História Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Akatsuki_black, Automutilação, Auto-mutilação, Bts, Bullying, Colegial, Depressão, Fantasma, Fluffy, Hentai, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Romance, Sope, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi
Visualizações 165
Palavras 1.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo fresquinho pra vcs! Espero que gostem...

Capítulo 19 - Depressivo...


Fanfic / Fanfiction Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 19 - Depressivo...

Depressivo...

Taehyung se encontrava jogado em sua cama e trancafiado em seu quarto dês da hora em que chegara do colégio. Sua mãe vivia o perguntando se o loiro queria comer ou beber alguma coisa a cada seis minutos, apenas para receber a mesma palavra em resposta:

Não.

Taehyung não queria comer nada. Aliás, havia perdido seu apetite já fazia um bom tempo, fazendo com que sua pele ficasse ainda mais pálida que o normal e os ossos de suas costelas já estarem um pouco visíveis abaixo da pele. Não estava conseguindo dormir muito bem, também; apenas cochilava durante alguns minutos e só.

Retirou o fino lençol de sua cabeça, piscando os olhos fortemente por causa da claridade que adentrava o médio quarto de paredes brancas, tateou cegamente pelo seu celular em cima da escrivaninha de madeira escura e pegou o pequeno aparelho com as mãos, desbloqueando o mesmo.

Viu que havia três mensagens ao todo em seu Smatphone. Duas de Hoseok e uma de Jungkook. Suspirou pesadamente; tudo o que não queria naquele momento era conversar com o Jung ou até mesmo visualizar as suas mensagens. Mas como o belo trouxa que era, acabou visualizando as mensagens.

*Vá até a pista de skate ás 15h.*

*Eu e Yoongi estaremos lá*

Hoseok (15h12 pm)

Ponderou se deveria ir ou não. Não queria olhar para a cara de Hoseok naquele momento, nem na de Yoongi. Mesmo machucando-se ainda mais e chorando litros e litros de água salgada, Taehyung não conseguia mandar seu coração se afastar do garoto de cabelos alaranjados. Se sentia um tremendo imbecil por tudo aquilo.

Ele mesmo era responsável pelas dores que estava sentindo a muito tempo...

Limpou uma lágrima fujona e clicou na mensagem que Jeon Jungkook havia lhe enviado.

*Está melhor?*

*Estou preocupado contigo*

Kookie (13h20 pm)

Sorriu pequeno. Se sentia bem em saber que Jungkook se importava consigo e estaria do seu lado para o que der e vier, que o ajudaria sem exitar. Respirou fundo e apenas respondeu que estava bem, mentindo mais uma ver para o amigo e para si mesmo.

Jogou o celular no colchão macio e se levantou, espreguiçando-se e passando a andar a passos lentos e preguiçosos até o pequeno banheiro. Retirou a calça de moletom que estava usando juntamente com a boxer e adentrou o box, abrindo o registro na água fria.

Ignorou o forte arrepio que percorreu toda a sua espinha enquanto passava o sabonete por sua pele branca e macia, sentindo o forte e delicioso aroma de uva adentrar suas vias nasais. Lavou seus fios desbotados com o shampoo com aroma também de uva e terminou de se banhar rapidamente, fechando o registro e saindo do box, enrolando-se na toalha branca e felpuda.

Voltou a passos lentos para o seu quarto enquanto secava seu cabelo, parando em frente ao médio guarda-roupas de madeira clara e deixando a toalha cair no chão empoeirado; abriu uma das gavetas e pegou de lá uma boxer vermelha, vestindo-a rapidamente.

Abriu as demais gavetas, revirando as mesmas a procura de alguma roupa leve para vestir naquele começo de tarde quente. Optou por uma camiseta vermelha com listras pretas de mangas curtas, uma bermuda jeans azul clara e All Stars vermelhos de cano longo. Aproveitou para passar um pouco de maquiagem - roubada de sua mãe - nas profundas olheiras que se encontravam abaixo de seus olhos negros, escondendo-as.

Taehyung olhou para se reflexo no grande espelho no banheiro. Sua aparência ainda continuava decadente, as únicas coisas boas eram seu cabelo recém-lavado e suas vestes. Dês do dia em que começara a se sentir um verdadeiro lixo, passou a não se importar mais com quase nada; vivia com uma aparência decadente de quem passava noites em claro chorando e vivia usando roupas folgadas e largas, como moletons velhos que estavam desgastados com o tempo e seu cabelo vivia desgrenhado.

Suspirou pesadamente e pegou seu celular juntamente com os fones de ouvido, saindo de seu quarto logo em seguida.

Ao descer a pequena escadaria de madeira escula e envernizada, adentrou a grande cozinha, deparando-se com sua Omma retirando alguns biscoitos do forno.

 Eram seus biscoitos favoritos dês de que era criança; mas nem o delicioso cheiro de chocolate fez sua boca salivar ou seu estômago passar a roncar.

Dona Kim, ao virar-se e se deparar com o estado que seu filho se encontrava - aparência decaida, com traços extremamente tristes e com a cara cheia de maquiagem - arregalou os olhos e sentiu uma onda de preocupação lhe atingir quase que imediatamente.

-Querido, o que aconteceu?-a mulher de cabelos negros se aproximou rapidamente do filho.-Está passando mal?

Há alguns dias a Kim percebera que Taehyung estava estranho. Havia se trancado em seu quarto, passando a maior parte de seu tempo no mesmo; parou de sair com seus amigos; não comia direito, raramente o via colocar alguma coisa comestível na boca; se fechou, passando de extrovertido, para introvertido.

Taehyung apenas direcionou um mínimo sorrisinho para a mulher, negando levemente com a cabeça.

-Sente-se.-mandou-lhe a mãe, apontando para uma das cadeiras de madeira ao redor da média mesa retangular.-Você precisa comer alguma coisa.

-Não estou com fome, Omma...-respondeu com a voz baixinha e fraca.

-Não estou pedindo, Taehyung.

Suspirou. Quando sua mãe lhe falava aquela frase, era melhor não desobedece-la.

Sentou-se, encarando o pequeno pratinho cheio de biscoitos à sua frente juntamente com uma caneca cheia de chocolate-quente.

O Kim mais novo suspira novamente enquanto pegava alguns biscoitos e os levava até a boca, mastigando a massa fina e crocante, saboreando o delicioso gosto do chocolate.

Não queria admitir, mas estava sentindo falta de pelo menos "forrar" seu estômago com algo tão gostoso como aquele. Terminou de comer os biscoitos de sua mãe lentamente, logo pegando a grande caneca com as duas mãos, levando-a até seus lábios rachados e ressecados.

Dona Kim olhava com um olhar triste para o único filho. Sabia que Taehyung deveria ter perdido muitos quilos e estar mais magro que o normal; deixou um pequenino sorriso moldar seus lábios ao ver que Tae havia devorado tudo o que se encontrava em seu prato, do jeitinho que sua mãe havia lhe mandado.

-Estou indo.-o loiro levantou-se, passando as mãos em seus fios desbotados, bagunçando-os um pouco.

-Posso saber aonde está indo?

-Hoseok e Yoongi me chamaram para ir à pista de skate.-respondeu sem ânimo algum, o que foi até um choque para a Kim.

Taehyung amava andar de skate... Então, por que esse desânimo todo?

-Até mais.-o loirinho lhe depositou um leve selar na bochecha e pegou as chaves, saindo pela porta.

Andou a passos lentos até a média garagem, abrindo um pouco o portão e pegando seu skate de cor preta que se encontrava em um dos cantinhos, logo fechando o portão e se distanciando de sua residência.

A pista de skate não era muito longe de sua casa, ficava apenas duas quadras dali. Subiu em cima de seu skate e passou a dar impulso pelas ruas asfaltadas, andando ao lado do meio-fio.

 O ar gélido e fresco da primavera bagunçava seus fios curtos e enchia seus pulmões. Nem se lembrava de quando foi a última vez que subiu em seu skate e passou a sentir aquela gostosa sensação de liberdade e adrenalina.

Parou a poucos metros da pista, passando seus olhos pelo local e logo avistando Hoseok e Yoongi sentados em uma das pequenas rampas, bebendo algo que Taehyung deduziu ser Coca-Cola ou energético.

Suspirou, sentindo seu coração apertar e acelerar um pouquinho ao ver Jung Hoseok agora com seus sedosos cabelos ruivos, vestindo aquela jaqueta verde-exército que caia tão bem em si e uma calça de couro um pouco colada em sua pele, denunciando suas coxas.

Torceu o nariz e fez uma pequena carinha de nojo ao ver Yoongi passar uma de suas grandes mãos em uma das coxas do recente ruivo. Balançou um pouco a cabeça antes de andar a passos rápidos até o "casalzinho".

-E ai?-Yoongi foi o primeiro a ver o loiro, trocando uma batida de mão com o mesmo.

-Quer?-ao sentar-se ao lado de Hoseok, viu o mesmo lhe estendendo uma pequena latinha de Coca-Cola.

Negou com a cabeça apenas, mantendo sua atenção concentrada nas outras pessoas que se arriscavam nas rampas.

Ao percorrer seus olhos nas pessoas, acabou vendo alguém que lhe pareceu familiar. O garoto tinha cabelos negros desgrenhados e uma pequenina tatuagem abaixo de um de seus olhos. Já tinha o visto no colégio; o aluno novo.

Também sabia que que Jeongguk ficava muito desconfortável perto dele e que fazia de tudo para evitar o mesmo.

-Quem é ele?-perguntou, apontando para o moreno.

-Choi Kio.-Yoongi respondeu.-Acabou de se mudar pra cidade. É um belo de um encrenqueiro.

-Igual você?-Taehyung sorriu debochado.

-Bem pior.-Min soltou uma risadinha.-Pelo o que eu soube, o babaca do Jeon conhece ele.

Taehyung franziu o cenho. Não gostava quando Yoongi falava mal de Jungkook, visto que o acastanhado parecia ser seu único verdadeiro amigo.

-Jungkook evita ficar perto dele...

Havia um que de interesse na voz do esverdeado.

-E daí?-Hoseok deu um gole em seu refrigerante.

-Acho que os dois tem alguma coisa entre eles...

-E o que você tem haver com isso?-foi a vez de Tae se pronunciar.-Não sei o porque de vocês implicarem tanto com o Kookie, ele não fez nada pra vocês, principalmente pra você Yoongi.

-Vocês não!-Jung se defendeu.-Pode ir me deixando fora disso, senhor Kim!

-Por que você vive defendendo aquele garoto?-Min parecia com raiva.-Viraram amiguinhos, é? Ou será que tem algo a mais ai?

-Eu e o Jungkook não temos nada comparados a você e o Hoseok.

Um silêncio se instalou quase que imediatamente sobre os três; Min Yoongi não estava se importando muito com isso, mas Jung Hoseok não sabia o que dizer. Seu cérebro não processava nada e sentiu sua garganta secar.

Por que havia ouvido um que de tristeza nas palavras do loiro ao falar sobre a amizade colorida que mantinha com o Min?

Taehyung bufou, levantando do chão e pegando seu skate, logo se afastando dos dois amigos.

-Taehyung, espera!-ouviu a voz do ruivo acompanhada com sons de passos atrás de si.

-Me deixa, Hoseok!-virou-se para trás e encarou o ruivo com raiva. Já estava cansado de sofrer por causa dele.

Mas quem queria enganar? Sabia que quando chegasse em casa acabaria chorando litros e litros de água salgada, se lamentando por seus sentimentos não correspondidos e o amor que o fazia sofrer.

-Vamos conversar.-Hoseok olhava preocupado para o amigo.-Eu percebi que você não está bem faz um tempo e estava planejando conversar sobre isso...

-Não temos nada pra conversar, Hoseok.

-Você mudou! Parou de sair de casa, está com uma aparência horrível, não conversa mais comigo ou com o Yoongi como antigamente... Sua mãe até me disse que você não está se alimentando direito.

Taehyung fungou, tentando segurar as lágrimas.

-Só... Me deixa em paz.

Voltou a andar, deixando o Jung para trás enquanto as lágrimas já escorriam do canto de seus olhos.

-A gente ainda vai conversar!-ouviu o grito que Hoseok lhe direcionou.


Notas Finais


Capítulo hoje dedicado ao nosso querido, lindo e fofo leãozinho<3 Tadinho do TaeTae...
Mas e ai, o que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijinhos<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...