História Meu melhor amigo - Kim Taehyung - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Bts, Jikook, Namjin, Romance
Visualizações 238
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, gente
O Q&A, irá sair assim que tiver uma boa quantidade de perguntas

Capítulo 27 - Acabou


Pov’s Manuela

 

 – Chega do que Manuela? De te proteger? De amar você?

– Se isso for me proteger eu quero que pare mesmo! – eu levanto a manga da minha blusa mostrando a marca da mão que havia apertado ali.

– M-Me desculpa...  – Ele se aproxima – Não queria fazer isso, eu me descontrolei, me perdoa?

– Tá bom, tanto faz, só que isso não é um tipo de coisa que eu tolere Taehyung, estamos entendidos? – Digo firme e vejo ele abaixar a cabeça 

– Sim, eu prometo que nunca mais vou fazer algo assim – Ele diz e eu sorrio

– Bom, eu vou indo, estou atrasada, tchau meu 4D – Dou um beijo em sua bochecha 

– Espera! Que horas eu passo pra te buscar?

– Não precisa me buscar não amor, eu volto sozinha – Respondo 

– Me deixa te buscar, por favor – Ele pede e eu suspiro 

– Tá legal, pode ser lá pras 17:30 

 

***

 

Acabamos o trabalho, combinei com o Taehyung mais tarde, então eu e os meninos estamos brincando de verdade ou desafio para o tempo passar.

Em um momento a garrafa para em um garoto, apontando pra mim:

– Verdade ou desafio?

– Desafio – Respondo 

– Tá bom, então.... Beija o Kai! Mas tem que ser aqui perto pra gente poder ver – O garoto diz empolgado

– Que? Não! Eu namoro, não posso fazer isso – Respondo

– Af, como você é careta, então pode ser só um abraço mesmo – Ele diz e eu concordo 

Então eu apenas levanto, e abraço o Kai, afinal é só um abraço né? Essa é a graça da brincadeira.

Mas no momento em que nos abraçávamos, Taehyung aparece, eu juro que pude ver o puro ódio nos olhos dele e senti um gelo na espinha.

– Vamos embora – Ele me puxa, sem nem dar tempo de me despedir ou pegar qualquer coisa 

– Tae, eu posso explicar, nós só estávam... – Ele me interrompe 

– CALA A BOCA! Eu não quero ouvir,  eu vi o que estavam fazendo, conversaremos em casa – Ele continua me puxando. 

Ele parecia estar fora de si, não era mais o garoto fofo e carinhoso que eu namoro e conheço minha vida inteira.

Ele me puxa o resto do caminho, e quando chegamos ele atravessa a rua, nos levando para a casa dele ao invés da minha, subimos as escadas e assim que entramos no seu quarto ele me joga com força na cama.

– Tae, o que voc...

– O QUE FOI AQUILO? – Ele grita me assustando um pouco 

– Nós estávamos brincando de ver...

– Brincadeira legal não? Manuela eu juro que... – Ele se interrompe respirando fundo – Como posso confiar em você depois disso? Vai dizer que eu sou o excessivo agora?

– Tae, me deixa expl...

Dessa vez ele não me interrompe com palavras, mas sim se jogando na cama em cima do meu corpo:

– Você é minha, ouviu bem? SÓ MINHA 

– Tae... Você está me assustando – Sinto lágrimas vir aos meus olhos 

– Assustando? Você tem medo de mim? Hum? - Ele segura minhas duas bochechas apertando com sua mão – ME RESPONDE!

Começo a chorar incontrolávelmenhe, como uma criança

– P-Para, por favor, me solta 

– Te soltar? Quando você estava nos braços dele não queria que soltasse né? 

– F-Foi só um abraço... – Começo a soluçar

Ele me olha com mais raiva ainda, não consiguia mais ver o olhar inocente (na verdade nem tanto) do garoto que eu amava.

– Tem razão, foi apenas um abraço, o que vamos fazer agora nem se compara a isso – Ele segura meus braços com força e começa a tirar os sapatos e as meias com a outra mão.

Eu não entendo muito bem o que ele pretende, e apenas choro mais.

– Para de chorar, inferno – Ele aperta meu rosto de novo – Eu te amo

Ele está parecendo aqueles excessivos psicóticos, eu estou com muito medo, sinto como se meu mundo fosse desabar, acho que é apenas a confiança que eu tinha nele que está desmoronando.

– Eu vou te marcar e mostrar pra todo mundo a quem você pertence– Ainda segurando meus braços ele começa a tirar meu short e eu fico me debatendo tentando sair. – Para com isso! Você é minha não é? 

Eu faço um impulso com meus pés e consigo empurra-lo pra longe.

Me levanto e vou em direção a porta ainda chorando muito.

– Chega! O que você virou Taehyung? 

Ele olha para a sua cama que estava recém bagunçada e depois pra mim, e dessa vez eu vejo lágrimas nos seus olhos, ele parece ter voltado a realidade.

– M-Me perdoa... Eu senti a sanidade desvair quando te vi abraçada com ele, me desculpa?

– NÃO! Acabou, entendeu? Acabou! Eu não acredito que você foi capaz de fazer isso...

Saio correndo e desço as escadas e consigo escutar ele chorar, isso me machucou ainda mais, como ele pôde fazer isso comigo? Ele quase me...

Entro em casa e quando ia subir as escadas escuto minha mãe:

– O que aconteceu? – Ela me olha preocupada 

– Não quero conversar agora... – Subo correndo e me jogo na minha cama.


Notas Finais


Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...