História Meu novo vizinho - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Tom Holland
Visualizações 42
Palavras 1.957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Leiam as notas finais, é muito importante.

Capítulo 3 - Cap. 3


Fanfic / Fanfiction Meu novo vizinho - Capítulo 3 - Cap. 3

Joguei meu celular na cama e fechei a porta do quarto. Minha respiração estava ofegante, comecei a andar de um lado para o outro, coloquei as mãos na raiz de meu cabelo. O que eu devo fazer? Se ele me encontrar, ja era. 

Olhei para meu celular, tenho que falar com a Alex. 


Becca

Alex, tá aí?


Em menos de um minuto, ela respondeu.


Alex♡

Sempre


Becca

Luke me mandou mensagem


Alex♡

COMO É QUE É?

BECCA CONTA PARA OS SEUS PAIS



Becca

NÃO

você conhece eles, se ficarem sabendo já era 


Digitando...


Alex♡

Becca, eu sempre soube que você é meio sem noção.

Mas, ISSO É LOUCURA! (,'O'),

Até o Simon tomaria uma decisão mais responsável


Por um lado ela tem razão, mas por outro... É melhor eu me explicar.


Becca

Alex, você conhece meus pais

Se souberem que Luke tá aqui, não vão me deixar nem colocar o pé no gramado de casa, como quando tudo aconteceu


Ela demorou alguns segundos para responder, mas ela ta certa. Ela começou a digitar...


Alex♡

Bom, eu não vou te convencer a contar para eles

Mas já que é assim, eu tô do seu lado amiga

E isso não quer dizer que eu aprove isso


Becca

Obrigada

Mas eu juro que se acontecer alguma coisa séria entre eu e ele, contar aos meus pais vai ser a primeira coisa que eu vou fazer.


Coloquei meu celular na cama e comecei a pensar em o que fazer se encontrá-lo na rua. Bom, o jeito é carregar o spray de pimenta para todo lado e... Sei lá, eu dou um jeito. Aí Becca, como você é irresponsável, me joguei na cama, eu nunca agi dessa forma, sempre fui uma garota responsável e exemplar, eu não sei se isso é verdade, mas é o que as pessoas diziam.

Me levantei e comecei a guardar minhas coisas, deixei meu celular tocar musicas aleatórias, eu as vezez me empolgava com as batidas da musicas, mas eu sempre lembrava que a janela ainda não tem cortinas, e se alguém me visse?, o que me fez lembrar que minhas antigas cortinas estão em alguma caixa.

Saí do quarto e fui para sala buscar as outras caixas, levei todas para cima com a ajuda de Simon, ai como eu amo esse garoto. Procurei a cortina em uma caixa onde estava escrito "QUARTO BECCA 1", dei sorte, era a primeira coisa que se encontrava, peguei a mesma e fui para janela.

Nossa, é bem alto, não sou uma pessoa pequena nem alta, então nem tudo está a meu alcance. 

Peguei um pequeno banquinho de madeira, que se encontrava no canto do quarto, coloquei ele em baixo da janela e subi no mesmo. Já tinha um suporte para pendurar as cortinas, o que era bom, retirei o mesmo e comecei a prender os ganchos.

- É melhor fechar a janela - ouvi alguém dizer.

Tomei um pequeno susto e olhei para fora, era o Harrison, ri.

- Você e seu amigo tiraram o dia para me assustar? - perguntei irônica.

- Me chama de Haz, Tom te assustou hoje? - perguntou.

- É, eu tava no quintal pegando umas caixas e ele apareceu do nada - falei me lembrando do ocorrido.

Haz riu.

- Típico dele, agora ele deve tá tentando trolar um de seus irmãos...

- VAI TER VOLTA TOM! - Haz foi interrompido por uma voz masculina, que ao mesmo tempo que gritava, dava risadas.

Haz, ao contrário de mim, não ficou surpreso.

- Eu não falei? - Haz perguntou irônico. 

Tom entrou no quarto correndo e dando risadas, estava segurando uma raquete de matar mosquitos e uma lata de chantilly, logo em seguida entra um garoto com cabelos bagunçados e com a mão e o nariz sujos.

Tom usava a raquete para se defender, mas seu irmão sempre desviava, um menino, de mais ou menos onze anos, apareceu na porta rindo.

- Pega ele, Harry! - gritou o garoto.

Harry pegou Haz pelos ombros e usou como escudo.

- Vai acertar seu melhor amigo? - Harry falou entre risos.

- Não me mete nisso não - Harrison falou fingindo estar assustado - Se me acertar, eu tenho testemunhas - apontou para mim. 

Droga.

Eles me olharam e riram.

- Quem é essa? - Harry perguntou. 

Tessa apareceu e pulou no garoto menor, o mesmo riu e saiu correndo e gritando:

- SOCORRO, ELA TÁ ME ATACANDO!

- Aquele é o Paddy - Tom falou - e Harry, essa é Rebecca, a nova vizinha.

- Olá - falei.

- Prazer - Harry disse.

Haz olhou para ele. 

- O Harry, você tá com uma sujeirinha, bem aqui - falou apontando para o chantilly.

Harry tentou limpar o nariz.

- Eu sei, um homem não pode dormir em paz. Não é, Thomas? - Harry perguntou irônico.

- O Sam, que deu a idéia de colocar chantilly na sua mão e dar um choque no seu nariz - Tom falou entre risos.

Continuei colocando os ganchos, mas eu estava prestando atenção na conversa, já que era impossível não ouvir. Terminei de colocar a primeira cortina, na boa eu pensei que seria mais difícil.

- Ela te dedurou Thomas - Haz falou.

Olhei para eles.

- O que? - Tom perguntou confuso. 

Até eu tô confusa. 

- Eu assustei ela sem querer, aí ela falou que você fez a mesma coisa mais cedo - Harrison disse.

Dei uma leve risada pelo nariz e voltei a colocar a cortina, Tom também riu um pouco.

- Não seria melhor fechar a janela? - Tom perguntou para mim.

- Ah... - tentei falar, mas fui interrompida. 

- Eu falei a mesma coisa para ela - Haz falou.

Ouvi um estralo vindo do quarto deles, parecia um choque.

- Ai! - Tom falou.

Harry tinta pego a raquete e encostado na mão de Thomas.

- Agora que você vai ser vizinha desses dois, já vai se acostumando com alguns gritos vindos dessa casa, mas não precisa se preocupar - Haz falou irônico.

- Não e bem assim, mas ele tá certo - Tom disse.

Terminei de colocar a última cortina e desci do banquinho velho, admito que estava com um pouco de medo dele quebrar.

- Se me dão licença, eu tenho que terminar de arrumar minhas coisas, e prazer em te conhecer Harry - falei.

Harry sorriu como resposta.


UMA SEMANA DEPOIS


Bom, já faz oito dias que eu moro em Londres, ainda não visitei nenhum ponto turístico, para ser honesta eu não passei do bairro vizinho, visitar lugares novos com meus pais não é uma das  melhores coisas a se fazer. Como quando me levaram a um zoológico pela primeira vez, só faltava eles prenderem uma coleira em mim, tudo bem que eu tinha oito anos, mas eu não era uma criança bagunceira, as vezes.

Eu e Tom nos tornamos amigos, se é que posso chamar assim, nos falamos as vezes, mas são aquelas conversas de quando um idoso começa a puxar assunto com você no ônibus. Não sei se vamos ter uma amizade grande. Digo o mesmo de Haz.

Não tive notícias de Luke, acho que ele não tentou entrar em contato comigo, não de novo. Mesmo eu estando ciente de que ele não sabe onde moro, ainda tenho um pouco de medo de encontrá-lo, aquele babaca.

Simon começou a estudar na mesma escola que  Paddy, devem estar se dando bem, meu irmão só fala nele.

Agora eu estou no sofá assistindo um programa qualquer com meu irmão, quer dizer ele tá jogando em seu tablet e eu estou olhando meu Instagram.

- Becca, você vai naquela festa amanhã?

Olhei para ele confusa.

- Que festa? - perguntei.

Simon me olhou com uma cara de quem disse algo que não era para ser dito.

- Ah... nada - falou nervoso.

- Simon - eu o repreendo.

Ele pareceu pensativo.

- Esquece, é que uma garota da minha sala vai dar uma festa de aniversário no sabado e... ela me chamou, aí eu esqueci que você não foi convidada - falou.

Não fiquei convencida de sua conversa, mas deixei para lá, uma hora ou outra eu vou descobrir o que ele queria me dizer.

Meu celular vibrou, mensagem de número desconhecido, se for o Luke EU MATO ELE, ou deixo a polícia fazer isso.


Número desconhecido

Olá 


Não pode ser o Luke, ele não mandaria um "olá" como mensagem.


Becca

Quem é?


Número desconhecido

Seu vizinho favorito, Tom.


Não acredito.


Becca

Como conseguiu meu número?


Tom

Tenho meus contatos


Olhei para Simon com deboche, ele provavalmente pensa que eu acreditei no que disse, já que está jogando como antes. Voltei meu olhar para o celular e comecei a digitar.


Becca

Foi o Simon né?

Fala que foi


Tom

Talvez...

Enfim, você já fez amizades em Londres?


Porque ele quer saber disso?


Becca

Na verdade, as únicas pessoas com quem eu conversei desde que eu cheguei foram você, o Haz, seu irmão e a mulher da padaria


Tom

Sério?

Precisa conhecer gente nova

Amanhã vai ter uma festa na casa de um amigo meu

Tá afim de ir?


Sai da sala e fui para o meu quarto, cheguei perto da porta e me encostei no batente. Devo aceitar essa convite? Preciso de novas amizades, mas começar isso com Tom, que é um cara famoso e tal.

Dei uma olhada pela janela e lá estava ele, esperando uma resposta enquanto me olhava através do vidro com um sorriso bobo, sorri para ele, porque não aceitar?


Becca

Uma festa?

Porque não?

;)


Olhei para Tom, o mesmo riu de leve e começou a digitar.


Tom

Beleza

Te pego as sete


Becca

Então tá marcado


Fui até a janela e abri o vidro, Tom fez o mesmo.

- Sério que somos vizinhos e conversamos por mensagem? - perguntei entre risos.

Tom riu junto a mim.

- Bom, pelo menos valeu a pena - falou calmo.

- Espero que sim - falei.

Ele ficou um pouco confuso.

- O que? - perguntou.

Levantei meus braços de leve.

- A festa é só amanhã, aí sim eu posso dizer que vai valer a pena - falei irônica.

- Ha ha ha, espertinha - falou irônico - tenho certeza que você não vai se arrepender.

- Assim espero - falei.

- Olha, eu tenho que ir agora, meus pais me pediram para levar Paddy e Tessa ao parque - falou.

- Ok, eu vou avisar meus pais que vou sair amanhã - falei

Tom se virou para ir embora, mas parou na porta de seu quarto e me encarou.

- Pensando bem, porque não vai com a gente? Chama o Simon e... Sei lá, vamos - falou.

Ele tá me chamando para sair com ele e seu irmão, bom, amanhã eu já  vou a uma festa com ele e não encontro um motivo para dizer não.

- Tudo bem, vou chamar meu irmão.

Tom deu um sorriso fofo.

- Então te espero lá embaixo - falou e saiu do quarto.

Peguei minha blusa e voltei para sala, parei na metade da escada.

- Simon, pega seu casaco, vamos ao parque! - falei alto o suficiente para ele ouvir.

Minha Mãe apareceu na beira da escada confusa.

- Ao parque? Quem vai levar vocês? - perguntou curiosa.

- O Tom Mãe, ele acabou de chamar nós dois, podemos ir né? - perguntei com a voz de uma criança triste.

Ela riu e disse:

- Tudo bem, mas vê se não volta muito tarde.

- Pode deixar - minha Mãe se virou para voltar a fazer o que estava fazendo, então eu a chamei - Ah... Mãe!

Ela voltou seu olhar para mim.

- Diga - falou.

- Amanhã eu vou numa festa com ele, e não sei que horas eu volto, tudo bem?

Ela cruzou os braços.

- Tudo bem, mas toma cuidado - falou.

- Vem logo, Becca! - ouvi meu irmão me chamar. 

Desci as escadas, Simon já vestia sua blusa, olhei o lado de fora janela, Tom, Paddy e Tessa nos esperavam na calçada.

- Vamos Simon - falei.

Nos despedimos de minha Mãe e saímos, Tessa correu até minhas pernas e pulou, ela é meio pesada, mas davva para suportar, comecei a fazer carinho em sua cabeça.

- Que linda - Simon falou passando a mão e sua cabeça.

- Oi Simon - Paddy falou se aproximando.

- Oi Paddy, oi Tom - meu irmão disse.

- E ai cara - Tom falou bagunçando o cabelo de Simon - vamos pessoal.

Nos dirigimos até seu carro, Tessa foi atrás entre Paddy e Simon, já eu fui na frente com Thomas, o moreno deu a partida e assim fomos.

===============================

Leiam as notas finais.


Notas Finais


Olá galera, desculpa pela demora para postar, eu estou com uma infecção no pulmão e estou me sentindo muito cansada nesses últimos dias, fora isso, eu também estava organizando algumas coisas, mas eu prometo dar mais atenção as minhas fics, desculpa mesmo galera.
Espero que estejam gostando da história, deixem suas críticas e opiniões.
O que acharam da nova capa? E do novo título?
Obrigada pela atenção.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...