1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Ministério da Magia

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 63


Escrita por:


Notas do Autor


Eae pessoas? Vocês estão bem?

Boa madrugada meu povo, capítulo pra completar aqui nosso finalzinho, trago spoirlers de um breve capítulo focado apenas na Serena com o Draco, um momentinho mais diferente dos dois.

Espero que gostem e boa leitura!!

Capítulo 63 - Ministério da Magia


Para a minha felicidade, não precisei ir acompanhar Harry e Hermione, pois não fazia ideia do que estavam planejando, sinceridade não sei como farão para se sair dessa.

Porém, conseguimos escapar usando vomitilhas. Bom, Draco que me perdoe mais tarde, porém ele também estava errado, então praticamente estamos quites.

— Como fugiram?— Hermiione pergunta ao nos ver
— Vomitilhas— Gina responde— foi uma nojeira.
— De fato, foi bem nojento— concordo
— Disse que estava com fome e queria mais doces— Rony responde enquanto entrega as varinhas dos dois— me mandaram não chatear e comeram elas todinhas.
— Muito esperto Rony— Hermiione o parabeniza
— As vezes eu sou— concorda
— Ideia brilhante— diz Neville— e como vamos a Londres?— pergunta
— Exato— concordo— queremos saber.
— Olha, não é que eu não agradeça vocês o que fizeram, mas, eu já meti vocês em encrenca demais— começa a andar e o alcanço, segurando seu braço
— Você não está achando que irá sozinho não é?— pergunto
— A Armada de Dumbledore foi formada com objetivo?— Neville pergunta— ou foram só palavras?— esperávamos uma resposta
— Talvez não tenha que fazer isso sozinho Harry— diz Rony
— E como vamos a Londres?— pergunta
— Voando é claro— Luna responde

Bom, alguns de nós tivemos dificuldades de montar nos Testralios, além do mais não conseguíamos o ver, porém eu posso jurar que conseguia sentir meio que o abafar de sua respiração.

Não foi uma experiência muito agradável sobrevoar com eles, particularmente estranha e não muito confortável, porém não importava só precisávamos chegar ao ministério.

O lugar é acessível através dos Elevadores no Átrio do Ministério. Este nível tem uma diferença marcante para aqueles acima: as paredes pretas de azulejos estão nuas sem janelas e sem portas, além de um preto simples no final do corredor que leva para o departamento apropriado. Luz é fornecido apenas por tochas, que brilham com uma luz azul-embranquecida. Um pequeno lance de escadas à esquerda leva a Nível Dez.

Atrás da porta negra era a entrada da câmara, que é projetada para desorientar quaisquer pessoas não autorizadas que entrassem nele. É uma sala circular com um piso de mármore negro que parece quase como água parada, velas emitindo uma luz azul fria, e doze portas sem puxadores. Sempre que uma porta se fecha, as paredes girar, tornando impossível determinar qual porta é qual. Esta câmara irá responder a um pedido verbal para uma saída pela abertura da porta correcta.

É talvez, eu tenha prestado atenção demais.

Departamento de mistérios era o nosso rumo. O local estava escuro demais e só haviam imensas prateleiras com milhares de esferas brancas.

Haviam alguns ruídos que pareciam vim do próprio local. Harry havia sonhado com o local e possivelmente sabia aonde encontrar o que Voldemort estava a procura.

Ficamos olhando Harry se afastar, olhando as numerações das prateleiras, precisávamos ficar todos juntos por garantia.

— Deveria estar aqui!— Harry diz
— Harry...— Neville o chama— tem seu nome no globo— dou alguns passos até Neville para ver também

Harry encarava o Globo, que agora conseguíamos ver como se fosse uma névoa dentro se mexer.

— Harry!— Hermione o chama

Alguém estava se aproximando, nós juntamos todos e esperamos com que conseguíssemos ver quem se tratava.

— Cadê o Sirius?— Harry pergunta
— Sabe você precisa aprender a diferença de sonho e realidade— suspiro alto ao se revelar, era meu sogro, que decepção— você viu só que o Lord das Trevas, queria que você viesse até aqui. Agora me de a profecia.
— Se fizer alguma coisa, eu quebro— Harry responde e logo ouvimos uma risada extremamente chata surgir
— Ele sabe brincar— Gina segura a minha mão ao vermos que era Bellatrix Lestrange— tolo, tolo, tolo, bebezinho Potter.
— Bellatrix Lestrange— Neville sussurra
— Neville Longhbotton, não é?— pergunta irônica— como vão seus pais?
— Melhor agora que irão ser vingados— aponta sua varinha em direção à ela e todos reagimos pedindo para que não fizesse nada
— É melhor...— ouvimos Lucio dizer— todos nós, ficarmos calmos. Nós só queremos a profecia.
— Por que Voldemort precisou que eu visse pegar?— Harry pergunta
— Como ousa falar o nome dele?— Bellatrix pergunta com seu olhar ameaçador— seu mestiço imundo!— grita
— Está tudo bem— diz Lucio o encarando— é só um rapaz curioso. Profecias só podem ser retiradas, por aqueles de quem elas falam. É muita sorte sua, mesmo— nós viramos ao perceber que mais pessoas se aproximavam, comensais quer dizer— nunca se perguntou o motivo de um conexão entre você e o Lord das Trevas?— pergunta a Harry enquanto se aproximava— por que ele não pode matar, quando era apenas um bebê? Você não quer saber o segredo? Da cicatriz? As resposta estão ai— aponta para a profecia— Potter, na sua mão. É só você entregar, para mim. Que eu lhe mostro tudo— ele não seria capaz de deixar se levar por essa conversa
— Eu esperei, catorze anos.
— Eu sei.
— E posso esperar um pouco mais. Agora!— grita
— Estupefaça!— gritamos todos

No mesmo momento em que conseguimos acerta-los. Saímos todos correndo, essa era a hora de fugimos.

Eles eram bem rápidos e facilmente nos encontravam pelos corredores. Vejo Luna ficar para atrás e paro no mesmo instante para ajudá-la, porém a mesma havia conseguido se virar sozinha.

— Venha!— a ajudo levantar e corremos novamente a procura da saída

Neville também havia se saído bem, usando o feitiço "Petrifucus Totalus". Impressionante.

— Parabéns Neville— Luna diz e segura em sua mão
— Agora vamos!— falo

Enquanto corrimãos, acabamos encontrando Gina. Agora não podíamos nos separar.

Venho uma fumaça se formar ao meu lado, era um dos comensais.

— Estupefaça!— o acerto

E assim acabamos nos esbarrando todos. Havia mais um atrás de nós, Gina passa em nossa frente e um clarão se forma.

— Reducto— para a nossa felicidade ela havia o atingido, mas para nossa infelicidade agora todas as prateleiras estavam caindo
— Eu não quero ser morta por esferas— falo
— Corram todos!— Hermione diz
— Voltem para a porta!— Harry indica

Tentávamos correr o mais rápido possível para não sermos atingidos pelas milhares de prateleiras. Quando vejo os mesmo caindo ao abrir a porta, tento parar de correr, mas Rony possivelmente não havia percebido e me empurra fazendo com que eu caia junto com os outros e no meu momento de desespero o leve junto.

Antes de irmos a encontro com o chão, rapidamente usamos um feitiço, para que antes mesmo de chegarmos fôssemos paralisados no ar.

Nos levantamos, tentando recuperar o fôlego, nunca havia corrido tanto assim.

— Eu ouço vozes e entendo o que dizem— Harry se aproxima do que parecia ser um portal
— Não são vozes Harry— diz Hermione— vamos sair daqui.
— Sim, por-favor— peço
— Eu também ouço— Luna se aproxima de Harry
— Harry é só um portal vazio— diz Hermione
— Não há nada dentro dele— falo
— É só isso.
— Atrás de mim!— Harry pede

Os comensais haviam nos encontrado e com isso, entrado em nossa frente nós confundindo. Sinto alguém me puxar brutalmente e quando percebi, estava sendo impedida por um deles, todos nós estávamos.

— Chegou mesmo a acreditar— vemos Lucio surgir nas sombras e caminhas em direção a Harry— teve a ingenuidade de pensar que crianças tinham chances contra nós?— pergunta enquanto estendia sua mão— eu vou ser claro. Me dê a profecia agora ou veja os seus amigos morrerem— Harry nos olha

É acho que aqui terminavamos, Harry não nos deixaria morrer, nem que pedissemos, conheço.

— Não Harry!— diz Neville

Harry finalmente entrega a profecia a Lucio, porém algo do portal havia subido e sorrio ao ver que era alguém conhecido. Sirius e toda a Ordem da Fênix.

— Fique longe de meu afilhado— vejamos o mesmo atingir o rosto de Lucio com um soco

A profecia havia caído e sai quebrado em vários pedacinhos. Pontos para nós. Dora havia nos ajudado a se soltar de todos.

— E você como sempre se envolvendo em confusão— diz ao me ver
— Dora, sabe que não posso evitar.
— Venha Serena— seguro em sua mão

Ficamos todos escondidos atrás de algumas pedras, escondidos. Tudo parecia estar indo bem. Até o ouvir o último "muito bem Tiago" e ao final acompanhado de um dos feitiços imperdoáveis.

Observamos todos surpresos, Sirius sumir dentro do portal. Harry estava paralisado em frente o olhando e claro seus olhos vermelhos, demonstrando que lágrimas viriam.

— Não! Sirius! Não!— Lupin o agarra por trás tentando não deixar com que fizesse algo

Vejo Bellatrix Lestrange, rir de canto e logo sumir. Me levanto e corro em sua direção.

— Serena! Pare!— ouço Dora gritar
— Sua vadia!— grito e aponto minha varinha em sua direção— estupefa...— sinto algo me atingir ao lado de minha barriga
— Serena!— ouço Harry gritar

"Eu matei Sirius Black", foi tudo o que ouvi e apenas terminando com a cena de Harry em sua frente, ameaçando Bellatrix.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...