1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. O Jantar do Professor Slughorn

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 81


Escrita por:


Notas do Autor


Eae pessoas? Boa noite e estou atrasada hoje meu Deus.

Vou deixar vocês com o capítulo é daqui umas três horas posto o capítulo oitenta e dois.

Espero que gostem e boa leitura!!!

Capítulo 81 - O Jantar do Professor Slughorn


Alguns alunos foram escolhidos pelo professor Slughorn para um jantar, claro eu e Harry havíamos sido convidados.

Pelo o que Harry havia me informado, o professor Slughorn costuma escolher a dedo os seus favoritos em Hogwarts, às vezes por suas ambições ou inteligência, outras por seu encanto ou talento, e tinha uma habilidade incrível de eleger os que futuramente se tornariam excepcionais em seus campos. Assim como anos atrás quando lecionava suas aulas aqui, Horácio formou uma espécie de clube de favoritos em torno dele, fazendo apresentações, promovendo contatos úteis entre os membros e sempre colhendo algum tipo de benefício, fosse uma caixa de seu abacaxi cristalizado preferido ou uma oportunidade de recomendar o próximo funcionário júnior para a Seção de Ligação com os Duendes.

Se tratava de jantares para conseguiu dar um empurrãozinho para alguns alunos, para conseguir conquistar algumas coisas e outras vezes esses jantares se tornavam mais finos, quando o mesmo convidava ex membros.

Que eu tinha uma proximidade era apenas o meu irmão e Hermione, mas também havia sido convidado um garoto no qual tem prestado muita atenção em Hermione, Córmaco McLaggen também da Grifinoria. Ele não é o tipo que conseguiria me despertar interesse, não que eu quisesse, mas seus modos me incomodavam, fala demais, muito convencido de si talvez?

Enquanto ao lado um outro aluno, Marcos comia feito um cavalo, o que me deixava incomodada só de olhar. Harry havia prestado atenção no meu desconforto e logo me pediu para deixar de ficar o encarando descaradamente, com cara de quem vai matar. Mas de fato é muita falta de classe.

— E você senhorita Granger? O que exatamente faz a sua família no mundo dos trouxas?— professor Slughorn pergunta
— Os meus pais são dentistas— responde e todos a encaram— cuidam dos dentes das pessoas.
— Fascinante— parecia curioso— e está é uma profissão considerada perigosa?— pergunta
— Não tanto— responde sem graça— embora um menina tenha mordido meu pai uma vez, ele levou dez pontos.

Ouvimos um barulho logo atrás de nós, nos viramos e era Gina, porém um pouco diferente, estranha.

— Aahh senhorita Weasley, entre junte-se a nós— professor Slughorn diz
— Olha os olhos dela— Hermione sussurra para Harry
— Eles brigaram de novo, certeza— falo enquanto Harry prestava atenção na mesma
— Me desculpe, não costumo atrasar— diz ao professor e vejo Harry se levanta

Os dois ficam se encarando, enquanto todos os olhavam sem entender e logo puxo Harry pelo o braço, fazendo com que se senta-se novamente. Constrangedor um pouquinho.

— Não importa, chegou a tempo para a sobremesa— vejo Hermione sorrir discretamente

Reviro os olhos e sinto meu estômago embrulhar, ao ver Córmaco tentando chamar atenção de Hermione, de uma maneira que provavelmente para ele é seduzente e para mim nojento.

Havíamos terminado, o professor Slughorn agora se despedia dos alunos, e vejo que Harry havia ficado para atrás.

— Quer que eu fique?— pergunto
— Se quiser ficar, tentarei conversar com ele.
— Em outras palavras descobrir algo.
— Aahh Potter, senhorita Evans o que ainda fazem aqui?— pergunta
— Me desculpe senhor— peço
— É que estávamos admirando sua ampulheta— olho para atrás tentando ver aonde estava
— Aahh sim— se aproxima de nós— um objeto muito intrigante. A areia escorre de acordo com a qualidade da conversa. Se for estimulante a ateia escorre devagar, se não for...
— Bom, eu acho melhor nós dois irmos embora— Harrý diz
— Tolice— professor da um leve tapa em suas costas— não tem o que temer rapaz, já alguns de seus colegas. Bom, tenho que dizer que eles nao combinam com a prateleira.
— Pratileira?— perguntamos juntos
— Todos os que ambicionam alguma coisa acabam aqui em cima, aponta para os diversos retratos. Você e Serena já é alguma coisa, não é mesmo?— sorrio e concordo
— Voldemort chegou a sua pratileira senhor?— aperto sua mão ao ver o que acabará de perguntar— conhecia ele não é? Tom Riddle? Era professor dele certo?
— Aahh o senhor Riddle teve muitos professores aqui em Hogwarts.
— Como ele era?— o encaro, achei que seria mais indireto— me desculpe senhor, me perdoe. Ele matou meus pais— suspiro com o que acabara de dizer
— É, é claro...é muito normal que queiram saber mais. Mas, acho que vou acabar decepcionando você Harry— novamente se vira para nós— quando eu conheci o jovem Tom Riddle, ele era quieto, embora brilhante, um menino que dedicava-se a tornar um bruxo extraordinário. Nada diferente de outros que conheci, nada diferente de cinema verdade ou de Serena. Se o monstro existia estava bem escondido dentro dele.

Quando saímos de sua sala, eu vim dando um sermão em Harry, eu acreditava que ele não seria ta o direto assim, professor Slughorn parecia ter ficado incomodado um pouco com a conversa, espero que ele não tenha deduzido nada do plano de Harry e Dumbledore.

No dia seguinte, finalmente acontecerá a primeira partida em que Rony participará e como de esperado ele estava extremamente nervoso.

Luna estava me esperando, por incrível que pareça eu havia me atrasado, pois não encontrava o meu uniforme para o jogo. Hoje teríamos Sonserina contra a Grifinoria, claro e eu precisava jogar. Draco esse ano saiu do time de quadribol sem explicação alguma.

— Não se esqueça Serena— diz
— Claro Luna— entramos no salão principal
— Olá pessoal— diz Luna ao vê-lo e nos sentamos próximos dos três
— Oi Gina— aceno e a mesma sorrir— bom dia pessoal.
— Você está péssimo Rony— Luna diz e tento me lembrar se Harry havia dito algo do tipo— foi por isso que pingou aquilo no copo dele?— pergunta a Harry
— Verdade— o encaro— o que era aquilo?— Hermione o olha suspeita
— É um tônico?— Luna pergunta

Observamos o mesmo guardar o pequeno frasco com a poção Félix Felicis.

— Félix Felicis— diz Hermione— não bebe Rony— aconselha
— Aahh bebe sim, por que não?— pergunto e a mesma encara boquiaberta indignada
— Você seria expulso por isso— diz Hermione
— Não sei do que está falando— Harry empurra o copo para Rony
— Vamos Harry temos um jogo para ganhar— Rony diz após tocar na mão de Harry

Vejamos os dois sairem e Draco na mesa da Sonserina, estava com seus amigos, saio da mesa Grifinoria e vou até o mesmo.

— Bom dia meninos— falo
— Olá Serena— Crabbe diz— preparada para massacrar o time da Grifinoria?
— Sem isso Crabbe— falo e faço o mesmo se afastar para me sentar— um jogo justo, por mais que nosso time não colabore muito com a questão de jogo limpo.
— Boa sorte para a melhor apanhadora da Sonserina— Draco diz e depósito um selinho em seus lábios
— Obrigado, mas sabe que eu não preciso de sorte.
— Acho que você está se tornando mais convencida do que quando eu te conheci.
— É a convivência com você.
— Sério que vocês dois irão ficar com essa melação toda perto de nós?— Goyle pergunta


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima!!!🦁♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...