História Meu melhor amigo (Imagine jung hoseok ) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Melhor Amigo, Romance, Você
Visualizações 238
Palavras 2.071
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Parece que você não pensa..


Fanfic / Fanfiction Meu melhor amigo (Imagine jung hoseok ) - Capítulo 22 - Parece que você não pensa..

Narrado por hoseok

A semana passou rápido até, durante toda ela eu tentei falar com (s/n), mas ela sempre me evitava, andamos nos esbarrando sempre pelos corredores da escola.

Todas as vezes que eu me aproximava ela fugia e passava entre meus dedos, as vezes isso me irritava e a única coisa que vem em minha mente é por ela contra uma parede e forçar ela a conversar comigo.

Por ter acordado tarde hoje acabei não indo para a escola, poderia ter ido e pegado o segundo tempo, mas decidi não fazer isso, era melhor pra mim, estava precisando de um tempo meu.

- não vai tomar café preguiçoso? - minha omma disse entrando no quarto.

- não...

- o que houve meu filho?

- omani... Sabe, ainda é aquele lance com a (s/n). - sim, meus pais já sabem e meus pais também sabem que eu sou - literalmente - apaixonado pela filha dos amigos/sócios deles. - não sei o que fazer, ela me evita.

- bom se você quiser, assim que ambos tiveram maior de idade eu e seu pai juntamente com os pais dela faremos um casamento arranjado para os dois.

- e fazê-la me odiar? É mais fácil cobiçar ela de longe. - ela riu.

- fique tranquilo meu menino - beijou minha bochecha. - as vezes ela fez isso já maior das intenções.

- omma eu nem ligo para o que ela fez, isso foi mais uma forma de demonstrar que se importa comigo.

- e qual o porque de todo aquele show hoseok?

- porque eu queria esquecer ela omani! Eu queria esquecer esses sentimentos que eu tenho por ela.

- mantenha calma hoseok. - massageou meus ombros. - talvez não seja a hora de vocês voltarem a se falar.

- e quando vai ser a hora? Não aguento ficar longe da minha princesa. - choraminguei.

- não sei, isso eu não sei dizer. - minha omma saiu do quarto me deixando só, eu já tentei de tudo para falar com ela.

A mesma ainda não me bloqueou via kakao talk pois as minhas mensagens chegam para ela acontece que ela não responde e nem visualiza.

- mas tarde eu tenho a festa do Cristian para ir... Não quero ir a lugar nenhum, mas se eu não for os meninos vão encher o saco dizendo que eu tenho que sair dessa bad e que eu estou pior que menina depois de término de namoro, sendo que eu devia estar assim pelo meu "namoro" com a mia.

Mas houve sim um termino que foi o da minha amizade com a (s/n), para falar a verdade a gente não terminou oficialmente, ela ainda usa a pulseira que eu dei para ela como amigo, mas na intenção namorado.

Peguei meu celular e comecei a mexer nas redes sociais, a primeira que eu entrei foi Instagram, é lá que estão praticamente todas as nossas fotos Juntos.

- esse foi sem dúvida o melhor dia. - digo vendo uma foto do nosso verão em busan.

Flashback

[Dois anos atrás]

- vem (s/a), é só água. - digo estendendo a mão para ela.

- está gelada, hoseok. E se eu pisar em uma pedra com veneno? Não quero morrer.

- se você pisar em uma pedra com veneno eu prometo sugar todo o veneno. - digo pegando a mão dela e a arrastando para dentro da água. - viu não morreu.

- hoseok devia ter esperado eu tirar os chinelos seu bobo. - riu e ri junto.

- Noona tire uma foto nossa. - gritei para Verônica que assentiu e se aproximou com o celular. - suba nas minhas costas (s/n) - abaixei um pouco para ela subir.

- prontos? - assentimos e ela tirou a foto, em seguida sai da água com ela em minhas costas.

- eu te amo hobi. - falou beijando minha bochecha.

- eu também te amo pequena. - sorri amarelo.

Flashback

Suspirei mais uma vez, fui agitar meu dia jogando videogame para ver se a hora passava mais rápido, não tenho nada de bom para fazer mesmo.

(...)

Estava terminando de me arrumar para ir a festa do Cristian, minha fantasia é de piloto de fórmula 1, nada muito chamativo.

Eu iria andando mesmo não era longe e também seria bom para clarear a mente. Sai de casa às seis em ponto chegaria lá por volta das seis e meia, a casa do Cristian fica dois quarteirões da minha então não demora muito, se eu der mole chego antes disso.

- vai ir andando mesmo? - olhei para o lado e vi jin hyung parando o carro - entra aí! - assenti e entrei no carro. Não demoramos muito até chegarmos na rua do Cristian, jin estacionou o carro e saímos, ele estava de doutor o que cai muito bem nele.

Entramos na casa e logo encontrei os meninos o local estava muito cheio e em como toda festa de adolescentes havia várias pessoas se comendo. Não me vejo fazendo isso nem mesmo se eu namorasse com a (s/n), respeito acima de tudo.

Já deixei isso bem claro para todos, nossa relação de amizade é quase como um namoro sei bem lidar com ela sei tudo o que ela gosta e o que não gosta e o mesmo ela sabe sobre mim, só tem uma coisa que não é do seu conhecimento, que são meus sentimentos por ela.

Estava andando entre as pessoas com objetivo de sair da casa, havia muitas pessoas dançando no interior dela, mas em meio a isso acabei esbarrando em alguém.

- desculpa. - falamos juntos. - desculpa eu não te vi. - falamos juntos novamente. Fiquei um pouco nervoso por estar frente a frente com ela, meu coração começou a bater mais rápido só de vê-la, (s/n) causa um efeito estranho em mim.

- oi... - falei proximo a ela por conta da música alta. - você... Tá linda. - não estava mentindo ela estava linda vestida de mímica.

- obrigada você tá estiloso. - sorriu fraca. - eu vou indo. - falou saindo perto de mim mais acabou sendo puxada pela Meghan.

Não ouvi bem o que ela disse para a (s/n), mas logo entendi quando o DJ colocou roll deep hyuna (feat. 철일훈 Of BTOB), se o objetivo da Meghan era humilhar ela na dança já pode se considerar derrotada.

Eu já presenciei a (s/n) dançando essa música e a coreografia é extremamente puxada para conceito sexy, no dia que eu vi ela dançando foi extremamente excitante.

- tá fazendo o que aqui? - suga parou ao meu lado.

- observando. - apontei para frente.

- sério mesmo? Desencana! Hoseok sai dessa mano, ela não te merece.

- para de dizer isso! As vezes você parece não pensar sabia? Eu já perdoei ela, entende isso.

- não consigo entender, ela destruiu o seu namoro com a mia por ciúmes.

- e daí? Eu não amava a mia, nunca gostei dela de verdade, não sei porquê deixei aquele namoro passar de um mês, garota arrogante que só sabe pensar nela mesma e em mais ninguém, eu não quero saber da mia o meu coração tá com a (s/n).

- então porque não se declarou para ela?

- porque não é tão simples, eu medo dela negar....

- tolo.. os meninos foram falar com ela.

- porque não foi junto?

- porque se eu fosse você ia ficar sozinho, não vou falar com ela enquanto você não falar também.

- o problema não é eu e sim ela.

- vamos fazer assim, amanhã você vai lá falar com ela e dizer o que sente.

- não dá, vou passar o final de semana em gwangju, vamos ir ver minha vó.

- então na segunda irá falar com ela entendeu? - assenti - não fure comigo hoseok.

- não vou.

Decidi ir mais cedo para casa, yoongi me trouxe já que não queria mais ficar no meio de tantas pessoas. Chegando em casa tomei um banho e troquei de roupa, sairia sedo de casa para ir a gwangju, e mais uma vez algo da minha rotina não incluía a (s/n) no meu planejamento, sim eu e ela íamos para a casa da minha avó.

Ela sempre disse que um dia iria me levar para conhecer sua avó lá no Japão.

[07:03 AM] estação de trem de gwangju - Coreia do sul

Tínhamos acabado de chegar, poderíamos ter vindo de avião? Sim, mas as viagens de trem sai muito mais divertidas do que as viagens de avião.

- meus amores. - minha avó disse vindo em nossas direções assim que nós viu. - como vão meus netinhos queridos?

- estamos bem vovó. - falamos em uníssono.

- aonde está aquela sua amiga hoseok?

- ela não pode vir..

- que pena, vamos para minha casa o café espera por vocês.

Avó é sempre a mesma não? Toda vez que vamos na casa dela estão perguntando se querem algo a cada cinco minutos chega a ser engraçado.

Com minha avó não é diferente, assim que chegamos a casa dela deixei minhas coisas no quarto e deitei para dormir um pouco, ainda estava cansado da festa queria descansar mais um pouco.

E foi exatamente o que fiz, tirei os sapatos e os coloquei do lado da cama em seguida deitei no colchão fininho, sentindo o cheiro de amaciante nas roupas de cama. Suspirei pesado algumas vezes e meus olhos começaram a pesar até eu por fim dormir.

Abri os olhos e estava no quarto da (s/n), a mesma arrumava a mala com um sorriso enorme no rosto, sobre a sua escrivaninha havia um papel como se fosse uma carta, me aproximei e só pelo título me assustei.

University of Toronto.

Carta de aprovação: aprovada

Parabéns (s/n) pelo seu esforço e dedicação! Você for aprovada para a university of Toronto

Meu coração gelou a ler só um trecho da Carta, (s/n) estava indo para o Canadá que fica a milhas daqui. Isso não podia ser verdade.

- aonde pensa que vai? - perguntei.

- aonde mais eu iria? Eu fui aprovada para uma das universidades mais cobiçadas eu vou para o Canadá.

- mas você ainda nem terminou a escola, como pode entrar na faculdade?

- isso não vai ser problema, minha carta de aprovação diz Claramente que como eu ainda não terminei os estudos a minha matrícula só será valida depois do ano que vem, mas que eu tenho que dar um posicionamento ainda esse ano para que eles reservem minha vaga.

- mas você não tem ninguém lá!

- tenho sim, esqueceu que minha tia mora em Toronto? Vou fazer o terceiro ano lá em uma escola indicada pela universidade.

- não! Eu quero que você fique aqui. - digo me aproximando dela. - fica.

- não. Minha chance tá bem aqui e eu vou. - terminou fechou sua mala colocando ela no chão. - Hoseok... - a gesticou algo mais eu não consegui entender. - mas eu tenho que ir. Adeus. - ela beijou minha bochecha e saiu arrastando a mala.

- (s/n)... Espera! Não! - gritei correndo atrás dela, porém ao chegar do lado de fora já era tarde.

Abri os olhos ofegante, me sentei na cama e olhei em volta, ainda estava no quarto da minha avó foi apenas um sonho ruim.

Levantei da cama e fui até o banheiro escovar os dentes, olhei o relógio do celular e marcava meio dia em ponto. Desci as escadas indo para a cozinha encontrando minha avó.

- onde está a noona? - perguntei me sentando.

- foi encontrar umas amigas que não vê a um tempo. E você meu filho? O que está havendo com você hoseok? - perguntou segurando minha mão.

- é a (s/n), a gente brigou, e não nos falamos mais. Eu quero muito voltar a falar com ela. - esfreguei as não em meus rosto. - só que ela não quer, queria apenas uma chance para dizer que eu amo ela.

- se ela não quer diga mesmo assim. Nem que precise dizer contra a vontade dela, mas seja carinhoso e delicado.

- vou tentar...

[07:10 AM] segunda feira - escola.

Cheguei na escola determinado a falar com a (s/n), eu estava afim de obriga-la a me ouvir contra a vontade dela, obviamente eu seria delicado com ela.

- jimin. - o chamei. - sabe onde está a (s/n)?

- sei sim, ela acabou de ir para a sala de informática. - disse apontando para a sala no final do corredor.

- obrigado. - andei em passos largos até a sala e abri a porta, porém a cena presenciada por mim não foi agradável. (S/n) estava aos beijos com o uehara, sinti toda uma tristeza me consumir e segundos depois um puro sentimento de raiva. Eu fiz muito por ela e por ter demorado demais uehara chega e rouba o meu lugar.

Sai da sala deixando o casalsinho a sós, não queria ser o motivo para atrapalhar eles.

Continua...


Notas Finais


Como prometido postei quinta, espero que vocês gostem, pelo visto mais uma trata pra essa história 😂

Para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...