História Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Akatsuki_black, Automutilação, Auto-mutilação, Bts, Bullying, Colegial, Depressão, Fantasma, Fluffy, Hentai, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Romance, Sope, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi
Visualizações 184
Palavras 1.551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs! Espero que gostem...

Capítulo 18 - Jimin VS Kio


Fanfic / Fanfiction Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 18 - Jimin VS Kio

Jimin VS Kio

O beijo era lento, calmo, doce... Mas também era ousado, fazendo Jungkook sentir uma das melhores sensações que já sentiu na vida. Sentia as pequeninas mãos de dedos gordinhos do Park passeando pelo seu peitoral enquanto o moreno praticamente se sentava em cima de seu colo, debruçando-se sobre si. 

Pararam o beijo por causa da maldita falta de ar, mas antes que desgrudassem suas bocas por completo, Jimin prendeu o lábio inferior de Jeon entre seus dentes, mordendo-o e puxando, deixando-o ainda mais inchado.

Sorriu ao dar de cara com as bochechas coradas de Jungkook e a respiração entrecortada deste. Levou uma de suas mãos até a bochecha de pele quente, fazendo um leve carinho ali.

-Você é o meu humano, Jeongguk...-Jimin sussurrou.-Só meu e de mais ninguém.

Deitou-se novamente em cima do corpo do outro, enroscando suas pernas com as de Jungkook e deitando sua cabeça no ombro largo, sentindo as grandes mãos irem parar em sua cintura. Aspirou o doce perfume natural do Jeon, fechando os olhos.

Teriam pegado no sono naquele instante se não fosse por duas batidas fortes na porta.

-Quem é?-Jungkook perguntou com a voz sonolenta e levemente irritada.

A porta foi aberta e logo sua mãe adentrou o cômodo, a mesma usava um vestido longo que ia até seus pés na cor prata com um pequeno decote, seus cabelos estavam presos em um coque perfeito, mas a mesma se encontrava descalça.

-Aonde a senhora vai?-o acastanhado franziu o cenho. Não estava preocupado com o baixinho em seus braços, pois sabia que sua mãe não conseguia vê-lo.

-Aonde nós vamos, você quis dizer.-a mais velha disse.-Arrume-se, sairemos em uma hora.

-Aonde vamos?

-Em uma reunião de negócios com seu pai.

-E por que eu tenho que ir junto?

-Pare de fazer essas malditas perguntas e se arrume logo, Jungkook!-a mulher já começara a se irritar com o filho.

Saiu do quarto, batendo a porta.

-Saco!-Jeon jogou sua cabeça no travesseiro novamente.

-Você realmente tem que ir?-Jimin o olhou.

-Sou obrigado a ir.-fez um leve carinho nos cabelos do outro.

-Posso ir junto com você?

Jeon sorriu minimo, dando um beijinho na testa do Park.

-Já que apenas eu posso lhe ver, acho que não tem problema.

Jimin sorriu grande, sentando-se no colo do Jeon e passando a pular. Claro que o rosto do acastanhado ficou em brasa após sentir onde exatamente Jimin pulava; engolindo em seco, sentou-se em cima do macio colchão e logo tratou de tirar o moreno de seu colo, colocando-o deitado na cama.

-Eu... Vou tomar um banho.-disse, pegando uma toalha limpa e correndo até o banheiro.

Seu rosto ainda estava quente, e dizer que seu corpo não foi afetado quando Jimin praticamente quicou em seu baixo ventre, estaria mentindo. Respirou fundo, passando as mãos pelas suas madeixas castanhas enquanto olhava constrangido para o pequeno volume que se formou em sua bermuda.

Retirou logo suas vestes, deixando-as jogadas sobre o chão frio e adentrou o box, abrindo o registro na água fria. Lavou seus curtos cabelos e passou o sabonete com frescor de frutas vermelhas pela sua pele, sentindo o delicioso aroma relaxar seus músculos.

Saiu e se secou com a toalha azul felpuda apenas para depois se dar conta de que apenas havia trazido uma cueca boxer consigo para o banheiro, nada mais do que isso. Bateu em sua própria cabeça e se xingou mentalmente enquanto enrolava a toalha em sua cintura e voltava para o quarto.

Quando chegou lá, viu que Jimin estava vestindo roupas diferentes. Usava um suéter cinza com alguns rasgos nas mangas, uma calça jeans azul escura e coturnos pretos; seu cabelo estava levemente bagunçado.

Suas bochechas voltaram a ficar vermelhas quando viu os olhos amendoados de Jimin percorrerem descaradamente pelo seu peitoral exposto. Correu logo para o guarda-roupas, vasculhando suas gavetas.

Vestiu uma blusa cinza de malha, uma calça jeans preta com rasgos nos joelhos e seu All Star preto de cano longo. Deixou seus cabelos meio úmidos e bagunçados, dando-o um ar mais sexy.

-Está bonito.-ouviu a doce voz rouquinha do Park adentrar seus ouvidos, fazendo-o se arrepiar levemente.

-V-Você também...

Jimin sorriu pequeno, parando atrás de Jeon e depositando um leve selar no pescoço do mesmo, fazendo-o suspirar baixo e fechar os olhos. Realmente Jeongguk se encontrava muito sensível aos seus toques.

Jungkook pegou seu celular juntamente com os fones, colocando-os nos bolsos da calça.

-Vamos.-pegou a pequena mão do outro e entrelaçou os seus dedos.

{...}

Realmente Jeon Jungkook estava se perguntando o que estava fazendo ali. Aquela festa era do tipo que Jungkook não se encaixava - na verdade, ele odiava festas - e estava se sentindo mais perdido do que um cego em um tiroteio.

Após seu pai estacionar o carro em frente a enorme casa luxuosa que mais parecia uma mansão de tão grande, Jungkook saiu do veículo com Jimin em seu encalço. Engoliu em seco ao ver os ternos e vestidos deslumbrantes e chiques dos outros convidados; se sentia extremamente deslocado ali e não era como se ele também não reparasse nos olhares e risinhos de deboche direcionados as suas vestimentas.

Após adentrarem o grande salão, Jungkook apenas observou seus pais irem para perto dos convidados. Como sempre, Jungkook estava sendo ignorado por eles e pelas outras pessoas ao seu redor. Apenas Jimin mantinha-se ao seu lado, agarrado a parte de trás de sua blusa e com o corpo colado ao seu. 

Parecia que Jeon não era o único a se sentir desconfortável naquele local...

Apenas pegou um dos champanhes sem álcool que se encontravam em cima da mesa de bebidas e foi para um cantinho mais afastado dos outros, onde havia dois pequeninos sofás de dois lugares.

Se sentou em um deles, fazendo com que Jimin também se sentasse ali.

-Tome.-decidiu dividir a taça com o moreno, já que poderia ser meio estranho as pessoas o virem com duas taças em punho.

-Obrigado.-Jiminie deu um um gole na bebida gelada, sentindo as bolhas mordiscarem sua língua.-Não me sinto muito bem aqui...

-Eu também não...-disse baixo, retirando uma mecha de cabelo dos olhos do Park, beijando sua bochecha logo em seguida.-Poderia ter ficado em casa se quisesse.

-Mas eu quero ficar perto do Kookie!-Jimin entregou a taça para o outro após tomar mais um pequeno gole.-E vai que alguém dá em cima de você?

Jungkook riu um pouco alto, atraindo a atenção de algumas pessoas ali.

-Eu sou só seu.-aproximou e sussurrou próximo ao ouvido alheio.-Sabe disso.

Jimin deitou sua cabeça no ombro de Jungkook, sorrindo e entrelaçando suas mãos com as do Jeon.

Tudo estava perfeito....

-Jeon?

Jungkook arregalou os olhos, levantando-se de supetão e assustando Jimin um pouco. Olhou surpreso para a figura parada tão próxima a si.

-O que faz aqui, Kio?

O moreno estava vestindo um terno vermelho que caía perfeitamente bem em si, sapatos sociais pretos e gravata borboleta da mesma cor. Seus cabelos estavam penteados para trás, pressos com gel. Um sorrisinho divertido se encontrava em seus lábios.

Jimin reconheceu o cara. E quando o reconheceu como o garoto que fez o seu humano sofrer, o garoto que deu início a todo o sofrimento de seu amado, sentiu seu sangue ferver e suas bochechas ficarem vermelhas de raiva.

-Eu meio que sou um dos convidados.-disse, bebericando o drink que se encontrava em suas mãos.-E o que você está fazendo aqui?

Jimin levantou-se, postando-se ao lado de Jungkook.

-Resolveu me seguir e me infernizar fora do colégio também?-perguntou com os olhos cerrados.

-Tentador.-riu nauseado.-Mas não, apenas vim aqui para beber um pouco.

-Então faça o favor de ficar longe de mim!-Jungkook já ia sair de perto do moreno quando este se pronunciou.

-Onde está o cara que você disse que está namorando? Já lhe meteu um pé na bunda?

-Não fale assim do Jiminie! Ele não é igual a você!

-Jiminie? Esse é o nome dele?-Kio riu um pouco alto.-Parece até nome de menina.

Jimin fechou a cara. Ah, como queria usar os seus poderes e poder mostrar para aquele babaca do que era capaz...

-Vamos embora, Gukkie.-disse para o Jeon rente ao seu ouvido.-Antes que eu perca a minha paciência.

-Ele não é igual a mim, Jungkook? Será mesmo? Você, mais do que ninguém, sabe como as pessoas podem ser cruéis.-os olhos de Choi escureceram.-Você, um nerdzinho sem talento algum, esquecido pelos pais e sofrendo nas mãos de muitas pessoas... Acha mesmo que esse cara iria querer ficar com alguém tão... Baixo como você?

Essa foi a gota d'água para Park Jimin.

Em um segundo, o copo com o líquido avermelhado que repousava em uma das mãos de Kio fora jogado, ou melhor, arremessado no rosto do mesmo, molhando seu rosto, cabelo e boa parte do terno impecável.

Jungkook olhou com olhos arregalados para o fantasma, mas logo estava quase morrendo de rir enquanto olhava para a expressão confussa e surpresa de Choi Kio.

-É isso que acontece quando mexe com quem está quieto, querido.-Jungkook disse com um sorrisinho nos lábios.-E fale mal do Jimin mais uma vez, que eu faço questão de não jogar só o líquido, como também quebrar o copo na sua cabeça.

Agarrou a mão de seu fantasma e saiu andando dali tranquilamente, com a cabeça erguida e um sorrisinho feliz e divertido em seus lábios.


Notas Finais


VAI KIO, VAI MEXER COM QUEM TÁ QUIETO! BABACA!
Jimin pulando no colo Do Kookie tão inocentemente... ( ͡° ͜ʖ ͡°)
ChimChim todo ciumento na festa... Q amor!
E ai, o que acharam??? Até o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...