1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Grope

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 60


Escrita por:


Notas do Autor


Eae pessoas? Vocês estão bem?

Para finalizar, capítulo em que nossas crianças são apresentadas ao Grope, meio irmão de Hagrid.

Espero que gostem e boa leitura!!

Capítulo 60 - Grope


No dia seguinte, tudo parecia estranho e para piorar Umbridge agora oficialmente está a preencher o cargo do professor Dumbledore, uma calúnia.

Harry nos contou o ocorrido de ontem na sala do diretor, após o ministro dizer que ele iria ser levado preso, o mesmo com grande estilo desapareceu junto de sua fênix. Incrível, mas preocupante.

Se antes, tudo aqui estava um verdadeiro presídio, agora ficará pior. Regras do tipo: meninos e meninas não podem ficar pelo menos de vinte centímetros de distância um do outro, claro que eu e Draco dávamos um jeito de escapar, principalmente na sala comunal e no banheiro da Murta.

Com tudo isso, o único que parecia estar se divertindo, fora os capangas da cara de sapo, era Filch, típico dele.

Eu precisei estudar muito, ela estava pegando pesado em questão as provas e tudo mais em D.C.A.T. E como se esperado, também estava interferindo nas outras matérias.

Suas aulas passaram a ser um silêncio total, só era possível se ouvir as nossas respirações, tedioso.

Harry passou a ignorar Cho depois do ocorrido, óbvio ela que contou, já era de se imaginar que ele ficaria chateado.

Eu iria encontrar ele em alguns minutos, mas antes estávamos no quarto conversando, eu queria saber algumas coisas.

— O que fazia com Astória no banheiro aquela noite Charlotte?— pergunto me olhando em frente ao espelho
— Astória?....quando isso?— a mesma começará a gaguejar
— Vemos que tem algo errado aqui— diz Arabella rindo
— Não, não há nada.
— Certeza?— a encaro
— Vamos lá— Arabella a empurra sobre sua cama— nos conte, o que aconteceu? Você estavam...— vejamos a mesma corar e olho para Arabella surpresa
— Eu não acredito— falo e me sento ao seu lado— como foi?
— Interessante— responde
— Só isso?— Arabella pergunta— faça me favor, impossível, nós conte mais.
— Nós duas, a gente se beijou e...— rapidamente se levanta— eu não quero falar sobre isso.
— Então quer dizer que aconteceu algumas brincadeiras?— pergunto
— Foi bom?— Arabella pergunta— tenho certeza que foi, pela sua cara, deve estar adorando se lembrar.
— Meninas cansei— sai do quarto— depois conversamos!
— Ela ficou nervosa— sorrio
— Claro, todos tendo as suas primeira vez e você Serena? Como foi?— pergunta
— Como foi o que?— me sinto nervosa com essa pergunta
— Você e o Draco? Estão a tanto tempo juntos, não aconteceu nada ainda? Tipo, elevar o relacionamento.
— É não....

Encontro Rony e Hermione que me pediram para ir junto a eles, distrair Harry. Estávamos passando pela ponte e tentando consolar o mesmo que ainda estava chateado com o ocorrido.

— Você fez tudo o que pode— diz Rony
— Vamos ver por outro lado, você se saiu muito bem Harry— segura a minha mão
— Nibhiem poderia vencer a megerá— Rony toca em seu ombro
— Nem o Dumbledore previu essa— Hermione diz— Harry, se alguém tem culpa somos nós.
— É nós convencêmos você— Rony concorda
— Mas eu concordei, eu tentei tanto ajudar e só consegui piorar tudo— ele estava sobrecarregado de culpa, claro nenhum de nós o culpava, quem imaginaria?— agora já não importa mais. Porque eu tô fora do jogo e deixo vocês mais preocupados e preocupados vocês perdem. Talvez seja melhor...
— O que?— Hermione pergunta
— Eu ir sozinho.
— Ficou louco?— pergunto

Todos olhamos para o lado ao ouvir alguém nos chamar, olhamos e vejamos Hagrid, no final da ponte.

— Hagrid?— Harry chama

Nós quatro o seguimos e claro que não poderia ser mais amigável, do que um passeio pela floresta negra.

— Alguém sabe aonde ele vai?— Rony pergunta
— Hagrid, por que não nos diz logo?— Harry pergunta tentando chamar sua atenção

Era possível ouvir um barulho que ficava cada vez mais alto, acredito que seja os Centauros.

— Nunca vi os Centauros tão nervosos— diz Hagrid— e já são perigosos quando estão calmos. Se o ministério continuar registringindo o território deles, vai acabar com uma revolta nas mãos.
— Hagrid o que está havendo?— Hermione como sempre sendo direta
— Desculpe ser tão misterioso, eu nem incomodaria vocês com isso, mas sem o Dumbledore. Eu...eu vou ser despedido a qualquer hora. Eu não podia ir embora ser contar a alguém sobre ele— ouvimos um barulho alto surgir, como se algo estivesse se mexendo logo a nossa frente.
— Grope!— Hagrid chama e para nossa surpresa era um gigante— aqui embaixo seu bobalhão.

Nos assustamos assim que o mesmo começou a caminhar até nós, porém ele acabar apenas esmagando um pássaro que sobrevoava perto.

— Grope, eu trouxe visitas— o gigante nos olha e sorrir, que medo

Até então parecia um pouco mais inofensivo, até começar a andar em passos longos até nós.

Sinto Harry me puxar pelo o braço e claro, todos nós se afastamos rapidamente, porém ele estava com um de seus calcanhares amarrados a uma das árvores o que fez não conseguir nós alcançar.

— Eu não podia deixá-lo, porque...— ainda estávamos com receio— porque ele é meu irmão. Bem meio irmão na verdade. Não faz mal a uma mosca, como eu havia dito, apenas um pouco estabanado. Só isso.

Me afasto ao ver Hermione ser levantada do chão por Grope. Fico atrás de Harry, vendo Hermione gritar pedindo para ser colocada de volta ao chão.

— Me põem no chão!
— Grope, que falta de educação— diz
— Hagrid! Faça alguma coisa!— Rony pede
— Já conversamos sobre isso, não pegue ninguém. Ouviu Grope? Ela é a sua nova amiga.

Rony sem pensar, pega um pedaço de madeira que havia no chão e joga na perna de Grope. Para ele não fez a menor diferença, possivelmente nem cócegas. Ele o encara e chuta Rony, não deixo de soltar um leve risinho.

— Grope!— Hermione aponta para o mesmo que parecia estar prestando atenção— me...põem...no...chão. Agora!— até que foi fácil

Hermione se junta de volta a nós, e o observamos se afastar um pouco chateado, talvez pelo o tom de voz usado ou por compreender que estava errado.

— Você está bem?— Rony pergunta
— Sim— responde
— Isso foi estranho?— pergunto
— Ele só precise de pulso forte.
— Acho que ganhou um admirador— Harry diz

O vemos revirar algumas coisas, possíveis objetos que ele encontrou perdidos ou Hagrid tenha dado a ele para se distrair.

— É melhor deixar ela em paz!— Rony grita— falou?

Grope havia pegado um sino de bicicleta e começou a tocar. Isso certamente é ainda mais estranho. Ele entrava a Hermione e a mesma toca algumas vezes o deixando aparentemente mais calmo. Então, chego a conclusão de que ele deva gostar do som do sininho.

— Ele se alimenta sozinho— diz Hagrid— mas, vai precisar de companhia quando eu for. Não sobrou mais ninguém da família— olho para Harry e concordo


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a proxima!!!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...