1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Um Presente de Andromeda

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


hello helloooooo

eae???? Tudo bom????

finalmente chegando aos capítulos que eu mais gostei desta parte.

espero que gostem.

Boa Leitura!!!

Capítulo 37 - Um Presente de Andromeda


Eu estava tão feliz que acabei deixando com que todos percebessem, mas ainda sim havia algumas coisas que me deixariam um pouco preocupadas, mas como nada aconteceu, não é preciso que saibam por enquanto.

— Então como foi?— Tobias pergunta— Serena fale logo, se alguém aparecer aqui e ver que estou no dormitório de vocês.
— Eu...— jogo meu cabelo para atrás e sorrio
— Aahh meu Deus, ele te correspondeu?— Arabella pergunta e apenas concordo
— Eu não acredito!— diz Charlotte— e como foi? Aconteceu algo entre vocês dois?— vejo os três trocarem olhares maliciosos
— Ele beija bem Serena?— Tobias pergunta
— Não gente— escondo meu rosto— não houve nada.
— Você está brincando?— pergunta
— Serena? Como não aconteceu nada?— Arabella pergunta
— Tudo no seu tempo— respondo— porém, vamos ao baile juntos.
— Mais um par temos aqui— Charlotte diz— estou preocupada com o que usar.
— Vamos trocar de assunto mesmo— falo
— Mas, não ache que deixará de nos contar tudo o que acontecer, porque não se esqueça que sempre ficamos sabendo— diz Arabella— Eu queria convidar alguém— a mesma diz— porém, sabe como é não posso e a pessoa que eu queria tenho certeza que a essa altura já encontrou alguém.
— Que seria?— Tobias pergunta
— Meg— todos nós a encaramos
— Quem?— pergunto— Megan Swan?— concorda
— Eu não estou acreditando— Tobias
— É sim, é isso mesmo— responde

Estávamos andando pelos corredores após o jantar, eu queria saber como foi o dia deles e pelo o que entendi, Rony ainda estava inconformado pelo o traje no qual a senhora Weasley havia mandado para ele.

— A professora McGonagall, colocou todos nós para dançar hoje mais cedo— diz Hermione— e claro, Rony teve o privilégio de ser escolhido lara fazer par com ela— todos rimos
— Isso não tem graça— diz
— Vocês já tem par para o baile?— pergunto
— Ainda não— diz Harry
— Eu nao faço ideia de quem chamar— Rony diz e vejo que Hermione havia ficado um pouco quieta

Eu havia entendido o que, garotos são idiotas? Sei muito bem, que ela queria que ele a chama-se, mas se depender do Rony pode esquecer.

— E você Serena?— Hermione pergunta— vai conseguir ir ao baile?
— Sim— respondo
— E quem te chamou Serena?— Harry pergunta e parecia surpreso
— É complicado, quer dizer eu não sei se você vai gostar muito, mas é que eu já esperava e muito, aí meu Deus.
— Serena...?— paramos de andar
— É ele?— Hermione pergunta e concordo— Aahh, então bom é melhor a gente nem ficar aqui para ouvir— puxa o braço do Rony— vem.
— Mais por que?— Rony pergunta

Harry e eu ficamos no meio do corredor o mesmo corredor que a alguns anos havíamos encontrado madame Norra petrificada.

— Tem algo que queira me falar?— pergunta
— Você é garoto, dica difícil eu falar— cruzo os braços
— Mas, antes de tudo, não sou apenas mais um garoto na sua vida Serena.
— Eu sei disso.
— Então fale, não creio que seja algo tão difícil.
— Eu estou gostando do Draco e ele me chamou para ir ao baile— o mesmo estava a me analisar seriamente— aaah Harry, não me julgue por-favor.
— Serena como você pode?
— Eu não escolhi isso Harry e você sabe muito bem, que abomino tudo o que ele faz com você— me aproximo olhando em seus olhos
— Eu não vou te proibir e dizer que você não deva, nao sou ninguém para isso, mas saiba que eu não aprovo nada disso Serena. Você conhece ele, sabe como é.
— Eu sei disso— sinto uma lágrima escorrer— você é meu irmão e sabe que sempre ficarei ao seu lado, mas eu gosto muito dele.
— Malfoy sabe disso?— pergunta
— Sim— respondo— ele disse que também gosta de mim.
— Serena, você é a minha irmã, se soubesse o quão estranho está sendo isso, mas eu tenho que ser alguém com quem você possa conversar— limpa a lágrima que estava escorrendo em meu rosto— eu quero te pedir para que tome cuidado, principalmente por ser ele. Conhecemos ele como alguém que gosta de usar as pessoas para alcançar tudo o que quer.
— Eu prometo que vou tomar cuidado com isso.
— E claro, se por acaso vocês avançarem um pouco mais e algum momento ele te machucar, eu mesmo vou acabar com ele, entendido?
— Entendido— o abraço— eu amo você Harry, obrigado.

No dia seguinte eu havia ficado sabendo que Hermione havia sido chamada pelo o Victor Krum para acompanha-lo ao baile e ela aceitou, achei maravilhoso já que se ela for esperar outros nem consegue. Harry e Rony continuavam sem um par, eu havia várias vezes falado sobre Hermione, mas nenhum deles me ouviu.

A esse momento a neve já havia se prendido ao chão, estava tudo muito lindo e todos muito agitados para o baile. Essa semana, tia Andrômeda me enviou uma carta no qual ela dizia que me entregaria um presente, eu já presumia o que seria e estava anciosa para vê.

Nesse momento meu rumo era a sala de meu pai, ele disse que queria falar comigo e claro já fui toda empolgada.

— Licença— peço
— Feche a porta Serena— faço o que pede

Me sento em frente ao mesmo e em sua mesa havia um grande pacote.

— Então você vai mesmo ao baile?— pergunta e concordo— certo, Andrômeda enviou algo para você. Compreendo que ela entenda disso, mais do que eu.
— Muito obrigado papai— me levanto e pego o pacote
— Eu ainda não havia perguntado, mas gostaria de saber— paro de abrir o pacote e o encaro— quem te chamou para ir ao baile Serena?
— Aahh então...— volto a abrir o pacote— eu vou ir com o Draco.
— Você não havia me dito que não estava conversando com Malfoy?— pergunta
— Já são mágoas passadas— respondo

Ele conseguiu captar algo em minhas respostas é óbvio. Nada do que eu falo passa despercebido e ele já deu sabe.

Puxo o vestido o deixando cair sobre meu comprimento e o analiso sorrindo.

— É lindo— falo sorridente

O vestido era todo prego e aveludado, macio demais de se tocar. Haviam algumas espirais brancas em algumas partes do vestido o que deixava ainda mais belo, não era tão chamativo, ms como se trata de preto tudo fica bonito.

— O que achou? Gostou?— pergunta
— Sim— respondo me sentando novamente
— Depois, envie uma carta a Andrômeda agradecendo Serena.
— Farei isso mais tarde— continuo analisando o vestido
— Fico feliz, ficará muito bonito em você, mas antes de eu deixar você ir, eu quero te entregar algo que acredito que combinará muito com você— retira de seu bolso um pingente— é algo importante demais para mim, mas acho que ficará melhor em você— pego o pingente
— Ele é lindo— falo analisando o pequeno cristal acorrentado a prata— aonde conseguiu?— pergunto
— Bom, ele era de sua mãe— o encaro novamente
— É sério?— pergunto
— Sim, eu imaginei que havia chegado o momento no qual você pudesse usá-lo.
— Eu nem sei o que dizer— limpo meu rosto— eu não poderia imaginar que o senhor tenha guardado algo da mamãe.
— Eu guardei algumas coisas, ela foi e será a única....Sempre.


Notas Finais


eae? Gostaram? Eu espero que sim. Estamos chegando bem nós capítulos que eu particularmente mais gostei.

bom, espero que tenham gostado.

Até a próxima!!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...