1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Sala Precisa

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 53


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia, boa tarde e boa noite.

Eae? Tudo bom? Espero que sim.

Eu ainda não consigo acreditar que consegui escrever mais de cinquenta capítulos em menos de um mês, aqui foi esforço em, meu Deus me sinto maravilhosa agora.

Bom, espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 53 - Sala Precisa


Estava na biblioteca lendo um pouco afastada de todos apenas para poder ler em paz. Por curiosidade como não havia ninguém, resolvi dar uma olhada pelos corredores da seção restrita.

— Eu sei que você não tem muito amor as regras, mas se eu nao me engano a seção reservada, continua sendo proibida para os alunos como você— ouço a voz de meu pai
— O que está fazendo aqui?— continuo andando
— Quero falar com você— me viro
— O que foi? Encontrou uma maneira de se redimir sem ser ignorante?— pergunto
— Eu não vim até aqui para discutir.
— Mas, veio para me fazer sentir culpada e eu pedir desculpas?
— Serena, eu apenas quero conversa com você.
— Claro, senhor Snape— respondo irônica e o sigo

Saímos da biblioteca e ficamos no corredor. Eu queria esquecer o que houve, pois já fazia dias que eu não falava com ele e claro eu o amo, mas isso não quer dizer que apaga o que ele fez.

— Serena— encosto na parede— eu sei que nada, pode desfazer o que eu fiz a alguns dias...
— O senhor está se redimindo comigo?— pergunto
— Não me atrapalhe— cruzo os braços séria— é só que, compreendo a gravidade do meu erro em ter batido em você e por isso eu quero te pedir perdão pelo o que eu fiz.
— Isso é tão estranho— falo sem acreditar— bom, o senhor parece está sendo sincero, mas sei que também errei em falar aquilo. Não queria te lembrar de algo que ainda dói— ele parecia chateado
— Eu só peço que por-favor, nunca mais fale sobre aquilo e muito menos me diga que você queria ter morrido junto com sua mãe. Passo todos os dias me culpando por aquilo e eu não queria...— o encaro sem entender
— Se culpando pelo o que?— pergunto
— Serena, é que eu acredito que poderia ter feito algo naquela noite— não foi convincente, por mais que ele tenha respondido rápido, não me convenceu. Sua fala agora não parecia ser exatamente o que ele iria dizer
— Tudo bem— me aproximo— eu prometo, nunca mais na minha vida dizer aquilo ou algo parecido.
— Prometo que não irá se repetir— sussurra enquanto nos abraçamos
— Eu acho que aqui não é o lugar mais apropriado para um professor e uma aluna estarem tão próximos— me afasto e reviro os olhos
— Serena, já estava indo para a sala comunal, não é mesmo?— pergunta e concordo— agora vá.

Até em momentos como este, a cara de sapo consegue estragar. Eu torço para o dia que ela deixará Hogwarts, quem suporta?

Mais tarde, algo surpreendente haveria acontecido. Neville afirmava ter encontrado um lugar para podermos ter as aulas. Fomos todos conferir o lugar no sétimo andar do castelo.

— Parabéns Neville— diz Hermione— você achou a sala precisa.
— Sala o que?— eu e Rony perguntamos
— É conhecida como sala vem e vai. A sala precisa do aparecer quando a pessoa precisa muito dela. É sempre equipada com o que mais se precisa.
— E se precisa-se muito de um banheiro?— Rony pergunta
— Bem, criativo— responde observando o lugar— mas é. É por esse caminho mesmo.
— É brilhante— Harry diz— é como se Hogwarts quiséssemos que lutassemos.

Analisando o local melhor, era perfeito e de acordo com o que estávamos necessitando. Iremos nos encontrar após o jantar, quando todos já estiverem em suas salas.

Em nossa primeira aula, Harry tentará nós ensinar o feitiço "Experlliarmus", claro alguns já sabiam, mas havia falta de treinamento. Neville foi o primeiro a tentar e logo de incio o mesmo erra.

As aulas da Umbridge se tornava cada vez mais insuportáveis, era tantas coisas que precisávamos copiar, quando eu digo copiar, é copiar mais de quatro vezes as mesmas informações, pois segunda a cara de sapo "é para garantir que não nos esqueceremos".

Estava sendo divertido até, porém eu e Hermione estávamos suspeitando de algumas coisas e acabamos descobrindo que Umbridge sabia dos nossos encontros na dala precisa e claro Filch havia descoberto o local que entrávamos e agora passará horas esperando com que um de nós saia para ser pego em flagrante e levar até a cara de sapo.

— Serena— meu pai me chama
— Sim?— pergunto e continuo a ler
— Por acaso, você está envolvida em algo junto ao Potter?— congelo e abaixo meu livro
— Não papai.
— Você tem certeza? Estou apenas perguntando para te deixar ciente, pois a Umbridge está atrás de alunos que possivelmente estão envolvidos em algo que vá contra as regras dela.
— Não se preocupe, eu não estou envolvida com nada.
— Assim espero mocinha.
— Eu preciso ir— pego as minhas coisas
— Aonde vai?— pergunta
— Preciso encontrar a Charlotte, prometi que a ajudaria com a lição— me aproximo e beijo sua bochecha— boa noite papai.
— Boa noite Serena.

Antes olho para atrás e bom, ele não havia saído de sua sala e não havia ninguém nos corredores. Corro até o sétimo andar e paro para recuperar o fôlego em frente a entrada da sala, passo três vezes e espero a porta ser revelada.

— Oi pessoal— falo ao me verem— desculpem o atraso.
— Aonde estava?— Tobias pergunta
— Tentando convencer o Senhor Snape de que não estou fazendo nada de errado.
— Como assim?— Harry pergunta
— Bom, supostamente Umbridge está caçando nós e ele me perguntou se eu estava envolvida com algo.
— O que você disse?
— Obviamente eu neguei, eu não iria entregar todos nós.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...