1. Spirit Fanfics >
  2. Meu namorado é o meu professor (Imagine - Jeon Jungkook) >
  3. Parte um

História Meu namorado é o meu professor (Imagine - Jeon Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá gente! Sem bem-vindos em mais um imagine que eu tinha feito antes só por diversão, e não sabia que um dia tanta gente iria gostar dele.

Bom, se você lembra da sinopse, você não está ficando louco não. Pra quem não sabe, esse imagine foi postado originalmente em 30/11/19, e... Bom, eu não sumi por querer, foi algo que realmente foi um baque para mim. Eu irei explicar tudo quando tiver no fim desse imagine.

E... nossa, eu estou nervosa em repostar, porque antes de eu perder minha conta, esse imagine tava chegando em quase 1 mil favoritos com 11 capítulos. É, isso é triste... não gosto muito de lembrar.

E quem não sabe, essa é uma história diferente das demais.

Então... Eu voltei. Lydia está na área e vai trazer muitos imagine do coelinho nosso.😎💕


Ai, que nervosismo senhor.

Boa leitura.💕💕💕💕💕😁

Capítulo 1 - Parte um


No auge dos meus 19 anos, minha família havia permitido meu primeiro relacionamento, mesmo que eu não precisasse da permissão deles para namorar, já que eu era de maior.

No começo não tinha dado muito certo por eles acharem que 5 anos de diferença era muito, mas para mim e ele não.

Conheci Jeon Jeongguk em um shopping, após ele derrubar sem querer seu café em mim e depois de milhares desculpas, resolveu se desculpar mais ainda comprando uma nova blusa para mim, já que eu mal tinha chegado no shopping para fazer minhas compras, e eu não andaria só café. O trajeto para a tal loja foi um silêncio, ele caminhava de cabeça baixa sem falar nada, eu tinha ficado com pena do menino. Até que resolvi começar um diálogo e ele começou a se soltar mais. Vi o quanto ele era legal e divertido, também tímido. Eu queria sua amizade a partir dali, até porque ele tinha um ótimo caráter.

Desde então, nos conhecemos e começamos a nutrir sentimentos um pelo outro, que foi confessado 5 meses depois de nos conhecermos. Foi um pouco difícil no começo, até porque meus pais, especificamente meu pai, não queria que eu namorasse, ele achava todos os caras babacas, mas Jeon Jeongguk provou ao contrário. Ele foi ganhando a confiança do meu pai aos pouco, fazendo tudo certo de acordo com suas “ordens” e respeitando a mim e a ele.

Jeon Jeongguk era um bobo apaixonado por mim, e eu não era diferente, mas ele era o mais exagerado. Ele quase mora em casa por sempre ir assistir jogo de futebol com meu pai, mesmo ele não entendendo o que o juiz falava, ele ia na do meu pai. Ajudava minha mãe fazendo compras para ela e a tratando como sua mãe, e também vivia quase grudado no meu irmão, quando eles se conheceram esqueceram praticamente de mim e conversaram só entre eles.

Jeongguk virou o amor de meus pais, e assim, permitiram meu relacionamento com ele após o garoto pedir permissão deles. Seu pedido foi algo simples, mas que me emocionou com suas palavras. Até meu pai chorou. Jeongguk era o cara perfeito, ficou bastante presente na minha vida, me ajuda e me dar todo o amor que eu necessito dele.

Atualmente, namoramos a 2 anos, e hoje eu tenho 21 anos e ele 26.

— Amor, já acharam seu professor de Advocacia? — o garoto que estava jogado na minha cama, perguntou.

— Minhas amigas tinham falado que acharam  um — respondi, prendendo meu cabelo, em frente a penteadeira. — E você? Já achou um emprego?

— Achei — sorriu e eu retribui, pulando em cima dele e lhe dando um selinho.

— De que vai trabalhar? — indaguei, me ajeitando em seu peitoral.

— Você saberá mais tarde — pegou em minha cintura e me empurrou para o lado, ficando em cima de mim. — Eu sou loucamente apaixonado por você — sibilou, acariciando meu rosto, enquanto eu fechava os olhos.

— Olha só, Jaeyoun, eles são tão lindos juntos — me assustei com a voz da minha mãe e arregalei os olhos. Logo dei impulso em minhas costas para levantar e sem querer bati na testa do Jeongguk, fazendo-o cair para o lado, no chão.

Meus pais têm nome coreano, mesmo sendo brasileiro. Eles decidiram mudar por causa que tinham achado muito legal os nomes, se divertiram com isso e depois de uma semana após a chegada deles na Coréia, eles foram no cartório.

— Ai! — Jeongguk levantou passando a mão em sua testa. — Isso doeu — fez bico, se sentando na minha cama.

— Desculpa, meu amor. Eu me assustei com eles — fiquei sentada em cima de minhas pernas, na cama e olhei para meus pais. — O que foi?

— Nada, só passamos na frente do seu quarto e vimos essa cena, foi linda. Nossa filha está grande, amor! — observei minha mãe com os olhos marejados. Ela era sensível assim, e eu puxei esse lado dela. Logo meu pai tirou ela do quarto e a levou para o deles.

— Enfim, está na hora de você ir para a faculdade — lembrou. Apenas assenti e peguei minha bolsa, logo ele se levantou e pegou sua chave, e descemos as escadas indo em direção ao seu carro.

O trajeto para a faculdade era o de sempre, quando parávamos em um sinal vermelho, ele sempre tratava de roubar selinhos meu, fazia brincadeiras, cheio de conversas e risadas, assim chegando no local desejado.

— Até mais tarde — me inclinei e deixei um selar em seus lábios.

— Até depois — sorriu e piscou, me deixando confusa. Apenas neguei e saí do carro, indo em direção a minha sala, já que faltava pouco para tocar o sinal. Assim adentrando a mesma pude ver todos na sala e minhas amigas, em seus devidos lugares, conversando.

— Como estão? — suspirei, me sentando no meu lugar, logo retirando meu material da bolsa.

— Super animadas. Ouvimos falar por aí que o professor de Advocacia é um homem muito lindo e gostoso, e que não aparenta ser muito velho — Seulgi comentou animada, junto às meninas. — Hm? — me entregou um pirulito e peguei da sua mão, agradecendo em seguida. Tirei o plástico e me levantei indo em direção a lixeira, que ficava no lado da mesa do professor.

— Boa tarde, alunos! — arregalei os olhos e me virei para a porta com o pirulito na boca, paralisada. — Oi, amor. O que foi? — se aproximou e colocou seus pertences na sua mesa.

— Jeongguk, o que está fazendo aqui? — perguntei assustada, tendo a atenção da turma ainda em nós.

— Aceitei a proposta do diretor para substituir o professor que saiu. Eu serei o novo professor de vocês, e tenham respeito com a ______, ela é minha namorada e não permito desrespeito com ela — olhou especificamente para os garotos da sala, com sua voz rouca e grave, causando-me arrepios. Apenas sorri sem graça para a turma. Eu estava envergonhada.

— Professor, mas e se eu falar que achei o senhor interessante? — Yumi tentou jogar seu charme, fracassado. Era como em livros, sempre tem uma pessoa querendo roubar seu homem.

— Eu não seria capaz de trair essa mulher maravilhosa que é minha namorada, pois ela tem um ótimo caráter, me da amor e coisas que os meninos daqui nunca terão dela — riu e eu arregalei os olhos, escutando umas risadas e uns bufar.

— Jeongguk, chega, tá? Dê sua aula — pedi e me sentei em meu lugar, passando as mãos por meus cabelos e suspirando.

Jeongguk era loucamente apaixonado por mim, e eu por ele, mas como já disse, ele era exagerado. E também não tem vergonha de fazer o que fez minutos atrás em público. Ele apenas deixou avisado que eu pertencia a ele, e isso não era ciúme, eu reconheço quando ele está.

— Você! — me assustei com o exclamor repentino dele. — Fora da sala — apontou para Shownu, que o encarou confuso. — Não aceito desrespeito com as mulheres, muito menos com minha namorada e suas amigas. Eu sou o professor agora aqui, e também tenho direito de fazer isso, até porque você está aqui para estudar — ditou sério, com suas orbes grudada em Shownu. Agora sim era ciúme, e ele estava tentando se controlar. Logo após Shownu sair, ele sorriu para a sala e começou se apresentar.

Era estranho isso, pois os alunos iam conhecendo Jeongguk pelos seus dois lados, e iam estar cientes disso. Ele era sim carinhoso e um bom homem, mas tinha seu lado ciumento e às vezes, possessivo. Ele não permite nada desrespeitoso com as mulheres, principalmente comigo.

Meu namorado é o meu professor, que loucura.


Notas Finais


Meu perfilzenho: @Powerguk

Secundáriazenha: @jkina (quem lembra, eu tinha 5 contas aqui KKKKKK mas fingem que não sabem e que só tenho essas duas)

ATÉ O PRÓXIMO!!!🤩


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...