História Meu neko encantador - ItaSasu - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha, Tobirama Senju
Tags Itachi, Itasasu, Kawaii, Naruhina, Naruto, Sasuita, Sasuke Neko, Yaoi
Visualizações 57
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Papai amado, eu nunca fiquei tão doente T-T, dói e queima o nariz até mesmo para respirar, ai...que ar seco e gelado ;n; Eu quero melhorar logo!

Enfim, espero que gostem, tenham uma ótima leitura =)

Capítulo 19 - O que era mesmo?


1:45 da tarde

    Estava ficando louco. Sim! Sasuke estava ficando completamente enlouquecido! Sua memória estava lhe atacando os nervos, por que se esquecia tão rápido das coisas!? Itachi havia lhe pedido para fazer algo, mas o quê!? O felino não se lembrava

    O neko andava para lá e para cá, talvez encontrasse algo que a ajudasse sua memória, mas estava complicado. Por causa disso, Sasuke fez várias coisas em casa: lavar a louça, varrer o chão, tirar o pouco pó que se formava em certos lugares da casa e pendurar a roupa no varal. A casa havia recebido sua primeira limpeza felina!

    Depois de tudo isso, não havia mais nada para ser feito, não é? Havia arrumado tudo com muita dedicação e esforço. O que Itachi tinha lhe pedido mais cedo deveria estar entre as coisas que ele havia feito! Então, não devia se preocupar

    Sasuke abre o armário e pega um edredom, indo para a sala, se sentando no sofá e deitando sua cabeça com cuidado na almofada macia, enquanto se cobria. Seus ouvidos doíam, havia saído de dentro de casa para colocar a roupa no varal, ficando exposto ao vento cortante que vinha de vez em quando. Mas que culpa tinha ele se o tempo não queria mudar de jeito nenhum? Sasuke não poderia ficar dentro de casa para sempre para se esconder do vento

    O felino pega o controle da TV; com muito esforço, Itachi havia conseguido ensinar o menor a usa-la, agora havia algo que pudesse o distrair durante o dia, pelo menos. Pulou de um canal para o outro, para o outro e para outro, quanta coisa tinha ali! Deve ser por isso que as pessoas gostavam muito de ficar em casa, não é?

    Ele se encolhe todo, puxando o ar para seus pulmões. Fazia um longo dia que estava sendo complicado respirar, como se sua garganta reprovasse o oxigênio, o que deixava Sasuke profundamente irritado, não podia nem sequer respirar do jeito que queria! Mas que vida injusta!

    Após algum tempo olhando para TV, o felino sente seus olhos ficando pesados, ele se ajeita melhor, solta um bocejo e abaixa suas orelhas felpudas. Não ouve nenhuma luta contra o sono que chegava, Sasuke apenas fechou seus olhos e esperou cair no sono, o que não demorou muito

 

    Sasuke ouvia um leve barulho chuva vindo do lado de fora de casa, sim, como era ótimo dormir com esse barulho! Mesmo que a TV estivesse incomodando um pouco, o neko não queria ter que abrir seus olhos, estava tão confortável naquele jeitinho. Mas havia algo mais que não estava se lembrando. Hum, o que poderia ser? A memória não estava ajudando

    Ele pensou e pensou, lentamente por causa do sono, então a chuvinha tomou conta de seu ouvidos, ah...tão tranquila e gentil e...oh...espere apenas um segundo...Sasuke havia colocado...

    O neko abre seus olhos bruscamente, saindo do meio do cobertor. Oh, céus, a roupa do varal devia estar toda molhada agora! O felino sai correndo, será que tinha como salvar alguma coisa?

 

    Quando Itachi chega em casa, a primeira coisa que vê, é Sasuke, encharcado e segurando uma pequena pilha de roupas, o que quase fez o Uchiha infartar. Ele correu para o felino, pouco se importando com as roupas que ele carregava

  I: Sasuke! O que você estava fazendo lá fora!?

    Pergunta espantado, tocando o menor, vendo que seu corpo estava gelado

  S: Eu esqueci da roupa no varal

    Responde, olhando decepcionado para aquela pequena pilha de tecido molhado em suas mãos

  I: Oh, céus...

  S: Desculpe

  I: Venha, venha! Você está gelado!

  S: Meow...

    As roupas caem das mãos do felino, acabando por umedecer o chão também. Sasuke só queria ajudar, só isso, mas parece que a chuva não queria colaborar nem um pouquinho com ele!

 

    Era difícil permanecer parado quando se está congelando tanto por fora quanto por dentro. A chuva havia sido cruel, deixado Sasuke encharcado até a alma e agora prestes a virar uma pedra de gelo. Mas algo deixava o felino ainda mais confuso, Itachi lhe pediu para que tirasse a roupa molhada e fosse para o banheiro, para tomar um banho, ao invés de lhe dar um bom cobertor. Mas ali estava ele, e enquanto a banheira não enchia, ele estava tremendo de frio, mas quem havia mandado ele ir no meio da chuva mesmo? Ou melhor, quem mandou-lhe se esquecer da roupa enquanto ouvia a chuva começando aos poucos?

    Sasuke observa a água morna subindo com atenção, cobrindo suas canelas, após algum tempo, alcançando boa parte de sua barriga, então, batendo em seu peito. Se encolhendo um pouco, o neko quase conseguia deixar seu corpo inteiro submerso, deixando apenas seu nariz, olhos e orelhas felinas de fora para contar a história

    Quando a água chegou até o máximo que poderia chegar, Itachi entrou no banheiro e a desligou. Ele observa o felino, que poderia ser comparado com um submarino do modo que estava. O Uchiha ri, então pergunta:

  I: Por que você estava tirando a roupa do varal no meio dessa chuva, Sasuke?

    Itachi pega o shampoo, deixando-o ao seu lado, para poder molhar os cabelos do felino, que continuava com sua cabeça toda fora da água, tendo as orelhas felpudas esquentadas pelo vapor da água quente

  S: Hum..

  I: Não me lembro de ter colocado elas para secar

  S: Oh...bem...fui eu que coloquei elas lá

    Explica, enquanto sente o shampoo gelado sendo colocado em sua cabeça por Itachi

  I: Você?

  S: Uhum

  I: Por quê? Estava entediado?

    Pergunta rindo, vendo o neko abaixar e levantar suas orelhas felpudas duas ou três vezes. Como Sasuke poderia explicar que havia se esquecido do que Itachi havia pedido mais cedo e que por isso ele fez todos os trabalhos de casa? Isso soa um pouco estranho? Não, talvez apenas estranho, sem "um pouco" antes da palavra

  S: Eu...queria ajudar!

  I: Ah, entendi – diz, sorrindo gentilmente para o menor – Mas da próxima vez, não saia de dentro de casa se estiver chovendo, você pode ficar doente!

  S: Tá bom! Tá bom!

    Responde, sentando-se na banheira e deixando seus ombros á mostra também

    Itachi suspira, sentindo novamente a preocupação lhe chacoalhando por dentro. Sasuke havia dito que estava bem, apenas reclamou um pouco para tirar a roupa encharcada, pois tinha ficado com ainda mais frio, mas agora, estava quentinho dentro da banheira, mesmo assim, o Uchiha estava incomodado. Quanto tempo o menor tinha ficado exposto á chuva? Ele poderia estar espirrando e tossindo daqui alguns minutos. E o que poderia acontecer caso o felino realmente pegasse uma gripe? Talvez um leve caso de...hum...err...morte? Não não, isso era exagero, mas um nariz trancado, com toda certeza!

    Sasuke, por sua vez, não estava preocupado com possíveis tosses, espirros ou um xarope preparado por Itachi para se livrar desses dois sintomas. Estava apenas aproveitando o momento. Fazia um bom tempo que não tomava banho na companhia de seu dono, na verdade, deis de que perdeu seu tamanho pequeno, havia começado a tomar banho sozinho. 

    Não era o fim do mundo, é claro, mas era melhor ter Itachi por perto todos os dias, todas as horas, todos os segundos! Enfim, cada pedacinho de todo o sempre!

    Como era bom sentir suas mãos tocando gentilmente seus cabelos, deslizando suavemente até suas orelhas felpudas, então, tocando por acidente sua nuca, as vezes escorregando até seus ombros para organizar alguns fios de cabelos que caiam sobre eles. Cada toque era maravilhoso e merecia ser apreciado, até mesmo o mais simples, que aconteceu por um grande e verdadeiro acidente, era uma verdadeira caricia para sua pele e um elogio para sua alma

    Era algo inexplicável

    Sasuke observa sorrateiramente, com o canto dos olhos, Itachi. Seu dono....seu querido dono...tão perfeito e gentil. Quando estava com seu amado Itachi por perto, parecia que nada mais era tão importante, absolutamente mais nada. Sua morte não era tão importante, a possível gripe que poderia pegar não era tão importante, nem mesmo sua respiração, que vinha ficando difícil, não era tão importante

    Ah, sim, o ar. Você só pensa no quão importante que é quando ele não está chegando ao seu pulmão em quantidade suficiente, te obrigando a respirar mais e mais rápido e desafiando seus nervos mais pacientes a se revoltarem contra o ar que não entra decentemente por suas narinas. Oh, céus, quanto sofrimento!

  I: Sasuke?

    Chama ao notar o olhar do felino preso a si

  S: Hum?

    O neko parece sair suavemente de seu transe, sem um leve pulo corporal ou susto por ter seu nome chamado do nada, nada além de um olhar curioso e calmo. Os dois permanecem quietos por alguns instantes, olhando um para o outro, sem trocar uma palavra sequer, até que Itachi consegue dizer algo para quebrar o silencio:

  I: Você ainda está com falta de ar? – pergunta seriamente, continuando a encarar Sasuke – Seja sincero

  S: Sim

    Responde tranquilamente

    Itachi suspira, já não sabia mais o que fazer para ajudar o menor a respirar melhor, teria que pedir ajuda ao médico para saber como trata-lo, mas até lá, Sasuke teria que passar a noite assim, com falta de ar. Apenas de pensar nisso, Itachi sentia um nó terrível no estômago, capaz de faze-lo sentir-se doente

    Sasuke fecha seus olhos lentamente, voltando a aproveitar o banho quentinho e os toques de Itachi

 

 

    O neko já estava vestindo seu pijama, apenas esperando por Itachi para ir para cama e ter o merecido descanso, quando percebeu o mais velho segurando uma pequena caixinha de remédio que ainda não havia sido aberta. O Uchiha parecia um pouco confuso quando perguntou para o felino:

  I: Você tomou o remédio, Sasuke?

    Sasuke quase cai para trás, desmaiado. Era isso! Era isso que havia esquecido! Maldita memória! Não era o pouquíssimo pó que tinha que ser limpado, não era a louça que tinha que ser lavada, não era roupa que devia ir para o varal, não! Não era nada disso! Era o maldito remédio!

    Itachi abre a pequena caixa, indo até a gaveta e pegando uma colher para colocar o remédio. Era melhor toma-lo atrasado do que não tomar, correto?

    Sasuke continuava indignado: Maldita memória, maldita!

  


Notas Finais


Espero que tenham gostado, obrigada por terem lido =) Até o próximo Cap. Tchau tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...