1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Meio Irmão (Harry Potter) >
  3. Rony É Envenenado

História Meu Meio Irmão (Harry Potter) - Capítulo 88


Escrita por:


Notas do Autor


Eaaeee pessoas? Boa madrugada pra vocês.

Aviso rapidinho, próximo capítulo a conversa que tanto esperamos, Snape e Draco falando sobre o dia em que Serena confessou já ter tido relações com o namorado.

Segundo avisinho, pretendo deixar o começo das relíquias da morte, uma despedida mais tensa entre Serena e Harry, quase uma briga.

Espero que gostem e boa leitura!!!

Capítulo 88 - Rony É Envenenado


O dia começamos bem estranho. Harry contará o que havia ocorrido com Rony noite passada, e claro Hermione super preocupada nos fez ir até a enfermaria para vê-lo.

Gina já estava sentada ao lado da maca onde Rony permanecia adormecido, madame Pomfrey analisava o mesmo para ver se não estava com febre ou algo do tipo.

— Bom dia Gina— falo
— Bom dia Serena. Sente-se— puxo uma cadeira
— Como ele está?— pergunto
— Bom, ele vai acordar e acredito que melhor— Gina responde— quem diria que algo assim aconteceria a ele.
— Logo ele— falo

Ficamos todos quietos ao ouvirmos passos altos se aproximando pelos corredores, nos viramos todos e vimos a professora McGonagall, professor Dumbledore, professor Slughorn e meu pai.

— Está tão cedo— sussurro para Harry que estava apoiado na cadeira atrás de mim

Os quatro param em frente s Rony, com um olhar um pouco preocupado, menos meu pai, claro continua com a mesma expressão.

— Raciocínio rápido seu, usando o bezoar Harry. Deve estar muito orgulhoso dele Horácio— professor Dumbledore diz tentando ser positivo
— Aahh sim muito orgulhoso— responde com desânimo
— Acho que concordamos que as atitudes de Potter foram heróicas, mas a questão é— olhamos para professora McGonagall— por que elas foram necessárias?— pergunta
— Isto parece ter sido um presente Horácio— vejamos Dumbledore se aproximar de Slughorn— não lembra quem lhe deu está garrafa?— pergunta enquanto a analisava e logo aproxima -se sentindo o cheiro— a qual diga-se que possua um perfume muito sutil de alcaçuz com cereja, quando não misturados com veneno— meu pai pega a garrafa de sua mão
— Na verdade eu tinha intenção de dar a garrafa de presente— Horácio confessa e meu pai agora estava a sentir o líquido presente na garrafa
— A quem posso saber?— pergunta
— Ao senhor diretor— eu não sabia o que pensar, mas com toda certeza já entendia o que se tratava

Todos sem olhavam perplexos e meu pai direciona seu olhar rapidamente para mim e abaixo a cabeça no mesmo instante. Provavelmente, alguém deve ter lido meus pensamentos, pois não havia outra explicação.

— Aonde ele está?— ouvimos alguém gritar
— Aahh não— reviro os olhos e percebo que todos haviam percebido a minha reação— o que foi?— pergunto sem entender suas reações— ela é insulportavel— falo
— Aonde está meu momom? Ele está perguntando por mim?— todos olhávamos para Lilá sem entender esse surto todo— o que ela tá fazendo aqui?— pergunta sobre Hermione
— Eu faço a mesma pergunta— Hermione diz e levanta, me viro ficando de frente para Lilá, eu estava prestes a dar uma leve cutucada, mas
— Serena, não diga nada— Harry fala e logo volto e me viro novamente com um sorriso irônico, essa eu precisaria deixar passar
— Acontece que eu sou a namorada dele— diz
— Grande coisa— sussurro e sinto a não de Harry apertar meu ombro
— E eu sou...— sinto a vergonha me ultrapassar após perceber que Hermione não sabia o que responde— amiga.
— Não me faça rir, já não se falam a semanas— responde e reviro os olhos novamente— e você só quer fazer as pazes porque de repente ele ficou interessante.
— Escuta, ele foi envenenado. Sua destrambelhada— começo a rir e Gina também— fique sabendo que eu sempre achei ele interessante— vemos Rony se mexer
— A viu!— diz Lilá se aproximando dele— ele sente a minha presença—não conseguindo me conter, me viro tentando não passar vergonha também— não se preocupe momom, eu estou aqui. Eu estou aqui.
— Espero que sua futura namorada não seja assim— falo para Harry
— Serena, não cria um clima tenso por-favor?— pede
— Hermione...Hermione...— ouvíamos o mesmo sussurrar baixo e para a felicidade de minha amiga que agora sorria e Lilá que estava extremamente furiosa

A vemos correr para fora da ala hospitalar, deixando nós e eu claro aproveitei o momento para tirar sarro.

— Tenho certeza que se fosse você não gostaria que estivessem rindo— diz Harry
— Existe uma grande diferença entre nós— falo convencida— eu sou correspondida de uma forma natural e não por poção. Compreende?— pergunto
— Tão jovem para sofrer as desilusões do amor— diz professor Dumbledore— bom, já podemos ir. O senhor Weasley está bem— eu e Gina concordamos em deixar Hermione a sós com ele
— Já estava na hora, você não acha?— Gina pergunta a Harry, olhamos para os dois
— Não falem nada— Hermione sorrir e a deixamos sozinha 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima!!♥️🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...