1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Mini Todoroki >
  3. A Revanche de Todoroki

História Meu Mini Todoroki - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa não ter foto na capa, eu acabei não tendo tempo pra achar :`) prometo que trago alguma imagem no outro capítulo! ♡
Boa leitura!
A VINGANÇA DE TODOROKI HAHAHAHAHAHHAHAHA
Nossa...Me sinto maléfica agora.

Capítulo 13 - A Revanche de Todoroki


Todoroki não iria deixar aquela provocação de Bakuguo sair barata, aquela calça jeans colada que o loiro vestiu foi um tiro direto na sanidade do bicolor. Desde que chegou pra dormir naquele dia depois do trabalho, imagens pervertidas não paravam de passar na cabeça do meio ruivo. Mas não iria se render a tentação que era aquela beldade loira de olhos vermelhos, era isso que Katsuki queria, o desafio era resistir e ver quem cederia primeiro. Não podia ser ele. Por isso, quando encontrou Bakuguo na farmácia aquele dia, já começou a planejar sua vingança.

E seria hoje o dia da sua Revanche. O objetivo era claro, iria se perfumar, se vestir mais elegantemente, iria ficar irresistível, e ainda por cima, fazer ciumes em Katsuki. Bakuguo deixava Todoroki muito enciumado, sem nem mesmo perceber. Quando Katsuki andava com Denki e Kirishima, o ciumes de Todoroki ia as alturas. Sabia que Kirishima gostava de outra pessoa e Denki namorava Sero, mas a proximidade que eles tinham fazia seu sangue ferver. Quando o ruivo de dentes de tubarão abraçava Katsuki, Todoroki apenas pensava que queria estar no lugar de Kirishima. Ele lembrava muito bem quando era bebê, de quando tinha visto Bakuguo todo preocupado com Kirishima. Até mesmo com Izuku ele se preocupava, mesmo que não queira demonstrar.

Assim que se levantou da cama, Todoroki foi até o guarda roupa separar seu uniforme, queria estar charmoso naquele dia, então iria vestir o uniforme de forma diferente. Katsuki o deixava excitado sempre que Todoroki via ele se uniforme escolar. Bakuguo ficava com a camisa aberta, e mil pensamentos passavam na cabeça de Shoto quando via. (Cadê aquele Shoto inocente? Morreu...;-;) Todoroki foi pro banheiro, tomou banho e depois saiu com os cabelos molhados, se olhou no espelho, enquanto puxava a camisa do uniforme. Vestiu e por cima colocou um colete militar, colocou a calça do uniforme, e seu tênis normais. Secou os cabelos umidos com a toalha, pegando o vidro de perfume e passando. Depois puxou sua mochila, e até passou um gloss de cereja. Era hoje. (Como diz Ludmilaa : Hoje, é hoje! É hojeeeeeeee)

Indo para a sala de aula, o bicolor recebia vários sorrisos maliciosos no caminho, olhares admirados e pervertidos para si. Shoto estava brilhando naquela manhã. Todoroki não estava com a cara neutra, ele estava com um sorriso perverso no rosto, e isso era ainda mais safado que sua popular cara de nada que tinha. Chegando na sala de aula, Shoto passou por cada um dando um simples bom dia, sentando-se em seu devido lugar, mas não antes de encarar um certo loiro que estava em pé na carteira de Kirishima junto de seus amigos. Bakuguo estava congelado, os olhos vidrados no bicolor e em seu sorriso pervertido. A imagem do que aconteceu no final de semana lhe veio a mente,  de quando Todoroki ficou tão próximo de si em sua casa. Sua pele corou bruscamente, e Katsuki virou o rosto franzindo a testa. O que estava pensando? Era aula! Não podia pensar nisso! Não agora...

Mal sabia Katsuki que Todoroki só estava começando...

(7w7 EITTTAAA)

*

*

*

Na hora do recreio, Bakuguo foi para uma mesa sozinho, só que como sempre, logo seu grupinho de amigos se aproximaram de si, sentando junto na mesa com o loiro. O grupo conversava animadamente,até Todoroki passar por trás de Bakuguo, e, discretamente, passar sua mão fria pela nuca do loiro. Shoto ativou um pouco sua individualidade, e por consciência Bakuguo se arrepiou todo,corando com aquele toque gelado que sentiu na nuca. Quando o loiro virou o rosto, viu o sorriso ladino no rosto de Todoroki, enquanto o meio ruivo sentava em uma mesa ali perto com seus amigos.

Bakuguo virou o rosto irritado, mesmo que as suas bochechas ainda estivessem quentes.

O recreio foi passando tranquilo, isso até uma certa garota, que tinha cabelos dourados e olhos azuis claros se aproximar timidamente da mesa de Todoroki. A garota estava toda corada dos pés à cabeça, e segurava uma cartinha em forma de coração. 

--- T-T-Todoroki-K-Kun...---Shoto virou o rosto com o canudo na boca, olhando pra menina diante de si que parecia mais um tomate.--- P-P-Por favor...A-Aceite meus sentimentos! ---Ela gritou aquilo tão alto, que o refeitório inteiro estava olhado a cena, a menina estendeu a carta para o meio albino, que encarou a cartinha confuso.

Shoto se levantou, pegando a carta e lendo, seu rosto corou de vergonha, era uma declaração de amor. Amor ao qual Shoto não poderia corresponder. Com medo de machucar a garota em sua frente,Shoto puxou uma mecha de cabelo da garota, colocado atrás da orelha da mesma. Puxou o queixo dela e beijou a bochecha da menina, que ficou ainda mais vermelha. Todoroki acariciou os cabelos da garota, bagunçando seus fios dourados. 

--- Sinto muito, pequena. Mas meu coração já tem dono. ---e com isso, Shoto deu uma olhada discreta para Bakuguo. O loiro estava irritado, mas ao notar o olhar do bicolor em si, entendeu a referência. Katsuki virou o rosto, lutando contra a vontade que tinha de explodir daquela garota. Quem ela pensava que era pra mexer com seu homem!? Espera...Desde quando Shoto era seu homem? Seu rosto corou ainda mais. 

No final do Recreio, Bakuguo foi ao banheiro lavar o rosto, estava ficando louco pensando demais no meio a meio, não podia se deixar levar, tinha que ganhar o desafio, e não podia se render. Jogou água em seu rosto, dando tapas em sua cara, enquanto murmurava pra si mesmo de olhos fechados. Ele só tinha esquecido que o banheiro era público, e todos que passavam ali notavam seu desespero. Katsuki Bakuguo se batendo no banheiro? Deve ter um bom motivo pra isso acontecer.

E o motivo estava passando pela porta de entrada do banheiro masculino. Um sorriso malicioso iluminado seu rosto, Todoroki se aproximou da diversas pias que tinha ali, encarando o espelho. Katsuki sentiu sua presença e olhou pra si pelo espelho. 

Sem dizer nada, Shoto afastou um pouco a blusa do uniforme com o colete, deixando seu pescoço branco a mostra, e o que o loiro viu o deixou de queixo caído. 

Chupões. Marcas de batom. Marcas de unhas. Arranhões.

Bakuguo arregalou os olhos, e Todoroki não poderia estar mais satisfeito com aquela reação do loiro. E quando Bakuguo olhou pro rosto de Todoroki, reparou nos cabelos bagunçados e na marca de batom borrado que estava nos lábios de Shoto. Uma raiva e ciumes cresceu no peito de Katsuki. O loiro apertou mais forte a pia do banheiro.

--- Eu devia ter dito pra ela pegar mais leve, não é mesmo, Suki? ---disse ele olhando as marcas pelo reflexo no espelho, a raiva de Katsuki apenas aumentou. Aquele pâve estava lhe provocando. Todoroki sorriu malicioso, pegando água e jogando no rosto.--- As mulheres de hoje em dia estão ficando selvagens....---disse se divertindo com a visão de Katsuki enciumado. Molhou os fios bicolores, jogando pra trás.--- O que você acha, Tsuki? 

Bakuguo Não deu nem tempo de Todoroki terminar, já estava agarrando a aba da camisa do meio a meio, a puxando pra perto de si e atacando os lábios com ferocidade. Todoroki não pode fazer nada a não ser corresponder. Os lábios de Katsuki eram viciantes, tinham gosto de caramelo queimado, e Bakuguo sentia gosto de cereja. O Beijo de Shoto não era frio e nem quente,era normal. 

Percorreu sua língua por toda extensão da boca de Todoroki, que enroscava sua língua na sua, enquanto apertava a cintura do loiro. Bakuguo se separou com uma linha de saliva os conectando, admirando o bom "trabalho" que tinha feito nos lábios do bicolor, a marca de batom que tinha antes já não estava mais lá, e isso fez um sorriso satisfeito surgir nos lábios agora vermelhos de Bakuguo. Katsuki se aproximou do ouvido de Todoroki, que ficou surpreso e corado quando mesmo passou a apertar seu membro já duro por cima da calça do uniforme. Todoroki estava ficando louco.

--- Você me pertence, Metadinha...---disse Katsuki com uma voz rouca e sensual, deixando todos os pelos de Todoroki em pé. Bakuguo não parou por ali, começou a alisar o membro de Shoto por fora, se deliciando com o quanto ele estava duro.--- Acho bom não me provocar se não dá conta do recado.

Katsuki se afastou, saindo do banheiro com as mãos no bolso da calça,  um sorriso vitorioso iluminado seu rosto. Todoroki ficou no banheiro, completamente duro e corado. Pelo menos estava no lugar certo para fazer o que tinha que fazer.

Tudo isso por culpa de um loiro explosivo.

(Parece que o jogo virou ;^;)

*

*

*

Bakuguo voltou para seu dormitório, esse jogo de provocação que esta tendo com Todoroki era deveras interessante, eles se provocavam mas no fim não ficavam com nada no final. Apenas com um pau duro no meio das pernas. E isso servia para os dois.

Naquela noite, Bakuguo não conseguia dormir, já era dez e meia, o seu horário de dormir, mas não conseguia pegar no sono. Rejeitando todas suas regras para ter um bom sono de noite, o loiro se levantou saindo de seu quarto para tomar um leite quente. Isso sempre o ajudava a dormir melhor. Entrando na cozinha, acendeu a luz e caminhou até a geladeira, abrindo e puxando a garrafa de leite. Colocou na pia e puxou uma xícara, servindo o leite na mesma. 

Enquanto esquentava no micro ondas, o menino de cabelos espetados sentou na mesa, esperando enquanto lia uma revista qualquer que estava sobre a mesa. Pra sua surpresa, entrou mais alguém na cozinha. Por ironia do destino, Katsuki viu os olhos bicolores de Shoto o encarando meio sonolentos. Todoroki estava de pijama, os cabelos vermelho e branco bagunçados de forma divertida.

Bakuguo adorava ver os cabelos de Todoroki bagunçados. Era sexy e ao mesmo tempo adorável. Todoroki se aproximou de Bakuguo, e do nada, mas do nada mesmo, começou a acariciar os cabelos rebeldes de Katsuki. O loiro não fez nada além de corar e se aproximar mais para ganhar carinho. Shoto sorriu, se aproximando mais enquanto Katsuki já fechava os olhos. Isso até o micro ondas apitar. O loiro se levantou, abrindo o eletrônico e tirado seu leite quente. Antes de tomar seu tão amado leite quente, ouviu um comentário de  Todoroki que o deixou corado como um tomate.

--- Hum, então você gosta  de leite quentinho....---falou Todoroki, um sorriso malicioso iluminando seu rosto. 

Bakuguo não conseguiu tomar sei leite. O loiro encarou Shoto vermelho, enquanto deixava a xícara na pia.

--- Seu merda!

Todoroki ria da vergonha e constrangimento de Katsuki, enquanto o loiro lutava contra a vermelhidão que insistia em ficar na sua cara. 

Naquela noite Shoto descobriu que Bakuguo gosta de leite, e não apenas leite, mas leite quentinho...

(6

   )

(6



Notas Finais


Um leite quentinho pra vocês meus consagrados
Até o próximo capítulo!!! Comenta aí vai! Eu amo ver seus comentários!
COMENTA AÍ!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...