1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Um Momento Complicado

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


oiiiii pessoas

Boa tarde, Boa noite e bom dia...

Esse capítulo, eu já planejava ele a alguns dias e bom antes de começar eu queria esclarecer umas coisas aqui sobre a Serena e tals. Bom, está história tem como foco o enredo principal de cada livro do Harry Potter, porém como eu havia dito bem lá no começo, eu estarei usando com referência os filmes não os livros, por diversos fatores e por isso como eu estou tratando de um personagem no qual não existe no universo de Harry Potter e por isso, se torna um pouco mais difícil essa adaptação no meio de personagens que já tem uma história pronta. O que eu quero dizer é que, nem sempre os acontecimentos da história do Harry, irão aparecer aqui, pelo simples motivo de que eu preciso desenvolver o universo da Serena, eu tenho cria uma trama para ela dentro da história, porque caso ao contrário ficará a mesma coisa que já conhecemos. Então, pretendo colocar muitas cenas com os amigos dela, com namoradinhos, pois ao me ver isso é necessário, para dar sentindo a futuras cenas também com o Harry.

Bom, eu espero que estejam gostando e claro me perdoem pelos erros, não é fácil kjkjkjkjkj

Boa Leitura

Capítulo 23 - Um Momento Complicado


Havíamos voltado para o castelo, Harry passou a noite muito mal, Hermione e Rony disse que fariam companhia a ele.

Eu havia trocado de roupa e colocado uma longa branca e uma blusa verde. Charlotte estava a bagunçar as minhas roupas a procura de algo diferente para usar.

— Que bela combinação— diz Arabella
— Eu gostei bastante também— respondo
— O que você acha?— Charlotte pergunta— jeans preto?— me mostra uma das minhas jaquetas
— Combina com você que é loira— respondo
— Tem razão...

Me deito novamente sobre a minha cama, Nuvem se aproximo se aconchegado sobre a minha barriga que no mesmo instante comecei a sentir leves dores. Deslizo a minha mão, estranhando aquilo.

— Que estranho...— sussurro
— O que foi dessa vez?— Arabella pergunta
— Não sei, estou sentindo dor...
— Menos mal— a encaro— o que foi? Toda vez você tem algo extremamente perigoso a nos contar.
— Que idiota— respondo e logo me levanto sentindo a dor ficar mais forte— que estranho, será que tem algo errado?— me viro caminhando pelo o quarto— é normal isso?— me viro para ver o que estavam fazendo— o que foi?— elas me olhavam estranho
— Sua saia, ela está manchada— Arabella diz
— O que?— pergunto e vou até o espelho— Aahh não— falo enquanto vejo a mancha de sangue que havia se formado
— Serena?— encaro Charlotte— você ainda não havia menstruado?— pergunta e apenas nego balançando a cabeça
— Relaxa— Arabella levanta do chão e caminha até uma de suas gavetas— isso é a coisa mais normal do mundo. Pega— joga um pequeno pacote branco em minha direção— coloca isso e está tudo resolvido.
— Como a gente sabe que você deve se sentir desconfortável em falar com seu pai, por mais que vocês conversem muito, eu creio que se por acaso você não se sentir bem, pode falar com uma de nós.
— É sério, obrigada meninas— trocou de roupa e vou até o banheiro

Elas estavam certas, por mais que eu converse muito com meu pai e eu entenda que preciso falar com ele, tem coisas como essa que eu não me sinto confortável é falar é difícil e eu não tentaria mandar uma carta a Andrômeda, pois sei que ele tem acesso ao que eu envio e ele acabaria me questionando muito.

Minha cólica havia parado, mas logo depois do jantar ela havia voltado. Eu sei que era normal, porém isso é insuportável e estava me deixando nervosa e com vontade apenas de ficar deitada.

— Eu não sinto cólica— Charlotte diz— como é isso?— pergunta
— Insulportavel— respondo
– Eu sinto— Arabella passa a caminha de frente para nós— porém, não é tão forte, mas passa. Minha mãe fazia uma porção quando ela estava com cólica e fazia efeito rapidamente.
— Peça a seu pai Serena— Charlotte diz
— Eu não consigo nem imaginar em falar com ele.
— Peça para te poupar de alguns detalhes, você não quer saber, mas claro se quiser pensamos outra coisa, tenho certeza que a Madame Pomfrey pode ajudar você.
— Eu encontro vocês depois— bato na porta e entro— oi pai— me encara
— Feche a porta. Está tudo bem? Se atrasou hoje.
— Esta tudo sim...— me sento
— Como foi seu dia? Se divertiu com suas amigas?
— Sim...— coloco minha mão sobre a minha barriga— a gente ficou na sala comunal a maior parte do dia jogando, já que não havia quase ninguém no castelo.
— Quer me dizer algo?— olho em seus olhos
— Por que o senhor faz isso comigo?— pergunto
— Serena, eu sei que você está desconfortável com algo e eu não sei o que é. Eu quero que você tenha confiança em conversa e comigo, sempre foi assim, por que agora seria diferente?
— É complicado.
— Não acredito que seja tão complicado ao ponto de eu não compreender.
— As vezes a mamãe faz falta— ele parecia que havia entendido e vejo que sua expressão havia mudado completamente, eu notava tristeza, mas complexidade
— Me desculpe. Você resolveu isso?— pergunta e apenas concordo— venha aqui— encosto em seu ombro— está tudo bem, entendo que muitos assuntos relacionados a você, eu não serei a melhor pessoa no qual você irá querer conversar.
— É difícil, queria que algumas coisas eu fosse poupada.
— Nem tudo podemos escolher. Está sentindo dor?— pergunta
— Sim— respondo
— Vou resolver isso para você.

No dia seguinte, Harry havia conversado comigo sobre o professor Lupin, começar a dar aulas a ele particulares de mágia defensiva, achei isso legal e talvez ele possa me ensinar também.

— O que você acha disso?— pergunto
— Acho que será importante é claro muita gentileza do professor Lupin estar disposto a isso.
— Então vá— o empurro para a sala do professor Lupin— até mais tarde.

No meio do corredor acabo encontrando Will que estava acompanhado de Tobias.

— Olá Snape— Will segura meu braço— estava conversando com Tobias e pensei por que não vamos explorar um pouco o lado Externo do castelo?
— Não sei aonde vocês querem ir, mas se formos rápidos voltamos antes do jantar— respondo
— Aonde vão?— era Arabella e Charlotte
— Vamos andar pelo o lado externo do castelo, querem ir?— Tobias pergunta
— Claro— Charlotte concorda— com tanto que vocês não me façam entrar na floresta proibida, tudo certo.
— Nem parece que é da Sonserina— Will questiona— certeza que o chapéu seletor não comenteu um erro?— pergunta

Enquanto andávamos próximos a floresta negra, acabamos indo até as margens do lado, nos sentamos todos e ficamos conversando. Pelo o tempo, parecia que já estava ficando tarde

— Que sensação estranha— Arabella diz
— O que foi?— pergunto
— Eu não sei— olhamos todos para atrás— um frio bateu do nada.

Ficamos olhando desconfiados, mas não havia nada, então continuamos conversando.

— O que é aquilo?— Charlotte aponta para a sombra que se aproximava
— Pessoal corram!— peço

Saímos todos correndo. Era um dementador, mas não havia explicação o porquê dele estar aqui? Isso não era certo, continuamos correndo até que vejo algo parar em minha frente me paralisando.

Eu estava me sentindo fraca e cada vez mais parecia que toda a alegria, tudo de bom havia sumido do mundo, restando apenas uma escuridão vaga.

— Serena!— ouço alguém gritar

Eu não conseguia me mexer, parecia até que aquele dementador estava sugando minha energia. Eu tentava fazer algo, mas aos pouco fui perdendo as forças até não conseguir enxergar mais nada.

— Eu enviarei uma carta ao ministério, isso é um absurdo, inadmissível algo assim. É a segunda vez esse ano— eu ouvia alguém de longe dizer

Me mexo um pouco, percebendo que eu não estava sozinha.

— Serena?— era Charlotte
— O que aconteceu?— pergunto
— Serena...— meu pai e o professor Dumbledore estavam ao meu lado
— O que houve?— olho para todos sem entender
— Serena você foi atacada por um dementador— professor Dumbledore responde — já cuidamos disso. Mandei uma carta ao ministério, não aceitarei que ataquem aos meus alunos.
— Está sentindo algo?— meu pai pergunta
— Não...— respondo ainda sem entender 


Notas Finais


espero que tenham gostado.

Até a próxima ♥️⚔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...