1. Spirit Fanfics >
  2. Meu namorado é um vampiro. >
  3. Reactions

História Meu namorado é um vampiro. - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Já tava mais do que na hora, né? Kkkkkk

Capítulo 13 - Reactions


Fanfic / Fanfiction Meu namorado é um vampiro. - Capítulo 13 - Reactions

S/n on:

Por mais que eu estivesse vendo... Melhor, estivesse sentindo eu não conseguia acreditar naquilo. Por isso todos aqueles segredos? Eu entendia que não era uma coisa simples de se contar pra alguém. Aquilo era um absurdo, eu sou tão incrédula mesmo com toda verdade na minha frente. Quantos segredos ainda existiam? 

Jk: S/n olha pra mim. Ele disse me aacordando do meu transe. ... Eu quero que saiba que eu nunca machucaria você. Não sinta medo de mim. 

S/n: E..eu, eu não estou com medo de você. Isso era um fato. O que eu não conseguia era acreditar naquela situação. 

Jk: Agora eu preciso que você tome isso. Ele mordeu o pulso e me ofereceu. Eu permaneci calada tentando me encaixar na situação. ... É pra parar o sangramento. Eu machuquei uma veia jugular do seu pescoço. Ela leva o sangue venoso ao seu cérebro e sistema nervoso. Se não pararmos isso agora você vai acabar desmaiando ou afetando a Hae. 

Antes que eu pudesse tomar uma iniciativa os furos no braço dele já tinham se fechado. 

Jk: Aish! Ele resmungou, em seguida mordeu com força o lábio inferior e me beijou.

No início foi um tanto quanto forçado e rígido, acho que ele pensou que eu não iria ceder. Logo se tornou um beijo calmo e demorado com gosto de sangue, aquilo não me fez sentir náuseas, pelo contrário, eu queria mais. Eu sei! Pareço uma idiota agora passando por cima de todas essas mentiras e me entregando pra ele novamente. Mas não seria mais idiota ainda não assimilar os motivos delas? Mas isso não anula o fato de que ainda estou brava e magoada. 

Eu estava sentada sobre a bancada da cozinha, e ele estava de pé na minha frente, entre as minhas pernas. O beijo foi se tornado quente demais pra situação atual, eu hesitei e ele arrancou minha calcinha, voltando a me beijar. Minha reação não foi contrária então coloquei as mãos dentro da sua calça e começamos uma espécie de masturbação mútua. Isso se prolongou por uns minutos até eu estar completamente encharcada e ofegante, soltando gemidos incontroláveis. 

Ele levou os dedos que estavam dentro da minha intimidade até a minha boca, para que eu pudesse sentir meu próprio gosto. 

Jk: Viu como você é  gostosa? Falou com uma voz rouca e sexy no meu ouvido, enquanto eu ainda o masturbava. Acabei apertando mais forte e ele gemeu. 

S/n: Vamos pro quarto? Ele sorriu e me carregou pelas escadas. 

Quando já estávamos na cama ele se aproximou do meu pescoço, e todo meu corpo se arrepiou, eu tive um espasmo em quanto fechava os olhos e apertava os lençóis em silêncio esperando ele me morder. Mas ele subiu um pouco e só beijou meu lóbulo, sorrindo em seguida. 

Ele deitou por cima de mim com cuidado sem depositar seu peso e começou a estocar devagar, ao mesmo tempo que acariciava meu rosto. Minhas mãos deslizavam entre seus cabelos e eu comecei a beija-lo novamente. Já estávamos com tesão demais pra prolongar aquilo e gozamos juntos. 

Jk: Eu te amo. 

Eu continuei em silêncio, fiz cara de brava e olhei pro lado. Senti a lágrima quente dele cair no meu rosto antes que se levantasse e fosse em direção ao banheiro. 

Quebra de tempo (Duas horas depois)

Jungkook on:

Eu não sei como contar toda verdade sem magoá-la, tenho medo de que ela vá embora e nunca me perdoe. Mas devo começar criando coragem pra dizer algumas coisas. 

Jk: S/n!! Precisamos conversar. Eu a acordei, e ela foi se sentando na cama.

S/n: Você ataca pessoas? Ela perguntou antes mesmo que eu pudesse dizer algo mais.

Jk: Não. Minha família é sócia de um hospital pra esses tipos de coisas, se é  que vc pode me entender. . Ela afirmou com a cabeça.

S/n: O Huyk e a Hae tbm...?

Jk:Tem uma gande chance que sim. Mas só saberemos disso por volta dos 15 anos... ou antes se eles sofrerem algum trauma. O que eu não espero que aconteça. 

S/n: Eu estive pensando. Você tem uma prometida, certo?

JK: Sim, mas eu nã... Fui interrompido antes que terminasse. 

S/n: Você precisa do sangue dela pra se manter estável, certo? O meu funciona com você?

Jk: Sim. Mas eles não aceitam isso, você viu o meu avô aquele dia. 

S/n: Eu estive na casa dos Jeon naquela noite para conhecer o meu noivo arranjado. 

Um silêncio tomou conta do quarto por alguns instantes

Será que existia a chance de realmente ser ela? Então essa  confusão durante todo esse tempo...? 

Jk: Você...?! Ela me abraçou.

Naquele momento eu percebi o quanto cada reação dela era inesperada por mim. 

...continua?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...