História Meu novo meio irmão ( imagine EXO - Park Chanyeol ) - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, IKON
Personagens B.I, Bobby, Byun Baek-hyun (Baekhyun), Chanwoo, Do Kyung-soo (D.O), Donghyuk, Jinhwan, Junhoe, Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais, Yunhyeong, Zhang Yixing (Lay)
Visualizações 513
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura Ninis ❤️

📌| leiam as notas finais

Capítulo 29 - 29


Fanfic / Fanfiction Meu novo meio irmão ( imagine EXO - Park Chanyeol ) - Capítulo 29 - 29

– Como assim voltar ao Japão, mãe ?

Chanyeol levantou a voz, ele parecia com raiva e eu estava chocada com o que a mãe dele tinha acabado de falar.

– filho, mesmo você não querendo, sua nacionalidade de acordo com seu registro de nascimento é japonesa e vai ter que cumprir o juramento ao exército japonês, então mesmo que não queira é obrigatório.

– não posso colocar isso para depois ? Quer dizer agora que eu arrumei um trabalho no jornal, eu tenho que voltar para o Japão ?

– filho, isso não tem problema, você pode ir e voltar daqui a 3 anos que seu emprego ainda está garantido – kangin falou.

Eu apenas escutava tudo em choque, eu realmente não acredito que isso está acontecendo.

– você já atingiu a vida adulta, vai ter que ir comigo, e por isso vamos partir amanhã ! – a mãe dele falou.

– com licença – falei – por quanto tempo ele vai ficar fora ?

– lá no Japão, você fica 2 anos treinando no exército sem ter direito a vida social, você apenas fica no quartel, sem celular e sem nada. Depois desses dois anos, você tem mais um ano de atividades comunitárias que provavelmente poderá ficar com redes sociais, de acordo com o comportamento.

– o chanyeol vai ficar fora por três anos ?

– sim – ela sorriu para mim – vai ser difícil claro, ficar 3 anos sem me ver e ver o pai, a irmã e a todos que ele gosta mas é obrigatório.

– Não seria melhor eu ir aos 30 anos ? 

– Sua vida já estaria feita com essa idade, você gostaria de abandonar tudo ? 

– E você quer me obrigar a deixar minha vida aqui e ir ao Japão agora ? Por que você me registrou lá ? 

– Você sabe muito bem que a escolha não foi minha park chanyeol, não tem mais conversa.

– aish – chanyeol se levantou com raiva e saiu para fora, ouvimos o barulho de moto, acho que provavelmente ele foi para a casa do Baekhyun. Minha mãe, a mãe do Chanyeol e o kangin foram para a cozinha conversar e eu subi para o meu quarto.

Não acredito que vai ser 3 ou 4 anos sem chanyeol, isso é muito, mas ele não pode violar o exército japonês. Eu só quero conversar melhor com ele, mas agora que ele saiu eu vou ter que esperar, até altas horas. Mandei algumas mensagens para ele e depois fui resolver algumas coisas do trabalho, falei com Yunho sobre algumas coisas, e claro que ele deu em cima de mim, mas eu só ignorei.

Passei a tarde toda fazendo nada, apenas tentando falar com chanyeol, o baekhyun disse que ele estava lá, então tudo bem, depois do jantar, conversei um pouco com a mãe do chanyeol, e ela me explicou melhor como funcionava o exército japonês, de fato não tinha como ele deixar para depois.

Quando eu estava prestes a dormir, umas 22:30, chanyeol entrou no meu quarto e trancou a porta.

– como você está ? – perguntei me sentando na cama

– sei lá jagiya – ele se sentou a minha frente – isso é uma droga.

– eu sei mas, você tem que fazer isso, é obrigatório.

– passar 3 anos isolado do mundo ?!

– mas sua mãe vai poder te visitar, não se preocupa com isso.

– mas e você ?

– eu posso ir nas férias também – dei de ombros – combinado ?

– combinado.

Ele veio e me deu um beijo.

– podemos ficar juntos pela última vez em 3 anos ? – ele falou rindo.

– podemos sim – o beijei.

Eu e chanyeol nos deitamos na cama, suas mãos apertavam minha cintura arrancando gemidos baixos, começamos a nos despir até ficarmos totalmente sem roupas, senti o membro ereto de chanyeol na minha coxa e aquilo me anciava mais.

Chanyeol se separou um pouco do meu corpo e segurou seu membro.

Ele começou a pincelar seu membro algumas vezes na minha entrada antes de me invadir, mordi os lábios para conter os altos gemidos que queriam sair da minha boca. É difícil e chato pensar que eu não vou sentir isso por um longo tempo.

Chanyeol começou a se movimentar, rápido e fundo, eu ia gritar mas ele falou minha boca com as mãos.

– shhh, não vai querer acordar eles, certo ? – ele riu de lado e tirou a mãos, chanyeol metia fundo em mim e demorava dentro, saia devagar e me fodia rápido de novo, eu não estava mais aguentando aquela tortura.

– uhmmm, você sabe que é incrível né – ele falou entredentes.

Eu arranhava suas costas.

– chanyeol, mais... – falei o olhando e ele assentiu.

Me virou para ficar de barriga para a cama e levantou meu quadril, empinei o máximo possível e recebi um tapa de chanyeol, me fazendo gemer.

– você gosta disso não é ? – ele me penetrou com a mesma força de antes – vou sentir tanta falta – ele saiu e entrou em mim com força – da sua bucetinha.

Gemi em reposta e ele me deu mais alguns tapas, logo depois, chanyeol segurou na minha cintura e começou a me foder rapidamente.

Chegamos ao nosso limite juntos, e depois de um tempo, nos deitamos lado a lado.

Demos um beijo e ficamos abraçados por um tempo, até ele se vestir e ir para seu quarto arrumar as malas.

[...]

Hoje é sábado, então não tenho trabalho, então eu tenho tempo de sobra para me despedir de chanyeol, ontem eu ainda fiquei um pouco acordada pensando nele, e ainda trocamos algumas mensagens.

Eles já estavam prestes a ir, e eu estava do lado da casa com o Chanyeol, me despedindo. Ele segurou meu rosto e me deu um beijo.

– vou sentir sua falta jagiya, mas me espera, tá bom ?

– tá bom, eu te amo.

– eu te amo mais.

Ele me deu mais um beijo demorado e saímos para a frente da sua casa, abracei a mãe de Chanyeol e o abracei de novo, ele também se despediu do seu pai e da minha mãe, os dois entraram no carro e foram para o aeroporto.

Kangin e minha mãe entraram e eu me virei, dando de cara com o yunho.

– onde ele vai ?

– pro Japão – falei – passar um tempo lá.

– ah...

Comecei a andar para entrar em casa.

– seus pais sabem que você namorava seu irmão ?

Parei de andar ali mesmo, com certeza ele viu o nosso beijo e nossa declaração de amor. Me virei para ele.

– ah s/n, não vem negar que eu vi, o que seus pais vão dizer ?

– yunho, por favor...

– você sabe que essa prática é mal vista aqui na Coreia, acredita que pode até levar a uma detenção por difamar o nome "familia" – ele riu

– o que quer dizer com isso ?

– o que você acha de fazermos um acordo ?


Notas Finais


📌 | Eu não sei como funciona o treinamento no exército japonês, portanto eu peguei o exemplo do exército coreano e modifiquei um pouco para a história ficar mais interessante e intensa 😳 !

Meu perfil : @Ohyixingmin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...