História Meu Ômega Misterioso - Capítulo 21


Escrita por: e SunmiSayori02

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jimin!ômega, Jungkook, Jungkook!alfa, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Vhope, Yoonseok
Visualizações 1.155
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - Um casal se distanciando


Ao meu lado, o garoto não parava de olhar-me com segundas intenções, o que realmente estava me irritando, eu me sentia um pedaço de carne.

Eu fingia estar bebendo a tal bebida que ele trouxe e logo teria que libertar meu lado ator.

Fingo que estava com uma pequena dor de cabeça e o outro sorri contente.

- Acho que o efeito da droga tá funcionando. - Ele comentou baixo.

Aproveitei para deixar o corpo mole e me jogar em cima do outro sem querer. Ao longe Jungkook nos observava disfarçadamente e nada contente.

Quando Minseok tentou me bejar e passar a mão em mim percebi que as intenções de Chaeyoung eram piores do que eu imaginava. Felizmente Jungkook viu o que ele queria fazer e rapidamente se aproximou. Seus olhos negros faíscavam de raiva e seu rosto estava vermelho como os cabelos de Hoseok.

- Como ousa pôr as patas imundas no meu ômega? - Essa foi a primeira vez que o vi tão bravo e usando a voz de alfa, todos os ômegas e betas do recinto se encolheram instantaneamente e a música parou.

Antes que as coisas esquentassem para o lado de Minseok e sermos jogados para fora da casa pelos seguranças, entrei no meio dos dois impedindo que Jungkook agredisse Minseok.

- Fica calmo, Kook. - Segurei seus ombros cuidadosamente. - Não vale a pena toda essa cena. - Jeon respirou fundo, mas não se opôs. - Vamos embora. - Seguro sua mão e puxo-o para fora, longe daquela multidão que com certeza estariam comentando no campus no dia seguinte.

Esperamos o táxi em silêncio. Minha cabeça estava pesando e eu queria apenas dormir por várias horas seguidas sem interrupções.

- Você está bem? - Jungkook questionou calmo.

- Sim. Ele não fez nada comigo e eu não permitiria. Mas obrigado por tudo aquilo.

- Não fiz mais que a minha obrigação como seu... - Ele hesitou brevemente. - seu... pai do nosso filho. - Depois da sua fala voltamos ao silêncio inicial, apenas com o barulho alto da música da festa voltando a se animar.

A madrugada estava mais fria que as anteriores, por isso abraçei meu corpo na tentativa de aqueçer-me. Uma das desvantangens de ser um ômega: ser sensível mesmo que não goste.

- Aquilo que você disse lá dentro sobre gostar de mim, - O alfa voltou a falar. - estava sendo sincero? - Olhei-o por um tempo antes de sorrir.

- Eu difícilmente minto, Jeon.



- Você já escolheu um nome? - O fantasma se aconchegou mais no meu colo e colocou minha mão sob seus cabelos ruivos para que fizesse um cafuné.

- Ainda é muito cedo, Hope.

- Mas é sempre bom ter planos e não vejo nada demais em escolher um nome pro mini-Jimin ou mini-Jungkook.

- Você venceu. Para menina eu pensei em Sue.

- O nome da sua avó? - Jung tinha um pequeno sorriso no rosto, ele adorava as histórias que eu contava sobre a idosa.

- Sim. Quero ter algo, ou melhor, alguém pra me lembrar dela.

- E se for menino?

- Não faço ideia. Preciso discutir com Jungkook. Mas e você? Como se sente esses dias? - Desde que o dia amanhacera por completo e vi o rosto abatido de Hoseok tive vontade de lhe perguntar o que havia acontecido.

- É uma pergunta bem retórica, mas a resposta é bem. Não tive nenhum mal estar insuportável desde a primeira vez. Acho que é uma boa notícia. - Hope disse um pouco amargurado fechando os olhos com o carinho recebido nos cabelos. - Eu e o Tae discutimos. - Ele, percebendo que eu estava curioso, soltou após um breve siléncio.

- Por que? Vocês estavam felizes juntos.

- Eu tenho medo de desaparecer e deixá-lo sozinho. Não era minha intenção me apegar a vocês, por isso terminei tudo que tínhamos. Foi tão doloroso o ver chorar, ainda mais por minha culpa, seus olhos continham tanta mágoa que não conseguia os olhar sem querer me bater por ser tão estúpido.

- Entendo a sua intenção, Hope, mas você precisa levar em conta a opinião de Taehyung. Não pode resolver tudo por todos como se não fossem racionais. Você deveria ter conversado calmamente com ele e não posto um ponto final.

- Mas... se meu corpo estiver morrendo agora eu não vou durar muito. Temos tantos planos juntos, não quero iludí-lo.

- Converse com ele. Diga como se sente, tenho certeza que o Tae vai entender.


             Jungkook p.o.v


Suspiro pela décima vez em menos de 20 minutos. Com a casa completamente vazia o tédio era inevitável. Meu omma havia ido a um spa e meu pai foi visitar o irmão.

Tinha pensado em chamar Jimin para fazer algo, mas seu celular dava fora da área.

Fui tirado da minha ação de não fazer nada com o toque da campainha. Levanto quase me arrastando devido a preguiça e atendo a porta.

Sem me dar tempo para nada, meu amigo entrou esbaforido.

- Vai com calma aí, amigo. - Pisco diversas vezes e fecho a porta, só assim notei que Taehyung não estava animado como normalmente está.

- Tem um tempo pra conversar? - O negócio era sério.

- Claro que tenho. Agora me explica o porque desses olhos úmidos.

- O Hoseok... terminou comigo.

- Como é?

- Ele disse estar inseguro quanto ao futuro e tem medo de me deixar só, mas o fez de qualquer jeito.

- Calma. - Puxei o ômega e o abraçei calorosamente. - Eu vou conversar com ele.

- Não, por favor, não faça isso. Eu não quero mais nenhum contato com ele, pelo menos por enquanto.


                        [...]


Meus passos firmes ecoavam pelos largos corredores. Não tinha pressa afinal, mas fazia tempos que não pisava naquele lugar. Não haviam muitas pessoas por ali, apenas alguns enfermeiros acompanhando pacientes de quase todas as idades. Todos usando roupas brancas características do lugar.

Mesmo depois de meses, os seguranças ainda me reconheciam, por isso me deixaram passar sem pensar. Encontro o quarto e respiro fundo entrando nele em seguida. Estava do mesmo jeito da última vez e isso era sinalizador de que tudo estava igual ou sem mudanças relevantes.

Uma enfermeira estava ao lado dele anotando alguma coisa numa prancheta, assim que me viu sorriu caridosa.

- Ele se meteu em uma briga hoje cedo e tivemos que acalmá-lo com medicamentos. Um paciente falou algo sobre a família dele e o resto foi gritaria.

- Nossa família é um assunto delicado. - Disse simplesmente, mas logo logo eu iria resolver tudo.

Com uma reverência educada, a infermeira saiu do cômodo nos deixando sozinhos. Ele estava ainda mais magro que da última vez, a palidez assemelhava-se com as paredes brancas do quarto.

Suspiro me culpando por tê-lo abandonado sem dar motivos. Ele deve ter tido uma piora.

Mas eu estava feliz por algo e precisava apenas de um exame com o material genético de duas pessoas para confirmar. A semelhança com meu genro eram nítidas, do formato do nariz até os lábios carnudos.

Com um sorriso digo:

- Acho que encontrei quem tanto procura, irmão.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...