História Meu novo vizinho - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Aventuras, Fetiche, Lizza, Romance
Visualizações 87
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não resiste.. Vou lançar hoje mesmo o 4° capítulo. Vocês vão adorar

Capítulo 4 - Ele é meu vizinho


Fanfic / Fanfiction Meu novo vizinho - Capítulo 4 - Ele é meu vizinho

08:00 p.m

–você está pronta Lizza, perguntou minha mãe entrando no meu quarto. 

–Quase, respondi terminando de me maquiar. 

O jantar seria um porre, mas eu não queria fazer feio, então, coloquei um vestido preto justo e basico, com racha de lado, um salto vermelho fino, e meus brincos favoritos. 

–você está linda meu amor. 

–você também mãe. 

ESTÃO PRONTAS?! ... Gritou o pai ,da sala. 

Chegamos na casa, o portão abriu-se automaticamente para que meu pai mete-se o carro.Descemos do carro e nos direcionamos a porta da mansão, passando pelo lindo e iluminado jardim, o mordomo abriu a porta e entramos na mansão, e mais linda ainda por dentro, eu não ligava pra essas coisas, mas era impossível não reparar em todo aquele luxo.

– O Sr Jeam ja vai descer, disse o mordomo. 

–Steve, chamou pelo meu pai um homem, acompanhado de uma mulher muito elegante enquanto descia as escadas. 

<<deve ser o dono da casa>>

–Jeam a quanto tempo, disse meu pai enquanto sorria e abraçava o amigo. Essa é minha esposa, Diana

–E essa é a minha ,Luana. 

Depois de uma longa e insuportável conversa, e história do meu pai e do amigo dele, sobre os tempos da faculdade .

–Pode, mandar servir o jantar, a Luana disse pro mordomo. Aaa, e avisa ao Jus que o jantar vai ser servido. Ela sublinhou. 

–Jus é  vosso filho não é? Meu pai perguntou. 

–Ele é  só meu filho, fruto do meu primeiro casamento. Jeam respondeu com um sorriso forçado. 

Iamos a mesa quando ouvi uma voz familiar dizer:

–Boa noite a todos. 

Me virei enquanto a ficha caía, não creio, o Jus è o Justin.falei pra mim mesma.Agora parece meio óbvio.Ele olhou pra mim e deu um sorriso de lado. 

Proximos a mesa, ele se aproximou de mim e e sussurrou ao pé do meu ouvido :

–você fica bem melhor de cabelo solto. ...suspirei e revirei os olhos. 

Durante o jantar, Justin parecia estar intediado, pra falar verdade eu também estava.Nem a comida descia direito, também nm! Eu estava a comer de frente pro idiota do Justin. Eu só consiguia pensar no quanto ele era insuportável. 

–Afff,suspirei alto. 

–você está bem?! Perguntou o sr Jeam enquanto todos os outros na mesa simplismente me olhavam.

–Pra falar verdade eu estou uma pouco tonta , responde muito falsa, pra não dizer que comer de frente pro filho dele me provocava indigestão. 

–Acho melhor você ir pro jardim apanhar um pouco de ar,falou muito atencioso...Assenti com a cabeça tentando segurar meu sorriso de felicidade. 

Eu ia a caminhar pelo jardim quando vi uma estufa, não resiste, eu adoro flores,e aquelas tulipas amarelas que de longe dava pra ver pelo vidro da estufa me chamavam. Fui até a estufa, eu estava maravilhada com aquela variedade de flores, tantas cores e aromas me agradavam.Mas as tulipas eram as melhores de longe, eu não consiguia tirar a atenção delas, quando ouvi uma voz rouca dizer:

–Elas são lindas não é?! 

–São pois, são as minhas preferidas ...respondi enquanto virava e dava de cara com o justin. 

–Eram as preferidas da minha mãe também, ele disse, e pela primeira vez, a voz dele nao soou idiota. 

–Eu não queria ter eentrado aqui sem autorização...falei tímida. 

–Não faz mal..ele disse com um sorriso lindo no rosto. 

<<<È de mim,ou está a rolar um clima entre nós>>...pensei. 

Depois de alguns minutos calados, ele quebrou o silêncio, falando impolgado das diferentes espécies de flores, ele parecia perceber do assunto. 

–Nossa!! Você é  exper em flores...falei ironicá. 

–Minha mãe era floricultora...falou sorrindo.

–vocês eram muito proximos nem? 

–Sim, ela era... 

Antes que ele terminasse de falar a Shelcea entrou berrando na estufa:

–a mãe e o pai estão chamando você...ja vamos embora. 

–Eu ja vou, agora vasa pirralha...falei irritada. 

–vou dizer pro papai que você está namorando... Ela disse enquanto corria. 

Justin:acho melhor você ir. 

Lizza: é.. Eu vou andando então. 

Ia me virar,quando senti seus lábios meio molhados tocar minha bochecha. Não pude evitar, correi!!!. 

Quando chegui em casa ,fui directamente pro meu quarto, me joguei na cama,e fiquei lembrando daqueles minutos que passei a sós com o Justin,do beijo que ele deu em meu rosto. Porquê eu estou pensando nisso ,ele continua sendo aquele idiota lizza, isso não mudou, só porque ele me deu um beijo muito carinhoso no rosto, mas eu tenho que admitir que naquele momento ele não parecia nada com aquele idiota do refeitório, eu só pensava, no cabelo loiro dourado dele, naqueles labios fartos rosa como morangos, e naquele par de olhos castanhos que pareciam um dilúvio de mel.Não saiam da minha cabeça perguntas como: Será que ele também está pensando em mim? como será quando nos encontrarmos amanhã na escola?







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...