1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Baile de Inverno

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


eae pessoas???

tudo bom??? Espero que sim.

trouxe o capítulo do Baile de Inverno que ocorre em Cálice e Fogo. Bom, eu dias e desde início que estarei tentando acompanhar a cronológia dos filmes, mas como creio que vocês saibam existem cenas que foram deletadas e eu estarei usando estas cenas também e uma delas ocorre aqui durante o baile.

Eu espero que gostem.

Capítulo 38 - Baile de Inverno


Então havia chegado o dia do baile. Todos estavam bem ocupados decidindo o que fariam, outros nós pegamos ensaiando as escondidas o que é hilário.

Assim sendo hoje é dia vinte e cinco de dezembro, noite de Natal o baile começaria as oito da noite e assim teria como é a tradição, os campeões abririam o baile com seus pares. 

Parvati Patil e Padma Patil acompanharam meu irmão e o Rony. Bom anteriormente os dois haviam entrado em pânico por não saberem abordar alguém para acompanha-los, Harry chamou a Cho inicialmente, mas a mesma já havia sido convidado por alguém e Rony tentou a Fleur e também não deu certo. Gina havia me contado que foi assustador o jeito no qual Rony a abordou no meio do corredor aos gritos.

Arabella estava tão anciosa que já estava pronta, mesmo sabendo que ainda faltavam algumas horas. Seu vestido verde simplesmente fabuloso.

— Vim aqui ver como está o meu par— Tobias aparece na porta

— Feche— peço

— Olhem só meninas vocês estão bonitas— se senta ao meu lado e entrego meu pingente— que lindo Serena, aonde encontrou?— pergunta

— Foi pai que me deu, ele disse que pertenceu a minha mãe.

Ficamos conversando, enquanto eu ajudava Charlotte a terminar de arrumar seu cabelo. Ela estava hoje irreconhecível, extremamente bonita.

— Eu não sei...— diz se olhando no espelho

— Charlotte pare de ser tão insegura poxa, você está linda— diz Arabella— agora falta a nossa senhorita confusão— me encara— ande logo Serena, pegue seu vestido.

Esperamos Tobias sair para que eu pudesse colocar meu vestido. Dessa vez, eu não poderia discorda de ninguém e claro Tia Andromeda acertou, ficou perfeito.

— Que renda bonita— Charlotte diz— tão diferente.

— Ficou incrível— dizíamos nos olhando no espelho— podem ir, vou procurar eu bracelete e já desço— falo

Pego meu bracelete e antes de sair volto a me olhar na frente do espelho. Desço as escadas devagar, com cuidado para não cair e como esperado estavam todos na sala comunal.

— Olhem só— diz Tobias

— Não façam isso— peço envergonhada

Draco estava a minha espera e não deixo de mostrar um leve sorriso, porém ao outro lado da sala, pude perceber o olhar de alguém pesando sobre mim, tento disfarçar e fingir que não havia me importado, que mesmo Will estando com Pansy ele parecia incomodado e pelo o que me conheço, me deixaria incomodada também.

Já haviam muitos alunos pelo térreo à entrada do castelo fora transformada em uma espécie de gruta cheia de luzes encantadas – ou seja, centenas de fadinhas vivas encontravam-se sentadas nas roseiras que tinham sido conjuradas ali e esvoaçavam sobre as estátuas que pareciam representar Papai Noel e suas renas.

Na escadaria próxima a entrada do sala o principal, Harry e Rony estavam sentados nos degraus e ambos não pareciam esboçar animação.

— Draco?— chamo

— O que foi Serena?— pergunta

— Tudo bem se você me esperar? Eu vou falar com o Harry.

— Vá falar com o Potter, vou ficar aqui por enquanto com Crabbe.

Caminho em direção aos dois. Harry usava vestes de garrafa verde que combinavam bem com os olhos e Ron usava roupas de segunda mão mais "tradicionais".

— É mesmo a minha irmã?— Harry pergunta sorrindo

— Está bonito— falo

— Obrigado— responde— mas não é nada do que eu gostaria.

— E eu como estou?— Rony pergunta

— Aaahhh...elegante— respondo rápido— aonde está Hermione?— pergunto

— Tadinha, deve estar no quarto chorando rios de lágrimas— Rony responde

— Mas, por que?— pergunto sem entender sua resposta

— Ninguém a convidou para o baile— responde

— Ninguém?— pergunto

Então quer dizer que eles ainda desacreditava, que a mesma havia sido convidada. Patético.

— Qual é Harry?— Rony pergunta— porque ela não diria com quem vem ao baile?

— Porque a gente iria curtiu com a cara dela?— responde

— Ou porque queira fazer suspense— respondo

— Ninguém a convidou— Rony afirma mais uma vez— teria vindo com ela se não fosse tão orgulhosa.

Seguro no braço de Harry e descemos as escadas. Parvati e Padma logo se aproximaram de nós.

— Olá meninos— dizem juntas— olá Serena.

— Oi— responde

— Você está tão...— Parma parecia procurar palavras para descrever Rony naquele momento— moderno.

— Bom, preciso ir— me afasto

Volto a ficar com Draco e logo entramos junto de nossos amigos. Ele estava tão bonito e esse momento parecia ser super surreal e inacreditável. Quer dizer era mesmo real?

As paredes do Salão Principal estavam cobertas de gelo prateado e cintilante, com centenas de guirlandas de visco e azevinho cruzando o teto escuro salpicado de estrelas.

As mesas das Casas haviam desaparecido; em lugar delas havia umas cem mesinhas iluminadas com lanternas, que acomodavam, cada uma, doze pessoas.

Ficamos todos próximos, fazendo uma barreira no qual ao meio se formava um corredor para os campeões passarem.

Todos ficaram surpresos com quem acompanhava Victor está noite, menos eu óbvio. Hermione usava um lindo vestido de azul pervinca e exibia um penteado chique. Podia ver a expressão de Rony deslumbrado, mas ao mesmo tempo podia sentir que havia uma pontada de ciúmes do mesmo. É aquilo, quem perdeu que chore, quem ganhou que valorize.

Cho não ficava para atrás também, como par de Cedrico. Um vestido um pouco mais oriental com pequenas flores por todo o vestido. Além das mangas do vestido que deram um estilo lindo!

Harry parecia meio perdido assim em que a valsa começará. Víamos dançar pelo salão e logo sentir a mão de Draco deslizar pela a minha. Olho para o mesmo e sorrio.

Hermione também teve um tempo maravilhoso dançando com Victor, ela parecia estar aproveitando e muito.

— O que acha?— pergunto

— Se você quer que eu seja sincero...

— Uma chatice certo?— pergunto e concorda— será que isso levará muito tempo?— pergunta

— Eu espero que não.

Logo, Minerva e Dumbledore se juntaram aos campeões para a valsa. Todos aplaudiram, obviamente. Ao outro lado Filch dançava abraçado a sua gata Madame Norra. Igor, convidou uma das professoras que o acompanha também.

Draco da um passo a frente e me convida também para dançar, sem como recusar o acompanho.

Acho que de todos os dias que estive aqui, esse foi um dos melhores.

Prosseguindo com a noite, ficamos todos na mesma mesa, hoje não havia piadinhas, nem brincadeiras sem graças entre os alunos o que foi até estranho. Todos na mesma mesa, conversando, sem diferenças.

Na mesa ao lado, Harry e Ron nem sequer pediram as gêmeas para dançar, em vez disso passaram a maior parte do tempo amuados e assistindo Cho e Hermione dançando com seus parceiros, Cedrico e Victor, respectivamente.

A banda bruxa As Esquisitonas tocou no durante o baile fazendo todos se animarem ainda mais, para muitos, foi um grande sucesso. Também foram montadas várias mesas de lanches, com decorações que representavam Beauxbatons e Durmstrang.

Eu havia me separado um pouco ao ver Harry e Rony sozinho, mas ao mesmo tempo Hermione se aproximava dos dois.

— Você está maravilhosa— digo

— Obrigado— responde— você obviamente só está mais.

— Está gostando?— pergunto— Victor Krum?— a vejo sorrir

— Ele está sendo tão atencioso. Agora, você e o Draco parecem que não discutiram até então, será isso uma evolução entre vocês?

— Possivelmente— nós sentamos ao lado dos dois

— Está quente aqui não é?— diz Hermione sorrindo— Victor foi pegar uma bebida para gente, querem se juntar a nós?— pergunta

— Não— Rony responde— não queremos nos juntar a você e ao Victor.

— Eu nem preciso— olho para Draco que estava falando com o mesmo

— Nossa, por que esse mau humor todo?— Hermione pergunta

— Eu em...— me levanto

— Ele é da Durmstrang, está confratenizando com o inimigo— responde e reviro os olhos

— Inimigo?— Hermione pergunta indignada— quem é quer queria um autógrafo do Victor? Além disso, o objetivo central do torneio é cooperação internacional e magia, fazer amigos.

— Eu acho que ele quer muito mais que ser bem mais que um amigo— responde

Hermione se levanta também e parecia chateada. A mesma vai em direção a Victor sem dizer nada.

— Bom, eu já vou— me aproximo de Harry— até depois— me abraça

— Até Serena.

— Rony, eu sei o nome do que você está sentindo, ciúmes o nome.

Eu estava procurando Draco, mas eu não conseguia encontra-lo, talvez estivesse no meio da multidão de alunos.

Caminho até fora do grande salão, não havia ninguém e logo percebo Harry vindo atrás de mim.

— Aonde vai?— pergunta

— Pensei em ficar aqui fora um pouco— retiro meus saltos

— Quer companhia?— pergunta

— Venha— seguro em seu braço

Enquanto caminhávamos pelo o corredor ao lado do pátio, percebemos a presença de alguém perto das carruagens. Eram papai e Igor, nós escondemos para ouvir o que acontecia.

— Está acontecendo novamente como antes— ouvimos Igor falar— em breve, você e nem ninguém poderá ficar.

— Já falei Igor, não vejo motivo lara discutir isso— meu pai responde

Vemos o mesmo correrá até uma das carruagens, pegando em flagrante dois alunos que estavam, bem em um momento mais íntimo.

— Menos dez pontos para Lufa-Lufa e o mesmo para a Corvinal— os dois saem correndo

E eu Harry não deixamos de rir, claro ao máximo sem fazer barulho.

— É um sinal Severo, você sabe que é— olho para Harry sem entender

— Não sei do que está falando— responde

— É mesmo? Então, talvez você não se importe de levantar sua manga.

— O que?— Harry rapidamente tampa a minha boca com a mão

— Você não me engana Severo, você está com medo, admita!

— Eu não tenho nada a perder Igor— responde

— Certeza que não?— pergunta

— Ela não fará parte de nada disso. Agora você? Pode dizer o mesmo?

Ouvimos seus passos se afastarem e os passos de meu pai se aproximarem. Nos afastamos lentamente para a sombra atrás da parede.

Assim que percebemos que já nao estavam mais por perto, saímos de onde estávamos escondidos.

— Sobre o que eles estavam falando?— Harry pergunta

— Eu não faço ideia, mas fiquei curiosa. O que tem no braço?— pergunto

— Isso você pode descobrir.

— Como Harry?— pergunto— há não ser que eu vejo em algum momento aonde ele não está com os braços tampados. Além do mais, ele só usa mangas cumpridas.

— Isso me deixou muito pensativo, para ser algo sério. Que sinal é esse?

Havíamos voltado, antes que sentissem a nossa falta.

Quando baile acabou, muitos de nós expressaram seu desejo de que continuasse por mais tempo, mas Harry se viu perfeitamente feliz que o baile acabasse, já que ele não achou a noite particularmente divertida.

Já havíamos voltado para a sala comunal, estavamos conversando, alguns relatando ocorridos durante e eu apenas quieta encostada no ombro de Draco o mesmo deslizava seu dedo pela a minha bochecha.

Estavam todos distraídos, absolutamente ninguém nem prestava atenção em nós, era um momento perfeito, me levanto um pouco ficando próxima do mesmo que me encarava sem entender.

— Você quer fazer isso, aqui?— pergunta

Não acho que seja algo errado, quer dizer em algum momento, isso aconteceria não é mesmo?

Draco rapidamente pressiona meus lábios contra os seus, tento ao máximo acompanha-lo, além do mais era o meu primeiro beijo e eu praticamente não sabia quase nada do que fazer. Porém, creio que para o primeiro não foi tô ruim quanto eu imaginava, foi até curioso é interessante.

Nos separamos e assim percebemos que todos a nossa volta estavam quietos.

— Que beijo em— Tobias diz

— Eu estava na torcida desde o início — diz Arabella


Notas Finais


eae? gostaram? Espero que sim.

Até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...