1. Spirit Fanfics >
  2. Meu namorado é um vampiro - (mitw, Cellps, jvtista) >
  3. De secretário à babá

História Meu namorado é um vampiro - (mitw, Cellps, jvtista) - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


BOMDIA...

Obrigada @Azumi___ pelo desenho. ❤

Capítulo 33 - De secretário à babá


Fanfic / Fanfiction Meu namorado é um vampiro - (mitw, Cellps, jvtista) - Capítulo 33 - De secretário à babá


~ Narradora

Felps havia acordado e acredite, com mais dor de cabeça do que imaginaria.  Cellbit estava ao seu lado.

_ Felps? tudo bem? -diz o mais velho, preocupado. _ onde eu estou? -o mais novo perguntou, estranhando seu redor.

_ estamos na sua casa. Tem certeza que está bem? você não se lembra de nada? -ele nega com a cabeça. cell pensou  que esse poderia ser um efeito colateral. _ só me lembro que eu dormi.

Cell começou a ficar preocupado. E se ele esqueceu que era seu namorado? e se tiver esquecido que era um vampiro... dúvidas rodiava sua cabeça. Estava quase indo procurar o tayr, quando sentiu seu corpo ser puxado pra cama.

_ você ia aonde? -diz com uma voz maliciosa, passando seus dedos sobre seu rosto.

_ Felps, tem certeza que está bem? -cell estava bastante nervoso.

_ eu estava brincando Cell. É claro que estou bem, meu vampiro lindo. -felps sorriu, revelando seus pensamentos e o loiro suspirou aliviado, pegou o pulso do cacheado e ficou por cima dele.

_ você quase me matou de susto, coisa fofa! 

Riram bastante e se beijaram.

_ eu te amo!


~ Pac

_ venha me pegar se puder! aberração feia! -mike mostra a língua em forma de provocação, quanto que o mesmo estava agarrado em minhas pernas. 

_se você quer lutar, não se esconda! -diz T3ddy irritado.

_ hm, percebo pelo cheiro que ele é minha propriedade. Não quero deixá-lo. - Mike diz.

" Mike era um pirralho tão sangrento quando jovem!" -diz os dois em pensamentos.

Seguro Mike no meu colo, e o mesmo se aconchega em mim.

_hmmmm.. - Mike mostra a língua de novo, fazendo os dois de idiotas. Levei ele pro meu quarto.

_ parece que ele não vai sair tão fácil do seu lado. Vou perguntar ao nosso mestre como lidar com isso de longe. Espero que se esforce para para cuidar dele até que volte para seu estado original, Pac. -Tayr fala assim que saí do quarto.

_er... não tem ideia de como o mike ficou desse tamanho? -faço essa pergunta, pois estava extremamente preocupado.

_ hm, sobre isso...

_provalmente ele entrou em contato com água benta de uma fonte amaldiçoada. -T3ddy fala encostado na porta.

_ água benta de uma fonte amaldiçoada? -fico mais confuso a cada palavra que eles falam.

_ é um dos artefatos sagrados que vieram do jardim do Éden e qualquer membro que entre em contato com isso, voltará ao seu estado em que esteve no passado.

_ exatamente como se o "eu passado" de alguém tivesse chegado no presente. -tayr se pronuncia.

_pensando bem, não terminei de ler o romance de virgem do tempo de Robinson Crusoé, o escritor dos membros, sobre esse mesmo assunto. -T3ddy fala pensando.

_ você é fã dele também? Eu até recomendei para meus colegas humanos. -ótimo, Tayr ajuda muito completando essa informação.

_ vocês estão falando sobre livros agora? Embora eu seja fã de Crusoé também, vcs estão lidando com o problema do Mike muito tranquilo! -digo sem paciência.

_ olhe para sua expressão pertubada, senhor propriedade. Fique tranquilo.

Mano, eu não tenho paciência para esses tipos de brincadeira. Empurrei os dois do meu quarto, trancando a porta.

"então, o famoso escritor e editor de revista Robinson Crusoé é um membro. Somos do mesmo patamar, por isso tenho que ter mais cuidado ao me encontrar com ele." -digo em pensamentos enquanto que o pimpolho do Mikaé não estava mais na cama.

_ hã? onde está ele? -escuto resmungos vindo do banheiro.

_ por quê é tão difícil de tirar essa camisa?! - olho para ele, lutando contra a própria camisa e me segurando pra não rir.

_ ei, não fique ai parado, me ajude a tirar... -ele pede para eu tirar me segurando, mas não tem jeito.

_o que está olhando? hm? Do que está rindo? -ele grita com raiva.

_ vai com calma baixinho. - digo tentando acalmá-lo.

_ ei, qm é o baixinho aqui?

_ você. hahaha... 

_ vai lavar minha camisa, enquanto eu tô no banho. -diz, lançando a roupa na minha cara.

...

"sobre os artefatos sagrados que vieram dessa ilha.... metade foi convertidas em risorts... " -penso na possibilidade de tentar achar algo sobre elas e uma resposta sobre o acontecimento.

_Ahhhhhh!! -ouço gritos vindo de dentro do banheiro. Me aproximo da porta.

_o que é isso que é tão pegajoso e escorregadio? Isso está tão quente, está me queimando! Socorroooooo, tem um sol no teto! -quando abro a porta, vejo ele caído no chão.

_ mike...o que houve?

_ o mundo dos adultos e tao perigoso... -ele diz.

_ai, ai... -digo em suspiro, carregando o mesmo e colocando na banheira.

_ essa coisa pegajosa é o seu gel de banho. Você virou botão da temperatura alta demais, por isso você se queimou. E a lâmpada do teto não é o sol, é só para mantê-lo aquecido. -Explico cada coisa pra ele enquanto eu pegava o shampoo._ traga sua cabeça aqui.

_ oq está passando no meu cabelo? veneno?!

_ não. É shampoo, hahaha... fique quieto e me escute. -o meu garoto começa a ficar mais quietinho, na medida que eu vou esfregando seus cabelos.

_ isso é tão bom...suas mãos são tão...

_macias? -completo sua frase.

_ eu costumava lavar o cabelo de um irmãozinho que eu tinha no orfanato quando eu era criança.

_ irmãozinho? que tipo?

_ ele era uma criança comum. não tenho muito o que falar dele.

_ .....  -ele fica em silêncio por um tempo, até ele joga algo no chão._ não quero mais ser lavado! -o moreno mergulha sua cabeça embaixo d'água.

_Mike? volta aqui agora.

_ ei!! -ele sai rapidamente, espirrando água em mim. Sinto seu olhar tenebroso em cima de mim, me puxando para perto de si.

_ai! -ele havia me mordido._ por quê me mordeu de repente?

_ você é minha propriedade, ou seja, é meu, deve gostar apenas de mim.

"Ele apenas perfurou minha pele, não doeu tanto quanto a mordida do "outro" mike." -digo em pensamentos.

"esse olhar... não ...ele está com ciúmes?" -penso sorrindo. "Ohh mike, se você soubesse que eu já sou seu..."

_ por quê está rindo, propriedade? -pergunta com olhar de atrevimento.

_ pq eu já gosto de você. -aponto para si mesmo, enquanto ele ficou calado até eu ir em direção a porta, me viro para ele._ vista-se e saia dai ok? -saio do banheiro.




Notas Finais


bom, parece que ja sabemos oq aconteceu com ele. mas e ai? tem cura?

e isso, espero que tenham gostado, e ate semana que vem. fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...