História Meu Novo Vizinho (Hiatus) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Jaemin, Jeno, Jungwoo, Lucas, RenJun, Taeyong, Winwin, Yuta
Tags Ex @armyyyyyyy, Luwoo, Luwoo!pais, Menção Nomin, Menção Yuwin, Nct, Nct 127, Nct Dream, Nct U
Visualizações 135
Palavras 2.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores, como estão?
Como eu disse capítulo passado, iria trazer um capítulo mais grande, então aqui estou eu
Espero que gostem, e desculpa a demora

Capítulo 5 - Capítulo Cinco


[...]

Sicheng chegou em casa meio dia, Yukhei estava preparando o almoço enquanto Chenle assistia um desenho animado na televisão. 


- Cheguei pai. - Sicheng disse assim que entrou, colocando sua mochila ao lado do sofá. - Olá Chenle. - sorriu para o irmão mais novo, que não lhe deu muita atenção por estar vidrado no desenho. 


- Sicheng, trás seu irmão aqui, almoço tá pronto. - Yukhei gritou da cozinha, e Sicheng concordou, levando seu irmão no colo, enquanto o mesmo reclamava.


- Hyung! Era a melhor parte! - Chenle disse com um beicinho e Sicheng riu da fofura do irmão.


- Se está pensando que me chamando de Hyung vai fazer com que eu te deixe lá, está errado. - Sicheng pode ouvir a risada alta do pai e riu junto, colocando o irmão mais novo em sua cadeira. 


- Obrigado WinWin. - Yukhei disse, se sentando também, servindo o filho mais novo de comida. - Como foi a aula? 


- Ótima. - Sicheng disse sorrindo. - Levou o Jungwoo Hyung no trabalho? - Yukhei engoliu seco ao lembrar daquela cena, e o filho percebeu. - Pai? Tá tudo bem?


- Sim WinWin. - Yukhei disse sorrindo, para não preocupar o filho. Sicheng deu de ombros, seu pai era meio estranho as vezes. 


Os três almoçaram em silêncio, as vezes Yukhei reclamava que Chenle não abria a boca para comer, o que fazia Sicheng rir da teimosia do mais novo. 

Ao terminarem, Yukhei e Sicheng colocaram os pratos na pia para que o pré adolescente lavasse depois, e o mais velho seguiu para seu quarto, indo se trocar. 

Sicheng trocou a roupa do irmão mais novo, colocando uma camiseta do mario, um calção azul claro e um tênis da mesma cor. Por algum motivo, Sicheng amava trocar as roupas do irmão mais novo, simplesmente achava fofo. 


- Hyung, eu vou ver o Jisung hoje de novo. - Chenle disse sorrindo. 


- Agora resolveu me chamar de Hyung é? - Sicheng disse rindo, amarrando os tênis do irmão. - Jisung é seu novo amigo né?


- Sim, ele é muito legal WinWin! - Chenle disse com animação, o que fez com que Sicheng apertasse suas bochechas. 


O irmão mais velho pegou o mais novo no colo e o levou até a sala, colocando o mesmo em cima do sofá. Faltavam apenas quinze minutos para que o pai e o irmão saíssem, e ficasse sozinho. 

Sicheng as vezes queria ter alguma companhia durante a tarde. Sempre era a mesma coisa, voltava da escola, almoçava, seu pai saía e ele ficava a tarde toda sozinho, assistindo televisão e fazendo seus deveres, era tediante. 


- Pai? Eu posso chamar o Yuta Hyung pra vir aqui? - disse alto da sala. Yukhei, foi até lá e o olhou, pensando.


- Pode ser. - disse sorrindo fraco. - Assim você não fica tão sozinho certo? - Sicheng concordou. - Está bem, só não coloquem fogo na casa.


- Não vamos. - Sicheng riu com a fala do pai. 


- Bom, tenho que levar o Chenle agora, se não vou me atrasar. - Yukhei disse pegando o filho mais novo no colo. - Até mais tarde Sicheng. 


- Tchau pai. - Sicheng sorriu, antes do pai lhe fazer um carinho nos cabelos e sair de casa junto de seu irmão. 




[...]


- Jungwoo, quem era aquele cara que te trouxe no trabalho? - Taeyong perguntou. 


Os dois estavam no centro, já que como era sua pausa, iriam almoçar em um restaurante barato que Jungwoo sempre frequenta.


- Era o Yukhei. - Jungwoo sorriu fraco respondendo a pergunta do mais velho, que riu.


- Nossa, vocês se conhecem a tão pouco tempo e ele já está te levando para o trabalho? Vocês são rápidos hein. - o mais novo arregalou os olhos, corando.


- Cala a boca Taeyong. - reclamou, revirando os olhos. - A escola do filho dele, Sicheng, é perto do trabalho então ele se ofereceu pra me levar. 


- Mas vocês combinam. - Taeyong deu de ombros, ouvindo o mais novo bufar. 


- Mudando de assunto, Jeno 'tá sozinho em casa? 


- Não, o Ten 'ta com ele... - Taeyong disse baixo, e Jungwoo o olhou confuso. 


- Ten? Quem é esse?


- Eu já tinha te falado dele Woo... ele meio que é meu namorado. 


- Quando iria me contar que estavam namorando idiota!? - Jungwoo disse batendo no braço do melhor amigo que riu, passando a mão sobre o braço dolorido. 


- Jungwoo eu te contei, mas você não lembra porque só fala do Yukhei. - Taeyong respondeu e o mais novo revirou os olhos pela milésima vez no dia. - Se bem que eu também falaria se eu fosse vizinho de um "homão" desses...


- Hyung, você quer apanhar de novo? - Woo perguntou e Taeyong negou rapidamente. Poderia não aparentar, mas Jungwoo até que era um pouco forte.


O celular do coreano mais novo tocou, chamando a atenção dos dois. 


- Yukhei? 'Tá tudo bem? - Jungwoo disse assim que atendeu, tendo o olhar de Taeyong sobre si. 


- Jungwoo Hyung? Você está trabalhando? - O chinês perguntou. 


- Estou almoçando agora Yuk, por que? 


- Eu meio que preciso de um favor seu. - O mais novo suspirou. - Eu vou ter uma reunião hoje com alguns pais e vai demorar muito para mim voltar. Você poderia buscar o Chenle e cuidar deles até eu voltar? 


- Claro Yukhei. - o coreano sorriu largo. - Que horas tenho que buscar o Chenle?


- Cinco e meia. - Yukhei respondeu. - Muito obrigado Hyung, mesmo. - o chinês sorriu, mesmo sabendo que o mais velho não veria o mesmo.


- De nada Yukhei, até mais então. - Jungwoo sorriu, fazendo com que Taeyong risse fraco ao ver a expressão do amigo. 


- O que ele queria? - O mais velho perguntou. 


- Hyung, hoje nós vamos cuidar dos filhos do Yukhei e você vai levar o Jeno. 




[...]


Chenle brincava junto com seu novo amigo Jisung num canto da sala colorida. O chinês segurava um ursinho azul de pelúcia e Jisung um leão, fazendo com que os dois pequenos se divertissem fingindo estar em uma floresta. 


- Chenle, um dia vamos chamar seu Hyung pra brincar com a gente? - Jisung perguntou, no meio da brincadeira. 


- Ele não gosta de brincar Jisung, ele já é... aish eu não sei a palavra, mas o papai vive falando. - Chenle respondeu e Jisung concordou. - Mas nós dois vamos brincar juntos todos os dias Sung! - o chinês respondeu com animação, abraçando o coreano que riu. 


- Chenle, tem um dragão atrás de você! - Jisung disse, voltando a brincadeira, assim, os dois voltaram a brincar, lutando contra monstros imaginários junto de seus bichinhos favoritos. 


Chenle estava feliz por ter feito um amigo tão legal como Jisung era. 



[...]


Sicheng abrira a porta mais rápido do que o próprio flash assim que ouviu a campainha sendo tocada, dando de cara com Yuta sorrindo. O japonês simplesmente adorava a companhia do chinês, e mesmo que se conhecessem a apenas dois dias, já o considerava seu melhor amigo. 


- Olá Winko. - Yuta disse sorrindo largo.


- Winko? O que isso significa Hyung? - Sicheng perguntou, deixando o mais velho entrar.

- Significa "fofo". - Yuta disse, fazendo com que o mais novo corasse um pouco, rindo fraco. - Eu trouxe uns filmes pra gente ver... na verdade são animes, mas enfim...


- Ótimo, assim não ficamos sem nada para fazer. - Yuta riu concordando. 


O chinês foi para a cozinha e pegou alguns biscoitos, salgadinhos e a metade de um refrigerante (mesmo sabendo que o pai iria mata-lo por isso), indo para a sala e deixando tudo sobre a pequena mesa de centro. 

Acabaram por escolher um filme chamado Doukyuusei, que falava sobre dois colegas de classe que começam a ensaiar juntos para um festival de música e com o tempo os dois garotos do filme acabam se apaixonando.

Sicheng ficara corado com algumas cenas de beijos e Yuta achou o amigo fofo por conta disso. 

No fim do filme, os dois comeram mais um pouco enquanto falavam sobre o curto filme, porém bom na opinião de Sicheng. 

A campainha foi tocada novamente por volta das seis horas e Sicheng, um pouco curioso já que ninguém aparecia a essa hora e seu pai tinha a chave, abriu a porta, revelando Jungwoo segurando Chenle no colo, um homem de cabelos vermelhos e um garoto que aparentava ter sua idade ou mais. 


- Hyung? O que está fazendo aqui com o Chenle? - O chinês perguntou. 


- Seu pai pediu pra que eu buscasse Chenle, ele vai ter uma reunião com os pais de um aluno. - Jungwoo disse e Sicheng concordou, dando espaço para que todos entrassem, até mesmo os dois até então desconhecidos para si. 


- Ah, esses são Taeyong e o filho dele, Jeno. Tudo bem se eles ficarem aqui? - Jungwoo explicou ao ver a expressão curiosa de Sicheng sobre os dois.


- Claro. Ah, este é meu amigo, Yuta. - Sicheng apresentou o japonês, que apenas deu um aceno de mão, com vergonha. Assim nem parecia um extrovertido que mal deixava Sicheng falar.


Não demorou para que Jeno começasse a conversar com os dois mais novos, enquanto Chenle assistia televisão junto de Taeyong, que amava cuidar de crianças. Já Jungwoo estava na cozinha, pensando no que poderia fazer de janta para os eles. Já iria voltar para a sala e pedir para os presentes o que iriam comer, porém assim que iria falar, foi interrompido por Yuta.


- Minha mãe veio me buscar, tenho que ir agora. - disse e Sicheng fez um beicinho triste. Não queria que o amigo fosse embora, mesmo que o mesmo tenha ficado grande parte do dia do seu lado.


- Está bem, eu abro a porta pra você lá embaixo Hyung. - O chinês respondeu. 


Yuta se despediu de todos, e Sicheng guiou o mesmo para fora do apartamento. 

Já no térreo, os dois se despediram com um abraço e Yuta prometeu que iria para a casa de Sicheng novamente, assim como o chinês prometeu que iria para a de Yuta. 

Eram grandes amigos em tão pouco tempo, e isso aquecia o coração do chinês. Não pensara que faria amigos tão rápido, já que nunca fora bom em fazer amigos (inclusive, até hoje não sabe como conseguiu fazer amizade com Renjun). 

Subiu de volta ao apartamento, e ficou jogando vídeo game junto com Jeno e Chenle, que na verdade só tentava jogar mas não conseguia. Sicheng descobrira que Jeno era um garoto muito legal, gentil e tinha um eye smile extremamente fofo, vale ressaltar. O mais velho contou para o chinês que logo conheceria seu melhor amigo virtual, Jaemin, e Sicheng ficou feliz por ele. Quem sabe, até mesmo poderiam ser todos amigos não é?

Às oito horas, acabaram comendo pizza, já que Jungwoo não sabia o que fazer para as crianças e acabou pedindo pizza, além de que, quem não gosta de comer uma pizza durante a noite?

Pouco tempo depois, Taeyong e Jeno foram para casa, deixando os dois chineses e o coreano sozinhos. 


- O que vamos fazer agora? - Chenle perguntou, quando os dois saíram. Jungwoo olhou para os pratos sobre a mesa e teve uma ideia.


- Sicheng, me ajuda a lavar a louça. - o coreano disse e Sicheng bufou.


- Por que o Chenle não ajuda?


- E você ainda pergunta? - Jungwoo riu. - Vem, é rápido. - Sicheng bufou novamente, mas ajudou o mais velho. E ele realmente tinha razão, acabaram tudo rapidamente. 


- Querem jogar algum jogo de tabuleiro? - Jungwoo perguntou e os dois concordaram animados, já indo para o quarto pegar seus jogos favoritos.


Fizeram quebra cabeças, jogaram jogos simples como jogo de memória e alguns que Chenle gostava. Ficaram jogando até as nove e meia, quando decidiram que iriam assistir algum filme.

Jungwoo se sentou no sofá da sala com Sicheng de seu lado e Chenle foi para seu colo, algo que surpreendeu o coreano, que sorriu e abraçou o pequeno, fazendo um carinho nos cabelos do mesmo.

Sicheng, que estava olhando a cena, sorriu ao ver que Chenle havia dormido no colo do mais velho. 


- Chenle gosta de você Hyung. - Sicheng disse sorrindo. - E eu também gosto. Obrigado por cuidar da gente. 


O chinês deitou a cabeça no ombro do coreano, que sorriu mais ainda. 


- Eu também gosto muito de vocês. - o Kim sussurrou para não acordar o pequeno que dormia em seu colo. Sicheng não respondeu, então o Kim percebeu que o mesmo dormira. 


Jungwoo acabou fechando seus olhos também, dormindo em seguida, pensando nos dois pequenos chineses. 



[...]


Yukhei estava cansado. Não aguentava mais ficar naquela sala cheia de professores e alguns pais de alunos encrenqueiros, apenas ouvindo as conversas e as vezes falando também. O chinês só queria ir para casa e ver seus dois filhos, mas ainda teria que aguentar mais um tempo. Pelo menos seu Hyung estava cuidando dos mesmos.

Quando a reunião acabou, as dez horas, Yukhei quis dar graças a Deus. Pegou suas coisas, se despediu dos demais professores e pais e saiu da escola o mais rápido que pode.

Ao chegar, cumprimentou o porteiro e seguiu para o apartamento, um pouco ansioso, pode se dizer, e assim que abriu a porta do apartamento, sorriu ao ver Jungwoo dormindo junto com Chenle e Sicheng. 

Os três pareciam uma família. 

A sua família. 








Notas Finais


Espero que tenham gostado aaa
Até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...