1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Mundo - Fillie >
  3. Capítulo 13

História Meu Mundo - Fillie - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Capítulo 13


                              Millie

Já estava ficando angustiada com a demora do Finn, mas antes que pudesse tentar ligar para ele mais uma vez, desperto dos meus pensamentos ao ouvir a campainha tocar, me fazendo correr para abrir a porta . Meu olhos se encontraram com os seus e o mundo todo parecer parar ao meu redor . O lindo do meu amor por pelo Finn é que nada mudou , ele continuava me causando as mesmas sensações , e isso me provava que meu desejo de estar perto dele não era coisa de momento , não era algo novo que eu queria arriscar , eu o que queria de verdade. 

Sem pensar em mais nada, o puxo para um beijo apaixonado que imediatamente é correspondido por ele . Eu havia percebido algo diferente em seu olhar , vi um pingo de tristeza , mas assim que o beijei senti nossos problemas se juntarem e de alguma forma a união dos nossos lábios acabar curando todas as feridas que tínhamos . Nossas línguas batalhavam uma com a outra e em movimento rápido Finn entra em minha casa e fecha a porta atrás de si, ainda mantendo o nosso beijo.

 Sinto suas mãos agarrarem minha cintura com força , fazendo nossos corpos se chocarem e imediatamente o coque do meu cabelo se desfazer , deixando os mesmo soltos. Rapidamente minhas mãos vão até os botões de sua camisa abrindo a mesma , enquanto seus lábios torturavam o meu pescoço e ombro . Assim que voltamos a nos beijar enlaço minhas pernas em sua cintura, não demorando a ser carregada até o meu quarto. 

Em um piscar de olhos já estava deitada sobre a cama macia enquanto Finn permancia por cima de mim . Paramos por um instante e ficamos nos olhando , eu amava o seu olhar , eu amava seu sorriso , eu amava ele . Deslizo meus dedos por seu rosto o vendo sorrir levemente pra mim, logo voltando a unir nossos lábios em um beijo apaixonado.

                         Narradora

Ambos retiravam a roupa um do outro lentamente enquanto decoravam com os dedos cada detalhe de seus corpos . Suas almas gritavam para se encontrarem e sem barreira nenhuma, seus corpos voltam a se tornar um só com uma forte e profunda estocada . Seus lábios reproduziam gemidos prazerosos enquanto seus coração aceleravam a cada movimento. Havia algo diferente naquela noite , eles se entregavam por inteiro , como se aquela fosse a última noite que passariam juntos . Mesmo sem entenderem aquilo, o mesmo sentimento os espremia por dentro , e a sensação de despedida não passava de jeito nenhum . 

                               [...]

Após horas se amando , Millie e Finn chegam aos seus limites e se deitam abraçados enquanto encaravam um ao outro . As mãos de Wolfhard passeavam pelas costas nuas da namorada enquanto a olhava no fundo dos olhos , ainda sentindo a mesma sensação preocupante lhe invadir.

- Eu não sei ao certo por que estou falando isso , mas é tudo o que eu sinto . Você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida , e eu não me importo se qualquer outra pessoa achar isso o contrário ! Millie , eu te amo , e independente de qualquer situação ou qualquer problema eu vou continuar te amando ! Você é o meu mundo, marrentinha!

Os olhos de Millie já estavam cheios de lágrimas . A morena mal se reconhecia , havia se tornado alguém totalmente diferente da mulher fria e ignorantemente que havia construído para si mesma, Finn havia a trazido de volta a vida. A jovem toca o rosto do namorado emocionada e logo une seus lábios com o dele.

- É incrível a forma como você me mudou , como só você conseguiu derrubar a muralha que eu construí ao meu redor , como você não fingiu de mim , e como não desistiu de me amar . Eu sei que no início às coisas não foram tão bem para nós , mas eu não me arrependo de nada , pois se foi necessário que passeamos por tudo aquilo para estarmos aqui agora , eu passaria mais quantas vezes fosse necessário . Eu também te amo muito, mauricinho , mais do que você possa imaginar e mais do que eu consigo demonstrar, e independente do que aconteça , eu te amo muito mesmo !

                               Finn

Uno nossos lábios mais um vez em um beijo lento e apaixonado . Eu a amava com todas as minhas forças , era um amor tão grande que chegava a me surpreender a cada dia . A sensação de poder perdê-la a qualquer momento continuava me revirando por dentro , mas decido afastar esse sentimento e simplesmente aproveitar cada minuto com a mulher que eu amo em meus braços . 

                                [...]

                          Narradora

A noite se passou rapidamente e assim que Finn acordou viu que precisava ir buscar seu smoking para a festa que aconteceria naquela noite . O moreno se levanta e após se vestir com cuidado para não acordar Millie que ainda dormia como um anjo , o cacheado caminho em direção a cozinha . Wolfhard prepara um café da manhã para a namorada e o deixa em cima da cômoda do quarto , juntamente com um bilhete . Finn admira mais uma vez sua namorada dormir, e com um sorriso bobo no rosto deposita um selinho delicado em seus lábios , não demorando a sair em direção a seu apartamento.

Algum tempo depois Millie acorda,  e sorri ao encontrar um bilhete em cima de sua cômoda.

"Bom dia meu amor ! Queria ter ficado para de ver acordar e dizer o quanto eu te amo de novo , mas realmente não pude . Vou ter que buscar meu smoking e terminar de arrumar algumas coisas para a noite . As 19:30 estarei indo te buscar , não vejo a hora de poder te beijar de novo ! Eu te amo!     

                                    Seu Mauricinho!"

Brown guarda o bilhete ainda sorrindo e aproveita o café que seu amado havia preparado pare ela. O dia se passa em um piscar de olhos e a cada segundo Millie ficava mais nervosa . Pela primeira vez a morena tinha medo de não conseguir fazer com que alguém gostasse dela , e mais uma vez teve a certeza do quanto Finn havia a mudado. Há algum tempo atrás tudo o que a jovem fazia era afastar as pessoas de si , e agora tudo o que ela mais queria é que conseguisse agradar e conquistar os pais do namorado . 

Já pronta, Brown desperta dos seus pensamentos ao ouvir o seu celular tocar, não contendo um sorriso ao ver que era o namorado.

- Oi, amor ! Estou aqui na frente te esperando!

- Tá bom , estou indo ! 

Millie rapidamente abre a porta, encontrando do outro lado a rua um Finn completamente paralisado e fascinado. 

                                Finn

Eu estava totalmente boquiaberto.O celular ainda estava parado no meu ouvido , mas eu não conseguia mexer um músculo sequer . Ela estava perfeita , completamente linda e maravilhosa , e eu realmente tenho muita sorte te tê-la comigo . Vejo a Millie trancar a casa e logo depois se aproximar de mim com uma expressar preocupada no rosto , enquanto eu ainda continuava perplexa com sua beleza. 

- Amor?! Finn?! Mauricinho, você está aí?

- Ahh? O-o-oi! Você e-está...

                         Narradora

                 Millie o interrompe

- Muito exagerada, né ?! Aí meus Deus , me desculpa, amor , mas eu tô tão nervosa , que você nem imagina. Eu achei esse vestido dourado no meio de algumas roupas antigas, e achei se eu me vestisse como toda essa gente rica talvez os seus pais pudessem g-gostar de mim. Me espera aí rapidinho que eu vou procurar lá dentro um vestido mais simples e volto ! 

Brown dispara desesperada , mas quando se vira para entrar em casa , Finn a puxa de volta, fazendo seus corpos se unem com o impacto. Ambos navegavam no olhar do outro e a mesma sensação que tiveram quando se esbarraram pela primeira vez estava ali , só que com muito mais amor. 

- Shii , não fala nada ! Você está linda , simplesmente maravilhosa , a mulher mais linda que eu já vi e vou ver na minha vida. E mais uma vez eu vejo o quanto sou sortudo por te ter do meu lado , eu te amo, Millie !

- Eu também te amo , Finn ! 

 A morena sorri apaixonada e com seus olhos brilhando , e em um piscar de olhos sua língua já iniciava um dança lenta e intensa na boca do namorado . Ambos se separam por falta de ar e após roubar um selinho da jovem , Finn abre a porta do carro para Millie que rapidamente entra , dando início ao caminho que iriam percorrer para chegar ao local da festa.

                                 [...]

                              Millie

Paramos em frente à um espaço grande e luxuoso com várias pessoas muito bem vestidas paradas em um fila bem na frente . Minhas mãos suavam e meu coração parecia que sairia pela boca a qualquer momento. Eu queria muito que os pais do Finn gostassem de mim e me aprovassem como sua namorada , mas um pressentimento ruim me rondava e eu não sabia ao certo o porquê. 

Acordo do meu transe assim que vejo o Finn abrir a porta do carro pra mim e me estender a mão . Sorrio para ele e entrelaço nossos dedos , indo logo em seguida até o cal da festa.

                           Narradora

Ambos não demoram muito para entrar no local , e assim que entram Millie se vê totalmente paralisada diante de todo aquele luxo . A morena era bastante acostumada a ir a eventos do tipo com seus pais , mas depois que eles morreram a morena decidiu deixar toda sua herança guardada no banco e começar a viver por si mesma . Brown atraia o olhar de todos por onde passava juntamente com Finn , que tinha sua mão na cintura da namorada . O moreno avista seus pais de longe e começa a se aproximar deles.

Millie sentia suas mãos suarem ainda mais ao ser guiada até um casal de costas, que com certeza devia ser os pais de Finn . Brown permanecia extremamente nervosa, mas assim que a jovem vê o casal se virar para eles , sente seu coração falhar um batida ao reconhecer o casal que havia se esbarrado e tratado mal no dia anterior. Brown estava totalmente paralisada, igualmente aos pais de Finn que imediatamente reconheceram a jovem . Eric avalia Millie com os olhos cheios de fúria , mas pegando a morena totalmente de surpresa, o Wolfhard mais velho força um sorriso e a cumprimenta como se não a conhecesse.

- Pai , mãe , essa é a minha namorada , a Millie! 

Finn declara com um sorriso bobo , mas não demora a sentir a preocupação tomar conta de si ao ver que a namorada se encontrava paralisada.

- Amor , tudo bem ? Você tá pálida !

- Ahh? E-eu estou bem sim ! Bom...me perdoem , mas como o Finn já disse , eu sou a Millie, é um prazer conhecer vocês ! 

Brown sussurra tentando disfarçar o que estava acontecendo e mais uma vez é surpreendida pela fala do "sogro".

- O prazer é todo nosso, querida , o Finn falou muito de você , e vejo que realmente é uma moça muito bonita ! 

- É sim ! Muito bonita mesmo! 

A mãe de Finn afirma ainda surpresa ao ver a jovem ali em sua frente vestida de uma forma tão diferente do dia anterior . Mary era diferente do marido , e mesmo estranhando toda aquela situação decidiu apagar tudo o que havia acontecido para dar uma nova chance a namorada do filho . A mesma via o quanto seu menino estava mudado e feliz , e se aquela jovem estava fazendo bem a ele , para ela era isso o que importava.

 Mas nos pensamentos do pai de Finn as coisas não eram assim, e se dependesse de Eric aquela seria uma longa noite.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...