História Meu melhor amigo - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Candice Accola, Ian Somerhalder, Joseph Morgan, Nikki Reed, Nina Dobrev, Paul Wesley
Tags Nian
Visualizações 204
Palavras 1.862
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês, espero que gostem . Comentem bastante para eu poder saber a opinião de vocês sobre a história , favoritem também 😊 . Agora sem mais delongas,um beijo com Nutella 😘 e boa leitura!

Capítulo 9 - Pretending


Fanfic / Fanfiction Meu melhor amigo - Capítulo 9 - Pretending

           “Cara a cara e coração a coração

Nós estamos tão perto ainda assim tão longe

Eu fecho meus olhos, eu olho pra longe

Isso é só porque eu não estou bem

Mas eu persisto,

Me mantenho forte

Perguntando se ainda nos pertencemos

Nós iremos um dia dizer as palavras que estamos sentindo

Alcançar o fundo e derrubar todas as paredes

Iremos ter um dia um final feliz

Ou iremos pra sempre apenas ficar fingindo?

Iremos sempre ficar fingindo? ”

                         -Glee - Pretending


                  (Ian POV)

Eu tentei falar com Nina inúmeras vezes hoje , mas a mesma me evitou a manhã inteira. Eu até pensei em ir em sua casa , mas me lembrei que ela foi para a empresa com minha mãe , hoje é o seu primeiro dia de trabalho.

Agora aqui estou eu , jogado no sofá de casa sem absolutamente nada para fazer , nem usar o celular eu posso , já que as mensagens de Nikki pedindo perdão enchem a minha paciência.

- Querido , você já está em casa - grita minha mãe fechando a porta .

- Estou aqui na sala - grito de volta.

- Oi filho , como foi o seu dia - pergunta se sentando do meu lado .

- Chato pra cara..

- Olha a boca garoto - diz me dando um tapa no braço .

- Desculpa , mas fazer o que é verdade. Mas agora mudando rapidinho de assunto , como foi lá na empresa com a Nina ? - pergunto.

- Foi ótimo , todos adoraram a chegada dela. Ficaram muito felizes com a alegria que Nina transmite - diz minha mãe sorrindo .

- Bem, é isso que Nina faz , deixa as pessoas felizes - digo sorrindo triste.

- Eu soube que vocês tiveram uma discussão - diz. Já sei o que tá acontecendo aqui , esse momento é aqueles de mãe e filho. Aproveito e deito-me em seu colo , minha mãe apenas passa as mãos pelos meus cabelos em sinal de total carinho enquanto espera que eu continue.

- É nós tivemos uma briga - digo me lembrando de tudo que discutimos ontem .

- O que aconteceu? Foi por causa de Nikki? - ao ouvir esse nome eu já fico enojado.

- Também - Digo e começo a contar tudo que aconteceu.

                        (...)

Depois de contar exatamente tudo o que aconteceu , disse até o que ouve com Nikki depois. Minha mãe ficou chocada com tudo o que eu lhe disse , mas esperou até que eu tivesse terminado para que desse sua opinião.

- Mas essa Nikki é uma vadia mesmo hein , nunca fui com a cara dela - diz minha mãe , me permito ficar surpreso com o que ela disse , minha mãe nunca foi de falar palavrão.

- Realmente mãe , mas como eu já lhe disse . Eu não me senti mal , triste ou até mesmo com raiva . Eu só me senti aliviado - digo e ela concorda.

- Então você nunca a amou de verdade? - não foi uma pergunta diretamente para mim e sim para ela própria.

- Filho? - me chama.

- Sim?

- Posso lhe fazer uma pergunta? Que você irá respondê-la sinceramente?

- Claro - digo e me levanto se seu colo para olha-la diretamente em seus olhos.

- Está bem . O que você sente por Nina é só um sentimento de irmão ou tem algo a mais ? - pergunta eu fico confuso.

- Como assim? - pergunto.

- Tipo de um casal - fala. Não sei bem o motivo , mas essa pergunta faz com que meu coração acelere de forma absurda.

- E-eu não sei - digo sincero.

- Esse sentimento que você está sentindo , essa raiva de vê-la com outra pessoa . Isso não é sjmol um sentimento protetor de irmão - diz .

- Ma-Mas ela é minha amiga , só isso - falo sem nenhuma convicção em minhas palavras.

- Eu sempre achei que vocês iriam ficar juntos , nunca se desgrudavam. Eu tinha esperança​ quanto a isso , bom até Nikki aparecer. Mas agora , vocês não estão mais juntos - diz .

- O que eu faço? - digo quase desesperado.

- Primeiro tenha certeza de seus sentimentos quanto a ela - diz.

- Como eu vou saber?

- Com o tempo você vai saber - diz e eu apenas concordo - Mas agora - diz animada - Adivinha quem me ligou e disse que vai ficar conosco de vez?

- Quem? - fico curioso.

- Robin ...

               (Nina POV)

Acordei na terça bem melhor , não por Nikki e Ian terem terminado , poisé eu já estava sabendo . Ian finalmente descobriu as traições de Nikki e então terminou com ela , o que era o esperado obviamente . Mas acordei melhor , por ter conseguido meu emprego , e sobre Ian? Bom , apesar dele ter terminado com Nikki não é como se ele fosse de repente gostar de mim. Brigar com ele por esses motivos só vai me machucar ainda mais.

Me arrumo e vou para a escola com Joseph e a VadiaReed que nem preciso falar que tava com uma cara de cú ainda pior , e olha que eu nem pensei sequer isso ser possível.

O dia todo eu não tive nem sequer um sinal de Liam , o mesmo estava magoado comigo . Deixa eu explicar o porquê .

Ontem enquanto eu ignorava Ian , Liam veio conversar comigo e me pedir em namoro, mas eu não poderia aceitar sendo que eu estou apaixonada pelo meu melhor amigo , não é certo. Liam disse que entendia e que me esperaria o tempo que fosse , mas eu sei que no fundo ele estava magoado , e eu o entendo , por isso eu deixei ele na dele , forçar a barra nesse momento não é adequado.

E quanto a Ian . Bom , o mesmo evitou ficar perto de mim , já que Nikki grudou em Joseph de uma maneira surreal , e como Joseph passou seu tempo comigo e Candice , Ian decidiu não se aproxima . Eu até o compreendo , eu também não gostaria de ficar perto de uma pessoa como Nikki ,só estou aturando por não ter opção mesmo .

Meu dia na escola se passou rápido . Fui para o escritório com Edna e tudo se passou muito bem , fiz meu trabalho corretamente na empresa e lá pelas 17:00 eu voltei para casa já que Edna me dispensou mais cedo , alegando que estava tudo pronto e que não precisaria mais de mim. Quando chego em casa eu encontro Ian sentado na soleira da porta.

- Neens , eu preciso falar com você - diz vindo em minha direção.

                   (Ian POV)

Depois de sair da escola eu fique andando pela vizinhança sem rumo algum. Estava apenas pensando em mim e em Nina , meus sentimentos por ela não eram de irmão, minha mãe tem razão. Eu amo ela como mulher , eu preciso dela por que eu a amo. Como eu não percebi isso antes? Você é um idiota Somerhalder! Penso comigo . Encontro com Joseph e Candice no meio do caminho de casa e vou rapidamente em direção ao mesmo.

- Joseph e Candice! - Digo ofegante , já que corri até os dois.

- O que houve ? - pergunta Joseph preocupado.

- Eu amo Nina - digo convicto . Um sorriso brotava em meus lábios. O casal a minha frente , primeiramente ficaram de olhos arregalados , mas depois sorriram .

- Ela também te ama - diz Candice e eu fico com meu coração prestes a explodir - Mas , agora vai atrás dela ou caso contrário irá perdê-la. Vá!

- Eu vou , obrigado por me dizer isso Candy - Corro em direção à sua casa. Passados cinco minutos apenas , a mesma chega.

             (Nina POV)

- Eu também Ian , entendo que eu sou como uma irmã para você e que é normal você se sentir protetor comigo , eu ficar brava contigo por isso é bobeira - Digo com os olhos lacrimejando.

- Neens , eu ... Eu não sei se eu gosto de você apenas como um irmão - diz. Fico chocada com essa revelação . Meu coração acelera quando ele segura meu rosto com suas mãos.

- Como assim? - pergunto.

- Eu acho que.. que eu gosto de você como ... Como mulher - diz e eu fico estática no meu lugar . Meu coração parecia que iria sair para fora de meu peito. Eu estou confusa , até ontem ele alegava que era um irmão pra mim e hoje ele vem aqui e diz que gosta de mim como mulher?

- Eu não sou sua segunda opção - digo e ele franze o cenho.

- Eu não disse isso , eu não acho que você seja uma segunda opção. Eu nunca gostei da Nikki , o que eu sentia por ela só encobria o que eu tentava fingir que eu não sentia por você - diz .

- E o que você sente por mim ? - pergunto já de pernas bambas.

- Eu te amo Neens - Meu coração para , minhas pernas ficam ainda mais bambas , borboletas faziam festa em meu estômago , me sentia tonta neste momento.

- Voc-você me ama? - pergunto para mim mesma .

- Sim minha pequena . Eu.. eu sei que deveria ter dito isso antes , mas eu estava confuso , eu precisava de um tempo para pensar , mas minha mãe me fez enxergar o óbvio , me fez perceber os sentimentos que eu tenho por você . Eu não te quero como minha irmã . Eu te quero como minha mulher , só minha - diz . Eu não sei o que pensar neste momento . Simplesmente não faço ideia .

- Liam me pediu em namoro - digo e ele me olha confuso .

- E você aceitou? - pergunta com um semblante triste.

- Não - digo e ele sorri - Mas , eu estava pensando em aceitar - digo.

- Você gosta dele? - pergunta.

- Acho que sim - minto. Ele se aproxima mais de meu rosto .

- Tem certeza? - perto demais .

- Eu...

- Tem certeza - ainda mais perto.

- Não , eu não gosto dele . Eu não poderia - digo com dificuldade devido à proximidade.

- E por que não Neens? - pegunta roçando seus lábios nos meus .

- Por que eu te amo - digo . Ele olha em meus olhos e percebo que os seus olhos azuis agora estavam escuros. Essa foi a cartada final . Ele me beija como se necessitasse daquilo , e eu também . Nós beijamos com demasiada intensidade , paixão estava presente naquele beijo. Assim que nos separamos , ficamos com as testas coladas , nossos olhos não se desgrudavam , um sorriso brota em nossos lábios . Nos separamos quando ouvimos uma voz eufórica.

  - Meu Deus eu sabia que vocês iriam ficar juntos algum dia! - diz Robin batendo palminhas alegre.

Continua??


Notas Finais


Capítulo não revisado então me desculpem qualquer erro ortográfico.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...