História Meu Nome NÃO é Yoongi! - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias April, Bangtan Boys (BTS), CL (Chaelin Lee), EXO, K.A.R.D
Personagens D.O, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jiwoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Chaelin "CL", Min Yoongi (Suga), Naeun, Park Jimin (Jimin), Somin
Tags Bts, Drama, Fic, Hoseok, Jihope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Taega, Taegi, Taehyung, Vkook, Vmin, Yoongi, Yoonkook, Yoonseok
Visualizações 49
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mil perdões...
Eu demorei quase uma semana para atualizar.
Eu não tenho conseguido escrever algo bom.. na vocês devem ter visto que postei algumas oneshots. Já tinha o plot dela e algumas feitas a algum tempo.

Bom..
Eu calculei para ela ter mais 1 ou 2 capítulos.

Boa leitura

Capítulo 33 - Capítulo 30


Fanfic / Fanfiction Meu Nome NÃO é Yoongi! - Capítulo 33 - Capítulo 30

Min Yoongi-Ji [25 anos] - P.O.V Autora

Kim Taehyung e - agora - Kim Jimin casaram-se no ano anterior aquele.

Muito jovens, mas compartilhavam um sentimento tão grande que não pode ser contido. Tornaram-se um casal bonito e divertido. Casal oficializado perante a lei.

O Ex-Park, voltara a utilizar os fios em tons castanhos, já o esposo em um preto brilhante. Suas faces mais envelhecidas e maduras do que antes.

Ao contrário do citados, Namjoon e Seokjin não firmaram um relacionamento assim. Por mais que se amassem e estivessem tantos anos juntos, não queriam um casamento até que estivessem bem de financeiramente.



~Ding Dong~

O som da campainha tocou, ecoando pela residência vazia e tomando a atenção do castanho que a observava.

— Que bom que aceitou a proposta, Yoonji — Hoseok disse, mostrando seu sorriso de coração e dando passagem para que a menina entrasse, recebendo um aceno de cabeça da morena.

— Bela casa. Arquitetura boa — Comentou, pegando sua pasta de catálogos.

Os dois sentaram-se ao chão após explorarem toda a nova moradia do Jung, fazendo "perninhas de índio".

— Eu escolhi estes aqui, mas estou em dúvida nestes três. O'que acha, Senhor Jung? — Ela perguntou, mostrando os três catálogos para o rapaz.

O primeiro era simples e tradicional, em tons de marrom, amarelo e branco. Com móveis de bambu e decorações básicas.

O segundo era um pouco mais moderno, tons de cinza e preto. Móveis planejados em mesma tonalidade e a decoração de espelhos.

O terceiro e último era mais alegre, cheio de cores como amarelo e azul. Móveis brancos e alguns cobertos de veludo colorido, além da decoração com flores e quadros.

— Hm.. Qual você usaria? — respondeu Com uma pergunta, deixando a Min confusa.

Os dois encararam as imagens e rapidamente um sorriso se formou no rosto da pequena, levantando a decoração colorida.

— Este

— Então será esse

As bochechas rubras do Ruivo estava entre eles. Yoonji nunca havia visto Hoseok de tal forma, ficando assustada e com os olhos arregalados.

Porém, ela ainda deu-se o trabalho de analisar cada movimento do mais alto. Os olhos piscando devagar, o cabelo bagunçado, sorriso pequeno, face rosada e respiração suave.

Como poderia existir alguém tão magnífico? Tão fofo e sexy?

Yoonji.. — Iniciou sua fala, abrindo a boca levemente e soando triste, ele estava tão perdido nesse sentimento que nada parecia ser real fora do mundinho dos dois.

Em um baque, a morena levantou-se.

— Já resolvemos as coisas. Vou organizar tudo o mais breve possível e contatar a fábrica — Disse, arrumando seu blazer branco — Estou indo, Senhor Jung.

A menor mostrou um sorriso gengival, saindo pela porta e correndo para pegar um táxi.

Eu te amo.. — Hoseok Completou a fala, fechando os olhos e suspirando.

As mãos trêmulas da garota abriram a porta do veículo, indicando o destino para o motorista e escorando sua cabeça na janela, deixando suas lágrimas caírem.

— A Senhorita está bem? — O motorista perguntou, ouvindo um soluçar.

— Estou — Respondeu baixo, segurando as suas lágrimas.

— Certeza?

"Se ele soubesse.. se ele soubesse que sou isso. Que sou essa coisa estranha. Se soubesse que sou uma idiota. Se soubesse que desejo um homem que me fez sofrer tanto. Se soubesse que amo dois homens de maneiras diferentes. Se soubesse quantas vezes eu já quis deixar esse mundo por ser esse erro que sou.. se soubesse de tudo isso, provavelmente ele não se preocuparia tanto comigo" foi oque pensou.

Quando se deu conta, já estava entrando em casa, de fronte para JungKook.

— Me desculpa — Sussurrou, deixando seu corpo amolecer completamente enquanto se desmanchava em lágrimas naquele chão frio.

O Jeon a encarava com um semblante triste.

Seus olhos começaram a arder as lágrimas desceram, assim como seu corpo que caiu ao lado da mais velha, a abraçando.

— Não vou te julgar — Sussurrou em mesmo tom, com o medo invadindo suas veias e as lágrimas descendo com mais intensidade.

— Mas devia — murmurou, dando um tapa forte no braço do moreno — VOCÊ TEM QUE ME ODIAR! OLHA OQUE EU SOU! — Gritou, deixando tapas e murros no peitoral do maior.

— ISSO NÃO MUDARIA NADA! Te odiar ou não, não vai mudar meu amor! Não vai amenizar a dor! Não vai fazer você se sentir menos culpada!

Essa era a realidade.

Ela gostaria que ele a odiasse, não apenas por ser o lógico, mas porque queria se sentir um pouquinho melhor.

Ela teria um motivo para seguir.

Gukkie.. eu sou um monstro — Disse, finalmente levantando o olhar para o maeknae e mostrando seu rostinho inchado.

A face vermelha e molhada, olhos inchados e nariz escorrendo. A maquiagem borrada e cabelo despenteado. A roupa amassada e os pertences jogados no chão. Sua boca entreaberta emitia soluços baixos.

— Você não tem culpa — Disse com calma, segurando o rostinho molhado e sorrindo fraco, antes de abraça-la — Vai ficar tudo bem..

Sua última frase com oque ela chorasse mais ainda. Fora exatamente aquilo que sua avó lhe dissera na infância quando ela tinha medo do mundo.

A mesma frase daquela mulher maravilhosa que era para si uma inspiração e um modelo.

A mesma frase daquela que jurou lhe proteger das pessoas más e preconceituosas.

— Eu te amo — Yoonji disse, mas não era uma declaração feliz.

Aquilo representava um "Eu te amo, mas não o bastante". E era doloroso, para os dois lados.

— Eu te amo mais — Falou JungKook, sabendo que dizia a verdade.

E aquele era o fim de seu noivado que tão pouco durou. Triste fato. Porém nada que pudesse ser feito para reverter.

Infelizmente, ali eles terminavam sua história, mas talvez uma melhor se iniciasse, seguindo suas vidas.

Eu sempre vou te amar — JungKook disse, ouvindo a respiração da menor em seus braços se acalmar aos poucos.

Obrigada por me amar — Sussurrou.

Os dois não se olharam por medo um do outro. Foram para o quarto e dormiram.

Ou melhor..

Não dormiram.

Naquela madrugada gélida, apenas contemplaram seus tristes pensamentos e observaram o teto iluminado pela luz da lua proveniente da janela aberta.

— Durma bem, meu pequeno cavaleiro — Disse a mais velha com sua doce voz, acariciando os fios castanhos e depositando um selar ali — Você vai ser muito mais feliz sem mim.



As lágrimas discretas escorreram no rosto do Jeon, liberando sua angustia.


Notas Finais


Capítulo triste...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...