1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. A Cara de Sapo, Ataca Novamente

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 50


Escrita por:


Notas do Autor


Boa madrugada pessoas.

Voltei e voltei com capítulo fresquinho.
Já começamos nossos conflitos aqui, adiante só confusão ocorrerá e claro soltarei um capítulo mais Soft para quebrar o clima tenso, mas logo depois já voltamos para as tretas.

Bom, espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 50 - A Cara de Sapo, Ataca Novamente


Mais cedo ou mais tarde eu sabia que começariam os problemas e para a nossa grande surpresa. Eles começaram por mim e por Harry.

Umbridge pelo o jeito usou o mesmo método de tortura com Harry, porém ele não queria contar a ninguém, nem mesmo a Dumbledore que com toda certeza ou ouviria, mas eu tentei com meu pai e o mesmo me deixou nem claro que não poderia fazer muito sobre. Ao contrário de mim, na mão de Harry agora havia uma cicatriz escrito "Não devo contar mentiras", sim era dele que ela estava falando quando a questionei em sua primeira aula com os sonserinos e lufanos do quarto ano.

Estava havendo um grande sucesso pelos os alunos. Os produtos dos irmãos Weasley's. Não sei como, mas os gêmeos estavam tendo um bom negócio, mas com Umbridge aqui eu suspeito que algo dará errado.

Para piorar tudo isso, agora a cara de sapo está pegando no pé de Harry e seus amigos, incluindo Fred e Jorge. Pelo o que fiquei sabendo, anteriormente eles não haviam participado do treino de quadribol, porque a mesma proibiu a equipe da Grifinoria e agora esta observando tudo o que ele faz, até mesmo as cartas que recebe através de Edwiges. O que só aumenta o meu ódio por ela.

Hoje eu havia aceitado acompanhar Harry. Ele não parecia muito bem, claro por conta de todo o ódio que agora receberá e por tudo o que está acontecendo, ministério, cara de sapo, você-sabe-quem, Dumbledore que parecia estar o evitando. Bom, agora temos os sonhos frequentes que ele tem, eu tenho certeza que isso não é bom e que logo descobriremos do que se trata.

Hagrid não estava em sua cabana, eu sentia falta dele. Ficamos parados em frente olhando para a floresta, enquanto o mesmo olhava para o céu, enquanto eu tentava reconhecer aquele alto ruivo.

Seguro em sua mão e resolvemos entrar na floresta. Acabamos encontrando Luna que estava descalço e com uma sacola pendurada em seu ombro.

— Olá Luna— falo
— Olá Serena, olá Harry Potter— diz
— Seus pés— Harry diz olhando os pés de Luma, que estavam extremamente pálidos— estão frios.
— Um pouquinho— responde é continua olhando para frente, como se houvesse algo em sua frente— infelizmente, meus sapatos desapareceram de repente. Eu acho que a culpa é dos Nargules.
— O que são eles?— Harry pergunta
— Eles o que?— continuo olhando para frente
— São chamados de Thestrals.
— O que é isso?— pergunto a Luna
— Você não está vendo?— Harry pergunta e nego
— São muito gentis, mas as pessoas os evitam porque são meio...
— Diferentes— Harry termina sua fala e o sigo segurando em seu braço com um pouco de receio— mas, porque os outros não os vêem.
— Só podem ser vistos por quem já viu a morte— Luna responde
— Eu nunca vi ninguém morrer até então— falo
— Então você conhece alguém que morreu?— Harry pergunta
— Minha mãe— Luna responde
— Sinto muito— peço
— Ela era uma bruxa extraordinária, mas gostava de fazer experiências até que um dia o feitiço deu errado. Eu tinha nove anos.
— Meus pêsames— diz Harry
— Foi bem horrível. Eu fico muito triste por isso as vezes, mas eu tenho o meu pai— vejo Luna retirar de sua bolsinha uma maçã, eu acho que era— nós dois acreditamos em você— ouço um barulho soar em minha frente—que você-sabe-quem voltou, que lutou com ele e que o ministro e o profeta conspiram contra você e a Dumbledore.
— Valeu— Harry diz cabisbaixo— parece que são os únicos que acreditam— olho em seus olhos— e você também— sorrio
— Não acho que seja o caso— joga maçã no chão e a vejo rolar pelas folhas— mas, imagino que seja assim que ele quer que seja.
— Como assim?— Harry pergunta
— Ora, se eu fosse você-sabe-quem. Iria querer que se sentir-se isolado de todos, porque se você estiver sozinho, não vai ser tão ameaçador— observamos a mesma retirar um pedaço de carne de sua bolsa e jogar em nossa frente, eu obviamente apenas vi aquele pedaço de carne desaparecer

Vendo a dizer isso agora, até então parecia fazer sentido. Talvez, Harry estivesse assim tão cabisbaixo, justamente porque você-sabe-quem está tentando deixá-lo assim, para que não consiga fazer nada contra. Harry afastado de todos é torná-lo vulnerável.

Eu e Harry voltamos para o castelo. Voltamos conversando e tentei fazer com que prestasse atenção no que Luna havia dito e consegui convencê-lo a voltar a ficar mais próximo de Hermione e Rony.

— Oi pessoal— falo ao me aproximar dos dois na mesa
— Olá Serena— diz Gina
— Harry...— Hermione sorrir
— Posso me sentar?— Harry pergunta
— É claro— diz Hermione

Antes mesmo que nos justassemos, ouvimos uma pequena discussão ao lado de fora do sala principal. Parecia ser a professora McGonagall e a cara de sapo. Fomos todos para fora e seguimos duas vozes, para entender o que estava acontecendo.

— Eu apenas pedi para que conserve meus alunos, que você siga as regras disciplinares prescritas— as duas estavam paradas no meio da escada e já haviam vários alunos assistindo
— Pode ser impressão— reviro os olhos ao ouvi-la falar— mas, parece questionar a minha autoridade dentro da sala de aula.
— Quanta besteira— sussurro para Hermione
— Minerva— sobe um degrau a mais ficando a altura da professora
— Nenhum um pouco Dolores— professora McGonagall fica em sua frente— apenas seus métodos medievais.
— Desculpe querida, mas questionar meus atos é questionar o ministério, e por tanto, o ministro em pessoa. Sou uma mulher tolerante, mas se tem uma coisa que eu não suporto é deslealdade.
— Deslealdade?— Minerva parecia ter ficado um pouco frustrada
— A coisa em Hogwarts está bem pior do que eu temia— agora a cara de sapo olhava para todos nós que estavam os assistindo o que as duas diziam— Cornélio vai ter que agir de imediatamente.

E assim os dias começaram a se tornar piores. A cada dia um novo aviso e o mais pior de todos, substituição do cargo de Dumbledore temporariamente, isso nos deixou procupedos. Hogwarts logo se tornará uma prisão total.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...