1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Torneio de Quadribol: Bulgária x Irlanda

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


hello hello

hoje temos uma quebra de tempo, antes de começarmos o próximo, apenas para descontrair e claro vale lembrar que em "O Cálice de Fogo", a Serena não estará tão perto do Harry, por motivos pelos quais a maior parte ele vai estar ocupado, então haverá mais cenas dela com o pai, com os amigos se divertindo, vou parar por aqui para não dar spoirlers.

espero que gostem

Boa Leitura

Capítulo 28 - Torneio de Quadribol: Bulgária x Irlanda


— Serena! Está na hora!— ouço Tia Andrômeda gritar
— Bom dia senhora Warren— cumprimento a mãe de Charlotte
— Bom dia Serena, o pai de Charlotte está nos esperando vamos?— pergunta
— Claro— respondo— tchau Tia— a abraço
— Se cuide Serena, tome cuidado, caso ao contrário já sabe, foi difícil convencer seu pai.
— Tomarei cuidado Tia, não se preocupe.

Após usarmos a chave do portal para chegar até o acampamento da final da copa mundial de quadribol. Para a primeira vez eu posso garantir que foi uma péssima experiência. Eu estava enjoada e tonta.

— Eu acho que eu não estou bem— Arabella diz
— Eu vou vomitar— Charlotte diz deitando no gramado
— Vamos meninas— Senhor Warren pede

Construído no meio de uma grande charneca deserta, estavamos em Dartmoor. O estádio de Quadribol era capaz de acomodar 100.000 bruxos de uma só vez, com corredores cobertos de escarlate. 

Já haviam milhares e milhares de pessoas acomodadas, durante a noite aconteceria o jogo.

Estávamos muitos ancioasas e obviamente queríamos entrar no estádio rapidamente, porém no meio do caminho acabei esbarrando em alguém no meio dos corredores do estádio.

— Me desculpe, foi sem querer— peço
— Se estiver precisando de óculos para prestar atenção aonde anda, eu...
— Draco?— pergunto
— Aahh, olá Serena— ele havia ficado sério
— Me desculpe, eu realmente não tinha prestado atencão— meu ânimo havia mudado completamente 


Eu e Draco já não conversávamos tanto mais, primeiro por ele mesmo ter se afastado de mim desde o ano passado e segundo, bom eu não sou obrigada a ter que aturar tudo o que ele faz e fala, não é assim. Okay, eu gostava dele e acho que ainda gosto, mas...

— Não, tudo bem. Como vai?— pergunta
— Vou bem e você? Como passou as férias?— pergunto observando alguém que vinha em nossa direção
— Melhor impossível.
— Draco, precisamos ir. Aaahh você é a Serena certo?— pergunta
— Aahh sim, sou eu mesma. É um prazer senhor Malfoy— seguro sua mão
— Impressionante. Draco me falou de você— o encaro sem entender— é uma garota muito bonita. Snape tem sorte...— sua voz parecia se tornar fria, então é daqui que vem o jeito altamente arrogante de Draco— de ter uma filha tão incrível.
— Muito obrigada Senhor Malfoy. Se me dêem licença eu preciso ir.
— Toda— responde

Caminho de volta para os pais de Charlotte, então quer dizer que o Draco falava de mim para o Lucio? Ou talvez tenha sido apenas, mais um ato mentiroso para me impressionar ou subestimar.

Eu havia encontrado Harry mais cedo, ele estava ficando diferente, acho que essas férias deram uma mudança em seu físico eu creio, pude notar algumas coisas, mas nada de impressionante. Ele estava bem eufórico, acho que estar com os amigos e aqui, eram algo muito divertido.

O ministro havia se pronunciado, fazendo abertura da final do torneio e logo após o jogo havia começado. Foi muito legal é mais legal vendo daqui nesse caso. Victor Krum era a estrela da noite do time da Bulgária, todas as garotas não tiravam os olhos dele.

— Você não gostaria Serena? De um dia jogar no torneio mundial?— senhora Warren pergunta— Charlotte me contou que você é apanhadora da Sonserina.
— Olha, eu nunca pensei muito nisso— sorrio

Por um pouco o time da Bulgária quase que ganhou, porém Victor Krum obviamente conseguiu pegar o pomo, mas perdendo por apenas dez pontos para a Irlanda.

Foi incrível, logo após haviam várias pessoas festejando, estava uma excitação total. Os pais de Charlotte permitiram que ficássemos ao lado de fora conversando com os nosso amigos. Harry estava conosco, assim como os filhos dos Weasley's e Hermione.

— O que está acontecendo?— Fred pergunta
— Devem estar festejando— Jorge responde
— Pessoal, eu acho que não— diz Hermione
Já era tarde da noite, quando ouvimos uma gritaria, porém acreditávamos que era os fãs irlandeses festejando, mas após vermos algumas barracas sendo incendiadas percebemos que não.

Entramos todos em pânico sem saber o que fazer, até que nos separamos. Haviam vários homens mascarados queimando tendas e causando muita comoção.

Ficamos assustados, mas logo os pais de Charlotte apareceram para nós tirar do lugar, tentávamos correr entre as grandes chamas que nos rodeavam e tudo isso particularmente se tornou horrorizante quando vimos uma multidão torturando um homem trouxa, Sr. Roberts, e sua família.

Após passarmos por tudo aquilo, encontramos Draco que parecia está sentindo prazer em assistir o que acontecia, não sei o que era mais assustador naquele momento.

Minutos após, algo havia surgido no céu sobre o acampamento. Era uma marca formado em um crânio verde com uma serpente saindo de sua boca: a Marca Negra.

Os senhores Warren, não ficaram muito tempo para ver mais e logo todos demos as mãos e fomos parar em sua mansão.

— O que foi aquilo?— Charlotte pergunta
— Meu Deus, será que o Harry esta bem?— pergunto
— Querida a essa hora eu tenho certeza que já não há mais ninguém naquele lugar— a senhora Warren segura a minha mão— bom, eu vou falar com a Andrômeda. A essa altura tenho certeza que já estão correndo os boatos sobre esse ataque e não quero deixá-la preocupada. Meninas fiquem todas aqui. Pedirei que façam algo para vocês se recuperarem.

Ficamos sozinhas na sala conversando sobre o que havia acontecido, para ser sincera eu não entendi absolutamente nada, porém Charlotte dizia que aquela marca a última vez que apareceu foi durante a época no qual você-sabe-quem estava vivo.

— Serena— a senhora Warren havia voltado— falei com Andrômeda, ela me pediu para levá-la de volta. Pelo o que parece já estão sabendo do ocorrido e seu pai está a caminho.
— Aí meu Deus— jogo meu cabelo para o lado
— O que foi?— pergunta
— Não é fácil lidar com o senhor Snape.

A senhora Warren me acompanhou de volta até a casa de Tia Andrômeda que logo a princípio já havia aberto a porta para nós.

— Está entregue— diz
— Aahh querida— me abraça fortemente— fiquei tão preocupada o seu pai...
— Você está bem?— corro até o mesmo
— Estou sim, não precisava ter vindo.
— Eu queria conferir. As notícias correm rápido.


Notas Finais


espero que tenham gostado.

Até a próxima ♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...