História Meu novo vizinho - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Pentagon (PTG)
Personagens E'Dawn, Hong-seok, Hui, Jin-ho, Kino, Personagens Originais, Shin-won, Woo-seok, Yan An, Yeo One, Yuto
Tags Gay, Homossexual, Jinhongseok, Pentagon, Pentagon (ptg), Romance Gay, Sexo Gay, Yaoi
Visualizações 89
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Atraente


Jinho acordou abrindo seus olhos lentamente de forma preguiçosa, apenas abriu os olhos e ficou olhando atentamente o teto, não movia um músculo de seu corpo e sim os olhos. Se levantou com dificuldade e andou até o banheiro, se olhou no espelho e estava com uma expressão cansada com cabelos bagunçandos.

Meu Deus, como eu fui ficar assim!? Eu estou horrível!

Molhou seu rosto com a água gelada da pia, sentiu um pouco de frio mas não se importou com isso, em seguida fez o que era necessário em seu banheiro.

Jinho saiu de sua casa e se sentou no chão ao lado de sua casa, queria apenas observar tudo. Fechou seus olhos e sentiu o vento em seu rosto, havia uma flor perto de Jinho, ele pegou ela e sentiu seu doce cheiro. 

Flores são de fato incríveis.

Der repente alguém senta ao seu lado e sua paz acaba.

- O que faz sozinho aí? - Era a voz de Hongseok falando de forma sonolenta.

- Não sei. - Jinho ficou observando a vizinhança que estava calma de mais.

- Eu tô com sono. - Hongseok bocejou deitando sua cabeça no ombro de Jinho.

- Hongseok, não dei permissão pra isso.

- Só me deixe aqui, curta o silêncio. - Ambos ficaram calados sentindo o vento, era um clima tão calmo e bom, aquele silêncio, aquela tranquilidade transmitia paz.

Minutos depois Hongseok acabou dormindo no ombro de Jinho, era algo fofo, o jeito que ele dormia calmamente dava simplesmente uma vontade de acarenciar seus cabelos. Jinho passou a mão nos cabelos de Hongseok e começou a fazer carinho naquela região, Hongseok acordou e ficou aproveitando aquele momento.

- Eu vou acabar dormindo de novo. - Riu Hongseok e em seguida riu Jinho.

- Desse jeito parece uma criança. 

- Você mais ainda 

- Eu vou te empurrar pro meio da rua se continuar com isso.

- Desculpa anjo.

- Não gosto de apelidos Hongseok.

- Sério? Perdão. - Hongseok tirou sua cabeça do ombro de Jinho e deitou sua cabeça no colo de Jinho.

- Mas que abusado!

- Continua fazendo carinho em mim vai. - Hongseok pedia manhoso segurando as mãos de Jinho. - Só um pouco... 

Como eu iria resistir a isso?

- Tudo bem. - Jinho colocou suas mãos nos cabelos de Hongseok e começou a fazer carinho novamente naquela região, Hongseok sorria de olhos fechados, era sinal que estava gostando. 

- Jinho, você já namorou alguém? - Hongseok perguntou manhoso pelo carinho.

- Ah, eu era pedido em namoro diversas vezes por garotos e garotas, mas eu recusei todos.

- E por quê?

Jinho se calou naquele momento, realmente não queria responder aquilo.

- Ah, tá pensando em sair pra algum lugar hoje Hongseok? - Mudou de assunto 

- Eu quero ir para a praia, mas ir sozinho é tão ruim...

- E seus pais? 

- Estou me resolvendo ainda com eles.

- Eu posso ir com você se quiser.

- Ahh sério? Isso é tão fofo de sua parte! - Hongseok disse apertando as bochechas de Jinho.

- Para com isso! - Jinho segurou as mãos de Hongseok e der repente ambos ficaram se encarando de uma forma diferente. - Ah... Sobre a praia, posso convidar algumas pessoas?

- Claro Jinho, quanto mais pessoas melhor ainda. - Hongseok sorriu para Jinho, aquele sorriso fez simplesmente Jinho sorrir de forma corada.

- Hongseok. - Jinho o chamou pelo nome.

- Sim? 

- Ah, por que se mudou daqui?

- Bom, eu queria conhecer novos países, sou uma pessoa que gosta de viajar, eu confesso que sinto uma vontade de ir para o Brasil, acho interessante as comidas e os costumes de cada país, eu gosto de estudar algumas coisas dos países também.

- Quais países você já viajou?

- China, Japão, Estados Unidos etc.

- Eu nunca sair daqui...

- Eu poderia te levar pra conhecer alguns lugares.

- O que? Não precisa disso!

- Iria ser divertido, a gente levava seu irmão dava algumas voltas por aí, e eu fazia vocês experimentarem comidas novas.

- Você é muito gentil Hongseok.

- Claro, eu sempre fui assim, minha mãe me ensinou a ser assim, mas depois que voltou com meu pai ficou diferente. 

- Ela só deve estar e estressada com algumas coisas Hongseok. 

- É, mas quando fui visitar ela, ela foi um pouco ignorante comigo. - Hongseok disse de forma triste. 

- Acontece Hongseok, mas então... Me conte sobre sua namorada. 

- Ah, ela é gentil como eu, na verdade mais gentil ainda, é uma pessoa boa que gosta muito de ajudar, os familiares dela são bastante legais comigo, eles me tratam como filho.

- Ah, que bom. - Sorriu Jinho

- Eu iria entrar em contato com ela ontem, mas ela não atende... Estou preocupado.

- Ela deve estar bem sim.

- Eu espero... 

- É, eu também. 

- Jinho!

- Sim?

- Posso fazer algumas perguntas sobre você? 

- Claro.

- Bem, como é sua relação com seus pais?

- Diferente. Tivemos uma briga e agirmos diferente um com outro.

- E o motivo dessa briga é...?

- Ah, eu só disse que sou gay.

- Como você é gay se namorou ninguém?

- As vezes a questão não é namorar, e sim sentir a atração pela pessoa.

- Hum, interessante. - Riu Hongseok - Eu sou atraente pra você? 

Aí meu Deus! Quanta vergonha...

- Que?

- Eu sou atraente para você Jinho?

- Ah... Sim você é.

- Agora entendir porque estava me olhando na cozinha.

- Eu estava vendo você cozinhar!

- Eu sei sou muito atraente, lindo, gostoso não é? Admita Jinho!

- Não irei dizer essas coisas pra você!

- Ah, mas sabe que sou tudo isso, não venha mentir para mim.

- Hongseok, eu vou te dar um cascudo. 

Eu estou ficando com vergonha...

- Jinho, se a gente tivesse sozinhos numa cama de casal, apenas com as roupas de baixo o que iria fazer?

- Eu iria embora. - Jinho se levantou indo para sua casa. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...