História Meu ômega! ( Jikook ) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Mark, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 393
Palavras 1.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Saga, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Awake ( 9 )


JK: Vamos?- Perguntou mordendo os lábios.

JM: Não! Eu não vou sair daqui!

JK: Você vai! Querendo ou não! Eu mando em você!

JM: Você não manda! Não mais, mesmo que doa em mim, eu não vou mais ser seu escravo sexual!

JK: Você não é isso, é meu ômega!

JM: E desde quando um alfa faria tudo o que você faz, com o ômega dele? Você não sente amor Jungkook, pelo menos, não por mim!- O ômega deixou seus olhos brilharem, indicando que a qualquer momento poderia chorar.

JK: Vamos pra casa por favor.- Falou fraco.

JM: Eu não quero ser preso denovo Jungkook, é sufocante, tortuoso. Dói, e você nunca nota, afinal, todas as vezes que chegava em casa era apenas pra comer sua puta de estimação..eu sempre fui isso, e apenas isso.

JK: Você não é isso Jimin! Não é.

JM: Tem certeza? Já perguntou como eu estava ficando trancado dentro daquela casa por um ciúmes doentio que nem o seu? Você tem liberdade, você pode ver quem quer. Eu fiquei sem ver meus pais por dois anos! Dois anos Jungkook, que você me prendeu dentro de casa!

JK: Eu não vou fazer isso, eu prometo.

JM: Você vai fazer isso, várias e várias vezes.

JK: Eu não vou.

JM: Jungkook, já é a décima vez que me fala isso, e nunca teve resultado. Você mente, apenas pra me enganar e no final, eu mesmo sair machucado! Por que simplesmente não me deixa em paz e acha outro alguém pra você comer?

JK: Porque você é tudo o que eu quero! Você é meu tudo Park, e se eu sou doente deste jeito, é porque tenho medo de te perder.

JM: Isso não é motivo Jungkook, dois anos atrás, existia um alfa carinhoso, amigo e acolhedor. Me protegia, mas deixava eu ser livre, eu me apaixonei por esse alfa!

JK: Eu...deixo você sair de casa, uma vez por semana.

JM: Eu não quero isso! Eu queria sair com meus amigos, ver meus pais, sair com você, e droga...construir uma família. Termos filhos correndo pela casa, e morrermos em uma cama, velhos e bem quentinhos. Você destruiu meus sonhos..o primeiro alfa que amei.

JK: Jimin...

JM: Eu não quero viver assim! Então se for pra eu voltar pra quela casa, eu prefiro morrer.- O menor falou deixando algumas lágrimas descer. O moreno sem ter o que falar, seulou seus lábios em um beijo afoito e dolorido, pela parte do ômega.

JK: Eu vou mudar!- Disse colando suas testas.- Por você, eu vou mudar. Só me dê mais uma chance, se eu agir como um babaca Jimin, você pode ir embora e eu não irei mais te incomodar.

JM: Promete?- O alfa assentiu fazendo o ômega abraçar seu pescoço.

JK: E você nunca foi uma puta pra mim Jimin, eu te amo mais que tudo nesse mundo.- O ômega sorriu mínimo sem mostrar os dentes, logo sentindo seus lábios grudarem aos do alfa. O moreno desceu suas mãos até a barra da blusa a puxando pra cima com delicadeza, e por segundos, separou seus lábios para tirar a blusa por completo e logo voltar a tê-los pra si. O ômega lentamente, puxava a camisa do alfa pra cima, este que estava concentrado em sentir os lábios alheios do ômega. Jeon se levantou por fim tirando sua blusa e alargando a fivela do cinto e o tirando por completo, abriu o botão da calça e desceu o zíper, mostrando um pouco sua cueca cinza da Calvin Klein, o Park mordeu os lábios e puxou o alfa de voltar fazendo ele tocar em seus lábios. O moreno por sua vez, desceu em beijos molhados, pelo maxilar, pelo pescoço até chegar nos gominhos rosados do menor. Onde começou a mordiscar, fazendo o garoto gemer fraquinho. Ele deslizou sua língua até o cós da calça do menor e tirou o moletom folgado que usava. Os pelos do menor se eriçaram deixando o garoto sem fôlego. O moreno deslizou suas mãos pelas coxas fartas do menor, deslizando delicadamente cada dedo, sentindo a maciez da carne. Ele beijou a ereção formada dentro da box e olhou para o Park que tinha os olhos fechados enquanto mordia os lábios, uma cena tanto erótica e pornográfica. O moreno sorriu e abaixou a última peça de roupa, soltando o "presidiário" de sua "cadeia", vendo o membro do garoto, rijo e expelindo pré-gozo, a glande inchada, de seu tom rosa quase a avermelhada. E como se aquilo fosse um pirulito, o maior começou a lamber fazendo o garoto apertar o pouco tecido do sofá.

JM: Jungkook.- Gemeu enquanto o alfa lhe chupava. Ele largou o membro do garoto, e desceu até a entrada piscante dele, onde começou a chupar, passar a língua e fazer o famoso, beijo grego. O ômega soltava suspiros e arfares, seus dedos foram até o seu membro, onde lentamente começou a fazer movimentos de vai e vem. O que foi a causa de mais gemidos, que não eram poucos. Enquanto o maior fazia aquela ação, ele levou suas mãos até sua calça, onde, com dificuldade, começou a abaixar a calça e um pouco de sua box. O ômega trêmulo pelo prazer, se remexeu diante da boca do moreno por mais contato. Ali poderia afirmar, que de todas suas fodas, isso seria amor, e não uma transa qualquer. O moreno se levantou deixando a entrada do Park e o encarou. Ele lentamente se aproximou do garoto e tocou em seus lábios, começando delicadamente a enfiar seu membro rijo e descoberto por qualquer coisa, dentro da entrada do menor. Este que gemeu por ter seu interior invadido. Diferente das últimas vezes, Jungkook foi paciente nessa, esperando Jimin se acostumar para começar a fazer os movimentos de vai e vem, lentamente até começar a acelerar. Suas peles, quando eram chocadas uma com a outra, causavam barulhos eróticos e prazerosos. O moreno gemia/rosnava enquanto apertava forte as coxas do Park, este que gemia em deleite, prazer e desejo. A cada minuto, o moreno se aprofundava mais, dando uma bela surra de piroca na entrada do garoto que gemia anestesiado pelo prazer e que foi o primeiro a soltar seu jeito, sujando seu próprio abdômen. O moreno sorriu e passou seus dedos por cima da porra do Park e os levou até a boca, sentindo o amargo e doce gosto do menor. Ele saiu de dentro do garoto e volto com tudo, fazendo o garoto morder os lábios e poder sentir o gosto amargo e metálico do sangue. Em volta de seus olhos, lágrimas de prazer eram formadas, seus cabelos, já grudados a testas. Seus corpos quentes, seus olhos gritando um pelo outro, em um ouro ato de desejo. O moreno uivou alto soltando sua porra de tiro do Park que gemeu manhoso fechando os olhos. O maior suado se deitou encima do garoto, que sem notar, começou a fazer carinho em seu cabelo. Eles sorriram, dentre anos, a primeira vez que fizeram amor.

JK: Isso é tão bom.- Comentou fechando os olhos e quase dormindo pelo carinho que recebia do ômega. O barulho da porta foi ouvido pelos dois e logo sacolas caindo ao chão.

Tae: Mas que porra é essa aqui?

...


Notas Finais


Hot bem básico e lixo.

Jeonguuk tá fofo? Acham que ele vai mudar? ;-; são tantas perguntas, e eu quero saber, pera eu já sei ;-; affs minha lógica não tem lógica!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...