhado por lágrimas.

- Katy Waldorf... - Ele se ajoelha e meu coração começa a bater cada vez mais rápido, penso até se poderia morrer de ataque cardíaco antes de ouvir o que ele tinha pra falar, então mando meu coração ficar mais calmo e respiro fundo. - Você quer ir a um encontro de verdade comigo?

- Sim. - Falo o puxando e rindo, depois o beijo rápido com medo de ser flagrada por alguém.

- Vamos. - Ele fala entre os beijos me puxando para irmos embora mas eu digo que não posso sair daquele jeito, preciso da minha blusa. - Relaxa, assim você tá maravilhosa.

- Se é um encontro de verdade eu preciso da blusa. - Falo e entro na sala com o Peter fingindo que nada aconteceu e damos de cara com uma musica alta (graças a Deus, assim sei que ninguém ouviu minha conversa com o Peter).

Vemos que o Josh está só de cueca dançando de forma sensual e o Peter corre para perto dele e começa a dançar perto dele e tirar a roupa também, depois a Amanda foi também e começou a tocar aquela música Give To Me da Nelly Furtado e os três começaram a dançar e a cantar.

Ela fazia a voz da Nelly, o Josh do Timbaland e o Peter do Justin. Até que a Amanda é legal, ela fará bem para o Peter quando eu for embora. O Josh tinha amadurecido bem mais e eu o perdoo, pessoas cometem erros, penso me sentando ao lado da Anna e do Ed no sofá.

A Anna é incrível, não poderia ter uma amiga melhor, e o Ed é o Ed. O Ed é a pessoa mais doce do mundo e realmente ama a Anna com todas as forças.

O Peter joga a camisa em cima de mim me fazendo voltar para a terra, ele estava tão feliz, não parecia o garoto de minutos atrás até a Amanda o puxar para um beijo rápido. Vejo que ele me olha sem jeito depois e eu sorrio para ele saber que está tudo bem.

Quando acaba a música o Peter vai lá abaixar o som antes que começasse outra.

- Gente, a Katy não tá muito legal, vomitou lá no banheiro... Eu vou levar ela pra casa.

- Eu falei que você devia comer alguma coisa. - A Amanda fala sendo gentil. - Não se pode beber tanto de barriga vazia.

- É... - Falo pegando minha blusa e a visto.

- Vamos tirar uma foto, todos juntos. - A Anna sugere e todo mundo gosta ideia. O Josh se aproxima de mim e eu sussurro um obrigado para ele que apenas balança a cabeça sorrindo.

Colocamos o celular em cima do som e cronometramos um tempo pra ele bater a foto. Até que ficou boa e engraçada. A Amanda beija mais uma vez o Peter que logo corre pra perto de mim e saímos de lá.

- O quê você tá fazendo? - Pergunto vendo ele entrando dentro do carro.

- Estou levando você ao encontro mais incrível da sua vida.

- Eu sei. Mas você não vai dirigir. - Puxo a chave da mão dele. - Você tá muito bêbado.

- Vai bancar a mamãe? - Ele pergunta tentando pegar a chave da minha mão.

- Não, eu vou bancar a que não quer morrer num acidente de carro.

- Já sei o que você quer fazer. Mas nem pensar.

- Sabe?

- Sei sim, você quer dirigir meu carro. Mas não rola.

- O quê? Eu não quero dirigir essa lata velha. Eu só quero aproveitar mais o tempo com você. Vamos andando. Está decidido.

- Vai demorar muito, e é longe até a sua casa.

- Eu não tenho hora pra chegar em casa. - Falo e ele sorri.

- Você que manda gata. - Ele segura minha mão e começamos a andar juntos.

POV Anna Belle

- Aêêêêê!!! Uiiiii!! Que gato! - Ficamos rindo e gritando enquanto o Josh dançava.

Depois quando a Katy e o Peter foram embora eu pensei se devia ir também, a essa hora meu pai já deve ter chamado a Interpol, CIA e a polícia local pra ficarem me procurando.

- Ainda vamos brincar? - O Josh pergunta bebendo a sua cerveja.

- É claro. - A Amanda fala rindo e pulando.

Todos nós nos sentamos de novo e eu fico abraçada com o Ed por alguns segundos, aquela era pra ser a nossa noite, então falo baixinho no ouvido dele: Vamos para um lugar mais reservado?

Pergunto e ele balança a cabeça concordando.

- Galera, eu e a Anna vamos lá fora respirar um pouco e daqui a pouco voltamos. - Ele fala segurando minha mão.

- Ok, mas só pra constar, não somos idiotas valeu, aqui na sala tem ar. Podem ficar no meu quarto. É a segunda porta a direita depois que sobe às escadas, o Ed sabe onde fica. - A Amanda fala e depois se deita no sofá.

Antes de subir às escadas vejo o rosto do Josh e como o olhar dele nos acompanhava mas quando nossos olhares se encontraram ele virou para conversar com a Amanda, e então subimos. Sabia o que ia acontecer e uma ansiedade começou a tomar conta de mim.

POV Amanda Beatrice Foxx

- Qual é o lance da Katy com o Peter? - Pergunto para o Josh quando estamos sozinhos. Ninguém sabe mais da vida do Peter do que ele.

- Nenhum. Por que?

- Qual é Josh, eu percebi que tinha mais alguma coisa e o Edward me contou que eles estavam ficando quando eu não estava aqui.

- É claro que ele contou.

- Por que você trouxe ela e deixou ele levar ela?

- Não é óbvio?! - Ele me pergunta e eu balanço a cabeça positivamente. - Não precisa ficar com essa cara de bunda. Vocês sempre ficaram com outros enquanto estavam juntos que eu sei.

- Você acha que eles vão transar hoje? - Pergunto já sabendo a resposta.

- Por que você fica com ele?

- Somos perfeitos um para o outro. 

- Por favor. - Ele fala rindo. - Vocês não tem nada em comum. Ele fica com você porque ele pensa que você era virgem, mas nós dois sabemos que isso não era verdade. - Ele fala me lembrando e eu olho para o outro lado. -Amanda, você é uma garota incrível, não precisa sair com caras como o Peter. Caras como o Peter é que deveriam querer sair com você. - Beijo ele de surpresa. - O que você tá fazendo? - Ele pergunta me afastando.

- Eu não quero ser deixada de lado hoje a noite e aposto que você também não. - Digo e ele me observa sério, me inclino para poder beijá-lo de novo mas ele se afasta. - O que vocês homens olham naquelas garotas? Eu sou muito mais bonita, muito mais magra, muito mais rica do que as duas juntas e mesmo assim vocês preferem garotas como elas? 

- Elas são muito mais verdadeiras do que você. - Ele responde me irritando.

- Você fala isso por que o meu cabelo não tem a cor verdadeira dele? -  Pergunto sarcasticamente.

- Não, foda-se a cor do seu cabelo. Você quer saber o que essas garotas tem que você não tem? - Levanto as sobrancelhas em resposta e espero ele falar. - Elas não tem medo de serem elas mesmas, já você não aguenta nem a pressão de ser você mesmo que precisa se dopar toda para poder ficar de pé.

- Você só fala besteira. 

- Eu sei o que acontece nas arquibancadas do colégio e o seu traficantezinho é o pior que tem. - O problema de falar com o Josh é que ele sabia tudo sobre todo mundo. 

- Você sabe? - Pergunto e ele fica em silêncio. - Você contou para o Peter? - Ele continua em silêncio. - Você contou?

- Fizemos um acordo, não lembra? Fui eu quem te falei o que você devia fazer para conseguir o Peter. Eu cumpri a minha parte do plano, agora você nem tanto.

- O que você quer para deixar isso ainda como segredo?

- Eu quero a Anna.

- Eu não posso dar isso pra você. - Falo irritada, ele podia me pedir dinheiro mas preferia pedir a minha ajuda para ficar com aquela garota virgem e sem sal.

- Eu sei que você pode e você vai me dar ela ou eu conto o seu segredinho. Você tem um dia para resolver isso.

- É impossível, como você quer que eu faça isso em um dia?

- Dá o seu jeito. - Ele fala dando de ombros e eu vejo a Anna passando pelo corredor correndo e chorando e eu sou tomada por um sorriso.

- Parece que sua garota está com o coração partido. - Falo e ele olha para onde eu estava olhando, escutamos a porta da frente bater.

- Um dia, Amanda. - Ele fala se levantando e vai embora atrás da Anna. Pego o copo que estava em cima da mesinha e o jogo na parede. Isso não vai ficar assim eu vou fazer as duas pagarem.

POV Anna Belle

Quando ele abriu a porta pude ver que mesmo a Amanda tentando passar uma imagem de garota louca ela ainda era uma garotinha que tinha o quarto rosa com pisca pisca na parede, um espelho cheio de fotos e uma cama com coberta de flores rosas.

- Uau! - Foi tudo que consegui dizer. - Não imaginava que minha primeira vez seria num quarto de uma garota que nem conheço direito e que ainda tem ursinhos de pelúcia. - Falei rindo e ele me beijou.

Ele encostou a porta e se abaixou para tirar meu tênis. E foi tirando minha roupa, peça por peça, até sobrar apenas a minha calcinha e o meu sutiã. Depois ele levantou os braços sem dizer nada e eu tirei sua camisa.

A luz estava apagada mas mesmo assim eu conseguia vê-lo por causa da claridade da rua que passava pela janela. Me abaixo para tirar os tênis dele mas ele já havia tirado, então me levanto novamente e tiro sua calça jeans.

Nos deitamos juntos na cama e ele começou a me beijar devagar e depois foi aumentando a intensidade quando de repente ele parou.

- O quê foi? - Falo mexendo no cabelo dele.

- Anna, eu preciso te contar uma coisa. - Ele se afasta e liga o abajur me deixando ver seu rosto tenso.

- Você pode me contar tudo amor. - Falo mordendo o lábio com receio de ouvir o que ele tinha pra dizer.

- Eu fiquei com outra pessoa.

- O quê? Como assim? - Pergunto o empurrando. - Você ficou com quem?

- Eu sinto muito.

- Sai daqui agora!

- Vamos conversar.

- SAI DAQUI AGORA! - Grito e bato nele o empurrando.

- Não, você precisa me ouvir.

- Eu já escutei, e não gostei nem um pouco. Você quebrou minha confiança. V-você quebrou meu coração. - Gaguejo tentando segurar as lágrimas que estavam querendo aparecer.

- Eu sei. - Ele fala e eu me levanto para me vestir com raiva. Como que ele fez isso comigo? Eu me entreguei pra ele e eu ainda estava pensando em ter minha primeira vez com ele, que grande estupidez.

Desço as escadas correndo e saio da casa, olho para o céu que estava azul escuro sem um única estrela e meu corpo é tomado pelo desespero, quando me dou conta já estou aos prantos com direito a soluço e choro alto.

Sinto alguém por trás me abraçando e me puxando para a calçada.

- Me solta! - Fico me debatendo e dou um empurrão na pessoa fazendo ela desequilibrar e bater no batente da calçada e cair no chão. - Ai meu Deus, desculpa, achei que fosse o Ed. - Falo quando me viro pra ver quem era.

- Você tem bastante força. - O Josh fala se levantando. - Tá tudo bem? - Ele pergunta pra mim mas antes que eu pudesse responder ele me puxa para um abraço e eu fico soluçando, ele acaricia minhas costas.

- Ei, larga minha namorada! - O Ed sai correndo em nossa direção a dá um soco no Josh.

- Você tá maluco cara? - O Josh se vira e bate nele também.

- Parem! - Grito mas não adianta nada porque eles continuam rolando na grama se matando.

- Ei vocês dois. O que houve? - A Amanda grita da porta. - Já chega! Vou chamar a polícia. - Mesmo com a ameaça dela os dois continuam rolando.

- Gente. - Eu falo botando a mão na cabeça sem saber mais o que fazer ou falar.

- Seu estuprador de merda! Você é muito nojento. Fica dando em cima da namorada dos outros. - O Ed fala e então eles pararam por um segundo para se encararem.

- Bom, ao menos eu nunca comi a namorada do meu amigo enquanto estava namorando com outra pessoa.

- Do que você ta falando Josh? - Eu pergunto e ele abaixa a cabeça lembrando que eu estava ali.

- Isso mesmo. O seu namoradinho de merda só pensa nele mesmo e em outra coisa. - Ele fala me olhando mas logo volta a encarar o Ed. - Sim, eu sei do seus segredinhos.

- Você não sabe de nada! - O Ed gritava em resposta, não demorou muito pros dois se agarrarem de novo.

***

- Eu não to acreditando. - Falo com raiva cruzando os braços. - Eu to ferrada. - Falo baixinho.

- Ei, você aí! - A moça me chamou e eu me aproximei dela. - Qual seu nome completo?

- Anna Belle Van Lohman.

- Idade?

- Dezesseis.

- Onde estão seus pais? - A oficial me pergunta e eu dou o número do meu pai. Não demora muito ele chega correndo. Eu estava algemada em um dos bancos da delegacia quando ele chegou tomado por toda raiva do mundo, hoje com certeza me tornarei uma garota morta.


Notas Finais


Primeira coisa, eu tomei vergonha na cara e fiz uma capa descente, gostaram? Segunda coisa, o que vcs acham de aparecem POV de outros personagens? Esse capítulo foi de tirar o fôlego quantas vezes? HAHAHA Me deixem saber se vcs acertaram qual casal que chegaria ao fim e o qual será o segredo da Amanda?!
Amores, eu escrevi um capítulo para a fic de uma amiga, deem uma passadinha lá se possível na fic dela, também envolve um amor proibido, mas não me abandonem pfvr kkk

https://spiritfanfics.com/historia/meu-amado-professor-10083325

Não esqueçam de me falar se vcs gostaram da nova capa :)

Beijossss

Música: Broken Heart Girl - Beyonce
https://www.youtube.com/watch?v=khH-xFy9LaU&list=PLwiHgMZrWolMaBezX_zHPyScVt03dmhSB&index=31


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...