1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Melhor Amigo - YugBam >
  3. " Hyung, eu fiz um amigo!"

História Meu Melhor Amigo - YugBam - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - " Hyung, eu fiz um amigo!"


Fanfic / Fanfiction Meu Melhor Amigo - YugBam - Capítulo 13 - " Hyung, eu fiz um amigo!"

Itzy - Wannabe

"Pare de implicar, eu sei o que faço

O que quer que eu seja, sou eu quem decido, então por favor

Eu faço o que eu quero

Pode me deixar em paz, eu vivendo uma vida normal ou não?

Sou eu quem vivo, porque a vida é minha

Eu sou tão ousada, ousada, prefiro ser egoísta

É mil vezes melhor do que

Fingir ser boa e me machucar

Estou no meu caminho, não interfira, não, não

Eu vou falar, cuide da sua vida

Não importa o que digam, eu sou eu

Eu apenas quero ser eu

Eu quero ser eu, eu, eu

Eu não tenho que ser nada, porque

Eu sou perfeita quando sou eu mesma

Eu quero ser eu, eu, eu

Eu não quero ser alguém

Só quero ser eu, ser eu

Eu quero ser eu, eu, eu

Eu não quero ser alguém

Só quero ser eu, ser eu

Eu quero ser eu, eu, eu"


Quando Jackson contou - lhe tudo que havia acontecido, Yugyeom surtou. Bambam nunca mais o olharia. Jackson pedia milhões de desculpas mesmo depois que Yugyeom havia dito que tudo bem. Na verdade chegou a agradecer ao garoto. Não sabia quando teria coragem de contar tudo à Bambam.

Yugyeom chorou muito naquele dia.

Pela tristeza, pois tinha certeza que a amizade que tinha com Bambam havia chegado ao seu fim.

Pela ansiedade de querer saber como seguiria em diante sabendo que a pessoa que amava não o corresponderia.

Pelo alívio de saber que uma boa maioria das coisas foram contadas.

Naquele dia, deu um longo abraço em Jackson, mostrando - o que estava tudo bem. Que não estava com raiva ou algo do tipo.

Claro que ele não queria que a história fosse contada daquele jeito, mas sabia que no fundo, demoraria para ter coragem de olhar no fundo dos olhos de Bambam e contar - lhe tudo que sentia.

Agora ele não teria escolha. Teria que conversar e esclarecer as coisas entre os dois.

Passaram-se dois três dias.

Nas segunda não houve aula, mas nos outros dias, Yugyeom ia para a escola.

Nem sinal de Bambam.

Normalmente Bambam avisava quando iria faltar. Naquelas circunstâncias era óbvio que não avisaria Yugyeom, mas poderia com os outros.

Nada dele.

Yugyeom estava começando a ficar preocupado. Bambam nunca sumia assim.

O que podia ter acontecido?

_

_

_

Ao chegar em casa, Yugyeom deitou - se em sua cama. Decidiu que, para não pensar muito, dormir era o remédio.

Ficou desacordado durante a tarde toda.

Era perto das 20:00 quando acordou.

Assim que abriu seus olhos, lembrou - se de tudo.

Todas as coisas que havia vivido com Bambam. Todos os momentos. Bons e ruins.

Como afogar às mágoas por completo? Isso mesmo! Com bebida.

Yugyeom foi até seu banheiro e tomou um banho demorado.

A água morna escorria pelo seu corpo, fazendo-o relaxar.

Quando saiu, escolheu uma roupa e arrumou seu cabelo. Colocou um perfume e saiu.

Mandou uma mensagem para Jinyoung dizendo que estava bem e que iria sair.

Não disse que iria beber. Não queria levar sermão.

_

_

_

Estava à quase uma hora e meia naquela "festa".

Na verdade, Yugyeom mal sabia onde estava. Só o que sabia era o nome do garoto com quem estava conversando à um tempo.

Jungkook.

Esse era o nome do garoto com quem Yugyeom estava tendo ótimas conversas e risadas, mas por conta da bebida, deixaram cair algumas lágrimas.

Esse era o garoto que se Bambam visse, com certeza sentiria vontade de arrancar a cabeça.

- Eu gosto desse cara já faz uns bons meses. - Jungkook desabafava olhando para o copo de Tequila em sua frente. - Ele nem me olha...não do jeito que eu quero. O que eu devo fazer para que ele se apaixone por mim?

- Bom, acho que você deve dizer pra ele. Diga o que sente com todos os detalhes. Dá pra ele. Talvez funcione também...

- Meu Deus! - ambos riram. - Mas e você? - Jungkook prestava atenção no garoto a sua frente.

- Eu gosto do meu melhor amigo à uns anos. Ele nunca percebeu. Quando eu finalmente contei a ele, o cretino simplesmente sumiu.

Não era essa a verdade. Não fora Yugyeom que havia contado, mas ele não iria contar tudo para um desconhecido.

- Que idiota...

Yugyeom nem viu quando Jinyoung havia chegado. Apenas sentiu o puxando.

- Vem! Você não pode simplesmente ficar bebendo em um bar por causa de um cara. Tem que se preocupar com coisas mais importantes agora.

- Me deixa, Hyung! Não quero sair daqui. Olha! Eu fiz um amigo! - apontou sorrindo para Jungkook.

Depois de cumprimentar Jungkook e esperar ambos trocarem seus números de telefone, Jinyoung finalmente levava Yugyeom dali.

- Por que está acabando com a minha felicidade? Não basta o Bambam? - Yugyeom perguntava agarrado ao braço do mais velho.

- Estou te ajudando. - Jinyoung respondia levando-o até um carro preto.

- Que carro é esse, Hyung? Quer me sequestrar? Levar meu corpinho?

Jinyoung dava risada.

- Yugyeom, esse é o carro do pai do Mark. Ele veio comigo te buscar. - Abria a porta de trás do carro e fazia com que o mais novo sentasse ali.

Ia para o banco da frente, mas foi parado por Yugyeom.

- Fica aqui comigo, Hyung? - Fazia uma carinha de cão abandonado.

Jinyoung não resistiria ao garoto.

Sentou - se ao seu lado. Yugyeom agarrou novamente o braço de Jinyoung e apoiou a cabeça em seu ombro.

- Olá, Mark Hyung! - Disse assim que o viu.

- Pra um bêbado até que está falando bem. - referiu - se à Yugyeom. - Finalmente chegaram! Pensei que tinham se perdido.

- Demoramos por causa do Senhor Yugyeom e seu amigo.

- Hyung, eu fiz um amigo!

Ambos os mais velhos riram pela forma infatil e ao mesmo tempo fofa e adorável de Yugyeom.

Ele falava como uma criança sobre o seu primeiro dia de aula.

- Hyung, seu pai sabe que está com o carro dele? - O mais novo perguntou com uma sobrancelha levantada.

- Óbvio que não. Eu nem posso dirigir. Se eu bater o carro e nós não morrermos, meu pai nos mata.

- Credo. - Jinyoung fez uma cara ruim. Não conseguia nem imaginar uma cena daquelas. - Viu, Yug! Tudo isso por você. Nos valorize!

- Oh, eu valorizo! Eu amo vocês, Hyung's.

O celular de Yugyeom vibrou em seu bolso, fazendo o mesmo pergar o objeto e desbloquea - lo.

Viu na barra de notificações que recebera uma mensagem de Bambam.

- O que ele quer? - Jinyoung perguntou.

- Bambam disse que nós precisamos conversar.


Notas Finais


Ooiii
Td bem?
Gente, esse capítulo foi mais para mostrar o que havia acontecido depois daquilo e também para colocar o Jungkook, já que as minhas duas fics se interligam.

- Capitulo 18 -> O garoto do Ônibus.

Como vocês estão?
Estão se cuidando bem?
Não quero nenhum de vocês com Coronavirus hein....

Por favor se cuidem!!

Beijos🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...