História Meu odiado vizinho - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo, Personagens Originais
Tags Lutteo, Ruggarol, Simbar, Souluna
Visualizações 261
Palavras 1.873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oláaaaa eu sou vih e bem vindos para mais um capítuloo! 😆 eu sou coruja pra caralho mesmo😉 Boa leitura😀

Capítulo 15 - Grávidas??WTF


Fanfic / Fanfiction Meu odiado vizinho - Capítulo 15 - Grávidas??WTF

Karol Sevilla

2 semanas se passaram desde o pedido de namoro do Ruggero, as únicas pessoas que sabem do nosso namoro é a Valentina, o Michael, o Algustin e a Carolina, falar em Algustin e Carolina, os dois começaram a namorar, tão um grude que só. Eu e Ruggero ainda estarmos nos preparando pra contar a elea, eu sei que eles vão ficar bem bravos, mas acho que vão aceitar, ou não!

Eu tô na casa do Ruggero, o nosso relacionamento anda muito bem, só discutimos as vezes, mas isso é normal. - Meu amor que dia vamos contar pros seus pais que estamos namorando?- Ruggero pergunta me abraçando por trás. - Em breve meu amor!- ele assenti e da um beijo no meu pescoço. - Sabe oque eu tava pensando em fazer com você?- ele fala com uma voz sensual no meu ouvido. - Não! O que você quer fazer?- falo e ele começa a distribuir beijos pelo meu pescoço. - Vamos tomar banho?- ele fala em um tom malicioso, ele me puxa pro banheiro.

Chegando no banheiro os dois tirávamos nossas roupas enquanto nos beijavamos. Ele entrelaça minhas pernas sobre em sua cintura,e me leva dentro do box e encosta minhas costas na parede gelada e sinto um arrepio no corpo todo,ele começa a distribuir beijos no meu pescoço,eu gemia locamente enquanto arranhava sua costas,ele desce os beijos até meus seios. - Ãh!

- Isso Karol!! Eu gosto de te ver gemer!- fala Ruggero fala meio rouco, oque me deixa bastante arrepiada, Ruggero abocanha um seio enquanto massageava o outro, a cada toque dele eu ficava mais arrepiada e molhada😏. - Ãh Rugg...ero!- eu falo, quer dizer, gemi enquanto Ruggero continua com os meus peitos, ele abocanha o outro e liga o chuveiro com uma das mão.

A água quente batia nos nossos corpos nus, é tão bom, Ruggero desse os beijos até a minha vagina e não pude conter os gemidos, ele toca a minha intimidade que mesmo caindo água do chuveiro tá muito molhada ( e não é água ). - Tão molhadinha!- ele fala com um tom bem sensual, mais que homem viu, ele começa a "chupar" toda a minha excitação. - Ãh! Ãh!- eu gemia a cada vez que eu sentia sua língua na minha intimidade, eu sentia que ia ter um orgasmo ali mesmo na boca do Ruggero. - Ruggero...eu...vou...goz...!- eu sinto minha pernas furmigarem e o meu corpo relaxa, eu gozei e Ruggero não perdeu tempo, sugou todo o meu gozo.

- Ai Karol como você é deliciosa!- ele fala me beijando, eu podia sentir o meu gosto, embora que isso pareça nojento, até que é bom. Ruggero começa de novo a beijar o meu pescoço, porém ele estava me deixando exitada de novo, ele roçava o pênis duro na minha intimidade, me deixando bastante exitada. - Ruggero...vai logo...!- eu falo e Ruggero abre um sorriso torto. - ÃH!- eu solto um alto gemido quando Ruggero me penetra de uma vez só. - Ãh! Ãh! Ãh!- ambos gemiamos, Ruggero fazia uns movimentos de vai e vem muito fortes, os movimentos iam cada vez ficando mais fortes, o banheiro era preenchido com o som da água caindo, nossos corpos se chocando e nossos gemidos.

- ÃH!!!- nós dois gememos juntos quando chegamos no nosso limite, Ruggero me beija, um beijo calmo. - Eu te amo sabia?- ele fala me dando um Celinho. - Eu também te amo sabia?- Ruggero sai de dentro de mim e tomamos banho juntos, saímos do banheiro e colocamos uma roupa, eu coloquei uma blusa preta do Ruggero que cabia feito um vestido em mim.

- Que tal vemos um filme?- Ruggero fala deitando na cama com o notebook. - Acho uma boa ideia, mas por favor não coloque de terror!- eu falo deitando na cama ao seu lado. - Vamos ver um de terror então!- eu dou um tapa no braço dele, deitei em seu peito e vimos o filme, na verdade eu nem levei susto, porque eu tava fazendo outra coisa com o Ruggero😏, falar em Ruggero, esse cara é incansável, sempre tá duro!

" 4 horas depois"

Depois da sessão de sexo com o Ruggero eu fui pra casa, minha mãe tava deitada no sofá vendo TV e o meu pai possívelmente deve tá trabalhando. - Oi mãe!- falo sentando no chão. - Oi minha filha tudo bem?- ela fala prestando a atenção na televisão. - Tudo! Cadê o meu pai?

- Ele ainda tá trabalhando, onde você tava?

- E-eu tava...na Valu, a gente tava fazendo um trabalho importante! Tchau mãe vou tomar banho!- dou um beijo na minha mãe e vou pro quarto, será que minha mãe iria aceitar bem essa situação, no dia em que eles descubrirem vai ser uma guerra. Paro de pensar nesse assunto e vou tomar banho pra ficar deitada vendo netflix.

" 1 semana depois"

Mais uma semana se passou e eu e Ruggero ainda não tomamos coragem contar as meus pais, isso tá demorando demais. - Karol oque você acha?- Valentina fala me tirando dos meus pensamentos. - Oque?

- Deixa pra lá, no que você tanto pensa?

- Em como meus país vão reagir a notícia do namoro!

- Calma vai dar tudo certo!- a Valentina tá aceitando bem esse relacionamento, mas é claro que ela as vezes implica com o Ruggero, mas até que tá indo. - Karol você pode me emprestar o seu caderno de...- antes de Valu terminar de falar, eu coloco a mão na boca e vou direto pro banheiro vômitar. - Karol você comeu alguma coisa estragada?- Valu fala segurando o meu cabelo. - Eu não sei, eu tenho vômitado muito!- eu falo limpando a boca. - Karol qual foi a última vez que você transou com o Ruggero?

- Não sei, eu acho que uma semana atrás!

- Vocês usaram camisinha?

- Si... peraí!- NÃO PODE SER, NÃO!!!! Eu não posso ficar grávida, tomara que seja um falso alerta. - Karol! Quando terminar a aula você vai direto pro médico comigo!- ela fala séria e eu assenti, eu não posso estar grávida, sou muito jovem, só tenho 17 anos, meus pais vão me matar, será que o Ruggero iria aceitar o bebê? Aaaii que merda!

A aula acaba ( finalmente tava demorando um século ) eu e Valu vamos pro médico, durante todo o caminho nós ficamos caladas. - Então Karol preparada?- Valu fala quando chegamos na clínica. - Eu acho que não!- eu falo e a gente entra dentro da clínica.

- Bom dia, eu tenho uma consulta marcada com o doutor Fernando!- Valu fala com uma moça e ela nos mostra o caminho da sala do medico, foi mais rápido que eu pensei, achei que a gente ia ter que esperar pra ser atendida, hospital de rico é outra coisa!

- Bom dia meninas, sentasse por favor!- sentamos na cadeira e ficamos encarando a cara do medico, ele era muito lindo, se não fosse médico ele seria modelo. - Oi doutor gato! É que minba amiga transou sem camisinha, e ela acha que tá grávida!- Valentina fala me deixando completamente vermelha. - Não precisa ficar com vergonha Karol, vamos ver essa situação!- ele começa a fazer umas coisas comigo, faz um monte de perguntas, e agora ele vai dar o resultado, ai meu Deus!

- Bem Karol, é melhor você ir se preparando pra falar com os seus pais que você tá grávida!

- Ai meu Deus!!!- eu falo e começo a chorar, Valu me abraçando e tenta me consolar. - Calma Karol isso não é o fim do mundo!

- Karol você vai pensar em abortar?- o médico pergunta, eu acho que nunca teria coragem, prefiro que meus pais me batem, me expulsem ao invés de abortar. - Não doutor, essa criança vai nascer eu nunca teria coragem de fazer isso!- eu falo ainda chorando. - Karol vamos pra casa!- Valentina me levanta e me leva até o quarto. - Você tá bem?- Valentina fala dentro do carro. - Sim eu tô bem, só um pouco surpresa!

- Você não vai mesmo abortar né?

- Claro que não Valentina, sabe quando o médico contou que eu tô grávida, eu sentia uma leve tristeza, mas agora eu acho que não é tão ruim assim!- falo passando a mão na barriga e com um sorriso no rosto, não entendo, o amor leva um tempo pra nascer, sendo que quando acabei de descobrir que tô grávida e já amo muito o meu bebê. - Chegamos Karol!- Valu fala estacionando o carro na frente da minha casa.

Entramos dentro de casa e vimos o Ruggero e o meu pai conversando no sofá. - Karol essa é a hora!- Valentina sussurra no meu ouvido, ela está certa, chegou a hora, respiro umas mil vezes e vou até lá falar com eles. - MÃE VEM CÁ!!- eu grito e minha mãe sai da cozinha. - Oi Karol fala logo que eu tô fazendo lasanha!- chegou a hora.

- Mãe pai eu e Ruggero temos uma coisa pra falar!- meus pais estranham a situação do Ruggero está no assunto, e Ruggero me olha apavorado, ele se levanta e fica do meu lado segurando minha mão. - Eu e o Ruggero estamos namorando!!- meus pais mudam a expressão de ??? pra 😠. - KAROL YTIZITERY PIÑA CISNEIRO EU ESPERO QUE ISSO SEJA UMA BRINCADEIRA!!!!- minha mãe fala pegando o chinelo na mão. - Não mãe isso não é uma mentira!

- OLHA AQUI EU QUERO QUE OS DOIS PAREM COM ESSA PALHAÇADA, KAROL VOCÊ TÁ PROIBIDA DE VER ESSE PEDOFILO!!- meu pai fala, meus olhos começaram a ficar marejados. - Xavier eu posso falar com você?

- NÃO!! EU NUNCA MAIS QUERO VER A SUA CARA SEU SEM VERGONHA, QUERO QUE VOCÊ ESQUEÇA A MINHA FILHA, FIQUE BEM LONGE DELA!!!- meu pai grita e eu abaixo a cabeça e começo a chorar muito, só de pensar em ficar longe do Ruggero, eu levanto a cabeça, enxugo minhas lágrimas e vou defender o meu amor pelo Ruggero.

- PAI EU NÃO VOU DEIXAR VOCÊ NOS SEPARAR, EU AMO O RUGGERO, AMO! E EU QUERO SER FELIZ COM ELE E O MEU FILHO!!- eu jogo tudo na cara dos meus pais, tudo mesmo, até contei da gravidez. - Peraí você tá grávida?- Ruggero me pergunta com os olhos cheios de lágrimas, eu assenti e ele veio me abraçar, nós dois estavamos chorando juntos. - Karol...você acabou te me tornar o homem mais feliz da minha vida!- ele fala chorando e me beija.

COMO É QUE É!!!- minha mãe grita. - EU FUI LEGAL COM VOCÊ, DEIXEI VOCÊ ENTRAR NA MINHA CASA, VOCÊ VIROU ATÉ O MEU AMIGO, AGORA VOCÊ VAI LÁ E ENGRAVIDA MINHA FILHA!!!- meu pai grita, eu desabava em lágrimas, não posso perder o Ruggero, eu o amo demais 😭. - Pai você não pode fazer isso...

" ding dong "

- Caralho quem é essa hora?- eu chingo e minha mãe me dá um tapa no braço. - Mãe!

- Olha a boca menina!

- Eu atendo!- Valentina fala indo até a porta, duas mulheres entraram estericas dentro de casa com um papel na mão.

Xxx - RUGGERO EU VOU TE DIZER BEM RÁPIDO, EU TÔ GRAVIDA E É DE VOCÊ, VAI ASSUMIR O BEBÊ SIM OU NÃO???

Xxx - OQUE! EU TAMBÉM TÔ GRÁVIDA DELE, ENTÃO VAI ASSUMIR O MEU BEBÊ TAMBÉM???


Notas Finais


WTF! Oque braseel, Karol gravidinha😍 amo, outras grávidas? Que porra é essa! Ruggero andou aprontando ou isso é armação? Como será que os pais da Karol vai reagir com isso! Será que ruggarol vai acabar?😵, veremos no próximo capítulo😉 Um beijo na teta esquerda e tchaaau!
Aviso!
Amanhã é meu niver e eu quero que me desejem parabéns, senão vou parar de postar😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...