História Meu ômega (Vhope Abo) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun, Xiumin
Visualizações 572
Palavras 2.961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Seguinte primeiro vem a continuação do último capítulo e depois um bônus Jikook ♡
NOTAS FINAIS

Capítulo 21 - Comida e Jikook


Fanfic / Fanfiction Meu ômega (Vhope Abo) - Capítulo 21 - Comida e Jikook

A áurea naquela sala estava tomada pela raiva e mesmo que os alfas estivessem ali eu sabia que eles não teriam chance caso eu a ômega comecassemos a brigar

"COMO PODE FAZER ISSO COMIGO HOSEOK?" -Gritava raivosa-

"Lisa.. escuta"

"NÃO ME PEÇA PRA ESCUTAR SUAS BABOSEIRAS JUNG HOSEOK!" -Darkho que segurava a ômega ja tinha seus braços arranhados pelas unhas da ômega-

"NÃO GRITA VOCÊ ESTÁ ME DEIXANDO SEM PACIÊNCIA" -meu lobo agitado queria sair e arrancar cada fio de cabelo daquela ômega-

"Eu te amava tanto" -Caiu de joelhos e forçou um choro- "Como pode me trair com esse ômega IMUNDO!" -Rosnei e iria partir pra cima caso Hoseok não tivesse me assegurando- "Eu te dei tudo, te dei amor, sexo e iria te dar uma família e o que mais tem de importante o dinheiro"

Eu ri olhando com ironia a ômega jogada no chão

"Dinheiro? Então tudo que você quer é dinheiro?"

"Eu não preciso de dinheiro, eu tenho dinheiro o suficiente e vou ter mais ainda"

"Como pode ter tanta certeza?"

"Eu sou Lee Lisa, sempre consigo o que quero, e essa marca que você tem aí" -Apontou pra marca em meu pescoço- "Não vai me impedir de ter Hoseok pra mim, você verá, se prepare ômega logo sua hora chega" -Se colocou de pé se afastando do alfa que tentava a asegurar- "Até mais benzinho" -Com um sorriso sínico saiu da casa deixando o ambiente em silêncio-

"Desculpe por isso" -Darkho se manisfestou depois de alguns minutos- "Eu não deveria ter trago ela hoje"

"Tudo bem pai não tem problema. Eu sei como ela pode ser insuportável quando quer"

"Bom eu vou ligar pra sua mãe e avisar que ela ja pode vir"

"Você sabia que ela iria ir pra Seoul?" -Pergunto confuso-

"Claro. Eungi não é discreta em termos de segredo" -Riu subindo as escadas sumindo da nossa vista-

O alfa suspirou fundo e se jogou no sofá de olhos fechados, me aproximei dele sentando em seu colo escondendo meu rosto em seu pescoço

"Eu sei que está preocupado" -Minha cintura foi envolvida pelos braços fortes do alfa que me puxou para mais perto-

"Ela sabe que você é um Lúpus. Isso não é bom Taehyung, e agora que eu te marquei as coisas vão ficar piores.. eu não queria te colocar em perigo" -Sua voz expressava preocupação-

"Eu sei, mas eu quero correr esse risco. Eu te amo e não vou deixar que a Lisa e nem ninguém acabe com nossa felicidade" -Ditei firme-

"Eu também não irei permitir que nada aconteça a você. Eu sempre vou te proteger meu ômega bebê" -Deixou um beijo em meio à meus fios de cabelo-

"Eu não sou um bebê" -Fiz um biquinho-

"É meu bebê sim" -Mordeu meu biquinho fracamente-

"Hoseok.. e o contrato?"

"Eu vou falar com meu pai. Vou desfazer o contrato de casamento com os Lee hoje mesmo"

"Que bom porque eu sou o único que você pode ter algum relacionamento agora"

"Será? Eu posso muito bem ficar com outros ômegas" -Pulei de seu colo o encarando furioso-

"O QUE?" -Ele apenas riu e me puxou de volta a pra seu colo-

"Eu estou brincando ciumento. Eu sou apenas seu e você é apenas meu"

Depois de algumas horas Hoseok ficou no escritório junto com Darkho vendo a anulação do contrato com os Lee e enquanto isso eu fazia -tentava- o almoço

Procurei na Internet receitas fáceis porque eu não era um dos melhores na cozinha mas tinha confiança no que fazia. Depois de muito procurar optei por fazer minha comida preferida Yakisoba*

Peguei os ingredientes necessários e coloquei uma música porque trabalho melhor assim.

Ao som de the neighbourhood* comecei a cortar as cenouras em círculos finos, separar couve-flor do brócolis, cortar o frango em cubos médios e assim por diante.

Mexer em panelas não era uma paixão minha, mas eu sempre me sai bem nas receitas que fazia, Yakisoba é uma receita que faço até de olhos fechados e não querendo me gabar.. eu sou ótimo fazendo essa receita, sempre que fazia meus pais comiam tudo e ainda pediam mais

Quando estava quase pronto nem percebi que havia uma presença na cozinha que me encarava fixamente com um sorriso de lado

"Ja esta se preparando para quando casarmos e você tiver que cozinhar pra mim?" -Sorri debochado-

"Eu não preciso me preparar pra algo que eu sou bom. E além do mais.. não vamos casar tão cedo"

"Como pode ter certeza?" -Me abraçou por trás-

"Porque eu não terminei o ensino médio e além do mais eu so vou casar quando meus pais voltarem" -Pela marca senti um desconforto que não era meu- "O que foi?" -Me virei de frente para o alfa-

"Nada. Nada mesmo" -Sorriu forçado não me convencendo mas deixei de lado-

"Certo, então vá chamar o tio que o almoço ja esta pronto" -Me esquivei dos seus braços-

"É sogro pra você" -Chutei de leve sua bunda e o alfa saiu rindo até as escadas-

.

.

.

.

O almoço foi tranquilo e cheia de piadas ruins por parte dos alfas, eu tentei não pensar muito sobre as coisas ruins que iriam acontecer da li para frente e me permiti rir igual um doente das piadas ruins do meu Sogro e do meu Alfa

Pov Jimin

Todos sabíamos que o Jimin iria entrar no cio -Menos Hoseok-, por isso saímos tão derrepente de Busan. Durante a janta em Busan fiquei um pouco desconfortável com a presença do Kyungsoo, não me entendam mal eu não o odeio, na verdade eu ja o conhecia, não sabia que o novo amigo do Tae era o Kyung, temos um passado conturbado com muitas lembranças e nem todas elas são boas.

Saímos de Busan e fomos direto pra Seoul onde os Jung tem casa, a divisão dos quartos não foi como eu queria e eu estava pensando seriamente em dormir na rua

"Bom temos quatro quartos e o chany ficará comigo" -Sorriu apertando as bochechas do pequeno que reclamou pelo aperto- "Jin e Namjoon ficarão em um, como o Baek bebê está acostumado com o yoongi eles ficarão em um quarto e Jimin meu ursinho fica com o Kyung ta bem?" -Sorriu e eu concordei mesmo não querendo- "ótimos vamos descansar um pouco" -Subiu as escadas sendo seguida pelos outros-

O ruim de ser eu é que sorte não faz parte da minha vida. O quarto tinha apenas uma cama de casal e bem eu não estava afim de dormir junto do Beta

"Precisamos conversar" -Me virei em direção a cama vendo o beta me encarando sério-

"Não. Não precisamos" -Ditei firme-

"Jimin por favor.."

"Não kyungsoo. Desculpas agora não vão funcionar, não depois de ter me abandonado"

"Eu não te abandonei" -Senti ele se aproximar de mim mas recuei dando alguns passos para trás-

"Quando Jungkook me deixou você era o único em quem eu confiava, quando tudo aconteceu com você e o Jongin eu te dei todo o apoio mesmo estando destruído, mas em um dia você simplesmente some sem deixar um bilhete um aviso ou ate mesmo um vai se foder pra mim" -Respiro fundo sentindo meus olhos lacrimejarem- "Você entrou no meu coração pra depois destruí-lo como se fosse nada, eu não quero isso de novo, você e Jungkook são dois filhos da mãe que me fizeram sofrer, de vocês dois eu so quero distância" -Não me importei com seu olhar triste ou com as gotas salgadas que escorriam por meu rosto, apenas sai do quarto rumo a porta da casa e por essa sai sem ter um caminho certo-

.

.

.

.

.

As ruas de Seoul sempre foram lindas e decoradas, não pensei que tudo ainda estaria do jeito como era antes, lembro de quando eu corria por essas ruas com Jungkook atrás em sua forma Lupina e as pessoas sorrindo em nossa direção, eu me sentia livre, me sentia leve, eram dias em que a única preocupação era de não ter uma.

A nostalgia veio em cheio, meu coração apertou e a vontade de chorar escondido num beco me pareceu a melhor coisa a se fazer.

Passei pela Praça que era meu ponto de encontro com os meninos na época de escola. Segui até um Banco que estava vazio e olhei ao longe notando as árvores balancarem de um lado para o outro em um ritmo lento. Fechei os olhos sentindo a brisa fria tocar meu rosto desprotegido. Eu não sabia o que pensar, o amigo por quem tive uma paixão volta confundindo minha mente me deixando sem saber o que fazer ou pensar. Minha mente estava cheia e nem minhas seções de meditação estava ajudando agora, foquei apenas no presente mas parece que tudo so piorou

"Ômegas são tão inconvenientes" -Ouvi uma voz grave e rapidamente abri os olhos encarando o alfa forte a minha frente-

"Quem é você?"

"Sem preliminares gracinha vamos para o que interessa" -Sorriu malicioso mas não me afetou-

"Nem pense em se aproximar" -Me coloquei de pé afrontando o alfa- "Não pense que so porque sou um ômega que pode chegar e fazer o que quiser"

"Uh ele é corajoso" -Sorriu ladino- "Mas de nada adianta quando eu sou mais forte"

"Sua força não faz seu caráter. Você não tem direito de chegar e ja meter a mão assim"

"Você não é marcado, não está acompanhado e olha é um ômega dando sopa na esquina pronto pra ser levado pra um beco e fodido até não aguentar, que tal em gracinha?"

"Que tal você ir embora e deixar ele em paz siwon?" -Um parte de braços me puxou para trás e o alfa dar um passo para trás-

"Falou eu ja estava de saída majestade" -Falou irônico e saiu com um sorriso debochado-

Virei de frente rapidamente pronto para agradecer a quem fosse que me salvou daquele alfa.

"Obrigada" -Não ergui o olhar mas o cheiro me era muito familiar-

"Não à de que. Tome cuidado não ande sozinho na rua" -Acenei com a cabeça e ergui o olhar arregalando-os em seguida-

Abri e fechei a boca várias vezes mas nada saia e aqueles olhos profundos apenas me encaravam profundamente

"J-Jungkook.." -Subitamente olhei para suas mãos não vendo ali nenhuma aliança-

O alfa seguiu meu olhar e pareceu entender o que eu pensava

"Eu não casei"

.

.

.

Sentados em silêncio era assim que estávamos na margem do pequeno lago enfeitado por luzes coloridas. Após o pequeno momento constrangedor o alfa apenas pegou minha mão e me guiou até esse lago enquanto eu tentava organizar meus pensamentos

"Você disse que não casou.. mas Eunchi diz o contrário" -Depois de minutos em silêncio decido dar o ar da graça-

"Eu reneguei aos bens do meu pai, então o contrato de casamento foi desfeito"

"E porque fez isso?"

"Porque eu não queria aquilo pra mim. Eu não queria um Império, não queria chegar em casa e dar de cara de com alguém que eu não amasse. Eu cresci mas ainda tenho sonhos de criança, ainda acredito no amor verdadeiro e na felicidade eterna"

Olhei para a água parada e apenas via meu reflexo borrado pela água

"Kyungsoo esta aqui também"

"Eu sei"

"Vocês mantém contato não é?"

"Sim"

"E você é amigo do Taehyung"

"Sim. Eu o conheci a pouco tempo"

"Se afaste dele"

"E porque eu faria isso?" -Virou-se pra mim e minha atenção foi para ele-

"Não quero que faça dele seu boneco como fez comigo. Amigos, confiança, amor e abandono. Um passo você ja deu falta so mais três"

O alfa respirou fundo e sua irritação ja dava sinais

"Eu te abandonei"

"É a segunda vez que ouço isso hoje e é a segunda vez que eu não acredito nisso hoje. E sinceramente eu nem deveria estar aqui" -Levanto impaciente e o alfa repete meu ato mas dessa vez segurando meus ombros olhando fixamente em meus olhos-

"Jimin eu sempre estive ao seu lado. Todos esses anos eu nunca sai do seu lado. Sempre te observei, todas as noites fico do lado da sua janela ouvindo você cantar baixinho. Eu não te abandonei. Eunchi sempre foi um pé no saco mas eu sempre deixei bem claro pra ela nunca te encomodar. Jimin…" -encostou sua testa na minha e pela segundo vez no dia eu estava chorando- "Eu sempre tive você no meu coração e desde sempre eu quis você. Eu reneguei minha família e renego a tudo que for preciso pra você ficar comigo, eu te amo Jimin não finja que eu não existo ou que eu sou um monstro, sei que não mereço seu perdão agora, mas eu te peço para que não me afaste ou me odeie, eu quero além do seu amor seu perdão e farei o que for preciso para te-lo"

.

.

.

Jungkook me acompanhou até a casa dos Jung e em frente a essa estava Kyungsoo de braços cruzados

"Onde estava?" -Sua expressão fechada entregava o quanto ele estava irritado-

"Você não é meu diário então não preciso te dizer onde fui ou o que eu fiz" -Passei pelo beta indo para porta-

"Ele estava comigo" -Jungkook falou e o Beta pareceu ficar aliviado-

"Deveria dizer onde vai, se algo acontecesse não saberíamos de nada"

Dei de ombros e entrei na casa sentindo um cheiro delicioso de chocolate quente

"Tio Jimin" -Chanyeol pulou em meu colo feliz enrolado em um cobertor- "A tia fez chocolate quente"

"E será que está bom?" -Fui em direção a cozinha com o pequeno ainda no colo- "olha mas se não é o Yoongi"

O beta estava sentado todo sujo de chocolate segurando um pote onde tinha pedaços de chocolate

"Não enche Jimin" -Revirou os olhos-

"Para de reclamar" -Baek que estava do seu lado comendo tranquilamente um morango falou-

"Como chegou nessa situação?" -Sentei com o pequeno no colo e aproveitei a distração do Beta para pegar o pote com chocolate das mãos dele-

"Ei!" -Tentou pegar o pote de novo mas deixei longe do seu alcance e o beta cruzou os braços- "Esse ômega não parava de ficar me encomodando pra fazer chocolate quente" -Baek deu a língua e o beta revisou os olhos-

"Pensei que Eungi tivesse feito" -Comi tranquilamente o chocolate junto com o pequeno ômega-

"Ela fez mas eu dei meus toques mágicos. Meu grãfinale" -Fez uma expressão de convencido-

"Não vou tomar" -ditei rápido e o beta desfez o sorriso me olhando com cara de tacho-

"Sobra mais pra mim"

"Que seja" -Ri-

"Jimin eu quero falar com você um minuto" -Kyungsoo entrou na cozinha sorrindo como se não tivesse tendo um ataque e raiva a minutos atrás-

"Claro…" -Deixei Chanyeol sentado no colo do Baek que a todo momento apertava as bochechas do menor-

Subimos para o quarto e quando chegamos neste sentei na cama olhando sem expressão para o beta

"O que quer?"

"Explicar"

"Explicar o que? O motivo de ter cido um filha da mãe?"

"Isso também" -Sentou-se ao meu lado- "Quando eu fiz dezenove anos eu descobri que eu era um Beta Lúpus, a senhora que me cuidava entendia sobre isso e antes dela morrer ela disse que eu precisava fugir antes que pessoas más me encontrassem, eu não sabia do que ela estava falando até o dia em que eu vi um ômega ser morto por homens de preto num beco próximo a minha casa, alguns dias depois eu soube que aqueles homens queriam me achar e me levar pra um laboratório, o ômega que eles mataram era meu colega, ele tinha ido até minha casa ver como eu estava e depois que saiu foi parado por aqueles homens que queriam saber onde eu morava, ele não falou nada e foi morto, eu não queria que mais ninguém morresse por minha causa, então eu fui embora pra Busan, se eu falasse pra você onde eu estava seria perigoso pra você, então por todos esses anos eu apenas tenho me escondido, eu reencontrei o Jungkook quando ele estava perdido na floresta fugindo dos seguranças do pai dele, desde então ele mora comigo e nós nos protegemos como podemos" -Suspirou ao finalizar a fala e eu permaneci em silêncio digerindo as informações. Eu sabia que ele estava falando a verdade, pois eu olhei em seus olhos e ali não havia indícios de mentira-

Escorreu pela bochecha do alfa uma lágrima solitária e no mesmo instante ele a limpou

"Desculpa ter fugido. Mas eu não queria que nada de ruim acontecesse a você, eu não me importo que algo ruim aconteça comigo, contanto que nada de ruim acontessa com você eu ficarei feliz" -Abaixou o olhar claramente abalado-

"Quando você foi embora eu fiquei triste, não com raiva, pois eu me apaixonei por aquele beta que sempre segurava minha mão quando eu precisava é sempre me abraçava quando eu chorava. Eu não te odeio Kyungsoo se é isso que acha. Eu apenas fechei meu coração" -Voltou a me encarar-

"Então me deixa abri-lo de novo"

"Sabe que não podemos… sabe muito bem que isso não é o certo. A única verdade que eu você temos é que não podemos ficar juntos… nem Deus permitiria isso" -Falei baixo lembrando de algo que a anos atrás levou como água qualquer esperança que tínhamos de ficar juntos-

"Não importa o que aquele papel tinha escrito. Não podemos deixar que um pedaço de papel decida nosso futuro"

"Aquele pedaço de papel contém nossa realidade kyungsoo! Não podemos fechar nossos olhos para aquilo"

"Não precisamos fechar os olhos para isso, apenas não dar importância"

"Mas.. o Kai.. o Jungkook.. Isso não é justo"

"Eu sei que ainda o ama.. e sei que seu coração está confuso e acelerado agora. Mas eu sei esperar" -Se aproximou e segurou os lados de meu rosto- "Eu sei que ainda tem sentimentos por mim" -Apertei com pouca força seus braços e o beta sorriu selando nossos lábios de leve, apenas um contato simples sem malícia e nem desespero- "Quando seu coração escolher, qualquer que seja sua decisão, eu sempre ficarei ao seu lado e você sabe disso" -Disse após separar o contato-

"Eu… também sempre ficarei ao seu lado.. hyeongje"


Notas Finais


Yakisoba* é um prato de origem chinesa, que se popularizou no Japão, cujo nome significa, literalmente, "macarrão de sobá frito
the neighboourhood*é uma banda americana de rock alternativo formada em Newbury Park, Califórnia em 2011(ESCUTEM VOCÊS VÃO AMAR)
♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡
Olha não sei se ficou como vocês esperavam mas é isso kkkkkk
O que será que está escrito no "papel" que eles falaram hein? Só os fodasticamente fodas vão saber kkk eu dei uma colher de sopa ali kkkk
Calma... é Jikook mas eu adoro drama kkk aqui é só menção do Jimin com Kyunggie, pode ser que tenha mais menções mas será Jikook deixando bem claro antes que vocês me matem kkkkkk
Bom tem errinhos ali e peço perdão por isso kkk mas eu vou arrumar ♡
Bom se quiserem e tiverem sugestões para mim é so deixar nos comentários que eu irei amar♡
Críticas são bem vindas e se tiverem podem deixar ali que lerei todas♡
Mas por favor sem falar mal dos personagens por birra de Fandom ok?!
Tia dine ama vocês♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...