1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Mundo - Fillie >
  3. Capítulo 7

História Meu Mundo - Fillie - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 7


                             Finn

Eu sabia que aquilo era loucura , mas ultimamente eu tenho feito coisas piores do que sair às 23:30 na rua. Me levanto rapidamente da cama , e após trocar de roupa, saío do apartamento. Millie havia me dito para encontrá-la em na rua atrás do edifício onde eu morava e assim eu fiz . 

Após alguns poucos minutos chego lá, a encontrando com alguns sprays de tinta em mãos, um sorriso travesso nos labios, e um enome muro branco atrás de si.

- Por favor , me diga que não viemos fazer o que eu acho você está pensando.

- Vamos logo, mauricinho !

- Mas eu não sei desenhar !

- Eu também não , é só fazer o que te der vontade , vamos , você vai gostar . 

                              Millie

O puxo até o muro e entrego um dos sprays a ele. Finn me olha meio sem jeito e eu sorrio o incentivando a começar . Eu inicio a minha bagunça e o vejo começar a fazer alguns traços delicados , mas logo me surpreendo ao ver seus movimentos começarem a ganhar intensidade. Um desenho começava a surgir ali, e após alguns minutos vejo Finn finalizar sua obra enquanto o encarava totalmente boquiaberta com o que estava vendo. 

Ele é um artista! 

O Finn havia desenhado uma lua e um sol gigante igual a sua tatuagem, com perfeição . Olho para ele com os olhos arregalados e o vejo sorrir levemente. Totalmente fora de órbita com seu olhar intenso, deixo que a lata de spray caísse de minha mão acidentalmente , causando um barulho alto, que não demora a atrair uma voz masculina capaz de nos assustar.

- Quem está aí ? Ah...são vocês seus ratos pichadores , mas agora vocês não me escapam! 

                          Narradora

Finn e Millie se olham assustados, e vendo o segurança se aproximar deles , Brown puxa o moreno pela mão, não demorando a iniciar uma corrida ao lado do mesmo. Devido a escuridão do lugar o segurança não havia visto os rostos deles , mas os via correr . O homem corria e gritava atrás do casal , mas como já era um senhor de idade avançada não conseguiu os alcançar. 

Brown e Wolfhard corriam como se disso dependesse suas vidas e após verem que não eram mais seguidos, ambos se jogam no gramado de uma praça enquanto riam ofegantes pela adrenalina que haviam corrido. 

                             Finn

Após nos jogarmos no gramado continuamos a rir como dois idiotas . Nossas respirações estavam aceleradas e mesmo assim isso não foi o suficiente para que parássemos de rir.

Alguns minutos se passam e finalmente recuperamos o fôlego enquanto admirávamos o céu estrelado . Olho para o lado e a vejo ali , tão linda e serena. Seus olhos castanhos brilhavam sobre a luz da lua e das estrelas , me fazendo perceber não importava a loucura , risco , ou perigo , qualquer coisa valeria a pena se ela estivesse comigo. 

Sorrio com esse pensamento e logo a vejo se virar pra mim também sorrindo . Ficamos nos olhando por alguns segundos até que ouço sua voz chegar aos meus ouvidos como um sussurro .

- Quando ia me contar que desenhava tão bem ?

- Eu não desenho , aquilo só é um passa tempo , pelo menos é isso que os meus pais dizem .

- Eles são muito rígidos com você ?

- De vez enquanto , sempre recebi muito carinho deles , mas algumas vezes a forma diferente em que pensamos acaba causando discussões entre nós , na verdade eu só os ouço falar , nunca tive coragem de contestar nada deles . Sempre gostei de desenhar , mas quando eles souberam disso me disseram que isso nunca poderia ser um emprego de verdade , que eu devia investir meu tempo com algo que desse dinheiro e me desse a garantia de um futuro com sucesso , mas o pior de tudo foi ouvir o meu pai dizer que havia outros melhores do que eu e que seria um risco muito grande me jogar em algo assim sendo que o que eu fazia pra ele era só um passatempo , quando pra mim era um sonho . Depois disso eu parei de desenhar e me tornei totalmente o cara que não se arrisca , até te conhecer ...

- Nossa , eles não deviam ter te dito isso , você é maravilhoso no desenho , o que você fez hoje foi incrível , e se você realmente quer fazer isso , então faça , vou te apoiar no que você quiser , amigos são para isso ! 

Brown sorri lindamente, fazendo Finn sentir um sorriso bobo se formar em seus lábios através da fala da garota.

- Obrigado....por tudo !

- Eu que te agradeço !

                              Millie

Nossos olhares continuam conectados enquanto o mesmo sorriso brincava em nossos lábios . Por um momento meu olhar se direciona a sua boca, me fazendo lembrar de seu gosto quando havia o beijado há um tempo atrás para fugir do policial que estava me perseguindo. Nós estávamos muito próximos e eu já conseguia sentir nossas respirações misturadas, junto ao som de nossos corações acelerados . 

Por mais que naquele momento eu tentasse resistir e negar pra mim mesma, eu não conseguia mais . E foi ali , olhando no fundo dos seus olhos , que eu percebi o quanto estava completamente apaixonada por aquele mauricinho.

                 1 Semana Depois

                            Finn

1 semana se passou depois daquela noite e foi naquele dia que eu confessei a mim mesmo que estava apaixonado por ela . Millie faz eu me sentir diferente , mas um diferente bom . Me sinto feliz e completo ao seu lado e depois daquela noite ficamos ainda mais próximos , e como sempre aqui estou eu , pensando nela todo o momento . 

Meus pensamentos são interrompidos assim que ouço meu celular tocar e imediatamente sinto meu coração disparar ao ver quem era.

- Oi, mauricinho !i

- Oi, marrentinha !

- Como você está ?

Matteo : Estou bem , e você ?

- Otima !

- Tem alguma coisa pra fazer agora ?

- Não , por que ?

- Quer dar uma volta ?

- Claro ! Do meu jeito ou do seu jeito ?

- Do NOSSO jeito

Brown sorri bobamente ao ouvir a resposta de Finn.

- Onde nos encontramos ?

- Eu vou aí te buscar , até daqui a pouco!

- Até !

                              Millie

Desligo o celular com um sorriso bobo no rosto. Desde o dia que havia admitindo para mim mesma que estava apaixonada pelo Finn , ele se tornou ainda mais dono dos meus pensamentos e eu já estava me sentindo uma adolescente após dar o primeiro beijo . Jogo o celular em cima da cama e vou correndo tomar um banho , não demorando a sair enrolada na toalha enquanto começava a procurar uma roupa para vestir, me sentindo frustada ao ver somente roupas pretas ali. 

Paro por um instante e abro a caixa onde guardava minha antigas roupas e dessa vez escolhei uma roupa clara. Há muito tempo eu não usava algo além de preto , mas ultimamente havia começado a me sentir pesada usando aquilo , como se não fosse mais necessário toda aquela máscara . Rapidamente faço um maquiagem leve , penteio o cabelo , e vou me vestir . Quando já estava pronta paro em frente ao espelho e fico me olhando. Eu estava de volta , eu era eu de verdade , e não estava me sentindo fraca por isso , eu me sentia bem. Talvez minha personalidade durona e roqueira voltasse amanhã , mas eu sinceramente não me importava com isso agora , hoje eu seria totalmente eu e ia aproveitar isso sem medo.

Hoje , a antiga Millie Bobby Brown havia ganhado.

 Ainda me olhando no espelho acabo soltando um sorriso sincero , até ouvir a campainha tocar. Corro até a porta e a abro , me deparando com o dono dos olhos negros que me havia deixado hipnotizada .

- Oi!

- Uau..nossa...v-você está perfeita...quer dizer...Oi! 

Wolfhard declara nervoso enquanto admirava Luna . A morena estava totalmente diferente , não só na personalidade , mas agora também nas roupas . Parecia totalmente outra Millie , mas mesmo assim Finn continuava apaixonado por ela , não por  as suas roupas , ou a sua personalidade bipolar.

Wolfhard estava apaixonado por Millie Bobby Brown e seus dois jeitos de ser.


Notas Finais


Olá amores! Tenho percebido que essa fic está ganhando poucos comentários. O que houve? Não estão gostando da história? Me contem tudo e comentem bastante! Beijos, amo vocês!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...