1. Spirit Fanfics >
  2. Meu neko atrevido (Indra x Sasuke) >
  3. 5- Culpa...

História Meu neko atrevido (Indra x Sasuke) - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - 5- Culpa...


Sasuke achou curioso quando viu a neko de Sakura. A rosada havia feito uma surpresa a Ashura, um dia depois da briga dos irmãos. Sasuke poderia ter certeza que escutou a casa estremecer. Suas orelhas sensíveis ainda doíam por culpa do dia anterior.

Ashura parecia possesso e Indra descutia, mas parecia está em outro mundo. Desistindo da discussão, Indra saiu de casa e depois do horas com Ashura no telefone, pareciam ter se reconciliado. 

Sasuke escutou que Ashura, agora, era seu dono e que Indra não possuía mais nenhum vínculo com o felino. O que deixou o pequeno extremamente confuso, mas era uma criança e logo havia achado algo banal.

—A Hinata está chegando.

Ashura falou após ver seu celular. A neko de Sakura brincava com os brinquedos de Sasuke, enquanto o pequeno se contentava em brincar com seu dinossauro. O Otsutsuki tinha certeza que teria trabalho, a pelúcia estava ficando encardida e logo precisaria lavar, mas convencer o neko parecia exaustivo, já que o mesmo não largava o dinossauro.

O som da campainha soou no ouvido do Neko. O pequeno admirou o cabelo rosa de Sakura, a mesma havia se prontificado a atender a campainha.

—Ei, você precisa dormir, Sasu.

Ashura informou ao neko. Estava sentado no sofá e o pequeno estava em uma distância curta, sentado no chão, perto da neko que parecia não dar atenção a ninguém naquele local.

—Boa noite, Indra...

Sasuke levantou suas orelhinhas em atenção. Não era Hinata? O pequeno levantou seu rostinho para sentir o cheiro de seu visitante. O cheiro famíliar fez os pelos de Sasuke subirem.

—Desculpa, Sakura. Esqueci a chave.

Foi a resposta a qual Sasuke estava atento em escutar. Sem dúvidas, era Indra! O neko engatinhou em direção a Ashura e se escondeu atrás das pernas alheias. Foi rápido o suficiente para observar o Otsutsuki entrar na sala, mas logo tampou seus olhinhos na vã tentativa de se fazer invisível para Indra.

O Otsutsuki encarou o neko. Talvez não o tivesse percebido tão rápido, mas havia sido a primeira coisa a qual havia procurado na sala. O pequeno se escondia nas pernas de seu irmão. O primogênito havia dito com todas as letras que Ashura era o dono de Sasuke e ele não iria interferir.

Havia acabado com a briga e seu irmão parecia satisfeito. Mas, Sasuke já sabia de tal fato? Indra só sentiu falta, realmente, de ver o neko balançando a calda em alegria pelo seu dono ter chegado, quando percebeu que o pequeno se escondia de si.

Culpa... 

Sentia culpa por tudo e principalmente, culpa por não ter percebido antes, o quanto amava ver seu neko balançar a calda em alegria por sua presença. Bom, Sasuke não era mais seu.

O Otsutsuki se aproximou em passos atentos e se curvou em direção ao neko. Ashura encarava a cena se desenrolar em sua frente. Indra levou sua mão em direção ao cabelo do felino e o acariciou. Sasuke tirou suas mãozinhas da frente do rosto e encarou Indra, mas o neko ainda parecia assustado e agarrou a perna de seu mais novo dono.

—Indra, eu não acho que o Sasu...

—Ashura disse que está na hora de dormir, certo, Sasuke?

O pequeno não ofereceu resistência quando Indra o puxou para seu colo. Sasuke mantinha seus olhinhos arregalados e parecia assustado o bastante para protestar. Suas orelhas que estavam para trás, mostravam que o neko não estava nenhum pouco satisfeito com Indra.

O Otsutsuki caminhou para longe e Ashura encarou tudo calado. Ao menos, esperava que seu irmão fosse maduro e entendesse que, mesmo pequeno, Sasuke entendia muito bem o que era ser rejeitado.

Indra enfiou o neko dentro de suas cobertas e o observou por alguns segundos. O pequeno ainda o encarava desconfiado.

—Vamos dormir, com certeza Ashura irá ceder a cama a Sakura e sua neko.

 O Otsutsuki deitou com cautela ao lado do neko. Ele precisava de um banho, sabia bem daquilo, mas esperaria o mais novo dormir. Fechou seus olhos em uma tentativa de oferecer conforto ao pequeno, para que ele também dormisse.

Mas, o neko era um pouco difícil de lidar e quando finalmente pensou que Indra havia dormido. Tentou fugir sorrateiramente, mas o Otsutsuki foi mais rápido.

—Vamos lá, Sasuke. Apenas durma.

Sasuke anuiu, voltando para a cama. Pelo jeito, precisaria realmente dormir...

O pequeno neko abriu seus olhinhos, quando a claridade do banheiro iluminou seu rosto. Sasuke não sabia ao certo quando tempo havia dormido. Bocejou de uma forma preguiçosa e levou seus olhinhos para o Otsutsuki, que estava com uma toalha envolto a sua cintura.

Os olhos do felino ficaram vidrados no cabelo alheio. Indra estava de cabelo solto e aquilo era novo para o pequeno.

—Ainda está tarde, Negó... Sasuke.

Ok, deveria ser força do hábito...

—Eu iria trocar de roupa, Sasuke!– Pensou Indra.

O Otsutsuki se aproximou do neko que estava, com toda sua atenção, no cabelo alheio. Era fascinante a forma que o pequeno encarava suas madeixas.

O mais velho tentava entender quando o neko havia se tornado tão excencial para si. Como havia pensado em deixar aquela criaturinha tão especial?

Sasuke tocou timidamente o cabelo alheio. Indra se deliciou com o afago do mais novo. Diferente das demais crianças, a mão de Sasuke era leve e o pequeno não dava sinais que puxaria as madeixas alheias. O que era um alívio para o Otsutsuki, que havia sofrido quando Ashura era criança e maltratava seu coro cabeludo.

Claro, se o neko fosse dissimulado o suficiente e puxasse o cabelo alheio, com toda certeza, Indra o jogaria pela janela.

Depois de um bom tempo naquele carinho gentil, Indra respirou fundo. Precisava se vestir, não poderia ficar gripado. O sistema imunológico de Sasuke era péssimo e se Indra, ou Ashura, ficassem gripados, logo teriam um neko igualmente doente.

O Otsutsuki não demorou em pegar algo e se trancar no banheiro. Quando o mais velho saiu, Sasuke aínda permanência no mesmo lugar, imóvel.

—Boa noite, Sasuke...

O mesmo apagou a luz e se deitou ao lado do pequeno, que não tardou em acariciar curioso o cabelo alheio. O toque curioso do pequeno era tão bom e gentil que Indra acabou dormindo.

O felino balançava seu rabo. Talvez não estivesse mais com raiva de Indra...

[•••]

—Acorda!

Aquele corpo pesado, que crescia de uma forma, especialmente rápida, acabará de acordar o Otsutsuki.

Indra encarou o neko em cima de si, com a calda balançando em animação. Por que aquele serzinho tinha que crescer tão rápido? A alguns meses era apenas uma criança adorável. Não que o neko em algum momento deixou de ser adorável. Era quase impossível.

—Bom dia, coisinha.

Indra levantou sua mão em um carinho rápido nas orelhas felpudas. Sasuke ronronou em aprovação.

—O Ashura preparou o café!

—Isso é uma boa notícia?

Sasuke negou se inclinando no corpo alheio. O neko selou seus lábios ao do mais velho em um selinho demorado. O pequeno se afastou vagarosamente e abriu seus olhos negros.

—Bom dia, Indra...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...