1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Sala Comunal

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


inhauuuu, nhauuuu voltei

uuuhhh nova fase chegando. Espero que gostem.

boa leitura!!!

Capítulo 4 - Sala Comunal


Havíamos todos terminados de jantar, estávamos até que animados para conhecer o castelo. Os monitores iriam nos mostrar um pouco do lugar, depois ficaríamos por conta propia.

Os corredores das masmorras eram bem frios, haviam correntes de ar e não havia tanta iluminação forte. Paramos em frente a uma parede de pedra.

— Puro sangue— todos ouvimos atentamente Malfoy dizer— não se esqueçam da senha pessoal!

Entramos na sala e por incrível que pareça, correspondia as minhas expectativas desde que papai havia me falado uma vez na qual eu nunca mais esqueci.

Era uma sala bem longa com paredes de pedra com um aspecto rústico. O teto cujo pendiam correntes com luzes arredondar e esverdeadas. Tapeçarias medievais ilustrando as aventuras de famosos sonserinos adornam as paredes, e claro mais lustres de prata pendurados no teto. 

Tia Andrômeda me contou que Salazar Slytherin era um bruxo muito rico, um dos mais ricos de sua época e ela como também foi da Sonserina, me explicou vários detalhes que meu pai não me contou. Por isso, aqui é uma sala comunal luxuosa ao contrário das outras, claro eu não sei como são as outras.

Havia na sala também, lâmpadas verdes circulares pendendo no teto. Alguns sofás de couro que brilhavam um pouco com as chamas que refletiam na lareira

— Aqui é bem mais quente que o lado de fora— Arabella diz se sentando em frente a lareira

— Bom é justamente por causa da lareira— Pansy diz— ela aquece durante o ano inteiro, até mesmo no verão. Como estamos na parte subsolo do castelo a umidade e os largos corredores dão ao lugar a sensação de frio.

— Que incrível— digo

— Bom novatos— Draco se deita sobre um dos sofás— seus pertences já estão em seu devidos quartos. Quarto das meninas a esquerda e quarto dos meninos a direita.

Todos nós se retiramos da sala e formos conhecer nossos quartos. Assim que entrei Charlotte já estava nele. Eu e Arabella entramos e o analisamos devagar, era incrível.

— Até que é bem espaçoso— falo enquanto abro minha mala

— Não é mais do que deveríamos esperar daqui— Arabella diz

Camas de quatro colunas. Cortinas verdes de seda muito provável e colchas bordadas com fios prateados e claro o grande tapete verde com uma serpente gigante.

Caminho em direção a cama que ficava proxima ao grande vitral do quarto e me sento sobre e passo a observar o lago.

— Então é por isso a umidade?— pergunto

— O que?— Charlotte pergunta

— Estamos sob o lago? Não é?– espero que uma delas afirme minha pergunta

— Olha eu não havia prestado atenção nisso—Arabella responde— mas, bem pensado. Provavelmente seja isso.

Retiramos tudo o que estava em nossas malas e começamos a guardar, meio que dividindo algumas partes do quarto no qual achamos que fosse necessário.

— Meninas— Charlotte diz— está faltando alguém aqui?—pergunta enquanto olha para a cama que estava vazia

— Talvez ainda esteja na sala comunal— respondo

Caminho até Nuvem que ainda estava dentro de sua gaiolinha. A seguro e coloco sobre a minha cama.

— Que linda— Charlotte diz olhando para minha gata— qual o nome dela?— pergunta

— Essa é a nuvem negra— respondo

— Que ironia— Arabella diz e se senta ao meu lado com seu furão em mãos— ela tem os olhinhos verdes iguais aos seus— apenas sorrio a acariciando

— Ela é bem boazinha— deslizo minha mão sobre a doninha de Arabella— e quem temos aqui?

— Esse é o trovão, bom é um milagre ele estar acordado agora— diz

— A nuvem dorme praticamente o dia inteiro— Charlotte se junta a nós duas

— Para a sorte de nuvem, ela terá um companheiro para quando precisarmos deixa-los sozinhos. Esse é o Nevasca— coloca seu gato branco sobre a cama também

Aparentemente eles não haviam se estranhado e estava tudo bem e ninguém mais havia entrado no quarto o que deveria ser um sinal de que seria apenas nós três.

Estávamos nos arrumando para podermos dormir, mas havia algo no qual me deixou muito inquieta e que sei que eu não iria parar enquanto pelo menos não dissesse um Oi.

— Aonde você vai?— Charlotte pergunta enquanto me ver saindo do quarto

— Eu já volto, prometo— fecho a porta

Já não havia mais ninguém na sala comunal ou não estavam aqui. Por segurança trouxe minha varinha junto, mesmo que eu não saiba tantas coisas.

Saio do dormitório e vejo a parede voltar a seu lugar novamente. "Sangue puro", não posso esquecer.

Os corredores estavam escuros então pego minha varinha e sussurro.

— "Lumos"...

A ponta de minha varinha havia acendido fazendo com que eu pudesse enxergar melhor o caminho a frente.

Haviam algumas salas e uma delas era a sala de porções, porém não havia motivos pelos quais ele estar aqui a essas horas certo?

Continuei andando e acabo que chegando na saída das masmorras, já estava de volta aos corredores do térreo.

Fico olhando o silêncio total que estava naquele lugar e claro junto da escuridão. Eu até que iria voltar a sala comunal, mas paralisei ao sentir que havia alguém logo atrás de mim.


Notas Finais


espero que tenham gostado.

até a próxima 💛⚔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...