1. Spirit Fanfics >
  2. Meu (não) primo Taehyung - imagine taehyung >
  3. - Capítulo 1

História Meu (não) primo Taehyung - imagine taehyung - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Meu (não) primo Taehyung - imagine taehyung - Capítulo 2 - - Capítulo 1

Taehyung 


"Até quando terei que aguenta-lá?"


Resumindo sobre a minha vida, me chamo Kim Taehyung meu pai de sangue me abandonou junto a minha mãe quando nasci, não me importo com ele e não tenho interesse em conhecê-lo, passei a maior parte da minha vida o odiando e por mim continuará assim. Atualmente moro com a minha mãe e meu padastro, os dois são tudo o que eu ainda tenho, meus tios são outras pessoas que amo tirando a pirranha é claro.. s/n.


Não me dou bem com a mesma, diria que ela é apenas uma forma de me divertir. Irrita-lá constantemente é o que eu faço e, bom, não me importo se a incômoda.


Não sou bem o bom exemplo de filho, muito menos como aluno. Na maior parte do tempo estou fugindo da escola, e fazendo coisas não muito aceitáveis se é que posso dizer assim...


Meu melhor amigo é Park Jimin, apesar da sua altura não colaborar muito esse garoto as vezes consegue ser tão mal influência como eu, acho que é por isso que nos damos tão bem.


No meu colégio sempre fui popular, ser desejado por garotas subiu o meu ego, não tenho culpa apenas posso ter tudo o que quero na mão, o que facilita boa parte da minha vida.


Não quero estragar minha reputação sendo "primo" da s/n e é por isso que ninguém além de nossa família sabe, deixei isso bem claro para a s/n. Como todos reagiriam ao saberem que eu, Kim Taehyung tenho tecnicamente um parentesco com aquela garota? Não... isso de revelação está totalmente fora dos meus planos!


- Ei Taehy


Saíu dos meus desvaneios ao ser cutucado por Jimin que apontava para a entrada principal do colégio, era s/n chegando e óbviamente não perderia essa chance.


- Pelo que conheço de você, está pensando no mesmo que eu... não é?


Falo Sorrindo descarado para Jimin que logo retribuiu com um sorriso diabólico.


Era estranho ver um garoto fofo com uma personalidade totalmente inversa do que aparentava ser mas já havia me acostumado com isso.


Andamos lentamente em direção a s/n enquanto todos do corredor automaticamente abriram espaço pelo centro para que passássemos.


- Ora, ora se não é a estranha do colégio!


Proferi lentamente enquanto a observava cruzar os braços, acho que a minha "priminha" não estava de bom humor hoje.


- Me deixem em paz, ninguém merece encontrar dois idiotas logo pela manhã!


Diz s/n que tentou desviar e sair andando.


- O que disse?


Disse meu amigo baixinho, quer dizer meu impotente amigo Park Jimin puxando o braço de s/n e a encarando, Jimin full pistola pela manhã não e algo muito agradável eu chamaria de "Jimin versão satãn"


- I D I O T A S


S/n pronunciou pausadamente.


aquela garota parecia brincar na cara do perigo e essa era uma das poucas coisas que eu gostava nessa nela...


Em um curto período de tempo Jimin já havia a empurrado contra um dos armários da escola, o choque de suas costas contra a superfície acabará de causar um estrondo alto o suficiente para assustar algumas pessoas que estavam em volta.


- Nunca mais ouse se referir a nós dessa maneira, ou será pior..


Vociferou perto de seu rosto que agora mostrava algumas expressões de dor e saíu andando como se nada estivesse acontecido.


Eu não senti pena e muito menos quis intervir em algo, pelo contrário eu estava amando aquilo.


Ela mereceu.


- Diferenciado não é? Geralmente quem faz isso com você sou é não é mesmo?


Falei seco com um sorrisinho sacana no rosto


- Satisfeito? Agora me deixe em paz.


- É claro que a deixarei por agora.. afinal eu não andaria perto de alguém como você.


Escutei algumas risadas dos alunos pelo corredor e apenas sorri cínico para s/n, me virando e seguindo meu caminho antes, passando por cima de alguns de seus livros que agora estavam espalhados pelo chão.


Ando pelo corredor até chegar em minha sala, me sento como de costume ao lado de Jimin e uns outros amigos.


- Pistolou cedo hoje em Park


Dei uma leve risada vendo o mesmo arrumar seu boné que escondia parte de seu rosto


- Aish aquela garota é totalmente ridícula, sei que na maioria das vezes quem resolve é você porém já fazia tempo que eu não me divertia, é uma pena que Jack não esteja mais aqui...


Sorriu ironicamente


Jack era um garoto calado e quieto, um dos nossos principais alvos. Nossa maior fonte de diversão eu diria até que um dia após tantas agressões sua mãe decidiu muda-ló de escola, ficamos felizes por menos um insuportável nesse colégio porém com o tempo o tédio começou a crescer e então nossa opção mais viável foi a s/n. Eu já a irritava em sua casa, que mal faria aumentar um pouquinho mais as coisas? Park concordou com está ideia em prontidão na época.


- Temos a s/n pelo menos.


Respondi me inclinando na cadeira, minha postura não era das melhores alí.


- Queria saber quem é ela, poderiamos segui-lá para casa assim como faziamos com o Jack, o que acha?


- Que? Não, não melhor não!


Respondi quase que de imediato arrumando minha postura e o olhando, acho que acabará de demonstrar reações demais.


Eu não podia deixar que isso acontecesse, ele iria descobrir sobre nosso tal parentesco e o que acharia disso? Não posso arriscar ser conhecido como o "priminho da estranha" não, eu não podia.


- Aigoo, qual o eu problema? Foi só uma sugestão!


- Só não acho uma boa ideia


Falei seco me acalmando, estava de volta ao normal de minhas reações.


- Bom, eu vou sair para fumar um pouco. Consegue disfarçar minha ausência?


- Consigo..


Respondeu Park

Apenas peguei meu pequeno cigarro eletrônico em minha mochila e coloquei um boné preto, esperei com que Jimin distraísse o professor que no momento estava dando aula e saí sem que percebesse, antes olhei por breves segundos de forma séria a todos da classe que apenas pareceram assustados e voltaram a prestar atenção na aula. Eu não aceitaria ninguém me entregando e tratrei de deixar bem claro as consequências com um simples olhar.


Estava próximo ao murro do estacionamento quando esperei um dos seguranças se distrairem, logo pulando a grade e me afastando do local.


Me sentei na calçada de um beco escuro e fiquei ali por um bom tempo fumando e ouvindo músicas da minha playlist, não estava afim de voltar a escola naquele dia então estava disposto a passar todo o período de aula naquele lugar


as 14 horas da tarde exata hora da saída dos alunos me levantei afim de sair dalí, precisava me encontrar com uns amigos tavez um bar a noite, estava distraído pensando em um bom lugar para irmos quando o som de uma nova notificação em meu celular me tirou de tais pensamentos.


[nova mensagem]
omma - abrir


Ao observar a nova mensagem de minha mãe tratei logo de abri-lá.


[mensagem - omma]


- Oi filho, hoje iremos passar o dia junto a família de sua prima então vá logo para casa tomar um banho e venha para a casa de seus tios, já estamos aqui.

[mensagem off]


Era só o que me faltava, soltei um suspiro alto em negação a tudo aquilo, eu não queria ir, eu mal conseguia suportar aquela garota.
Pelo visto, todos os meus planos foram por água abaixo!


" - OK"


Foi o que respondi de modo simples.


O mundo continuava a conspirar contra mim?



Notas Finais


- Obrigada por ler💕💫
acompanhe os próximos capítulos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...