1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Horácio Slughorn

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 70


Escrita por:


Notas do Autor


Eae pessoas? Vocês estão bem? Espero que sim.

Meus anjos, boa madrugada a todos vocês.

Demos início finalmente ao "Enigma do Príncipe", em partes em questão ao filme, eu acho legal, mas em outras acho ruim, porém tentarei usar um pouco da cronologia do livro, então haverão cenas que farei com base no livro.

Espero que gostem e boa leitura!!

Capítulo 70 - Horácio Slughorn


— Eu acabei de aparatar, não foi?— Harry pergunta assustado

Bom, agora nós iríamos visitar o ex professor de poções não tem interesse em ensinar mais em Hogwarts, ele finge que a casa onde estava atualmente havia sido invadida e destruída pelos Comensais da Morte. Foi o que me disseram antes de chegarmos aqui, enquanto eu ainda estava em casa. Dumbledore disse que ele havia utilizado em sua "encenação barata" sangue de dragão, o que o denunciou ao Professor.

— De fato. Com muito sucesso tenho que admitir— diz caminhando em nossa frente— quase todos vomitam na primeira vez.
— Agora eu sei o porquê— Harry diz
— Bem vindos ao encantador povoado de Buddleigh Baberton— diz

Estavamos em uma pequena Vila, onde segundo Professor, Horácio Slungorn estava, um pequeno povoado com grandes casas.

— Harry e Serena, imagino que estejam se perguntando, por que de fato os trouxe aqui. Estou certo?— pergunta
— Sim— respondo, já que eu ainda não acreditava que havia muito sentindo em me trazer aqui só para convencer alguém
— Na verdade senhor, depois de todos esses anos, não pergunto mais— Harry responde
— A varinha Harry e Serena— retiro de meu sobretudo

Entramos na casa que estava completamente recriada a cada parte, toda destruída. Professor Dumbledore chamava Horácio, porém se ele se escondeu aqui, eu não imagino aonde esteja.

— Horácio?— entramos no que parecia ser a sala
— Harry?— o chamo ao ver que havia algo escorrendo em sua testa

Vejamos professor Dumbledore se aproximar e tocar, o mesmo leva até sua boca e logo em seguida olha para o fundo da sala. Havia apenas uma poltrona. O mesmo se aproxima e percebo algo abaixo.

— Pelas barbas de Merlin!— dou um pulo para atrás assustada ao vê-lo sair da poltrona— não precisava me desfigurar Alvo.
— Tenho que admitir que você fica muito bem como poltrona Horácio— responde
— Tento me sentir confortável, o meu estofamento é natural o que me denunciou?— pergunta
— Sangue de dragão— responde
— Ooww— olha para Harry que segurava a minha mão— vocês é?
— Harry e Serena, gostaria que conhecem um velho amigo e companheiro— aponta para o mesmo— Horácio Slughorn— acena para nós— Horácio, bem você sabem quem são eles?
— Você é Harry Potter...— sorrir e caminha em direção a porta a fechando— mas, você eu não acho que conheço, por mais que me lembre alguém.
— Então, o porquê todo esse teatro?— professor Dumbledore perhunta— você não estava esperando outra pessoa, estava?
— Outra pessoa?— pergunta e volta se juntar a nós— eu não sei do que está falando. Aahh está bem, a mais de um ano os comensais da morte estão querendo me recrutar. Sabe o que é isso?— pergunta é automaticamente me lembro de Draco— não se pode falar não para essas pessoas. Por isso fico mais de uma semana no mesmo lugar. Os trouxas donos desta casa estão nas ilhas Canalis.
— Bem, acho que podemos deixar tudo em ordem para eles, não é?— Dumbledore pergunta
— Sim— Horácio concorda
— Cuidado— diz agitando sua varinha

Vemos todos os objetos e mobílias voltarem as seus lugares, até mesmo o que estava quebrado se juntar. Estávamos impressionados de fato.

— Foi divertido— diz Dumbledore— se importa de eu usar o banheiro?— pergunta
— Não, é claro que não— responde ao vê-lo se afastar— eu sei o porquê está aqui Alvo, e a resposta ainda é não, absolita e indubitavelmente não.

Havíamos ficado apenas nós três e completamente sem assunto, encarando um ao outro.

— Você se parece muito com alguém que conheci— diz me olhando
— Talvez seja, porque sou filha desta pessoa— respondo
— Não, Lilian não havia tido outro filho além de...— nós dois concordamos— impossível.
— Impossível— diz impressionado
— Sou a Serena Evans Snape— me apresento— meio irmã mais nova de Harry.
— Inacreditável, seu país então foram meus dois grandes alunos.
— E agora professor de Hogwarts— ressalto
— Surpreendente— olha para Harry— você se parece com seu pai, exceto os olhos claro, você tem...
— Os olhos de minha mãe, é— me encara
— Lily, encantadora. Era extremamente inteligente a mãe de vocês dois. Ainda mais quando levamos em consideração que era filha de trouxas.
— Minha melhor amiga é filha de trouxas e é estudiosa.
— A por-favor, não pense que eu sou preconceituoso, não, não, não— se aproxima de nós dois— a sua mãe era uma das minhas alunas favoritas. Olhem, está bem aqui, bem na frenfe— aponta para o quadro que estava junto de outros— todos meus, cada um deles— nos aproximamos para ver— ex alunos eu digo— sorrio ao ver minha mãe na foto e aparentemente estava bem feliz também

Agora nos explicava cada pessoa em seis retratos, enquanto Harry os observava e eu continuava vidrada no mesmo retrato.

— Aahh sim— olha para o retrato em que Harry havia pegado— Regulo Black, sem dúvida ouviu falar em seu irmão mais velho Sirius. Morreu a algumas semanas— sinto um vazio me tocar ao lembrar de como havia sido— lecioneio para a toda família Black, exceto Sirius, uma pena. Um garoto talentoso, fiquei com Regulo quando ele chegou e o Sirius foi para a Grifinoria.
— Horácio— ouvimos professor Dumbledore— se importa se eu levar isso?— mostra uma revista e nos afastamos
— A revista meu tricô?— pergunta analisando a revistav
— Eu adoro fazer tricô.
— É claro, mas você já está indo embora?— pergunta
— Aahh acho que sei reconhecer uma causa perdida, quando vejo uma. Eu teria considerado com um grande triunfo pessoal se você tivesse aceitado, bem— sorrir e nos olha— você é igual ao meu amigo senhor Potter, vocês são únicos, então até logo Horácio, tchau— o vejo sair e logo em seguida Harry acena e o segue
— Até a próxima Senhor— falo e corro em direção ao dois

Enquanto saímos, já chegando na calçada, ouvimos a porta ser aberta rapidamente e paramos.

— Tudo bem, eu vou. Mas eu vou querer a antiga sala da professora MaryForghts e não aquela dispensa que eu tinha e quero um aumento, estamos vivendo tempos de insanidade, loucos!— pede
— De fato estamos— concorda
— Senhor o que foi tudo isso?— Harry pergunta
— Você é talentoso, famoso e poderoso Harry. Serena também é, e muito elogiada pelos professores, tudo o que Horácio valoriza e claro que ele irá tentar ter vocês dois na sua coleção. Você principalmente Harry, seria como um diamante, é por isso que ele está retornando a Hogwarts e é crucial que ele retorne— ainda sim, não consigo entender o que isso tem haver, tenho certeza que envolve mais coisa, porém acho que não faça parte do meu interesse
— Mas e a Edwiges e meu malão?— Harry pergunta
— Eles já esperam por você.

Notas Finais


Espeto que tenham gostado e até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...