História Meu Namorado Possessivo! - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (bts), Bts, Ciumes, J-hope, Jung Hoseok, Possessivo
Visualizações 491
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii❤️

Capítulo 45 - Péssimas notícias...


Fanfic / Fanfiction Meu Namorado Possessivo! - Capítulo 45 - Péssimas notícias...

_Hoseok on_

Eu preciso dela.Preciso do corpo dela.Preciso do amor dela.Preciso sentir seu cheiro.Preciso me agarrar a sua cintura para dormir.Preciso ouvir sua voz.Preciso dela aqui.Comigo.

Sei que meu pequeno foi dormir com SeokJin,o pequeno tinha o cheiro dela.Somente o cheiro dela me acalmava,me fazia dormir.Eu necessito dela aqui comigo,ao meu lado,me amando.

Tão bela,tão sensível,tão...submissa a mim.Sinto falta dos nossos corpos se chocando,do nosso encaixe perfeito,dos seus gemidos em meus ouvidos,das suas unhas em minhas costas.Eu a quero.

Droga!Ela está internada,quase em estado grave,se recuperando do próprio tiro.Não posso a ter assim.Necrofilia não rola comigo,se for para fazer,que seja com ela acordada.Suplicando por mais,ou no caso,para que eu pare.

Só de lembrar,me excita.Na verdade,tudo nela me excita.Suas curvas delineadas,mesmo depois de ter um filho.Sua boca desenhada.Suas mãos macias.Sua pele bronzeada.Seu sorriso branco.Sua voz sexy,doce,firme e sensual ao mesmo tempo.Sua respiração ofegante quando me aproximo.Essa mulher foi feita para mim,apenas para mim.

Como pode?Mesmo internada,causando efeitos em mim.Diria que para mim,são efeitos ótimos,mas talvez,para ela não pode ser tão bons assim.O momento quando fazemos amor*,para mim é único.Ela fica tão entregue e submissa*.

Tão minha.Minha.Minha.Minha.Apenas minha.Eu sou o único e ela é a única.Feitos um para o outro.Ela me ama.Eu a amo.Sempre irá ser assim.Nós dois e nosso filho,ninguém mais.Apenas nós.Nossa família.

SeokJin não irá tomá-la de mim,ela é minha.Se preciso eu o matarei,sem dó nem piedade,isso serve para qualquer homem.Ela,o corpo dela,a mente dela,os pensamentos dela,o sorriso e o olhar dela,são meus,totalmente meus.

Imersos nesses pensamentos,vejo que já é de manhã.Mais uma noite sem dormir,por causa dela.

-S/N,S/N...minha mulher.-Digo indo até o banheiro e tomando um banho gelado,para tirar os pensamentos quentes de minha cabeça.Depois que tomei banho vesti uma roupa,e desci até a cozinha.Encontro DongYul no colo de Jin e YoonGi tomando café.

-Papai!!!Vamos ver a mamãe?Estamos te esperando.-DongYul diz e eu o pego no colo,sorrindo.

-Vamos sim.-Digo.

-Você não vai comer nada?-YoonGi pergunta.Eu nego e pego as chaves do carro.

-Vem tio e outro papai.-O pequeno diz e desce do meu colo.Saímos indo em direção a garagem,entramos no carro e eu dirigi em direção ao hospital em que minha garota estava internada.

-Viemos fazer visita para S/N/C.-Digo,chegamos no horário de visita pontualmente.

-Claro,mas temos ordens para que possa entrar apenas uma pessoa por vez e crianças não podem entrar na ala em que a paciente está.-Diz e olha para DongYul que fica triste.

-Moça,ela é minha mamãe.-DongYul diz e eu trinco o maxilar ao ouvir ele dizer "minha".

-Desculpe garotinho,mas você ainda não tem idade.-Ela diz sorrindo calma para meu filho.

-Ah.Tudo bem.-DongYul diz embolado com os olhos cheios de lágrimas,começando a chorar.

-Não fique triste,o papai vai lá primeiro e eu falo para a mamãe que você está com saudades,tudo bem?-Digo a ele que para de chorar e assente sorrindo.

Eu vou até o quarto em que ela está "dormindo".Até assim ela consegue ser bonita,na verdade,linda.Tão serena.

-Oi,amor.-Digo e pego sua mão.-Acorde logo,nosso filho sente sua falta.Eu sinto sua falta.-Digo com os olhos marejados.Faço carinho em sua bochecha e beijo sua boca,num simples selinho.Saio do quarto e volto para a sala de espera,Jin se levanta e recepcionista do hospital o autoriza a ir.Fiquei lá brincando com meu pequeno.

_Jin on_

Vou até o quarto informado pela moça e a vejo,deste jeito ela parece tão serena e calma.

-Oi,amorzinho.-Digo com os olhos cheios de lágrimas.-Sei que tudo que já passou foi difícil,mas quero que acorde.Sentimos sua falta,especialmente o pequeno-Pego na sua mão-Por favor,por nós,acorde.Não aguentaria te perder novamente.-Sinto minha mão sendo apertada levemente.A olho e vejo seus olhos lentamente abrirem.

- Onde estou?...

Aperto o botão que chama o doutor,muitas vezes.Vejo ela tentar levantar.

-Não levante.-Digo com calma e ela me olha confusa,coloca a mão em sua cabeça e fecha os olhos novamente.

-O que houve?-O doutor aparece ofegante.

-Ela acordou!!!-Digo feliz e a olho,a expressão dela é indecifrável,mas parece confusa com tudo isso.

-Oh meu Deus.Preciso que saia daqui para que eu faça alguns exames.-O doutor diz e eu assinto,saindo do quarto.Extremamente feliz.

Chego na sala de espera com um sorriso no rosto,me aproximo dos outros pegando DongYul no colo.

-A mamãe acordou,meu filho.-Digo o levantando em meus braços.

-O quê?É sério?-HoSeok diz e eu assinto.-Meu Deus!-Diz sorrindo.

Suga fica feliz e me abraça de lado,sabe o quão isso é importante não só para mim,mas para todos nós.Nós ainda não tivemos a oportunidade de contar aos outros sobre isso,mas quando ela sair do hospital contaremos.

-Responsáveis por S/N/C?-O doutor diz e nos levantamos nos aproximando.-Trago péssimas notícias...


Notas Finais


Quando Hoseok diz "o momento em que eles fazem amor",é um sentido ambíguo,pois para ele é amor,ele está tão cego de "amor" e obsessão por ela que tudo o que ele é capaz de pensar e sentir é que o momento está sendo especiais para os dois,sendo que para S/N está sendo um pesadelo.
Na verdade,quando ele diz que S/N está submissa a ele,é porque ela tem medo de algo a acontecer,como ele a matar,a estuprar novamente e a bater.Ou seja,a machucar de todos os jeitos possíveis.
Espero que tenham entendido e gostado do capítulo ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...