História Meu novo irmão - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Drama, Fanfic, Gay, Incesto, Yaoi
Visualizações 501
Palavras 1.350
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente este Capítulo esta com um problema : ele se repete mais dar para ler mesmo assim, desculpem!

Capítulo 2 - 2 ( ocorreu um problema mais da para ler)


Discussão  vai discussão  vem e ninguém  decidiu quem iria buscar meu irmão  na rodoviário, minha mãe  estava tomando remédios  controlados,  meu pai estava triste por causa  de nossa discussão ontem.

Acabou que em meio de tanta briga fomos nos 3.

No caminho minha mãe  não  parava de falar.

- Carlos,  você  acha mesmo um boa idéia esse negócio  de trazer isse menino  para cá?

- calma mãe!

Meu pai  ia calado o tempo todo com  os olhos  fixos na estrada,  só  tinha na verdade um olhar de vergonha.

Chegamos na rodoviária,  minha mãe  saiu desesperada do carro em busca do menino e meu pai  também .

- porque  esse desespero todo?

- estamos na rodoviária  de são  Paulo João fica de olho pra ver se você  acha o moleque !

- Mais eu nunca nem vi a foto do meu irmão  mãe!

Meu pai sumiu por 10 minutos , minha mãe  se sentou num banco perto  de umas malas de passageiros e começou a chorar.

Realmente eu tambem estava desmoronando naqueles dias.

Minha mãe  já  suspeitava desse filho de meu pai a muito tempo,apontou ou mêses  porquê  esses tempos que eles vem discutindo.

- mãe , fica calma ta?

- eu não  consigo descobrir o motivo.  Tipo, porquê  ele não  me contou antes?  Agora machuca  muito mais.

Abracei ela forte e susurrei em seu ouvido:

- o Luís  não  tem culpa  de nada disso,  a senhora me prometa que vai tratar meu irmãozinho bem, ok?

Ela deu um sorriso e balançou  a cabeça

Avistamos papai  de longe abraçado  com alguém.

Era a coisa mais linda que eu já  tinha visto.

Meu irmão  era alto, cabelos pretos, grandes olhos azuis que me deixou ipnotizado, eu não  via mais ninguém  naquela  rodoviária  a não  ser ele.

Quando  papai apantou para mim ele deu um sorriso grande que me deixou bobo.

Ele estava com o olho direito meio machucado mais não  impedia de ver sua beleza.

- oi!  Você  e meu irmão! 

Me deu um abraço  forte que uma força  despertou em mim.

Discussão  vai discussão  vem e ninguém  decidiu quem iria buscar meu irmão  na rodoviário, minha mãe  estava tomando remédios  controlados,  meu pai estava triste por causa  de nossa discussão ontem.

Acabou que em meio de tanta briga fomos nos 3.

No caminho minha mãe  não  parava de falar.

- Carlos,  você  acha mesmo um boa idéia esse negócio  de trazer isse menino  para cá?

- calma mãe!

Meu pai  ia calado o tempo todo com  os olhos  fixos na estrada,  só  tinha na verdade um olhar de vergonha.

Chegamos na rodoviária,  minha mãe  saiu desesperada do carro em busca do menino e meu pai  também .

- porque  esse desespero todo?

- estamos na rodoviária  de são  Paulo João fica de olho pra ver se você  acha o moleque !

- Mais eu nunca nem vi a foto do meu irmão  mãe!

Meu pai sumiu por 10 minutos , minha mãe  se sentou num banco perto  de umas malas de passageiros e começou a chorar.

Realmente eu tambem estava desmoronando naqueles dias.

Minha mãe  já  suspeitava desse filho de meu pai a muito tempo,  a uns 6 mêses  porquê  esses tempos que eles vem discutindo.

- mãe , fica calma ta?

- eu não  consigo descobrir o motivo.  Tipo, porquê  ele não  me contou antes?  Agora machuca  muito mais.

Abracei ela forte e susurrei em seu ouvido:

- o Luís  não  tem culpa  de nada disso,  a senhora me prometa que vai tratar meu irmãozinho bem, ok?

Ela deu um sorriso e balançou  a cabeça

Avistamos papai  de longe abraçado  com alguém.

Era a coisa mais linda que eu já  tinha visto.

Meu irmão  era alto, cabelos pretos, grandes olhos azuis que me deixou ipnotizado, eu não  via mais ninguém  naquela  rodoviária  a não  ser ele.

Quando  papai apantou para mim ele deu um sorriso grande que me deixou bobo.

Ele estava com o olho direito meio machucado mais não  impedia de ver sua beleza.

- oi!  Você  e meu irmão! 

Me deu um abraço  forte que uma força  despertou em mim.

Discussão  vai discussão  vem e ninguém  decidiu quem iria buscar meu irmão  na rodoviário, minha mãe  estava tomando remédios  controlados,  meu pai estava triste por causa  de nossa discussão ontem.

Acabou que em meio de tanta briga fomos nos 3.

No caminho minha mãe  não  parava de falar.

- Carlos,  você  acha mesmo um boa idéia esse negócio  de trazer isse menino  para cá?

- calma mãe!

Meu pai  ia calado o tempo todo com  os olhos  fixos na estrada,  só  tinha na verdade um olhar de vergonha.

Chegamos na rodoviária,  minha mãe  saiu desesperada do carro em busca do menino e meu pai  também .

- porque  esse desespero todo?

- estamos na rodoviária  de são  Paulo João fica de olho pra ver se você  acha o moleque !

- Mais eu nunca nem vi a foto do meu irmão  mãe!

Meu pai sumiu por 10 minutos , minha mãe  se sentou num banco perto  de umas malas de passageiros e começou a chorar.

Realmente eu tambem estava desmoronando naqueles dias.

Minha mãe  já  suspeitava desse filho de meu pai a muito tempo,  a uns 6 mêses  porquê  esses tempos que eles vem discutindo.

- mãe , fica calma ta?

- eu não  consigo descobrir o motivo.  Tipo, porquê  ele não  me contou antes?  Agora machuca  muito mais.

Abracei ela forte e susurrei em seu ouvido:

- o Luís  não  tem culpa  de nada disso,  a senhora me prometa que vai tratar meu irmãozinho bem, ok?

Ela deu um sorriso e balançou  a cabeça

Avistamos papai  de longe abraçado  com alguém.

Era a coisa mais linda que eu já  tinha visto.

Meu irmão  era alto, cabelos pretos, grandes olhos azuis que me deixou ipnotizado, eu não  via mais ninguém  naquela  rodoviária  a não  ser ele.

Quando  papai apontou para mim ele deu um sorriso grande que me deixou bobo.

Ele estava com o olho direito meio machucado mais não  impedia de ver sua beleza.

- oi!  Você  e meu irmão! 

Me deu um abraço  forte que uma força  despertou em mim.

Discussão  vai discussão  vem e ninguém  decidiu quem iria buscar meu irmão  na rodoviário, minha mãe  estava tomando remédios  controlados,  meu pai estava triste por causa  de nossa discussão ontem.

Acabou que em meio de tanta briga fomos nos 3.

No caminho minha mãe  não  parava de falar.

- Carlos,  você  acha mesmo um boa idéia esse negócio  de trazer isse menino  para cá?

- calma mãe!

Meu pai  ia calado o tempo todo com  os olhos  fixos na estrada,  só  tinha na verdade um olhar de vergonha.

Chegamos na rodoviária,  minha mãe  saiu desesperada do carro em busca do menino e meu pai  também .

- porque  esse desespero todo?

- estamos na rodoviária  de são  Paulo João fica de olho pra ver se você  acha o moleque !

- Mais eu nunca nem vi a foto do meu irmão  mãe!

Meu pai sumiu por 10 minutos , minha mãe  se sentou num banco perto  de umas malas de passageiros e começou a chorar.

Realmente eu tambem estava desmoronando naqueles dias.

Minha mãe  já  suspeitava desse filho de meu pai a muito tempo,  a uns 6 mêses  porquê  esses tempos que eles vem discutindo.

- mãe , fica calma ta?

- eu não  consigo descobrir o motivo.  Tipo, porquê  ele não  me contou antes?  Agora machuca  muito mais.

Abracei ela forte e susurrei em seu ouvido:

- o Luís  não  tem culpa  de nada disso,  a senhora me prometa que vai tratar meu irmãozinho bem, ok?

Ela deu um sorriso e balançou  a cabeça

Avistamos papai  de longe abraçado  com alguém.

Era a coisa mais linda que eu já  tinha visto.

Meu irmão  era alto, cabelos pretos, grandes olhos azuis que me deixou ipnotizado, eu não  via mais ninguém  naquela  rodoviária  a não  ser ele.

Quando  papai apantou para mim ele deu um sorriso grande que me deixou bobo.

Ele estava com o olho direito meio machucado mais não  impedia de ver sua beleza.

- oi!  Você  e meu irmão! 

Me deu um abraço  forte que uma força  despertou em mim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...