História Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Akatsuki_black, Automutilação, Auto-mutilação, Bts, Bullying, Colegial, Depressão, Fantasma, Fluffy, Hentai, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Romance, Sope, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi
Visualizações 145
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo fresquinho pra vcs! Espero que gostem...

Capítulo 20 - Mão Boba?


Fanfic / Fanfiction Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 20 - Mão Boba?

Mão Boba?

Após adentrarem o carro, Jimin praticamente deitou sua cabeça no ombro esquerdo do Jeon e fechou seus olhos amendoados, entregando-se ao mundo dos sonhos. Jungkook mantinha uma de suas mãos entrelaçadas com a pequenina mão do Park repousadas em seu colo enquanto sentia o gostoso calor que o baixinho emanava.

Estava mais sorridente que o normal, chegando até a fazer seus pais ficarem estranhando um pouco o filho. Jungkook praticamente sorria sozinho, olhando para o nada com um olhar de bobo apaixonado.

Levou uma de suas mãos até os fios macios do cabelo do Park, acariciando ali. Viu um pequeno biquinho se formar nos lábios carnudos e Jimin se embolar ainda mais em si, quase deitando em cima de si. Encostou sua bochecha no topo da cabeça do outro, fechando os olhos também.

Acabou cochilando também.

Mas ambos os garotos acordaram ao que o pai de Jeon parou o carro bruscamente em frente a casa, desligando o motor e saindo de dentro do veículo juntamente com a esposa.

-Kookie?-Jimin chamou manhoso, olhando para os lados confuso e desorientado.

-Estou aqui, Minie.-levou seus dedos até o queixo do outro, fazendo-o olhar para si e depositar um beijinho em sua testa.

-Chegamos?

-Sim, pequeno.-abriu a porta, pulando para fora do carro.-Vem.

Jimin estava um caco de tão cansado. Não haviam feito muito coisa naquela festa apenas haviam bebido e mordiscado alguns petiscos após a pequena discussão que tiveram com Kio; mas aquilo pareceu ser o bastante para que Jimin se sentisse muito cansado, não estava acostumado a ir em festas.

Ao sair do carro e parar em frente à Jeonguuk, pareceu analisar a bela face de seu namorado e logo depois suas bochechas já haviam ganhado uma cor viva.

-O que foi, Jiminie?-Jungkook levou uma de suas mãos até a bochecha gordinha, acariciando a pele macia.

-Me leva?

Jungkook deixou com que um enorme sorriso quase rasgasse sua boca; praticamente amava aquele jeitinho manhoso do moreno. Se segurava fortemente para não atacar os lábios rosados quando Jimin fazia um de seus biquinhos com os mesmos, falando manhosamente com o acastanhado.

Principalmente quando o mesmo queria pedir algo para si...

Em um segundo Park Jimin estava parado na frente do outro, e no outro já se encontrava com suas pernas entrelaçadas na cintura do Jeon e com seus braços entrelaçados no pescoço deste.

-O que eu não faço por você, senhor Park.

Jimin riu anasalado, depositando um delicado beijinho no pescoço do Jeon, sentindo os pelinhos do corpo do maior se arrepiarem fortemente.

Inconscientemente, Jiminie acabou empinando ainda mais seu traseiro no braços de Jungkook, fazendo o Jeon ficar com suas bochechas levemente avermelhadas. Mas não era como se Jungkook não estivesse gostando.

Já fazia um bom tempo que estavam juntos. Não haviam rotulado o que tinham ainda, apesar de já estarem agindo como verdadeiros namorados; mas não precisavam dar nome ao que estavam tendo, estava bom do jeito que estava.

Adentraram o quarto de Jungkook e Jimin foi depositado na ponta da cama, sentando-se no colchão macio. Jungkook, como o verdadeiro cavaleiro que era, retirou os tênis e meias que seu namorado usava, deixando-os jogados em qualquer canto do quarto.

-Jungkookie...-Park chamou.-Posso dormir com alguma roupa sua?

-Claro, amor.-sorriu.-Vou pegar um moletom pra você, está começando a esfriar.

Pegou um moletom vermelho velhinho que geralmente usava para dormir e deu para o moreno.

-Vou tomar banho.-avisou, pegando uma calça qualquer de flanela e adentrando o banheiro.

Enquanto sentia a água morna escorrer pelo seu corpo, apenas pensava em como havia se transformado em um completo bobo apaixonado. Pensando em como se sentia maravilhosamente bem com Jimin ao seu lado. Em como se sentia nas nuvens quando sentia o delicioso cheiro natural do Park adentrar suas vias nasais ou quando colavam seus lábios um no outro em um simples beijo.

Saiu do banheiro já devidamente vestido com a calça de moletom, logo encontrando Park Jimin vestido com seu moletom e uma cueca boxer branca, deitado entre os cobertores. Sorriu, andando rápido até a cama e deitando-se ao lado do amado.

O baixinho imediatamente se enbolou no corpo do Jeon, deitando-se em cima de si e repousando sua cabeça no peitoral alheio, fazendo alguns "desenhos" com o dedo no mesmo.

Assustou-se levemente e depois riu envergonhado ao que sentiu a grande mão de Jeon Jungkook em uma das bandas de sua bunda, apertando levemente a carne macia.

-Kookie...-exclamou, escondendo seu rosto vermelho no peitoral do seu humano.

-Eu te amo tanto, Jimin...-Jungkook sussurrou rouco, apertando com um pouquinho mais de força a banda.-Te amo tanto, meu fantasminha...

Em um ato de coragem, Jimin deixou que sua pequenina mão corresse livremente pelo peitoral e abdômen do maior, sentindo e apertando de vez enquando os gominhos firmes, passando suas curtas unhas pela pele enquanto ouvia o maior arfar.

-Vamos dormir...-Kookie depositou um leve selar na orelha do Park.-Você está exausto.

-Boa noite.-Jimin se aconchegou ainda mais sobre o outro, abraçando-o apertado.

-Boa noite, meu pequeno.

{...}

Quando chegou em casa, a primeira coisa que Jungkook fez foi mandar uma mensagem para Taehyung. Havia visto que o amigo não estava nem um pouco bem e parecia que havia piorado nesse final de semana em que ficaram sem se encontrar e trocando poucas mensagens entre eles.

Jogou sua mochila em um canto qualquer do quarto e direcionou seus olhos castanhos para a cama de solteiro, encontrando um Jimin todo jogado de qualquer jeito na cama entre os lençóis.

O moletom desgastado com o tempo estava meio erguido, deixando toda a bunda extremamente farta do garoto a mostra com apenas o tecido da coberta cobrindo a pele alva. Ah, como Jeongguk teve uma imensa vontade de ir até lá e apertar aquele pedaço de carne...

Jimin não sabia o quão sexy podia ser a sua maneira.

Retirou a fina blusa de cor branca e a jogou em cima da mochila, ficando com seu peitoral todo desnudo; retirou a bermuda jeans de tecido bege e o jogou no mesmo local onde havia jogado a blusa, ficando apenas com uma boxer de cor azul.

Andou até a cama e deitou-se ao lado de seu pequeno. Não teve coragem de acordar Jimin para o mesmo ir ao colégio consigo, pois o pequenino aparentava estar muito cansado.

Haviam praticamente passado aquela noite de domingo fazendo uma maratona dos filmes da Marvel acompanhados de barras de chocolate, jujubas, cubinhos de caramelo, balinhas de gelatina...

Naquela noite, Jungkook acabou descobrindo que Park Jimin era viciado em doces.

O bom era que não havia visto Kio no colégio naquela manhã, nem Yoongi e Hoseok; havia tentado conversar melhor com Taehyung, mas o mesmo apenas lhe disse que o sofrimento que estava vivendo foi construído por ele mesmo quando resolveu se apaixonar por quem não devia. 

Jungkook o disse que não escolhemos a pessoa por quem nos apaixonamos, queria até usar Jimin como exemplo. Mas sabia que se fizesse isso, teria que dar mais detalhes sobre o namorado e o relacionamento dos dois, capaz de fazer com que o Kim achasse que o Jeon havia pirado.

Mas, além disso tudo, se sentia feliz e gostava de saber que Tae confiava em si e não sairia do seu lado em nenhum momento sequer.

Afagou os fios negros, depositando um beijinho na nuca do outro. Em um momento, levou uma de suas mãos até a bunda do Park, apertando a carne macia levemente, ouvindo-o resmungar e se remexer um pouquinho, mas não acordar.

Sorriu, abraçando a cintura de Jimin e formando uma conchinha com o mesmo, fechando seus olhos e logo se entregando ao mundo dos sonhos também.


Notas Finais


E ai, o que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijinhos<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...