História Meu Novo Vizinho - NamJin xx Hiatus - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V)
Tags Alcoolismo, Bangtan Boys, Bts, Drama, Enrolação, Fanfic, Fluffy, Jin, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kpop, Long-fic, Medo, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Romance, Seokjin, Texting
Visualizações 92
Palavras 825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - 'Encontro...?'


Taehyung fez de tudo para chegar no horário marcado, e conseguiu. Conseguiu chegar meia hora antes do horário marcado.

Bater seria uma grande falta de educação? De certo modo sim, já que teria que ficar sentado no sofá da sala de Seokjin.

Por outro lado, Seokjin, dentro de sua casa, esperava que Taehyung chagasse logo. Assim como o outro, também havia se aprontado antes da hora. Não aguentava mais ouvir sua mãe falando, falando e falando, fazendo perguntas desnecessárias.

Coisas como: “que horas você volta?”

“pelo menos sabe quem vai estar lá?”

“sério, meu filho, que serão só vocês dois?”

“tá’ levando blusa de frio?”

“ah, mas ele sabe da sua sexualidade?”

“que tal levar camisinha? Sempre desconfiei de Taehyung... e de você também.”

“pensei que aquele papo do bar era baboseira, por que não me avisou que iria?”

— Mãe, eu vou esperar lá fora, está bem? — disse sem dar tempo para que sua mãe respondesse, já mexendo as rodas da cadeira para frente, em direção à porta de entrada da casa.

— Seokjin? — Tae o esperava encostado na parte lateral do seu carro. — Está pronto... — comentou dando um paço à frente, observando o loiro. — Por que tão cedo? — perguntou e sorriu, demonstrando um certo modo de gentileza.

— Pelo jeito não sou o único que chegou muito cedo. — comentou retribuindo o gesto de gentileza.

— Saí muito cedo do trabalho. — justificou caminhando até Seokjin.

— Hum, sei. — respondeu com certa ironia em seu tom de voz.

— Vem aqui? — chamou, ‘enrrolação’ era o que menos Taehyung queria. — Ou quer que eu te deixe aí com a sua mãe? — ameaçou.

— Não se atreveria. — retrucou, como se fosse o dono de toda a razão existente na terra.

— Não duvide de mim. — Seokjin engoliu a seco, aquela frase fazia referência a centenas de situações que passaram quando pequenos.

— Você é sempre assim? — Seokjin soltou, se fosse mesmo voltar a ser amigo de Taehyung, teria que saber.

— Assim como? — se fez de inocente, vulgo idiota.

— Sempre dizendo coisas inapropriadas. — completou.

— Depende do ponto de vista de quem ouve.

— Mora em que andar? — Seokjin perguntou com a mão já pronta para apertar o respectivo botão da resposta que receberia.

Taehyung estava em pé, atrás de si. Taehyung levou sua mãe até a mão até a de Seokjin e a guiou até o número sete, o respectivo andar. Para Seokjin, aquilo foi estranho. Muito estranho. Mas não chegou a comentar sobre, apenas engoliu a seco, disfarçadamente.

— Vai me atualizar sobre a sua vida? — Seokjin perguntou quebrando o clima pesado que estava em sua cabeça.

— Vamos nos atualizar. — respondeu.

A porta do elevador se abriu, Taehyung começou a empurrar a cadeira de Seokjin em direção a porta de sua casa.

— Vamos assistir um filme? — Seokjin perguntou, ainda não fazia nem ideia do que fariam nessa noite de sexta.

— Ou alguma série? — sugeriu. — Aí pelo menos vou ter uma desculpa para te chamar aqui sempre, para continuarmos nossa série. — completou brincalhão.

— Tenho duas sugestões de séries: Grey’s Anatomy e Supernatural. — riu com Taehyung o acompanhando. — Qual o número do seu apartamento? — perguntou.

— B13. — informou parando na frente a respectiva porta de seu apartamento.

Seokjin se esticou um pouco para abrir a porta e assim fez. Taehyung levou a cadeira do amigo até a sala de estar, parando ao lado do sofá.

— Onde quer ficar? — perguntou, de certo modo pensava que Seokjin acharia ruim simplesmente larga-lo ao lado do sofá e pronto.

— Aqui está bom. — sorriu.

— Vai querer assistir séries mesmo? — Taehyung perguntou, caso a resposta fosse sim, iria até o seu quarto pegar seu notebook para conectar a televisão.

— Se você quiser... — respondeu.

Taehyung fez o planejado anteriormente. –foi até o seu quarto a procura do notebook, deixando Seokjin sozinho na sala. O momento perfeito para reparar em tudo... sem parecer muito estranho.

Não era um apartamento sofisticado, era um apartamento “normal”.

Ficou pensando em qual seria o trabalho de Taehyung. Mesmo o apartamento não sendo uma coisa super maravilhosa, não era para qualquer um. Seokjin não sabia de que Taehyung trabalhava, não podia basear seus pensamentos e conclusões não definitivas nisso.

A decoração, de fato, era bem moderna, chique e de bom gosto. As cores predominantes dos ambientes, eram: cinza, preto –não muito “forte”–, não havia, sequer, qualquer coisa colorida. Talvez alguns detalhes em um azul escuro ou tom do tipo, mas nada que, realmente, se destacasse ou chamasse alguma atenção.

A televisão era algo que chamava a atenção de qualquer um. Uma coisa daquele tamanho não passava ou passaria despercebido por ninguém. Era uma televisão de plasma de umas... cinquenta polegadas? Sim, era.

Antes que pudesse pensar em algo mais, Taehyung chegou já arrumando tudo. Conectou um cabo na televisão e no notebook, abriu a sua netflix e se virou olhando para Seokjin e sorrindo.

— O que foi? — Seokjin perguntou retribuindo o sorriso.

— O que quer assistir?

— O que você quiser. — oferecido, mas não demais. Não para Taehyung.

— Ah. — suspirou. — Então, ok.


Notas Finais


olar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...