História Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Akatsuki_black, Automutilação, Auto-mutilação, Bts, Bullying, Colegial, Depressão, Fantasma, Fluffy, Hentai, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Romance, Sexo, Sope, Taehyung, Vhope, Yaoi, Yoongi
Visualizações 115
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs! Espero que gostem...

Capítulo 7 - Segundo Pesadelo


Fanfic / Fanfiction Meu Namorado é um Fantasma - Capítulo 7 - Segundo Pesadelo

Segundo Pesadelo

Jeon jogou sua mochila no chão com força, gritando e agarrando seus fios de cabelo, puxando os mesmos até seu couro cabeludo arder. Caiu de joelhos no chão, passando a socar o chão de madeira empoeirado; estava sentindo uma grande raiva lhe consumindo, mas também havia tristeza. 

Tristeza pelos seus pais não se importarem consigo. 

Tristeza por ser visto como anormal pela sociedade. 

Tristeza pelas pessoas o magoarem e o machucarem apenas por diversão. 

Tristeza por ter se entregado a depressão e viver seus dias tão tediosa e monotonamente. 

Deitou no chão em posição fetal, abraçando seus joelhos e deixando que algumas lágrimas salgadas e quentes rolassem pelo seu rosto. Estava exausto, com o corpo inteiro doendo e seu psicológico ainda mais perturbado. 

Fechou os olhos com força, tentando se acalmar e normalizar sua respiração. Acabou adormecendo segundos depois, tamanho era o seu cansaço. 

 

Abriu lentamente seus olhos, percebendo que ainda se encontrava deitado entre as tábuas epoeiradas do chão. Levantou-se e se ajoelhou no chão, olhando tudo a sua volta. 

Estava de noite, escuro, com apenas os feixos da luz da lua cheia adentrando a grande janela onde não continha mais as cortinas azuis. As paredes antes azuis, acabaram voltando para a sua cor branca original; a cama agora era de solteiro, com lençóis brancos e abaixo da janela. Havia um pequeno guarda-roupas caindo aos pedaços de madeira escura ao lado da entrada do banheiro, onde não havia mais nenhuma porta. 

Seus olhos castanhos foram até a porta de entrada do quarto, vendo uma silhueta encolhida no cantinho ao lado. Jungkook reconheceu o garoto. Era o moreno que havia se afogado na banheira. 

Os olhos do menino de cabelos negros como o breu estavam vermelhos e inchados, assim como seu nariz e bochechas. Riscos de lágrimas manchavam seu rosto enquanto o mesmo ainda soluçava baixinho, abraçado aos próprios joelhos. 

Ele parecia um animal. Um cervo assustado para ser mais específico. 

Jeon assustou-se ao ouvir um forte estrondo do lado de fora da porta desbotada do quarto, mas ainda manteve seus olhos colados a pequena figura assustada no chão. 

Jeongguk passou a engatinhar até o moreno, sentando-se na frente deste. O mesmo pareceu não notar a presença nem a aproximação do Jeon, apenas continuou a manter sua cabeça enterrada entre seus joelhos. 

Jeon esticou uma de suas mãos até o outro, tentando tocar-lhe o braço. 

Mas parou bruscamente ao ouvir outro estrondo forte do lado de fora enquanto ainda observava o garoto. 

Os olhos do outro não fizeram nada do que o susto normalmente descreve. Nada de fechar bruscamente, nada de pálpebras batendo, nenhum sobressalto. Essas coisas acontecem quando se acorda de um sonho ruim, não quando se acorda dentro dele... 

O moreno deixou de estar encolhido em posição fetal, esticando suas pernas pelo chão e deixando seus braços caírem sobre as mesmas. Jungkook arregalou os olhos ao ver cortes mal cicatrizados sobre quase toda a extensão dos mesmos. 

Encolheu-se, tocando o começo de suas coxas sobre a calça jeans. Sabia muito bem sobre o que o moreno estava passando... 

O garoto olhou para Jeon, mostrando-lhe que seus olhos eram de uma cor castanha amendoada. Se fitaram por um bom tempo antes de Jungkook se assustar novamente com um estrondo e fechar fortemente os olhos. 

 

Acordou com um sobressalto, arfando e olhando tudo a sua volta. Que merda de sonho tinha sido aquele? Primeiro o sonho do garoto de olhos amendoados se afogando de propósito na banheira, em seguida a risada no corredor e agora isso... 

Levantou-se do chão empoeirado, passando a retirar suas vestes o mais rápido que podia e deixando-as espalhadas pelo chão enquanto andava para o banheiro. Pegou a tesoura que ele mesmo usava para cortar seu cabelo e tentou dar um jeito no mesmo; não mudou nada, suas madeixas castanhas apenas ficaram um pouquinho mais curtas. 

Entrou na banheira e abriu o registro na água gélida, sentindo um arrepio forte percorrer todo o seu corpo. Lavou rápidamente suas madeixas curtas e logo terminou de se banhar, voltando para o seu quarto enquanto secava seus cabelos. 

Pegou e vestiu apenas uma boxer e uma bermuda de tecido confortável. Pegou seu celular e se dirigiu até a cozinha; colocou em uma música aleatória e deixou o aparelho em cima do balcão enquanto procurava os ingredientes certos para fazer um delicioso macarrão com molho branco. 

{...}

Sua cabeça doia. E muito...

Jungkook virava de um lado para o outro em sua cama, tentando dormir logo, mas a dor insistente fazia com que o garoto sentisse tonturas e a impressão que seu cérebro explodiria a qualquer momento.

Bufou, socando a travesseiro e sentando-se sobre os lençóis brancos da cama. Levou uma de suas mãos até a cabeça e gemeu de dor, fechando os olhos com força. Levantou-se lentamente e saindo a passos tropêgos do quarto. Foi para a cozinha e passou a procurar desesperadamente entre as gavetas algum remédio para acabar com aquela dor de uma vez por todas.

Quase gritou e pulou de alegria ao encontrar um Adivil na gaveta de talheres, checou a validade e logo encheu um copo com água gelada, botando o remédio "pra dentro".

Deixou o copo sobre a pia e voltou para o quarto, jogando-se de qualquer jeito em sua cama. Pegou seu aparelho celular e verificou as horas. 4h20 da madrugada. Decidiu que não iria para a escola.

Pelo menos não teria que encarar os olhares de todos os alunos sobre si por causa daquela droga de briga entre ele e Min Yoongi.

Já seria o segundo dia seguido que faltava do colégio, mas quem se importa? Seus pais não estavam ali para dizer que precisava estudar para ter um futuro melhor, de qualquer jeito...

Fechou os olhos e tentou relaxar.

Em um canto do quarto, ao lado da porta de entrada, dois pares de olhos amendoados observavam o garoto Jeon. O dono desses olhos sentia seu sangue ferver e borbulhar dentro de suas veias ao ver o estado em que o acastanhado se encontrava. Se sentia triste e irado ao mesmo tempo por saber sobre a tristeza que Jungkook sentia; sentia seus olhos se encherem d'água ao ter que ver as marcas e cicatrizes que haviam no corpo do menino toda vez que ele trocava de roupa ou saia do banho.

Não gostava quando aquele belíssimo garoto fazia misérias contra o próprio corpo...

E também não estava mais gostando de se esconder.


Notas Finais


E ai, o que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijinhos<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...